[Resenha] Para Sir Phillip, Com Amor – Julia Quinn

Para Sir Phillip, Com Amor - Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.
Romance de Época| 288 Páginas|  Cortesia Editora Arqueiro| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 4/5
Mais uma vez, por trás de um romance doce e previsível, Julia Quinn aborda temas essenciais para a construção de qualquer sociedade (tanto a histórica quanto a contemporânea, afinal as lições dessa leitura são atemporais). Ao unir dois personagens completamente diferentes em suas experiências familiares, a autora fala de uma maneira tocante e reflexiva sobre abuso, desilusão, medos e recomeços. Enquanto Eloise é uma jovem sonhadora que almeja romance, Phillip é um homem racional e reservado. Sendo assim, ela espera ser cortejada e viver uma torrente de paixão e amor, entretanto tudo o que Phillip quer em um relacionamento é encontrar a madrasta ideal para os seus filhos. O fato é que ele, diferentemente dela, não acredita em amor, apenas em obrigação e respeito. Dessa forma, será que duas pessoas tão diferentes podem acabar juntas? Ou melhor, será que o convívio é capaz de provar do que amor é capaz?

O diferencial dessa obra, sem dúvida, é o mocinho já ter sido casado e ter dois filhos. Até agora nenhum livro da autora tratava de uma segunda união, portando a história prende o leitor por trazer à tona o fato da vida ser repleta de segundas chances – mesmo que, assim como Phillip, custemos a acreditar nisso. Outro detalhe especial é que o casal se conhece através de cartas. Quando Phillip fica viúvo recebe de Eloise uma breve e cordial mensagem de pêsames e, solitário e magoado, decide respondê-la, dando início a um ano de conversas divertidas e sinceras. Acreditando conhecer Phillip completamente, Eloise decide correr atrás do seu destino e encontrá-lo pessoalmente. Mas, convenhamos, um ano de correspondências nunca seria capaz de prepará-la para esse encontro! Diferentemente do que ela esperava, Phillip é um homem belo de uma forma rude, é inteligente mas extremamente reservado, não tem uma boa relação com os filhos – os quais ele esqueceu de comentar em suas cartas –, e evita ver o quão abandonado está seu lar. Sendo assim, como ele poderia se dar bem com alguém tão faladeira e ativa como Eloise é o grande mistério da leitura. Sabe o tal do clichê dos opostos se atraem? Pois bem, aqui eles não apenas se atraem como também ajudam a instigar no outro um lado completamente novo. Eloise veio de uma família unida e amorosa e, independente do romance, é isso que ela vai incitar no coração de Phillip: a vontade de ser um pai melhor. E eu amei muito isso!

Gostei do livro por ele abordar um tipo diferente de amor. Eloise cura o coração de Phillip ao ponto dele perceber o quanto está errado ao se distanciar das pessoas amadas, principalmente dos seus filhos. Assim, a obra foca na reconstrução familiar de Phillip, em sua necessidade de aprender a lidar com os gêmeos (dois pestinhas por sinal, risos), de se abrir aos sentimentos e, principalmente, de superar seu passado. Nesse ponto a autora ainda trata dos abusos que o protagonista sofreu do pai e também da depressão que assolou sua primeira esposa. De início, confesso que queria bater no cabeça dura do Phillip, entretanto aprendi a entendê-lo e a torcer para que a família Bridgerton o acolhesse ao ponto dele finalmente descobrir o que é fazer parte de uma verdadeira família. – Porque se tem uma coisa que eles entendem é de amor e companheirismo.
As últimas páginas do livro são perfeitas, repletas de superação e romance. Achei o começo meio conturbado, mas o desenrolar da história nos deixa com o coração mole e com um sorriso bobo no rosto. Como todos os livros da Julia Quinn, terminei a leitura com uma sensação boa no coração, como se eu fizesse parte da história e fosse capaz de sentir na pele o amor e a amizade compartilhada por esses personagens. Não é o meu livro preferido da série, mas sem dúvida é uma leitura contagiante e emocionante.
• Sobre a Série •
Para Sir Phillip, Com Amor é o quinto volume da série Os Bridgertons, composta no total por oito livros e com cinco deles já publicados no Brasil: O Duque e Eu, O Visconde que me Amava, Um Perfeito Cavalheiro, Os Segredos de Colin Bridgerton e Para Sir Phillip, Com Amor.  
A saga narra às aventuras da grande e barulhenta família Bridgerton. Sendo ela composta por oito irmãos - Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth – a série conta com uma obra para cada um deles, apresentando-nos a família como um todo, porém priorizando suas histórias particulares. Desta forma, mesmo que cada livro apresente início, meio e fim, é importante lê-los em sequência para evitar spoilers, já que é comum os irmãos participarem (leia-se intrometerem) nas histórias uns dos outros.

Beijos,



Participe Aqui

32 comentários:

  1. Até agora eu só li o primeiro livro e gostei, quero ter todos outros livros *-*
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ooi, tudo bem?
    Que resenha maravilhosa, sinopse perfeita, capa linda, então imagina o livro? Deve ser uma perfeição. Amo romance, principalmente histórico ou de época. Estou super ansiosa para ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Paola estou amando a série, a resenha estar perfeita. bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah,
    Esse livro é um encanto e foi muito bom acompanhar a superação do Philip. Fiquei brava com ele algumas vezes, mas entendo o motivo de suas ações e ter Eloise por perto, falando sem parar, deve ter sido enlouquecedor para ele rs.
    O final é realimente lindo e a escrita da Julia conseguiu, mais uma vez, tocar meu coração.
    Além disso, dei boas risadas com a união dos irmãos Bridgertons para salvar a pureza da irmã haha.
    Ps. Achei o enredo desse livro bem semelhante ao do livro Ligeiramente Casados.
    Beijoss,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi falar desse livro, achei a historia linda a historia.
    O amor surgindo através das cartas e como tudo fica complicado, quando os personagens realmente se conhecem.
    O legal foi a forma como os dois se conhecem, Eloise só queria ser gentil e tudo muda na sua vida.
    Curiosa pra ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gosto muito de romances históricos e me interessei pelo livro. Achei bem legal a ideia das pessoas terem uma segunda oportunidade de serem felizes na vida e como os dois personagens principais se ajudam para se tornarem pessoas melhores. Sempre leio resenhas positivas a respeito das livros da Julia Quinn, mas nunca li nenhum, logo pretendo ler.

    ResponderExcluir
  7. Esse livro e meio que será mesmo que pessoas diferentes se completam pelo que eu entendi e fala também da diferença que a pessoa ve em conviver com a pessoa diariamente em vez de só de vez em quanto bjs adorei

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito fã de romance de época. Por isso nunca li algo da autora Julia Quinn. Curiosidade até tenho de ler algo dessa autora pois dizem que ela escreve muito bem e que suas historias são boas mas mesmo assim continuo não querendo ler. Em relação a este livro resenhado devo dizer que a historia é boa, previsível mas boa. Gostei por mostrar que há sim segundas chances.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  9. Olá Pah, tudo bem?
    Não conhecia as capas em inglês (por sinal achei muito mais bonitas que as do Brasil), sou louca para ler essa série, os livros estão bem baratos, vou tentar adquirir logo!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  10. Mais uma bela foto do post, Pah!
    Preciso começar a ler os livros da Julia Quinn urgente! Antes que a série fique longa demais para eu conseguir comprar todos hahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Sou louca para ler essa série da Julia Quinn. Amo romances!

    Adorei a resenha! ;)

    Beijos.
    http://adoroumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Adoro essa série, mas, assim como para você Paola, esse não é meu livro preferido da série (adoro o do Colin, meu Bridgerton favorito), mas achei o livro muito bom. Eloíse me encantou com sua determinação, só achei ela um pouquinho moderninha para época ao tomar a decisão de ir atrás do Phillip. Já este não me cativou em nada, não gostei desse mocinho, ele me deixou, em várias passagens, bem irritada com ele. Já os irmãos da Eloise continuam impagáveis como sempre, ri muito com eles.
    Mas Julia Quinn continua brilhante na sua escrita, sou super fã. Só senti falta da Lady Whistledonwn nesse livro.

    ResponderExcluir
  13. Os temas principais (abuso, recomeço, medo, etc) sempre me chamam muito a atenção, mas romances de época... sei lá, até tentei mas acho que não consigo gostar, não. Não bastasse isso, ainda é série e quase nunca consigo me prender a uma.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  14. Ooi Pah,
    Adorei a resenha, fiquei morrendo de vontade de ler.
    A historia parece ser bem legal, com os temas que você falou que abordam.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  15. Júlio Quinn é uma das minhas escritoras favoritas, e tem um jeito único de escrever seus romances, e não são cansativos. Tenho certeza que esse sera mais um livro da Julia que vou ler e reler. Não vejo a hora!

    ResponderExcluir
  16. Bom, todo mundo já sabe que eu não sou fã de romances. Principalmente os clichês. Mas eu li com outros olhos essa resenha e achei a história legal. A resenha conseguiu me prender até o fim, então imagino que o livro faça o mesmo. Esse negócio de cartas, me lembrou um pouco o livro "querido John" que eu nunca li mas pelo que ouvi falar não é muito minha praia. Mas parece ser uma história com final feliz e achei interessante a série contar a história de cada irmão. Não colocarei na minha meta desse ano, mas pretendo ler algum dia despretensiosamente para não colocar muitas expectativas e me decepcionar.

