[Resenha] Uma Vez na Vida – Marianne Kavanagh

Uma história de amor, encontros e.... desencontros! Conheça Tess. Obcecada por roupas vintage, ela está sempre enrolada no emprego que detesta e em dúvida sobre seu namorado bonitão Dominic, que conheceu na universidade. Morando em um adorável apartamento com sua melhor amiga, Kirsty, ela poderia se considerar uma pessoa de sorte. Mas se sua vida é tão perfeita, por que ela se desfaz em lágrimas toda vez que pensa no futuro? Conheça George. Um músico brilhante que divide seu tempo entre brigar com os companheiros de sua banda de jazz e se preocupar com o pai doente. Mas ele sabe que a vida não é só isso. Deve haver mais alguma coisa. Algo especial. Tess e George são duas partes de um todo, almas gêmeas. Para a sorte deles, seus amigos em comum sabem que eles são feitos um para o outro. O problema é que eles não se conhecem e, sempre que a oportunidade aparece, a vida chacoalha os dois para longe. E agora? Se todos têm uma alma gêmea, como o destino faz para uni-los? Acompanhe a história divertida e apaixonante de Tess e George durante uma década de encontros malsucedidos, frustrações românticas e uma dúzia de recomeços. Uma vez na vida é uma comédia romântica moderna e inteligente sobre amizade, destino e oportunidades perdidas e reconquistadas!
Romance || 288 Páginas || Cortesia Editora Única|| Skoob || Compare & Compre || Classificação: 4/5
Uma vez na Vida me surpreendeu completamente. Com uma escrita despojada, um cenário inebriante, uma teoria clichê mas um desenrolar atípico, a autora encanta e envolve o leitor em uma história de amor bela e tocante. Ao abordar o mito das almas gêmeas – duas metades separadas que anseiam por se reencontrar – a obra nos leva a refletir a respeito dos verdadeiros pilares do amor: o respeito, o apoio sem medida, o riso sem controle, e o olhar que vale mais do que qualquer palavra. Sem contar que, ao tratar de assuntos típicos do nosso dia a dia como as dúvidas profissionais, os relacionamentos de conveniência, a vida levada e não vivida, e o desfalecer dos sonhos, a narrativa se torna real ao ponto de permitir que nos enxerguemos nos personagens principais; afinal, assim como eles, quantos de nós ignoramos o chamado de nossos corações pela insegurança gerada pela razão? Quantos de nós não nos damos conta da necessidade de lutar pelo que acreditamos? Ou ainda, quantos de nós não percebemos que só seremos felizes ao realizarmos nossos sonhos?
“Até eu conhecer você, tinha me esquecido de quem eu era. Tinha desistido de tudo que era importante para mim. Tinha deixado de lutar pelo que eu acreditava, mas você mudou tudo isso.”
Tess e George estão quase sempre no mesmo ambiente: eles possuem amigos em comum, compartilham viagens mesmo sem saber, se trombam em eventos sociais, e são ‘quase’ apresentados em inúmeras festas. Contudo, por mais que seus amigos tentem, eles nunca se encontraram. O fato é que Tess e George são almas gêmeas (pelo menos é o que todos dizem) separadas pelo destino e presas em vidas destoantes: enquanto ela está em um relacionamento sério desde a faculdade e em um trabalho fixo desde quase o mesmo tempo, ele está perambulando – sem nada que o prenda em um único lugar – pelos bares em busca de sucesso e do reconhecimento de seu talento musical. Com o passar dos anos e com o caminhar de suas vidas eles se distanciam cada vez mais, porém na mesma medida fica ainda mais óbvio que eles precisam um do outro, que suas almas reconhecem que lhes falta algo (ou alguém) para completar sua existência. Por isso, mesmo sem saber, a cada dia Tess deseja George da mesma maneira que ele a deseja; ambos com uma vontade de mudar, de sonhar, e de ter coragem suficiente para ouvir os anseios de seus corações.
O mais legal do livro é que a narrativa varia entre o ponto de vista da Tess e do George, o que nos permite observar quantas vezes eles se encontram e desencontram – o destino realmente está trabalhando em uni-los mas eles estão focados demais para enxergar os sinais! Assim, ficamos aflitos ao perceber que por baixo das aparências eles não estão plenamente felizes, e que o verdadeiro amor está muito próximo, logo ali, na poltrona ao lado. Nesse meio tempo acompanhamos como eles sofrem profissionalmente e emocionalmente, não se encontrando no emprego e muito menos acertando em seus relacionamentos (que parecem certos, mas no fundo não são). E é nesse momento, entre altos e baixos, que somos convidados a refletir a respeito do que queremos da vida, de quais são nossos sonhos e, principalmente, do que é o amor. E eu realmente adorei isso.
Além das mensagens, dos valores, dos desencontros e das narrativas paralelas desses personagens, também temos a descrição de um romance extremamente fofo. Quando finalmente Tess e George se encontram as circunstâncias não são animadoras, por isso o romance não é físico ou carnal, ele é apenas sentimental, ligado muito mais a detalhes e a memórias do que a vivência diária. O que quero dizer é que o amor está nas minúcias da vida desse casal, no tempo passado longe, no primeiro olhar compartilhado, na sensação de que tudo entrou nos eixos, e na certeza de que você encontrou o que estava procurando – por isso é impossível não amar esse amor narrado, ainda mais por ele ter jeito, cheiro e som de amor verdadeiro.
“Se eu estivesse com você, pensou George – a realização chegando até ele com tal clareza que ficou cego com o seu brilho –, minha vida mudaria completamente. Você compreende. Não tenho que lutar para explicar. Você já está ali, me encontrando na metade do caminho.”
Eu ri, me emocionei e realmente me envolvi com a história. Minha única queixa é a uma particularidade na escrita da autora: a união de pensamentos com conversas e os diálogos marcados com aspas e não travessões. Não vejo isso como um problema, contudo demorei a alavancar meu ritmo de leitura por achar essas peculiaridades um tanto quanto confusas. Confesso até que pensei que não conseguiria me envolver com o livro, mas de fato não demorei muito para mergulhar completamente nessa história.
Sem dúvida nenhuma recomendo o livro para os românicos de plantão – aqui não temos uma história perfeita, melodramática e instantânea, apenas um livro sobre o amor e suas verdadeiras facetas.
“As pessoas sempre dizem você é jovem demais, que ainda não se conhece. Mas não dá pra controlar quando é que você vai encontrar sua alma gêmea. Se tiverem sorte, vocês se descobrem cedo. E se isso acontecer, vocês têm mais tempo para passar juntos. Vocês têm a vida toda para poder se conhecer.”
Book Trailer •









