junho 24, 2014

[Resenha] A Aposta – Rachel Van Dyken

Kacey
deveria ter fugido assim que ouviu essas palavras do milionário Jake Titus. O
amigo de infância que Kacey não via há anos é hoje um dos homens mais poderosos
e cobiçados de Seattle. E ele precisa de um favor dela: que ela finja ser sua
noiva em uma viagem para visitar a avó Nadine, que está muito doente. Kacey
aceita sem hesitar, afinal, o que poderia acontecer em apenas quatro dias? Mas
o que ela não esperava era reencontrar Travis, o irmão mais velho de Jake,
Quando mais novo, ele adorava perturbar Kacey: já incendiou uma boneca, colocou
uma cobra em seu saco de dormir. Por isso, recebeu dela o apelido de “Satã”.
Mas depois de tantos anos, Kacey se vê diante de um homem lindo, por quem se
apaixona no momento em que vê o seu sorriso. O que ela não sabe, no entanto, é
que os dois irmãos haviam feito uma aposta quando eram meninos: quem se casasse
com Kacey receberia um milhão de dólares. Em “A Aposta”, da autora best-seller
do New York Times Rachel Van Dyken, Kacey terá que descobrir qual dos irmãos é
o cara certo e fazer sua escolha. Essa é a única certeza que lhe resta.

Romance Contemporâneo || 288 Páginas
|| Cortesia
Suma de Letras|| Skoob || Compare & Compre || Classificação: 4/5
A Aposta é o tipo de livro que, em uma primeira
impressão, engana o leitor, afinal a capa, o título e a sinopse vendem algo que
a obra não é: um triângulo amoroso clichê e previsível. Logo nas primeiras
páginas percebi que havia me iludido com a trama, que a história era mais do
que dois irmãos irresistíveis envolvidos com a mesma mulher. E de fato, com o
avançar da leitura, percebi que a autora soube inovar e ganhar o leitor ao
descrever um romance previsível, mas ainda assim encantador e digno de suspiros
– E tudo isso sem apelar para cenas eróticas e/ou para uma mocinha confusa que
precisa escolher entre dois homens praticamente perfeitos. Assim, em meio a
tantas histórias parecidas, a infinitos personagens semelhantes, e a triângulos
amorosos repetitivos, a
Rachel Van Dyken foi
capaz de transformar os clichês e dar vida a um casal divertido, envolvente e,
de certa forma, inusitado.


A trama gira em torno dos
irmãos Travis e Jake, e da relação de ambos com a Kacey. Desde pequenos eles
formavam um trio e tanto: Travis, o mais velho, puxando os cabelos da garotinha
assustada, Jake protegendo e apoiando Kacey, e ela correndo do irmão mais velho
em disparada para os braços do irmão mais novo. O fato é que, por anos Travis a
atormentou de todas as maneiras (chiclete no cabelo, pedradas, répteis nojentos,
e coisas desse tipo), enquanto Jake esteve sempre ao seu lado, confortando-a.
Com o passar dos anos a amizade infantil deu lugar à paixão, e quando menos esperavam
Jake e Kacey se envolveram amorosamente. O problema? Jake sempre foi um grande mulherengo,
e assustado com a perspectiva de perder sua melhor amiga resolveu conter seus
avanços amorosos (de uma maneira digna de uma cafajeste, se me permitem dizer),
o que os afastou e esfriou a amizade que compartilharam por anos. Agora, após
algum tempo, Jake precisa de um favor, Kacey não poderá resistir ao pedido do antigo
melhor amigo, e como consequência dessa escolha Travis vai voltar a
atormentá-la, mas de uma maneira completamente diferente .
O que mais gostei na história foi a surpresa
de quem era o verdadeiro mocinho da trama. Entre Jake e Travis eu, antes mesmo
de avançar na leitura, já havia determinado quem era o bad boy entre eles e consequentemente
com quem a mocinha ficaria – afinal é sempre o bad boy, o triste menino
perdido, o escolhido das heroínas. Desta forma, imaginem o meu espanto ao
descobrir que o foco não estava no bad boy e sim no verdadeiro herói da
narrativa, no irmão de bom coração que sempre amou a garota e que nunca teve
coragem de assumir seus sentimentos. Assim, o ponto central da trama não é qual
dos irmãos a protagonista escolherá, mas sim a segunda chance dada ao mocinho, a
oportunidade dele provar para ela, de uma vez por todas, que sempre a amou, que
ela sempre foi sua primeira escolha. Pois é, não temos nada de uma grande
aposta e de dois irmãos competindo entre si, pelo menos não da forma como a
sinopse aparenta.

