[Resenha] As Crônicas de Bane – Cassandra Clare

Nesta edição ilustrada, são narradas as mais diversas aventuras do feiticeiro imortal Magnus Bane, das aclamada séries de Cassandra Clare. Entre escapadas no Peru e resgates reais na Revolução Francesa, acompanhe fragmentos da vida do enigmático mago ocorridos em diversos países e períodos históricos, com aparições de figuras conhecidas como Clary, Tessa, Will e Alec, personagens de Os Instrumentos Mortais e As Peças Infernais.
Sobrenatural; Jovem Adulto | 392 Páginas | Cortesia Galera Record | Skoob | Compare & Compre| Classificação: 5/5
As Crônicas de Bane reúne onze contos sobre a vida do instigante e envolvente Magnus Bane. Por meio dessa leitura aprendemos mais sobre o passado, os amores, as desilusões, e as inesperadas colaborações do feiticeiro para o mundo dos Caçadores de Sombras. Como um digno e poderoso imortal ele mudou o curso da história Nephilim, lutando em nome dos seus valores e protegendo todos que amou. Viver eternamente fez de Magnus um feiticeiro competente, uma companhia divertida, um parceiro apaixonante, e um homem entregue aos prazeres do coração. Assim, ao retomar o passado e reviver as peripécias de Bane e seus amigos, vamos descobrir muitos segredos perdidos durante sua longa existência. Uma existência de reinados, piratas, vampiros, caçadores de sombras, e corações desprotegidos.

Não é segredo que eu amo os livros da Cassandra Clare, muito menos que sou apaixonada pela forma como suas obras são conectadas – muitas vezes graças à presença do feiticeiro Bane. Em As Peças Infernais a participação do Magnus foi reconfortante. Em Instrumentos Mortais sua ajuda e entrega foi fundamental. E nas séries que surgirão não duvido da segurança que o personagem trará. O fato é que ele viveu muitos anos, viu gerações e mais gerações de caçadores de sombras, se apaixonou várias vezes (tantas quanto teve seu coração partido), enfrentou inúmeros perigos e, portanto, tem muita história para contar – histórias a respeito de personagens amados e queridos pelos fãs das séries da Cassandra. E foi exatamente isso que eu mais gostei na obra: como ela revela preciosos segredos, e como traz memórias valiosas de personagens tão queridos. Por isso, por revelar belos trechos do passado, a autora me cativou completamente com os contos Vampiros, Bolinhos e Edmund Herondale, Salvando Raphael Santiago, e A Última batalha do Instituto de Nova York.

Mas não é só do passado que os contos falam. Eles também narram o presente de Magnus, sua readquirida crença no amor e seu mais novo caso com um caçador de sombras. Foi incrível conhecer o passado de Magnus e fazer todas as conexões entre ele e meus personagens preferidos, mas confesso que seu presente foi ainda mais envolvente: um primeiro encontro desajeitado, um dia de aniversário inusitado, e um afastamento doloroso. Momentos especiais, verdadeiros, divertidos e emocionantes. Sob essa ótica amei os contos Os rumos do amor verdadeiro e O correio de voz de Magnus Bane.
Para os fãs da autora o livro é um deleite. Os segredos e conexões enchem os olhos do leitor, fazendo-nos vibrar com a história de vida de um personagem tão querido quanto o Magnus. Além disso, como típico da Cassandra Clare, a obra traz várias citações históricas – afinal ela acompanha a vida eterna do feiticeiro –, cenas hilariantes, e muitos textos contra o preconceito velado de nossa sociedade. E eu adorei cada um desses detalhes! Outro bônus são as ilustrações que acompanham o início de cada conto. Dá uma espiadinha:



A obra possui um fluxo rápido de leitura e segue, de certa maneira, uma linha cronológica. É claro que alguns contos são bem melhores que outros, mas o importante é que todos revelam um pedaço da vida do Bane. Portanto, saciam a curiosidade dos leitores. Definitivamente amei a leitura, adorei me divertir com as aventuras do personagem e me apaixonar ainda mais por seu coração gigante. Só deixo uma dica valiosa: leia os contos depois de concluir Instrumentos Imortais e As peças Infernais, assim, além de evitar spoilers, vocês aproveitarão cada página dessa ótima leitura.
Beijos,


Participe Aqui

20 comentários:

  1. Parece interessante, não sou muito fã de crônicas
    Mas sempre é bom conhecer e ler suas resenhas, Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Olá, Paola! Eu nunca li nada da Cassandra Clare, mas me encantei pela forma como você falou sobre os livros dela e acerca do personagem Magnus em especial. Devem ser bons livros, do contrário não estaria fazendo todo o sucesso e sendo comentado tão positivamente por quem lê.
    Talvez eu dê uma chance a Cassandra em breve e conheça Magnus. =)

    Um abraço!