Participe Aqui

27 comentários:

  1. que legal esse livro , amei o video , fiquei bem curiosa , com certeza este livro vai está na minha lista :*

    ResponderExcluir
  2. Não achei a capa do livro bonita, nem a sinopse me atraiu, agora lendo a resenha continua nao me atraindo... :(
    será que é pq nao acredito nessas coisas de destino? hahahahahahhaa

    ResponderExcluir
  3. Oi, Paola
    Adorei a sua resenha. Que legal, um livro sobre alma gêmeas. Deve ser muito romântico. Adoro quando os capítulos são alternados entre os personagens. E como sou uma romântica de plantão, sei que vou gostar.

    ResponderExcluir
  4. ah, parece ser uma história linda!
    adoro romances, então aposto que irei gostar deste!
    também detesto esses livros onde não há travessão nas falas. fico bem perdida =/

    ResponderExcluir
  5. Oi Paola, tudo bem?
    Adorei a resenha e a história desse livro... Estou sentindo falta de ler um romance que fale mais de sentimento e menos de atração! Já entrou para minha listinha!
    Beijos, Bru
    www.sobrelivroseetc.com

    ResponderExcluir
  6. Nossa parece muito lindo o livro, a historia parece muito envolvente, e ja entrou na minha lista pra ler, com toda certeza Amei a resenha e o vídeo, isso só me fez ficar mais interessada pelo livro!! Bjos

    ResponderExcluir
  7. Nossa parece muito lindo o livro, a historia parece muito envolvente, e ja entrou na minha lista pra ler, com toda certeza Amei a resenha e o vídeo, isso só me fez ficar mais interessada pelo livro!! Bjos

    ResponderExcluir
  8. Oláá, Pah!
    Tava esperando a resenha desse livro, haha.
    Já que ele está na minha lista de desejos, preciso ter certeza de mantê-lo lá. Bom, e tive essa certeza! Achei a história bem bonitinha :)
    E adorei o fato da narrativa ter dois pontos de vista. Assim posso entender tudo melhor! Mas esse negócio do diálogo com aspas... Bem, eu faço um esforço, porque sei que vai compensar.