Quantas pessoas poderiam dizer isso de fato? Que, pela vida toda, a única
pessoa com quem queriam passar a eternidade nunca havia mudado nem hesitado.
Ela. Sempre fora ela. E ele ia lhe mostrar o quanto a amava.

Passada a surpresa vi que o livro é, antes de
mais nada, um romance fofo e contagiante. O fato do casal já se conhecer e
compartilhar uma história juntos torna o desejo compartilhado entre eles muito
mais aceitável e romântico, sem contar que o mocinho, por sempre ter amado
Kacey, conta com a ajuda de uma vovó muito esperta e perspicaz (que sem
dúvidas é uma das grandes figuras do livro) para conquistar o verdadeiro amor
da sua vida, o que faz com que ele também nos conquiste, provando que um
mocinho pode ser atraente e ter pegada sem precisar ser um “antigo canalha”. Outro
ponto positivo é que o romance é utilizado como meio de transformação dessa família,
da união desses dois irmãos que se deixaram separar pelos altos e baixos da
vida.

– Droga, vovó – murmurara. – Essa garota nunca foi minha pra eu poder
desistir dela.

Temos então romance,
conquista, muito bom-humor, personagens cativantes, e um final digno de “e
viveram felizes para sempre”. Não se trata de uma obra poética, de um amor que
atravessa as fronteiras do tempo, ou de uma narrativa dramática e emocionante,
muito pelo contrário, é uma escrita leve, despretensiosa, que diverte e entretém
o leitor que aprecia esse tipo de livro, que – assim como eu – gosta quando os
clichês são utilizados para criar histórias românticas no melhor estilo sessão
da tarde.

– Onde você esteve por toda a minha vida? (…) – Estive em casa,
esperando por você.

Sobre a Série
A Aposta é o primeiro volume da trilogia “The Bet”,
composta pelos livros: A Aposta, The Wager, e The Dare. Tais livros estão
entrelaçados graças aos laços familiares compartilhados pelos protagonistas de
cada história, contudo cada obra narra o envolvimento amoroso de um casal
diferente. No Brasil apenas o primeiro livro foi publicado.







Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

59 Comentários

  • Anônimo
    29 junho, 2018

    Quando li a sinopse achei que seria um livro romantico e divertido… Mas confesso que me decepcionei. Os personagens são extremamente imaturos, dramáticos e o comportamento deles é fora da realidade! A narrativa é ruim, parece até fanfic, e deixa muitas pontas soltas, e alguns partes da história são mal exploradas. Sem falar que toda a história se desenrola em 3 dias, no máx. Sério… As pessoas não se apaixonam e resolvem se casar em 3 dias. Me senti bem iludida pela sinopse, pois vende uma história que tinha potencial de ser bem melhor. Enfim, não recomendo.

  • viviane cantuario
    08 setembro, 2015

    Eu comecei de ler e estou amando. A autora foge totalmente da velha historia da mocinha se apaixonar pelo badboy(nada contra essa historia, porque são umas das minhas favoritas)e isso é otimo. Adorei a resenha, tava um pouca insegura para ler a historia, mas a sua resenha me ajudou. Obrigado!