    Blog || FanPage

    ResponderExcluir
  3. Pah!
    As crônicas de Bane reúne contos de todos os assuntos que gosto e sendo da Cassadra Claire, só pode vir algo bem criativo, cheinho de fatos históricos e muita criatura fantástica.
    Quero muito poder ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Oi, Paola.

    Já li Os Instrumentos Mortais e As Peças Infernais e me pergunto porque ainda não li As Crônicas de Bane. Comprei esse livro na Black e está paradinho em minha estante. kkkk'
    Gostei muito do jeito que você apresentou a obra da Cassandra e fiquei bem animada com a leitura. Espero ver eles nos próximos livros do Universo dos Caçadores das Sombras. Bane ganhou meu coração em As Peças Infernais. <3

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR

    ResponderExcluir
  5. Oi Pah,
    Eu sou apaixonada pelas series: as peças infernais e os instrumento mortais, já li todos.
    Tô louca para ler as Crônicas de Bane, adoro o Magnus, e a resenha me deixou com mais vontade ainda.
    Bjs...

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada dessa autora, não é meu gênero preferido. :/ Mas sou apaixonadas pelas capas... kkkkkk São lindas. Gosto de contos, e achei atraente sua resenha, me deixou curiosa.

    ResponderExcluir
  7. Fiquei com vontade de ler por saber que é um livro divertido e o fato de ir contra os preconceitos da sociedade, não imaginava que ia tratar de um relacionamento homossexual.
    Realmente é um presente aos fãs!
    A resenha está muito boa! Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho o primeiro livro da coleção instrumentos mortais kkk confesso que ainda não li... mas voltando ao assunto do as crônicas de Bane estou super curiosa e fiquei feliz por ele ter um livro para contar as histórias dele.., bjoss

    ResponderExcluir
  9. Oi Pah..
    Acho esta capa maravilhosa, e escuto muito elogios sobre a obra, e com você não foi diferente.
    Mas confesso que a leitura desse livro não me atrai muito.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu li "Os instrumentos mortais" até a metade do volume três e nunca li "As peças infernais". Pretendo ler todos os livros dessa série da Cassandra, porque eu sou muito apaixonada pelo enredo. Magnus Bane é um personagem que eu sempre gostei e admirei.
    Quando fizer a leitura da série, por completo, com toda certeza lerei esses contos que parecem dizer muito do Magnus.
    Amei!

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nada da Cassandra, mas de tanto ver as blogueiras e leitoras falar tão bem dos livros dela fiquei super curiosa para lê-los. Confesso que sobrenatural e steampunk não são meus gêneros literário favoritos, mas resolvi dar uma chance e comprei o box da série as peças infernais, pois me aconselharam a começar por ela.

    ResponderExcluir
  12. Estou com esse livro aqui já faz uns três meses, mas só enrolo...kkk' estou morrendo de saudades do Magnus ♥, mas se eu pegar o livro ele vai acabar *-*

    ResponderExcluir
  13. Adorei a resenha, tenho muita curiosidade sobre esse livro, pois só vejo comentários positivos sobre ele, mas vou seguir a dica de ler Instrumentos Mortais, e As peças Infernais antes, ps:. as fotos estão lindas *-* beijos
    Lost Words

    ResponderExcluir
  14. Juliana Frygoudakis30 de janeiro de 2015 16:54

    Oii Pah! Não sabia que essa era uma versão ilustrada.. achei isso bem legal!
    Nunca li nenhum dos livros da Cassandra Clare.. apesar de ver apenas elogios sobre seus livros, confesso que tenho um pouco de preguiça de ler rs
    Também não assisti ao filme, e não pretendo até não ler o livro (acho que acaba com todas as expectativas, mesmo que o livro seja sempre melhor)!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Não li sobre o Bane ainda, apesar de gostar da série Instrumentos Mortais, e ele ser um personagem maravilhoso. E essa é uma das séries que não consegui terminar.

    ResponderExcluir
  16. Vi que tinha algumas paginas em Historia em quadrinhos, e isso é bem legal.
    só não curti muito esse livro, mesmo gostando de crônicas.

    ResponderExcluir
  17. Eu simplesmente adoro tudo que a Cassandra escreve. E como o Bane é meu personagem favorito depois do Simon, com certeza vou querer ler essa obra. Ainda mais sabendo que a leitura é ótima e rápida.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de fevereiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  18. Adorei a série instrumentos mortais e adoro o Bane muito divertido e gente boa, sempre ajuda a todos que precisam, essas crônicas devem ser demais, mas ainda não li as peças infernais, mas depois gostaria muito de ler esse do Bane.

    ResponderExcluir
  19. Tenho esse livro mas não li todos os livros de Instrumentos mortais..que vergonha..hahaha..só li o primeiro XD
    Já já providenciar logo essas leituras =P

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Pahh! Ainda não terminei a série, então estou deixando o Codex e as Crônicas de Bane para o final =/ mas a Record caprichou nesta capa né?!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir