junho 23, 2014

[Resenha] Desde o Primeiro Instante – Mhairi McFarlane

Rachel acabou de romper
um noivado e está decidindo o que vai fazer da vida. Quando ela se encontra
casualmente com Ben, um amigo dos tempos da faculdade, seu coração balança. Na
época não rolou, mas agora ele parece tão mais interessante… O problema é que
Ben está casado, “fora do mercado”, como se costuma dizer. Ok, hora de partir
para outra. Rachel não é nenhuma mocinha ingênua, dessas que se deixam levar
pela emoção. O fato de Ben ser lindo, educado, engraçado, nobre e fiel não é
suficiente para tirar Rachel do seu eixo. Claro que não. Na verdade, ele é O
Companheiro Perfeito. Pena que seja tão fiel! Apaixonar-se pelo melhor amigo é
o sentimento mais gostoso do mundo, mas também é assustador.

Romance || 464 Páginas ||
Cortesia
Novo Conceito||
Skoob ||
Compare & Compre || Classificação: 4/5 ||
Resenha
da
Day Farias
Comecei
a leitura de Desde o Primeiro Instante
sabendo que, mais uma vez, enfrentaria uma entre as estranhas dificuldades
literárias que tenho: normalmente, possuo mais facilidade para gostar e me
envolver com uma história quando seus personagens têm mais ou menos a minha
faixa etária – E eu sei, isso não faz sentido algum! Risos. Acredito que por acabar me identificando com as dúvidas
sobre o futuro, a vontade de viver, todos os sonhos e as incertezas que os
personagens jovens vivenciam, durante a leitura realmente me sinto parte de
tudo. Assim, pensei que não conseguiria me identificar com a obra de Mhairi
McFarlane e com seus já maduros personagens. Porém, imaginem a minha surpresa
quando encontrei um personagem, com a idade que eu associo a total estabilidade,
tendo dúvidas, inseguranças e medos como eu? Qual foi a minha surpresa ao ser
apresentada a uma mulher engraçada, inteligente e que divide o mesmo desejo
partilhado por todo o restante da humanidade: encontrar (ou reencontrar) o amor
e ser escandalosamente feliz?

“Estar com a pessoa
errada é mais solitário do que estar sozinha”

Com uma
escrita incrivelmente gostosa e leve – o que faz com que o livro, relativamente
grande, não perca o pique – a autora nos leva a vivenciar com a sua personagem
um grande “divisor de águas” na vida de Rachel; ao olhar pra sua própria vida e
perceber que está prestes a se casar com alguém que, após ter passado mais de dez
anos, ela simplesmente ‘se acostumou’ a ter, ela resolve fazer o inesperado e
abandonar os planos de casamento com Rhys e decidir por si mesma o que ela
realmente quer. E é como se o destino soubesse do que ela precisa porque é nesse
momento que ela reencontra Ben, alguém que ela amou no passado e que,
surpreendentemente, ela se surpreende ao perceber que ainda ama. Mas, muito
tempo passou e as coisas mudaram: agora ele está casado, vivendo uma vida bem
diferente do que ela imaginava para ele, e não há chances de seguir de onde
eles pararam há anos atrás. Mas, quando existe amor não é possível construir um
novo futuro?

“Não posso ficar tão
perto de você pensando que talvez seja a única vez.”

Sendo
engraçada, inteligente e romântica nas horas certas, a autora nos leva a
compreender, pouco a pouco, porque retornar a ver Ben causa um impacto tão
grande em Rachel e, alternando entre o passado e futuro dos dois, a história vai
se construindo e acabando por nos deixar com a mesma dúvida que a personagem:
voltar atrás e tentar viver um amor inacabado, ou seguir em frente e aceitar
que o que está no passado, precisa permanecer lá?
Durante
toda a leitura eu me senti como a melhor amiga de Rachel sentada ao seu lado
sendo a confidente de sua história, uma história contada de uma maneira tão verdadeira
que torna impossível não rir e chorar com ela, além de ficar com o coração
apertado por esse amor que, no passado, não pôde de fato existir e que agora
parece querer uma nova chance pra ser. Realmente fui conquistada pelo livro e
não consegui parar a leitura até finalmente saber o desfecho dessa história. No
entanto, quando cheguei a última página voltei umas duas vezes pra ter certeza
que meu exemplar não tinha vindo com páginas faltando! Quer dizer, mesmo que o
livro tenha de fato um ‘final’ eu não consegui sentir que aquilo era o que
realmente deveria acontecer: senti como se fosse um fim forçado demais para uma
história que tinha me surpreendido e muito até ali.
Não me
entendam mal: sou uma romântica, sério! Mas, depois de todos os acontecimentos
e de ter feito ‘parte’ daquilo eu imaginava um rumo diferente para os
personagens, acabei sentindo falta de um desfecho que me fizesse ter outra
visão acerca de um “final feliz”. Mas, como um todo, eu adorei a leitura e
realmente indico esse livro que me fez perceber o quanto aquele famoso “E,
se…” pode te perseguir e descobrir, mais uma vez, que fomos abençoados com o
poder de escolher e que nunca é tarde pra uma segunda chance.

“Achava que tudo se encaixaria. Mas mudei
minha maneira de pensar. Se você não faz nada, nada acontece. A vida envolve
decisões. Você as toma ou elas são tomadas por alguém, mas não é possível
evitá-las.”








Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

33 Comentários

  • Ana Carolina Alves
    05 julho, 2014

    Oi, Day!
    Achei essa capa uma fofura então quis ler só pela capa que é fofolete demais.
    E bom, acho que romance nunca é demais!
    Beijos e até mais,
    Ana.
    http://www.umlivroenadamais.com

  • Aline Ramos
    04 julho, 2014

    Eu gostei muito de sua opinião a cerca do livro, eu tinha deixado ele "passar batido" pq não gostei da sinope..acho que vou dar uma lida nele, apesar de que já vou chateada pq o final foi corrido (detesto livros assim,acaba estragando o livro).
    bjs

  • Pamela Verdan
    02 julho, 2014

    Ih fugindo de livro assim. Fujo de livros que possam ter triangulo, só quando realmente a sinopse me conquista.

  • Douglas Fernandes
    02 julho, 2014

    Já tinha visto esse livro mas nao tinha parado pra ler a respeito, gostei da resenha e parece ser um livro bem legal mesmo, achei a capa desse livro estranha ¬¬
    Já aconteceu isso comigo to lendo um livro, to no final e de repente viro a página e acabou, volto pra ver se realmente não está faltando uma página… hahahaha

  • Érika Rufo
    02 julho, 2014

    Adorei a capa, achei bem diferente da maioria e muito criativa! Sua resenha me deixou com muita vontade de ler a história e saber como ela se desenrola. Só fiquei um pouco com o pé atrás por causa do final… mas tenho que ler pra ver se gosto, né?

    Beijos!!

  • Rayane
    30 junho, 2014

    Fiquei interessada nesse livro quando vi a capa, é tão fofa, mas daí eu li algumas resenhas e simplesmente amei o livro todo. Parece ser o tipo de livro que encanta e, ao mesmo tempo, faz o leitor perceber que a felicidade sempre vale a pena. Vou ver se consigo ele em breve,.

  • Anne Viana
    29 junho, 2014

    Já tinha visto esse livro por ai…adorei a capa super fofa..e gostei bastante da estória..mais um incluido na minha interminável listinha 🙂

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/livroaoavesso

  • Raquel Pereira
    29 junho, 2014

    Até que esse livro parece ter uma leitura bem gostosa. Apesar dos percalços no meio do caminho, eu fiquei bem curiosa pra ler e conhecer esse romance.

    Bjok

  • Ruuh Gomez
    29 junho, 2014

    Eu nunca tinha visto falar desse livro, e vamos dizer que pela capa eu já não queria ler nem a sinopse, mas… Eu acho que parar com essa mania de julgar os livros pela capa, então ok eu li a resenha esperando algo chato, e um teen amoroso previsível, mas depois dessa resenha não tem a miníma possibilidade de não baixar esse livro. Gente é sério eu tenho que parar de vim nesse blog, já tenho muito livro baixado, to literalmente me 'afogando' em livro.
    Enfim, a resenha está complexa como sempre, e passou uma imagem do livro muito boa sem dar spoilers sobre o livro, e eu acho legal o tema desse livro, tipo 'correr' atrás de um 'grande' amor. A resenha é bem leve, e 'intensa' e da um gostinho de quero mais ( sim isso normalmente é usado pra livros, mas eu estou usando pra uma resenha ), como sempre a resenha abordou a história sem nem pingo de algo que aconteça na história, e isso se torna frustante porque eu não gosto de spoleir mas a gente fica procurando, porque você acha que tem que saber algo importante da história sem ler o livro, mas como uma resenha impecável não tem spoleir ( :'( bua ).