  • caroline
    04 julho, 2015

    Esse livro dá pra ler em 1 dia de tão fluído que é a leitura. Adorei o Travis, apesar de "não ser um triângulo amoroso" gostei mais dele no inicio.
    Espero que eu mude minha opinião em relação ao Jake quando ler a história dele.
    Começando uma relação com mais um Travis literário rsrsrs

  • Jayhana De Nardi
    29 maio, 2015

    Euuuuuuuuuuuu ameeeeeeeeeeeeeeei esse livro, li ele em uma noite. *—*
    Simplesmente perfeito, um romance que te prende do começo ao fim, você fica naquela expectativa toda de com quem ela ficará.
    E confesso também me surpreendi com o rumo da história, mas amei amei o final, a avó dos meninos é muito engraçada, e entre muitas risadas, algumas lagrimas também saíram. rsrs

    http://jayhanadenardi.blogspot.com.br/

  • Anônimo
    18 janeiro, 2015

    Eu simplesmente adorei o livro. Me apaixonei pelo Travis…afinal quem não se apaixonaria?..
    E ri horrores.. perecia uma louca rindo sozinha em casa.
    É um romance leve, divertido e muito bem inscrito.já quero ler os proximos livros.

  • Aminaide
    16 janeiro, 2015

    NÃO TEM COMO DESCREVER ESSE LIVRO, A NÃO SER: FANTÁSTICO. LEIAM E IRÃO CONCORDAR. É DEMAIS. O TRAVIS É O HOMEM QUE TODAS AS MULHERES PRECISAVAM TER NA VIDA.

  • Anônimo
    24 setembro, 2014

    Eu simplesmente ameeei o livro, mesmo <3
    Sem palavras.
    Ps. Quero o Travis pra mim!
    Bia

  • Anônimo
    24 setembro, 2014

    Eu simplesmente ameeei o livro, mesmo <3
    Sem palavras.
    Ps. Quero o Travis pra mim!
    Bia

  • Nat
    30 julho, 2014

    Pah, acho que aparece no segundo livro. Não lembro de mais ninguém além deles na história do primeiro não.
    Só a amiga dela, que está no segundo.
    Se realmente tiver essa pessoa, eu tenho a pior memória do mundo. kkkk

  • Nat
    28 julho, 2014

    (Contém Spoiler) Quando eu vi o livro e li a sinopse, fiquei super interessada em ler. Dois irmãos "brigando" pela mesma mulher? Triângulo amoroso!?!? ADOROOOO!
    Inclusive, um dos meus filmes favoritos é Enquanto Você Dormia ( Sandra Bullock, Bill Pullman). Não rola exatamente um triângulo amoroso, mas o filme é maravilhoso.

    Mas voltando ao livro…
    Comecei a ler e confesso que de início, achei a Kacey bem chatinha.
    Só comecei a gostar do livro mesmo (e dela), quando ela reencontrou o Travis.
    Amei o desenrolar da história dos dois. A parte em que eles viram o filme, o brunch, foi tão perfeito!!
    Mas confesso que fiquei meio decepcionada pela história do Jake não ser melhor desenvolvida.
    Em vários momentos do livro, pareceu que ele estava arrependido e que ia lutar pela Kacey. Aí do nada, ele sumia de novo sem fazer nada.

    Achei que teve, como em todo livro, muita "encheção de linguiça" que poderia ter sido muito bem substituída por coisas mais interessantes.
    Ok. Não foi tanta encheção de linguiça assim, até porque o livro tem apenas 285 páginas.
    Mas tiveram certos momentos em que a história ficava meio: "sério? De novo?"

    Pensei que os paparazzis que o Jake contratou fossem ter mais peso na história, que o próprio Jake fosse ter mais peso.
    Pelo que entendi no início da leitura, ele mesmo não sabia que o irmão era louco pela Kacey.. aí já no final do livro, o cara sabia de tudo?
    Em certos momentos, me parecia que eles já tinham uns 27 anos. Um era presidente de uma empresa, o outro tinha um rancho. Sei lá. Não imagino eles com 22 anos sendo assim.
    Por outro lado, a Kacey e o Travis tinham umas atitudes bem infantis e parecia que o mais maduro ali, algumas vezes era o Jake.

