[Resenha] Dias Perfeitos – Raphael Montes

Téo é um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências. Obcecado por Clarice, Téo quer dissecar a rebeldia daquela menina. Começa, então, uma aproximação doentia que o leva a tomar uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez. O efeito é perturbador. Téo fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas atitudes com uma lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, repleto de surpresas, digno dos melhores thrillers da atualidade. Dias perfeitos é uma história de amor, sequestro e obsessão. Capaz de manter os personagens em tensão permanente e pródigo em diálogos afiados, Raphael Montes reafirma sua vocação para o suspense e se consolida como um grande talento da nova literatura nacional.
Thriller policial || 280 Páginas || Cortesia Cia das Letras || Skoob || Compare & Compre|| Resenha da Kamila Mendes || Classificação: 5/5
Depois de virar a última página de Dias Perfeitos posso dizer que a escrita de Raphael Montes me conquistou de jeito. Estou perplexa com a forma como ele conduz a história, admirada com seus personagens e muito orgulhosa com o fato dele ser brasileiro. Posso dizer também que esse é simplesmente o melhor livro que li esse ano.

Dias Perfeitos trata de um assunto pouco discutido na sociedade, mas muito conhecido: os chamados sociopatas e/ou psicopatas. Calma. O livro não usa esse termo, mas a descrição do personagem principal se enquadra no quadro clínico de um psicopata. Téo é um estudante de medicina de 20 anos, introvertido, calado, que tem apenas uma amiga com quem mantem um vínculo muito forte. Gertrudes é uma mulher mais velha e entende cada nuance da personalidade de Téo, juntos travam diálogos longos e interessantes. Seria uma linda amizade, se Gertrudes não fosse um cadáver de uma indigente que o universitário estuda na aula de anatomia.
Com exceção de Gertrudes, Téo não possui afeto por ninguém: nem por seu cachorro Sansão, e nem por sua mãe Patrícia. Aliás, ele considera Patrícia um peso, afinal, por ser cadeirante, a mãe depende dele para tudo, incluindo tomar banho e se vestir. O rapaz vive em seu próprio mundo. Considera-se um ser intelectualmente superior, não faz questão de manter vínculos e não tem empatia por ninguém. Finge emoções apenas pra se adequar ao ambiente. Sua vida é uma rotina: escola-universidade-laboratório. Mas tudo muda quando sua mãe o obriga a ir ao um churrasco e lá ele conhece Clarice. A jovem estudante de história (e roteirista nas horas vagas) é desinibida e aborda Téo com uma conversa despretensiosa, deixando-o sem graça. Como isso nunca aconteceu em sua vida, o rapaz passa a persegui-la, com o intuito de provar que formam um belo casal.
“Ele tinha repulsa dessas ideias moldadas em núcleos de novelas das oito. A adaptação seria difícil. A realidade não costuma fazer concessões. Então, quando já se julgava tão seguro de si, Clarice viera trazer algum sentido àquilo tudo – ou romper o sentido que ele mesmo havia criado. Ela o havia realocado no mundo. Téo continuava a desprezar a raça humana, mas ao menos agora era um desprezo desinteressado, quase piedoso. Finalmente, sentia amor.” Pág. 99
Quando recebe uma negativa sua obsessão provoca um ato impensado que desencadeia uma série de acontecimentos: sequestra Clarice, inventa a todos uma desculpa de que estão namorando e assim a mantém refém. Por meses a moça fica sob seu poder. Em sua mente, tudo que ele faz é por amor: dopa-a constantemente, algemando-a e amordaçando, espancando algumas vezes.
“Ela o havia beijado naquele churrasco. Por que parar? Do beijo, furtado e furtivo, ele havia se tornado refém. Não era o invasor, mas o invadido; não queria só desvendar, mas ser desvendado. Ele amava Clarice, admitiu. Precisava ser amado” Pág. 30
Por que gostei tanto? Amo qualquer conteúdo ficcional sobre psicopatia e o autor, apesar de não deixar claro que o personagem seja um psicopata, revela traços dessa desordem mental. Durante toda a leitura fiquei encantada com a sobriedade com que Raphael Montes desenvolveu a personalidade antissocial de Téo.
E não é só isso. O livro é thriller policial com uma qualidade digna de best-sellers internacionais. Não tem um clichê evidente aqui. O final por si só é surpreendente. Li esperando por um desfecho e me deparei com outro sem ficar decepcionada. São poucos livros que conseguem isso. Estou impressionada e espero ler mais livros desse autor e me apaixonar ainda mais pela fluidez do seu texto e por seus personagens sólidos e críveis.
• Book Trailer •