    Bom acho que não tem como não dar uma chance ao livro, bjs 😉

  • Marcela Claret
    28 junho, 2014

    Oiii, vi esse livro a um tempinho e quando vi a capa já amei de paixão. A sinopse me desanimou um pouco mas depois dessa resenha ele me consquistou de novo. Já tá na minha enorme lista de desejados auhauahauha

  • Daniela Pasquali
    28 junho, 2014

    Também gosto mais quando os personagens tem a mesma faixa etária que a minha. Mas já me surpreendi com alguns livros, haha. Adorei a resenha, acho que não vai ter prioridade na minha lista, mas com certeza vou dar uma chance ao livro uma hora dessas. Bjs

  • Renata Sales
    27 junho, 2014

    Oi Day, estou com vc nessa de se idenficiar mais com personagens da minha faixa etária, acho que é mais fácil entender os pensamentos desses personagens do que os dos mais velhos. Mas já li algumas estórias muito boas com personagens mais velhos e essa parece ser uma delas.
    Adorei a temática do livro. A única coisa que não curti foi a capa.

  • João Victor Muniz
    27 junho, 2014

    Gostei bastante, um livro que trata de incertezas da vida, em que muitos estão sujeitos, a insegurança da personagem, e a reviravolta em sua vida. Essas frase colocadas inteligentemente na resenha me deixaram mais afim ainda de ler.

  • Franciele Ferreira Silva
    27 junho, 2014

    Oi Day, lindíssima história; fiquei curiosa…. Mas tenho que confessar que esse último trecho do livro foi um "tapa" no rosto agora….. Ali´, eu senti que ela fala em um sentido com um todo….agora sim quero o livro ainda mais, ele acabou de subir uns degraus. Goto bastante de livros que relatam cotidianos criados e de repente volta algo ou alguém do passo e faz uma revira volta na vida dessas pessoas ( o que normalmente é para melhor)….
    Mas só tem um porém, nã sou fã de finais que não seguem o padrão normal da vida das pessoas; quando é muito feliz me fica meio Fantasioso demais…

    Bjsss

  • jennifer luna
    27 junho, 2014

    amei a capa deste livro tem o jogo de varios cores , eu nao.acho estranho isso de gostar de um livro pela personagem que tem quase a mesma faixa etarua acho bem legal tambem as vezes faço isso acho interessante ai a gente percebe a diferença da vida do personagem e o da nossa *-* acho q ficou meio confuso oq escrevi kk

  • Oliveira
    27 junho, 2014

    Acredito que pelo motivo de a autora levar o leitor a acreditar em um final e outro bem diferente ocorrer, e pelo que entendi não tão convincente, creio que não leria.

  • Anônimo
    26 junho, 2014

    Parece ser um bom livro. Mas não gosto quando a gente imagina um final perfeito e acaba sendo nada do que imaginamos. E se aconteceu com você também pode acontecer comigo.
    Não sei, mas fiquei com um pé atras rsrs

  • Sika Gennargh Pelegrino
    26 junho, 2014

    Oiii Day! Tudo bem?
    Esse livro já estava na minha lista de desejos há algum tempinho, mas infelizmente a resenha me desanimou bastante. Não que a resenha esteja ruim, porque está ótima e muito bem escrita. Mas eu esperava algo totalmente diferente desse livro. E não gosto de finais inacabados também… Enfim né.

  • Vitoria Bastos
    26 junho, 2014

    Já li outras resenhas deste livro, e fiquei ainda com mais vontade de lê-lo.
    Está na listinha siiiim!!
    Beijos Day!!

  • Lorraine Lira
    25 junho, 2014

    Realmente a capa desse livro é muito linda 🙂 Confesso que fiquei com receio de ler esse livro pela sinopse que ele traz, mas sua resenha desempenhou um papel fundamental de mudar minha primeira impressão do livro me causando curiosidade em saber mais da história. Vou lê-lo e ver o que acho! Bjo 🙂

  • Raissa Lohayne
    25 junho, 2014

    não gostei muito da capa mas ok haha, parece ser legal e fiquei bem curiosa. Pena só que não tenha gostado do final, ultimamente parece que todos os livros que to lendo o final é meio forçado. Já coloquei na minha lista!

  • Mallu Marinho
    25 junho, 2014

    Pela resenha pude notar que mesmo sendo um romance tem algumas características de chick-lit (gênero que eu tô muito curiosa em relação e preciso investir até o fim do ano). Uma pena que o final deixou a desejar ou não surpreendeu as expectativas, sempre acabo frustrada nesses casos. :/

  • Estante Diagonal
    25 junho, 2014

    Oi Day! Nao conhecia o livro te confesso mas com sua resenha pude sentir um pouco do que nos aguarda. Curiosa para saber o que a protagonista vai fazer nesta situação.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

  • Bárbara Carollo
    25 junho, 2014

    Olá Day! A primeira vez que li a sinopse do livro eu fiquei com um "pé atrás" em lê-lo. É muito legal quando reencontramos uma pessoa do passado e nos apaixonamos tendo a chance de viver o felizes para sempre. Mas nesse livro o caso é diferente. Ele é casado e eu não concordo plenamente com um romance assim. Mas sua resenha foi tão boa que me deu vontade de ler. Vou colocá-lo na minha lista e espero gostar 🙂
    Beijos

  • Ana Carolina
    24 junho, 2014

    Oi Day!
    Quando vi Desde o primeiro instante, pensei que capa linda.. adorei ela. Então li a sinopse e não foi aquela empolgação então o deixei de lado, só que sua resenha me fez ter vontade de saber da estória da Rachel e o que ela vai fazer. Com certeza agora ele esta na lista.
    Beijos.