    E outra coisa que me incomodou bastante, foi a demora pra rolar o sexo entre eles.
    Não rolou no sofá.. ok. Eu entendo, seria cedo demais.. o livro ficou bem interessante.
    Mas depois não rolou no quarto, o que achei BEM surreal e seria perfeito se tivesse rolado ali. A cena estava toda tão perfeita e empolgante (ahahaha).
    Só que também não rolou no banheiro, na casinha da árvore, na grama, no sofá, no banheiro novamente (mesmo com o cara peladão)…
    Ahhh aquilo já estava me irritando.
    Acho que a escritora meio que deixou o momento passar. Quando finalmente rolou, eu já tinha até desanimado um pouco com o livro.
    O livro inteiro, eles estão CHEIOS de tesão pelo outro. Aí estão com a casa só pra eles e apesar de estarem praticamente pelados, resolvem ir comer, dar uma volta na cidade e mimimi?
    Não que eu quisesse um sexo selvagem logo na metade do livro.. haha
    Mas acho que a Rachel podia ter deixado essa tensão por mais um tempo e quando fosse rolar novamente, rolasse pra valer. Que antes do rala e rola, a autora fosse colocando outras interações entre eles, entre o Jake também (dane-se. Me prometeram um triângulo amoroso e durante o livro ficou aquele "quero-não quero a Kacey"), mas é claro que no final, ela escolheria o Travis.

    E depois, quando eles chegam aos finalmentes aquele drama tosco de ele ficar chateado por não ter falado eu te amo antes de levá-la pra cama e tal..
    Honestamente, achei bem decepcionante e bobo o motivo dele de levantar da cama só pra ficar o mesmo drama do irmão.

    O que é uma pena, pois eu estava realmente AMANDO o livro.
    Ainda gostei, no geral. Mas fiquei com aquele sentimento de que o livro poderia ter sido MUITO MAIS do que foi.

    Já a autora, eu nunca tinha ouvido falar dela antes. Vocês tem algum outro livro dela para me indicar que seja MUITO bom?

    • Paola Aleksandra
      Paola Aleksandra
      28 julho, 2014

      Oi Nat, tudo bem? Esse foi o primeiro livro que li da autora, então não conheço outro dela para te indicar.
      Eu entendo seus pontos, e sabe o que acho? Que o problema está na sinopse. Porque, sério, o triângulo amoroso não é o foco da história, mas parece que eles quiseram vender como fosse.
      Já sobre o Jake, eu também achei que faltou mais dele na história, mas como a autora vai lançar um livro só dele (parece que ele vai ficar com a melhor amiga da Kacey!) deixei passar.
      Mas o legal é não desanimar, vai que o livro do Jake te agrada mais?

      Beijos

    • Nat
      28 julho, 2014

      Oi Pah!
      Sabe o que eu acho? Acho que a autora meio que se perdeu algumas vezes.
      A sinopse é claro, não ajudou nem um pouco, mas pareceu pra mim em alguns momentos, que a história iria tomar uns rumos diferentes.
      Como eu falei mais acima, no início ela mostra que o Jake não sabia do amor do Travis pela Kacey e depois no final do livro foi outro discurso.
      Em outros momentos, ela mostra um Jake pensativo, com ciumes.. Parecia que ia mudar.
      Mas se eu pudesse apostar, apostaria 1 milhão de dolares (hahaha) que a ideia de fazer o livro do Jake surgiu durante o desenrolar desse livro, então o final foi modificado para que ela pudesse fazer um livro só dele.

      De qualquer forma, o livro do Jake me interessou (droga! haha). Estou procurando pra comprar mas acho que ainda não lançou no Brasil.
      Você já leu?

      Beijos!

    • Paola Aleksandra
      Paola Aleksandra
      29 julho, 2014

      Oi Nat, é verdade, acho que em algum momento a autora mudou o rumo da história. Mas ainda assim, sou boba, adorei o romance, hahaha

      Então, ainda não tem o livro no Brasil, só em inglês. Não li, mas também estou curiosa! Você viu que é um trilogia? A irmã deles também vai ganhar um livro só dela 🙂

      Beijos

    • Nat
      30 julho, 2014

      Eu vi que era uma trilogia, mas não sabia qual seria a história do terceiro livro.
      Eles tem uma irmã? Não sabia disso 😮

      Vou ficar na ansiedade pra esse segundo livro chegar logo ao Brasil.
      Ainda não consigo ler livros em .pdf
      Baixei um que você provavelmente conhece, pois é super falado: Belo Desastre. Mas ainda não consegui ler.
      Vou acabar comprando a trilogia e indo à falência.
      São muitos livros pra pouco dinheiro! hahah

      Beijooos

    • Paola Aleksandra
      Paola Aleksandra
      30 julho, 2014

      Tem sim! E ela aparece no livro, não aparece? Ou eu estou ficando doida? rsrs Eu lembro do nome da protagonista, mas não consigo me recordar quem ela é. Tenho a vaga impressão dela na mesa de jantar com eles… Um, tenho que pesquisar.