• Curiosidades •
Os direitos de publicação do livro foram vendidos para nove países, entre eles Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França e Portugal. Além disso, Dias Perfeitos teve seus direitos adquiridos para o cinema. Bacana não é? (Saiba mais aqui).

Beijos, 


Participe Aqui

37 comentários:

  1. poxa não sou mt fã de livros policiais e desisti a algum tempo de ler esse sabe, mas curti a resenha!

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente AMO livros assim, e sem dúvida vou comprar esse. Ai, ai; minha lista só aumenta e eu já nem sei o que fazer HUAHUAUAHUA
    Valeu pela dica, beijões <333

    http://listadasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro Thrillers,esse pareceu ser bem desenvolvido.Fiquei super curiosa tanto com a escrita do autor,que não conhecia,como tbm pra saber até onde essa obsessão vai levar o personagem.
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Que legal!
    A literatura nacional contemporânea tem me surpreendido mto! Já tinha ouvido falar desse livro, mas na época ele não tinha me chamado a atenção, mas adorei a sua resenha, já coloquei ele na minha listinha para ler o mais breve possível!
    Beijos
    Isadora

    www.novoromance.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Kamila..
    O livro parece que te conquistou mesmo ein. É a resenha mais entusiasmada desse livro que vi até hoje.
    Sempre tive vontade de le-lo, apesar de ele não ser prioridade. Mas fiquei mais curiosa agora com sua resenha e elogios.
    Adorei.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Caracaaaaaa... Dizer que fique CURIOSA seria muito pouco. Fiquei enlouquecida para ler. Amoooo história que nos roubam o fôlego e se a resenha me deixou assim, imagina o livro? kkkkkkkkkk. Já adquiri. Aguardando muito para que chegue logo.

    Curiosa para saber o desfecho desse sequestro e o final.