  • Clara
    24 junho, 2014

    Oi, Pah!
    Eu, sinceramente, tenho medo desse tipo de livro. Sempre acho que são todos iguais e sem novidade alguma D: Agora que perdi a parceria com a NC, já que por algum motivo eles não receberam meu formulário, não necessariamente tenho que ler "Desde o primeiro instante", e não sei se estou disposta a dar uma chance :s

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

  • Vanessa Llona
    24 junho, 2014

    Não daria uma segunda olhada para esse livro antes de ler sua resenha, agora eu quero ler.
    Livro grande não me assusta, na verdade eu gosto, pq da pra desenvolver bastante a história.
    Por incrível que pareça eu não ligo muito pra final feliz, se tiver melhor, mas se o final não for feliz, mas fizer sentido eu gosto bastante.
    Amei a resenha e fiquei com vontade de ler.
    Bjs

  • Monica Navarro
    24 junho, 2014

    Tenho esse livro, mas ainda não li. Preciso ler, pois gostei muito da sua resenha e é meu estilo de leitura preferido. A capa é muito fofa.

  • ♥ Sâmella Raissa ♥
    24 junho, 2014

    Confesso que até agora nunca havia parado para prestar atenção na sinopse, e realmente parece ser uma história ótima sobre segundas chances – e eu também sou romântica, daquelas incorrigíveis, sabe, daí romances nunca são demais para mim. Eu só fiquei meio com um pé atrás pelo final forçado que você falou; sou meio chata quando se trata de finais, já que espero que, se o livro foi bom, ele esteja à altura de todas as páginas anteriores, mas… quem sabe um dia não dou uma chance à ele? A possibilidade totalmente existe, rs, e a minha wishlist só cresce, haha.
    Ótima resenha, Day!
    Beijos…

  • Nah
    24 junho, 2014

    Em primeiro lugar, a capa é muito linda. Eu li este livro tem um tempinho, é uma graça. Gostei do fato de a autora voltar ao passado para explicar como era a relação dos dois e sempre no tempo certo. Desde o início, torci para que Rachel ficasse com Ben, porque é mais do que amor, é sobre amizade também, a amizade dos dois. E a maneira como a personagem principal evoluiu ao longo da trama, é bem interessante. Também gostei que o livro não é cheio daqueles dramas pesados, pelo o contrário, eu ri bastante. Amei os amigos dela, todos se encaixaram na estória de modo geral. É um livro que eu recomendo. <3

  • Jaqueline Sampaio
    23 junho, 2014

    Quando eu vi esse livro pela primeira vez, fiquei encantada pela capa, mas a sinopse não chamou a atenção.
    A ideia de alternar passado com futuro, que você relatou na resenha, parece interessante, mas ainda assim não pretendo ler esse livro, não agora.
    De qualquer forma adorei a resenha.
    Beijos

  • Yulli Strambek
    23 junho, 2014

    Oi guria.Tudo bem?
    Desde da primeira vez que vi esse livro sabia que ele seria bom, mais não imaginava que seria tanto, adorei sua resenha. E estou louca para comprar esse livro para aprecia-lo como você apreciou.
    Beijos

  • Lélia Varela
    23 junho, 2014

    Day… gostei bastante dos seus comentários!
    Acredito que o lance de se identificar com histórias que tenha personagens com idades semelhantes a nossa tem tudo a ver… eu mesmo sinto isso, mas no meu caso, já sou mais velhinha… rs … Daí gosto de histórias com personagens na faixa de 35 anos eeeeeeeeee
    Concordo totalmente com a frase: “Não posso ficar tão perto de você pensando que talvez seja a única vez.”
    “Não posso ficar tão perto de você pensando que talvez seja a única vez.” ai Meu Deus!!! o Ben é casado!!!
    Adoro essas jogadas de passado e futuro que alguns autores costumam fazer….
    Ai ai ai conseguiu me deixar super curiosa pra saber o que aconteceu no final!!! rs
    Gostei bastante da resenha e anotei o livro no meu caderninho de "desejados".
    Mil beijinhos!