      AH Belo desastre é ótimo! Meio intenso demais, mas ainda assim muito bom. Espero que goste 🙂

      E te entendo, realmente é muito livro pra pouco dinheiro, rsrs

      Beijos

  • Ana Carolina Alves
    05 julho, 2014

    Amo Clichês!
    Como os amo e sempre me deliciarei com eles, sem duvida, vocês verão…
    Bom, eu amo os clichês e só de saber que esse livro traz uma nova abordagem para o que seria um triangulo amoroso, me fascinou!
    Bom, acho que vou atualizar minha lista de leitura…
    Beijos e até mais,
    Ana.
    http://www.umlivroenadamais.com

  • Aline Ramos
    04 julho, 2014

    Eu tenho lido crítica excelentes sobre esse lviro (e a trilogia tb), pelo visto ele é fofo e bem construído..e o melhor de tudo pra mim (não é um trio chato e clichê), além disso vi que a trilogia era sobre outros personagens, assim eu adoro, pq é um livro pra cada casal..ebaaaa
    Ele etá na minha lista de desejados.Valeu pela dica, arrasou na resenha.
    bjs

  • Pamela Verdan
    02 julho, 2014

    Putz, fiquei interessada em ler, mas meu pavor de triangulos está me segurando. Vou passar para uma amiga ler e ai dependendo eu leio ahahha

  • Douglas Fernandes
    02 julho, 2014

    Tbm não sou muito chegado a esse tipo de livro, é uma série que nao tenho interesse de acompanhar, mas é bacana o tal do bad boy da historia nao ser o "foco" tem que dar uma mudada de vez em quando né.

  • Érika Rufo
    02 julho, 2014

    Já tinha visto esse livro por aí, mas a sinopse não tinha me interessado. Mas sua resenha me fez ficar muito interessada na história, que não tem nada a ver com a sinopse. Parece ser uma romance bem leve e gostoso de ler. Ele não estava nos eus planos, mas agora já está na minha lista de desejados.

    Beijos!!

  • Karina B.
    02 julho, 2014

    Oii Pah!
    Quero muito ler esse livro!
    Desde quando foi lançado fiquei com vontade de ler, mas confesso que pensei que era o clichê de sempre. E que surpresa boa saber que estava enganada! Fiquei com mais vontade ainda de ler!

    Beijos!

  • ♥ Sâmella Raissa ♥
    01 julho, 2014

    Oi, Pah!
    A sinopse realmente promete um daqueles triângulos amorosos previsíveis e, bem, indecisos até, mas, felizmente, você contrariou essas "expectativas" na resenha. Pela pouca descrição que você deu à respeito dos dois personagens, em uma outra ocasião eu já teria escolhido o meu preferido pela personalidade básica, mas com a sua citação de que essa escolha é diferenciada dos demais romances desse segmento, me vi com vontade de ler o livro só para descobrir quem, Travis ou Jake, será a escolha ideal de Kacey. ^_^ Ótima resenha, como sempre!
    Beijos…

  • Rayane
    30 junho, 2014

    Vi essa livro, mas não sabia do que se tratava, fiquei bem curiosa depois que li a resenha. Ao ler só a sinopse confesso que logo julguei a história, odeio romances previsíveis e isso é o que a sinopse transmite, mas sua resenha mudou minha pressuposição. Espero poder ler ele logo para conhecer a história e os personagens.