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca li um livro desse tipo, mas já assisti muitos filmes e eu gosto bastante desse tipo de história! Acho que eu vou amar esse livro!
    www.s2nopiquedamoda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Parece ser uma obra adorável, ainda mais com psicopatia e sociopatia, gosto muito de saber sobre pessoas assim, tenho curiosidades para com suas ações. Gostei do personagem mesmo sendo meio psicótico, me deu um grande interesse para saber mais, o autor que é nacional "amo", está de parabéns, com uma resenha conseguiu me conquistar na sua obra.
    Obrigada pela resenha, esta foi uma das mais intrigantes e loucas que já li.
    Aterrorizada com o book trailer '_', amaria se houvesse um filme. Sei que o autor não vai ler a mensagem mas, cara que fantástico seu livro, parabéns, é um dos meus gêneros favoritos, então sem mas, quero ler!
    Beijos Kamila, ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  9. Que demais *-* Não conhecia o livro mas agora preciso ler urgentemente, adoro filmes e séries que abordam esse assunto mas nunca pensei em ler um livro assim, se sentir na mente de uma pessoa assim deve ser bem interessante :D Que bom que você adorou o livro.
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
  10. Esse tema me dá um nervoso! rs Mas é muito interessante e intrigante.
    Estou apostando nesse livro! Ainda mais por ser nacional.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá, Kamila.
    Eu tenho muita curiosidade sobre o livro e a sua resenha me deixou com ainda mais vontade de lê-lo. Adoro livros que tratam de psicopatas.
    Não sabia que os direitos do livro tinham sido comprados para o cinema. Incrível. Tomara que vire filme logo.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  12. Oi Kamila!
    Quando li Dias perfeitos não consegui parar de ler, fiquei a madrugada inteira lendo e só parei quando virei a última pagina e posso dizer que o livro é excelente. Gosto bastante de thriller policial adoro o suspense que eles trazem. E o que dizer do final desse livro?? Nunca me passou pela cabeça aquele final.
    Recomendo para todos que dizem que o país não tem bons autores, sabe um meio que "ei você não sabe que esta dizendo, toma lê esse livro" rsrsrs.
    Não sabia que o livro teve seus direitos para o cinema isso me deixa super feliz. Não vejo a hora de ler "Suicidas" o primeiro livro do autor só li criticas boas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oie Kamila e Pah
    esse livro é surpreendente. Eu me apaixonei quando li, e acompanho de pertinho o sucesso do autor. Não é qualquer ator nacional que tem seus direitos vendidos a tantos países, e de quebra uma adaptação cinematográfica. Já fico eufórica para ver como aquilo tudo será mostrado nas telonas.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, meu nome é Fernanda e sou nova no ramo de blogueira, mas ajudaria muito se vocês visitassem o meu blog, já tem algumas resenhas. Eu sei que ele não está moderno e atualizado como o Livros e Bolinhos , o Garota e livros ou o Garota it, mas estou começando e gostaria que dessem sua opinião e crítica.
    muito Obrigado.
    ~Fray
    http://olivrofinal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Kamila!
    Nossa! O booktrailer é bem sinistro.
    Falando do livro, me interesso também por thriller psicológicos e gostei demais do enredo.
    Fico bem orgulhosa quando um dos nossos autores nacionais tem reconhecimento, porque vender os direitos autorais para países estrangeiros e ainda para filme, não é para todos não.
    Quero ler para entender a psicopatia de Téo, principalmente por ser tão jovem e já ter a mente tão perturbada.
    Muito boa a resenha e o livro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem???
    Fiquei curiosa sobre a história. Adicionei na minha lista.
    bjs, Fernanda D.

    ResponderExcluir
  17. Oi Kamila!
    Já li ótimos comentários sobre esse livro, mas tenho certo receio em lê-lo. Por mais que o autor não deixe claro que o personagem seja um psicopata, fico meio assustada com cenas de sequestro e afins. Mas, tenho que confessar que fiquei muito curiosa por saber o final da narrativa rs. Obrigada pela dica!
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Kamila,

    Já li várias resenhas positivas sobre esse livro, porém acredito que não leria.
    Não curto muito thriller policial e geralmente prefiro uma leitura mais leve.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Kami,
    a trama deste livro me deixa super curiosa, e preciso te confessar que eu já até comprei ele, mas estou enrolando para ler.
    comprei-o logo que foi lançado, e adiei a leitura porque todas as resenhas que eu lia dele falavam super bem, e eu acabei ficando com medo. com medo de me decepcionar, ou de a leitura não ser tão boas como eu gostaria.
    também adoro essas tramas com personagens problemáticos, e se for um psicopata então, fico mais curiosa ainda. tinha me esquecido deste livro lá na minha estante, mas você me fez lembrar que preciso ler logo ;~~
    sabia que o livro tinha sido publicado em outros países já, mas não que teve seus direitos adquiridos para o cinema :O

    ResponderExcluir
  20. Oi Ka!
    Mesmo livros policiais não sendo os meus preferidos, Dias Perfeitos conseguiu atrair a minha atenção. Já vou colocar na minha lista de futuras leituras.