    Beijinhos, Kamila

    ResponderExcluir
  17. Não gostei da capa particularmente .. Mas o efeito convidativo que ela não me causou a resenha conseguiu suprir .. Afinal de contas oq vale em um livro é o seu conteúdo.. Ainda não li nenhum livro da série , então caso o resolva fazer já acredito que me divertirei bastante com a leitura ..

    ResponderExcluir
  18. Oi Pah...
    Os personagens parecem ser bem distintos mesmo. Eu moro de vontade de conhecer um livro de Julia Quinn. Acho que os livros dela abordam mesmo esse amor tão diferente, pelo menos é o que todo mundo fala.
    Querendo muito ler a série ainda.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. amei a resenha Pah, estou mega ansiosa pra ler, com certeza aborda meu tema favorito: romance! de época então.... ansiosíssima pra ler, beijos Pah.

    ResponderExcluir
  20. Pahhhh amei a resenha, tenho essa série mas ainda não comecei a ler pq estou esperando sair os outros, mas gostei mto da historia do casal, sou fã de romances de época, e tenho ctz que os livros são ótimos!
    Com relação as capas, essa serie é um dos poucos casos que prefiro as capas que não são as originais, gostei mto das capas da Arqueiro, acho que retratam bem as historias!
    beijos

    ResponderExcluir
  21. Já li o primeiro e o segundo livro da série e não vejo a hora de ler o resto!

    ResponderExcluir
  22. Pah, desde que comecei a ler essa série, estou apaixonada por romances históricos e preciso de indicações de mais livros do gênero. Já li Ligeiramente Casados e adorei também (uma excelente indicação sua). Espero mais indicações. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  23. Pah!
    Não li nenhum livro da série ainda, entretanto gostei da premissa do relacionamento começar por cartas, porque elas capturam a essência do ser e não a aparÊncia.
    Gostei também de ver que o protagonista masculino já foi casado e tem dois filhos, tenta assim novo relacionamento. Difícil ver iso nos livros, principalmente de época.
    Acredito que valha a pena a leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  24. Oi, Pah!
    Eu já ouvi falar muito dessa autora e sempre são comentários muito bons. Mesmo não gostando de romance histórico, achei interessante esse enredo, em que o mocinho já foi casado. Minha melhor amiga adora o gênero e estou pensando em presenteá-la com um livro da série, espero que ela goste, rs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Oi
    Eu tenho vontade de ler essa série de livros, parecem ser uns romances históricos bons, gostei da resenha. os personagens devem ser legais.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Adorei a resenha, Pah! :3
    Já vi em vários blogs resenhas dos livros dessa autora, mas, por se tratar de romance, eu nem dava tanta atenção. Mas, de verdade, esse me interessou. A história me pareceu ótima, os personagens são diferentes, mas eles se ajudam (quero conhecer o Phillip, rolou um pouquinho de identificação aqui, rs *eu amo esse nome, haha*)
    Eu sabia que era uma série, pois fui numa livraria e vi vários livros com capas parecidas! Legal cada livro se tratar de cada irmão, lembrei da Família Walsh, de Marian Keyes :) Kissus
    www.penseicliquei.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Não me interessava por esta série até esse livro chegar... gostei da sinopse dele e de sua resenha, graças a ele quero a série toda!

    ResponderExcluir
  28. Oiii!
    Nunca gostei muito de romances históricos mas já ouvi falarem bastante bem desse livro por aí. Espero que um dia eu pare um tempinho e leia ele

    ResponderExcluir
  29. Estou louca para ler esta série, adoro a Julia Quinn e como todo livro dela esse parece ser mais um com um enredo fantástico, estou super ansiosa para começar a ler!!

    ResponderExcluir
  30. Oi, Paola! Adorei sua resenha! Eu não tinha interesse algum pela série até um tempinho atrás, quando comecei a ler muitas resenhas isso mudou e quero muito ler os livros da Julia Quinn. E mudou também a ideia que eu tinha dos livros, que achei que fossem só um romance mesmo, pra passar o tempo. Mas tem muitas questões por trás, o que me agradou bastante! Adorei essa junção de dois personagens diferentes, com conceitos de amor opostos. Deve ser uma delícia acompanhar o envolvimento dos dois. E eu estou apaixonada por essas capas em inglês. *o* São as originais? São muito, muito lindas. Não que eu não goste das nacionais, também são bem bonitas. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andreza! Tudo bem?

      Então, essas são as segundas capas da série, se não me engano. Adoro elas, são minhas preferidas ♥

      Excluir
  31. Oi Pah!
    Eu tenho certo medo de ler romances de época, eu sou muito apaixonada pelos filmes, principalmente os de Jane Austen. Mas tenho medo de ler e acabar me decepcionando um pouco por criar muitas expectativas. Mas, ao mesmo tempo eu sou doida pra ler! Que confuso né? kkkk
    Amei <3

    ResponderExcluir