  • Anne Viana
    29 junho, 2014

    Ainda não li esse livro e já vi tantos comentários positivos que tô quase enlouquecendo aqui pra ter logo em mãos…vou ter que esperar ansiosamente pela Bienal 🙂

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/livroaoavesso

  • Raquel Pereira
    29 junho, 2014

    Eu achei a capa desse livro muito linda e a sinopse também é bem interessante. Adorei sua resenha e fiquei ainda mais curiosa pra ler o livro. Adorei a ideia de não ser o bad boy o grande herói da história.

    Bjok

  • Marcela Claret
    28 junho, 2014

    A capa me lembrou muito os livros do Nicholas Sparks (meu escritor favorito desde sempre e pra sempre ahahahha) mas depois da sinopse vi que nao tem muito a ver. Eu até daria uma chance pra esse livro, porem realmente nao é do tipo que eu gosto.

  • Daniela Pasquali
    28 junho, 2014

    Pelo visto, como a maioria das meninas o livro já me ganhou só pela capa. Depois de ler a sinopse imaginei que fosse ser o clichê triângulo amoroso e me interessei mais ainda. haha. Agora, ao ler a resenha fiquei com vontade de ler tipo: AGORA! Estou achando que vai ser o típico livro que me deixa com um sorriso bobo no rosto até dias depois de terminar a leitura! Preciso urgentemente. rsrs

  • Vanessa Llona
    28 junho, 2014

    Tem tudo pra ser um livro que eu goste.
    Gostei de saber sobre a surpresa de quem é o mocinho, gosto de passar a leitura toda passando de um pro outro.
    Quero ler.
    Bjs

  • Ruuh Gomez
    27 junho, 2014

    Eu já estava pensando em ler o livro, mas ao tudo parecia aqueles clichê's que é bem previsível com quem ela acabaria, e eu iria ficar perdida porque eu sempre sou a do contra no "romance" que envolve triângulos amorosos, sempre torço pelo cara que ninguém espera que ela fica. Mas acho que posso de fato dar uma chance ao livro, aliás não sei se vou gostar se não me arriscar, certo? Mas enfim suas resenhas são sempre bem complexas e da um gostinho de tipo EU QUERO ESSE LIVRO, SE NÃO EU MORRO e é isso que eu mais adoro, você já me convenceu á ler muitos livros que eu estava com um pé atrás.
    Sempre fui fã de triângulos amorosos, por eles terem mais obstáculos ( quer dizer, na base da medida certa, e não exagerado ) e eu tenho que confessar que como você disse a resenha da sinopse parece BEM diferente. Eu leio só fanfics que envolve esses tipos de apostas, nunca cheguei a ler de fato um livro, bom esse será meu primeiro, e eu cruzo os dedos pra que eu pelo amor de Deus eu não me arrependa.

  • Franciele Ferreira Silva
    27 junho, 2014

    Pah, que resenha envolvente.
    Este livro já havia me chamado atenção pela capa e por ser romance (estou nessa fase). Depois com a sinopse fiquei muitoooooooooooo curiosa e confusa, super ansiosa em tê-lo imediatamente. Agora, a resenha vem, me confunde entre "", e me deixa completamente apaixonada pelo livro. Estou louca para devorá-lo e descobrir a ideia mirabolante da vovó (pelo que entendi foi dela), e vivenciar junto com os personagens o desenrolar da história..
    Super, mega apaixonada…..

    Bjsss Pah

  • Renata Sales
    27 junho, 2014

    Quando vi a capa achei que ia ser uma coisa meio Nicholas Sparks, por isso nem curti tanto. Mas adorei sua resenha. Gosto muito de histórias que tenham apostas envolvidas e esse parece ser bem o tipo de livro que eu ia me deliciar lendo.

  • João Victor Muniz
    27 junho, 2014

    A princípio achei clichê (essa coisa de a namoradinha de mentirinha), mas com essa aposta dos irmãos deixou a história bem mais interessante, também colocou a Kacey numa saia justa! Outra qualidade bem explorada foi a questão de o mundo dar voltas,ou seja, seu perturbador em outros tempos se tornou um cara que lhe despertou sentimentos!