    Beijos!
    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Eu adoro um livro policial e livros com sociopatas bem escrito é ótimo rs,
    eu morro de curiosidade sobre este livro, e pelo uqe percebo você adorou, eu pretendo ler em breve, curiosa pelo final ja que voce fala que ia por um caminho e termina de outro...curiosa,
    não sabia que ia virar filme.
    beijos.

    ResponderExcluir
  22. Livros policiais não gosto muito, em primeira impressão parece ser boa mais não sei se leria

    Jéssica - http://livrosseriesemelodias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá, gostei da sinopse e da resenha um personagem mentalmente perturbado, gosto de livros desse gênero, parece ser uma boa leitura, vou anotar o nome aqui.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi Ka, o livro é realmente bom e muito bem escrito. Raphael merece o destaque que está tendo no meio literário. Eu só queria que o final tivesse sido levemente diferente.. kkkk fora isso, adorei. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  25. Eu já ouvi falar desse livro, fiquei bastante curiosa para ler ele mas ainda não tinha lido uma resenha e agora lendo a sua fiquei muito curiosa para conhecer a história, adoro este tipo de trama e esse parece ser ótimo. O livro é realmente interessante e merece uma chance.

    ResponderExcluir
  26. A capa é muito linda, parece que você realmente gostou do livro! E é sério que o livro j´foi vendido pra 9 países? E vai virar filme ? Cool!

    ResponderExcluir
  27. Oi Kamila tudo bem? é tão bom quando autor se entrega a obra e sem querer entra nos personagens e na história né? o melhor é quando nos percebemos isso, sem ser forçado! Depois dos teus elogios fiquei bem curiosa em conhecer a obra e o autor!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  28. Já li esse livro e adorei a trama, que por sinal é muito bem elaborada. Que bom que você curtiu a história... e pela sua resenha também percebi que tive as mesmas sensações que você na leitura. Beijos, Fê.

    ResponderExcluir
  29. Apesar de gostar de ler livros de suspense e policiais, tenho poucos do gênero. Gostei muito da sua resenha, kamila. Fiquei curiosa para saber como termina essa história.

    ResponderExcluir
  30. Oi Kamila!!
    Nossa só de ler sua resenha perdi o fôlego :p rsrsrsrsrs...eu gosto de suspenses sabe? Fiquei com muita vontade de ler esse livro apesar de ter certeza que ficarei bem perturbada depois dessa leitura! Já foi pra lista!!
    Beijos! :)

    ResponderExcluir
  31. Desculpe o palavrão que eu vou falar agora, mas na hora que você disse que a Gertrudes é um cadáver eu pensei exatamente "eita caralho O_O" hahahahaha Me interessei demaaaaais por esse livro, você não tem noção. Gosto muito de histórias que abordar esse lado psicopata que o ser humano pode ter e esse parece ser um ótimo exemplo disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juro que pensei a mesma coisa quando li essa parte da resenha hahaha

      Excluir
  32. Gente, que interessante!!! Mas que medo! Deve ser um terror psicológico que só! Mas fico muito feliz em ver como autores nacionais tão ganhando abertura.

    ResponderExcluir
  33. A melhor leitura do ano Pah??? se tem uma coisa que a gente procura se informar sobre um livro é isso! O melhor do ano com certeza eu preciso ler! E é tão bom descobrir que é um autor brasileiro, o que demonstra que nossa literatura so vêm crescendo!!!

    ResponderExcluir
  34. Até que gosto desse gênero policial..mas mesmo vendo só comentários positivos sobre esse livro não me interessei no momento..quem sabe daqui a um tempinho ;)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  35. Dias Perfeitos te prende do início ao fim, é muito bom mesmo. Indico "suicidas", do mesmo autor, pra quem gosta do gênero policial!

    ResponderExcluir
  36. Dias Perfeitos te prende do início ao fim, eu AMEI esse livro! Indico "suicidas" do mesmo autor, pra quem gosta do gênero policial.

    ResponderExcluir