    ResponderExcluir
  9. Oi Pah!
    Eu adorei a capa desse livro e talvez eu o leia, quem sabe? Adoro romances!
    E sua resenha está incrível!
    Beijos e até mais,
    Ana.
    http://www.umlivroenadamais.com/

    ResponderExcluir
  10. Sempre que eu leio alguma resenha sua, eu fico pensativa. Se só com a resenha, já fiquei assim, imagina com o livro? Realmente me encantei pelo livro, porque além de ser um romance onde envolve almas gêmeas e tudo mais, nos mostra o amor em si, não como uma história melodramática ~como você disse~

    ResponderExcluir
  11. parecer ser incrivel! quero ler agora haha e parabens pelo blog cada vez mais lindo <3
    withanny.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Paola
    tudo bem?
    Nossa, que resenha!!!!Coo você escreve bem, não sei qual é a sua profissão, mas você tem talento para ser autora de livros ou jornalista. Fiquei impressionada.
    Sinceramente, desde que vi o lançamento desse livro, eu o coloquei imediatamente na minha lista de desejados, não sei, bateu. Mas depois da sua resenha, nem sei o que falar, não vou falar nada, pois você já disse tudo.
    Adorei, sinceramente, invista em você.
    Beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Amo essas histórias, tipo Vaclav e Lena, Bela Maldade, talvez Eco dos Mortos. Acho que o que tem em comum entre elas e Uma vez na vida, é o fato de estar passando para o leitor uma história completa sobre a vida do personagem, ou sobre os romances que eles tem. Gosto desse clichêzinho kkkk
    Beijos!
    Bela resenha.

    ResponderExcluir
  14. Nossa Pah, em princípio não daria nada por esse livro, mas amei a resenha. Gosto de livros que trazem uma carga de realidade e demonstram a beleza do amor, não se limitando ao amor romântico. Vou colocá-lo na listinha com certeza. Valeu a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  15. Eu não conhecia o livro, mas gostei bastante da ideia da história. Certamente esse livro será uma das minhas próximas leituras, e sua resenha só me deixou mais curiosa para ler. Parece ser uma leitura rápida e agradável, e gostei bantante da sinopse do livro, gosto de ler livros assim para me distrair e ''Uma Vez na Vida'' parece ser legal, apesar de não acreditar muito em alma gêmea!!

    ResponderExcluir
  16. Não vejo muitos livros da Editora Única, mas esse sem dúvida alguma chamou a minha atenção. Sua resenha me deixou com vontade de ler o livro o mais rápido possível, amei!! Amo também quando postam o booktrailer *-*

    ResponderExcluir
  17. Não vejo muitos livros da Editora Única, mas esse sem dúvida alguma chamou a minha atenção. Sua resenha me deixou com vontade de ler o livro o mais rápido possível, amei!! Amo também quando postam o booktrailer *-*

    ResponderExcluir
  18. Oi Pah!!

    Ahhhh... Adorei!! :D
    Poxa.. *-*
    Parece ser um livro perfeito pra mim, porque já vivi algo parecido. Nossa... é demais!! Vou ler, com certeza. :)
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  19. Oi, amei a resenha. Achei Uma Vez na Vida um livro surpreendente. Não gostei muito da capa, mas a sinopse estava chamando minha atenção e não consegui descansar enquanto não o li.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oi, amei a resenha. Achei Uma Vez na Vida um livro surpreendente. Não gostei muito da capa, mas a sinopse estava chamando minha atenção e não consegui descansar enquanto não o li. Em geral, não gosto muito de livros que falam sobre ''almas gêmeas'' mas amei esse livro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Parece ser um livro perfeito pra mim!! Apesar de não ter gostado da capa, gostei muito da história. Estou precisando mesmo ler um romance bem fofo e divertido. Esse parece ser uma ótima pedida!

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  22. Que livro interessante, parece ser um lindo romance. Gosto muito de estórias com almas gêmeas e é muito interessante o enredo deste livro, me deixou curiosa para saber como será o desenrolar deste romance e a ajuda do destino em unir os dois. Vou adicioná-lo á minha lista. :)

    ResponderExcluir
  23. Eu sou loucaaaaaaa por um romance! Gostei da sua crítica construtiva a respeito da escrita!
    Não incluí esse na minha lista de queridinhos pq ela já tá muito extensa, senão teria incluido!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Não é exatamente meu gênero de livro favorito, mas gostei da sua resenha e fiquei com vontade de ler a obra. É bom quando o autor sabe reinventar um pouco o clichê, algo que tem tudo a ver com esse gênero.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

    ResponderExcluir
  25. Parece ser um livro lindo, mas não para o meu momento atual, essa coisa toda de romance me deixa muito "abalada", eu amo ler romances, não entenda mal, mas quando não é o momento certo fico mais "abalada" no sentido negativo mesmo. Claro que quero ler o livro, mas no momento certo, para poder desfrutar plenamente da leitura. =)

    ResponderExcluir
  26. Sua resenha tá ótima mas não me interessei muito. Repetindo, a capa conta demais pra mim kk, e essa não me chamou atenção.

    ResponderExcluir
  27. Adorei sua resenha .
    Eu acho muito linda essa capa ,é bem simples ,mas eu amo a cor azul ,então só por isso já me conquistou ,mas a sinopse tmb é legal ,bem que eu queria ler um romance no momento.

    ResponderExcluir