  • Tamires Fernanda
    27 junho, 2014

    A sinopse é totalmente diferente da historia, foi o que já tinha ouvido a minha amiga dizer.
    Já achei essa capa linda e com essa sua resenha já vou encomendar o meu, rsrs.

    Abçs Pah 🙂

  • jennifer luna
    27 junho, 2014

    Ameeei tua resenha , a historia e otiina , de uma mulher q tem q escolher entre duas pessoas cujos irmaos :0 :0

  • Oliveira
    27 junho, 2014

    Parece ser uma escrita que prende o leitor mesmo sendo uma sessão da tarde, e creio que seja por isso mesmo. Nossa, a sinopse aponta para outra coisa realmente e a capa também.

  • Anônimo
    26 junho, 2014

    Eu adorei o livro já de cara, pela capa. Estou com muita vontade de lê-lo. Adoro triangulos amorosos e como você citou, é uma história previsível, mas eu também adoro clichês. Então acho que vou gostar, bjs

  • Sika Gennargh Pelegrino
    26 junho, 2014

    Olha, sinceramente eu não dava nada pra esse livro! Pra mim seria uma leitura horrível!
    Mas a resenha me cativou, fez querer conhecer a infância do trio e descobrir pra qual dos dois irmãos Kacey vai dar uma segunda chance, afinal ambos fizeram mal à mocinha.
    Já tava meio que surtando quando vi três livros, mas ainda bem que são só entrelaçados! Haha. Dinheiro não dá né? Kkkkkk

  • Segredos em Livros
    26 junho, 2014

    Oi Pah, ainda estou em dúvidas se compro esse livro ou não. Como você mesmo falou a capa e a sinopse enganam muito bem. Mas e a história né?! Não sei o que pensar mesmo. Ainda assim, acredito que a sua resenha me convenceu. Estava procurando mais informações sobre esse livro agora e me deparei aqui. Vou ler sim =D Beijos, Fê

  • Rayme
    26 junho, 2014

    logo de cara dá para perceber o quão clichê o livro é né… hehe
    fã de clichês que sou, estou bem curiosa para conhecer está série… espero não me decepcionar 😛
    bem típico de sessão da tarde mesmo!!!

  • Oi Paola,
    estou paquerando esse livro faz um tempo. Adorei sua resenha. Deve ser a minha próxima leitura.
    Bjs, Fernanda

  • Vitoria Bastos
    25 junho, 2014

    Oi Pah, tudo bem?
    Eu tenho este livro, e estou doida para ler. Me disseram também que ele é muito engraçado.
    Nossa, eu não sabia mesmo que era uma trilogia, porém livros independentes né? Ufa… Depois da sua resenha fiquei com mais vontade de ler.
    Beijos

  • Lorraine Lira
    25 junho, 2014

    Já tinha lido a sinopse do livro e sinceramente não me deixou interessada em lê-lo. Até que me deparei com a sua resenha Pah! E através dela mudei completamente a opinião prévia que tinha desse livro, parece ser uma história que te prende do início ao fim e é disso que preciso no momento. Vou lê-lo o mais rápido possível para ter uma opinião definitiva sobre "A Aposta"! Bjos Pah 🙂

  • Raissa Lohayne
    25 junho, 2014

    Acho que esse não é o tipo de leitura que me envolve, mas acho legal o fato de ser uma série com protagonistas diferentes em cada livro, já li uma série assim e mesmo as vezes querendo um final prolongado, não fica cansativo. Apesar de achar que não é muito o meu tipo de livro, vou experimentar

  • Mallu Marinho
    25 junho, 2014

    Pelo estilo da capa eu pensei que fosse mais um romance do Nicholas Sparks, mas aí que eu vi que era de uma escritora e o enredo não tinha nada a ver com o que eu estava pensando a respeito do livro por conta do título. Mas infelizmente, não é o tipo de leitura que me envolve.
    Adorei a resenha!

    Beijos.

  • Carol Yamashita
    25 junho, 2014

    Adorei esse livro!! Ótima a resenha! :*

  • Anônimo
    25 junho, 2014

    adorei esse livro.. dentre os muitos livros que li, ele não é super dramático, ou com uma história densa, com personagens cheio de problemas graves e com a mente estragada, como a maioria.

    mas ele fez o que poucos livros fazem. me fez gargalhar enquanto lia. aquelas risadas que você não consegue controlar e as pessoas perto de você pensam que você está ficando louca. kkkkkkkk

    foi bom ler esse livro. mas achei que ele corre muito no final. a partir de um certo ponto (no banheiro) o livro parece correr para chegar ao final. queria saborear mais a história.

    mas valeu muito a leitura. recomendo.

  • Pati Peña
    25 junho, 2014

    Olá!

    Que bom que gostou, estava ansiosa para saber sua opinião!

    Vou comrpar heheh 😉

    Bjs, Pati

  • Pati Peña
    25 junho, 2014

    Olá!
    Está na minha lista, mas fiquei com um pé atrás com ele, então estava aguardando uma resenha que me convencesse 😉

    Vou comprar no começo do mês que vem!
    Bjs

    Pati

  • Estante Diagonal
    25 junho, 2014

    Ahhhh Pah! Eu ja estava ansiando pelo livro agora com sua resenha mega detalhada conseguiu me convencer de verdade. Quero muito conhecer qual desses rapazes vai ficar com ela.

    Amei, pretendo ler em breve!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

  • Jaqueline Sampaio
    25 junho, 2014

    Oi Pah! Adoro romances, mesmo o mais clichê. Quando vi esse livro nem liguei muito para ele, mas sua resenha me deixou curiosa. Agora estou aqui pesquisando o preço do livro em vários sites…rsrs Desse jeito eu vou a falência…rs
    Ótima resenha.
    Beijos

  • Bárbara Carollo
    25 junho, 2014

    Oi Pah, ótima sua resenha! Você mais uma vez conseguiu me convencer a ler um livro que de início não estava na minha lista. Gostei da história e é sempre fofo quando é revelado que o mocinho sempre amou a menina, mas nunca teve coragem de se declarar. Tentei descobrir pela resenha qual é o verdadeiro herói que você cita, mas fiquei confusa. Só me resta colocá-lo em minha lista, pois agora estou ansiosíssima para ler 🙂
    Beijos

  • Monica Navarro
    25 junho, 2014

    Comprei esse livro ontem, pois estava com muita vontade de ler. Agora depois que li sua resenha, fiquei super ansiosa para ler e descobrir qual dos irmãos é o mocinho. E também conhecer essa avó camarada.

  • Ana Carolina
    24 junho, 2014

    Oi Pah!
    Então pra ser sincera nem iria ler A aposta, pois não gosto muito de triângulos amorosos (sério eles me cansam), mas quando li na resenha que não era nada disso fui começando a me interessar e quando acabei de ler sua resenha vi que preciso muito ler esse livro. E como boa amante dos clichês esse livro vai ser ótimo.
    Beijos.

  • Nah
    24 junho, 2014

    Eu ainda não li este livro, mas está aqui na estante. Prestei atenção a ele desde que foi lançado lá fora, quem é que não gosta de um bom romance, né? Mesmo que seja clichê e tudo o mais. rsrs' A primeira coisa que me chamou atenção, é que todas as pessoas falam de como a vovó é engraçada. Eu amo quando o autor consegue dar importância aos personagens secundários. E com todo mundo falando tão bem deste livro, não resisti e comprei, pretendo ler o mais rápido possível, parece ser uma gracinha mesmo.

  • Yulli Strambek
    24 junho, 2014

    Oi guria.
    Que resenha maravilhosa, amei.
    Sem duvida esse livro esta na minha lista de livros para ler ainda esse ano. Ótimo enredo, e pelo visto a autora conseguiu surpreender.
    Beijos

  • Cintia Vargas
    24 junho, 2014

    Oi Pah, tudo bem?
    Ah.. que resenha linda.. Eu também acabei de ler esse livro e adorei..
    Acho que eu nunca dei tanta risada sozinha, as briguinhas dos dois eram demais. E aquela vovó, era muito muito engraçada. Eu me apaixonei por essa história. Que bom que você também gostou.
    Beijos!

    palacioliterario.blogspot.com.br