maio 06, 2015

[Resenha] Fury – Laurann Dohner

Ellie fica horrorizada ao descobrir que a companhia farmacêutica em que trabalha está fazendo experimentos ilegais. Cientistas da empresa têm fundido DNA humano com DNA animal, criando novas espécies exóticas. Um “experimento” captura o coração dela e ela vai fazer de tudo para salvá-lo, mesmo que ele a odeie por isso. Fury nunca conheceu compaixão ou amor. Ele passou sua vida em uma cela, acorrentado e abusado por seres humanos. A única mulher que se permitiu confiar o traiu. Agora ele está livre e fixado em vingança. Ele promete acabar com sua vida, mas quando ela finalmente está em suas mãos, prejudicá-la é a última coisa que ele quer fazer com esta pequena humana. Fury não pode resistir a Ellie – o toque de suas mãos, a boca em sua pele, em volta do seu corpo. Ele está obcecado com o cheiro de sua mulher. E Ellie quer Fury, sempre quis. Ela anseia por seu corpo grande e poderoso e quer curar o seu coração. Mas estar desoladamente apaixonada por Fury é uma coisa…domesticá-lo é outra.

Romance e Fantasia (+18) | 368 Páginas | Cortesia Universo dos Livros | Skoob | Compare & Compre: Saraiva
Submarino
Amazon
 |
Classificação: 4/5

Quando o assunto é literatura fantástica é muito difícil
para um autor conseguir fugir do esperado. Fantasmas, bruxas, vampiros,
lobisomens, zumbis… esses temas já são velhos conhecidos dos leitores. Mas,
homens geneticamente mudados por uma empresa medicinal? Isso sim que é novidade!
Fora que não é algo que não consigamos imaginar, afinal uma das realidades de
nossa sociedade é o avanço dos testes medicinais em homens e animais. Assim, o
foco da série Novas Espécies está em
um centro de pesquisa médico que, de forma completamente abusiva, brinca com o DNA humano, unindo-o aos
genes de animais com o objetivo de criar pessoas mais fortes. Drogas para
deixar um homem mais bonito e musculoso, remédios para a cura de doenças
crônicas e seres humanos modificados geneticamente (para, claro, fortalecer a
frente de combate do exército americano), são apenas algumas das pesquisas das
indústrias Mercile. Financiada pelo governo a organização acha normal utilizar
o DNA humano em suas pesquisas, considerando os frutos desse trabalho como nada
mais do que um grupo de ratos de laboratório. Eles fingem que não veem o
sentimento de medo, impotência e aflição nos olhos dos milhares de seres vivos
criados e mantidos em cativeiro. Mas isso está prestes a mudar e logo a verdade
libertará essa incrível e nova espécie.

Em Fury a
enfermeira Ellie está prestes a concluir seu trabalho: unir informações que
recriminem as ações inumanas da empresa Mercile. Entretanto, antes disso ela
encontra Fury, o prisioneiro que sempre mexeu com seu coração, em uma enrascada
e, sem raciocinar, faz o possível para salvá-lo, mesmo que isso coloque todos
os da sua espécie em perigo redobrado. A jovem consegue cumprir sua missão, mas
o custo disso é a raiva de Fury. Ele não compreendeu as escolhas de Ellie e
promete vingar sua honra assim que reencontrá-la, o que acontece quando a jovem
começa a trabalhar na fortaleza das novas espécies, local cedido pelo governo
para que eles possam se familiarizar com o mundo humano e, aos poucos, seguirem
seus próprios caminhos. Sendo assim, o casal transforma o rumo dessa nova raça,
primeiro porque a raiva e a paixão entre eles questiona a sanidade das novas
espécies – eles precisam provar que são mais humanos do que animais, contudo,
quando o assunto é Ellie os instintos de Fury são animalescos, ele só pensa em
possuí-la! – e segundo, porque o desejo entre eles é considerado por muitos
como proibido, eles nem sabem se um dos nova espécie pode ter relações sexuais
com uma humana (o que coloca o casal em várias situações engraçadas. Sério,
eles são pegos em cada momento comprometedor!
Risos). Portanto, entre desejo, diversão, raiva e lutas em nome da
sobrevivência, a obra nos conduz a uma intricada história de amor, superação e
recomeço.


Temos dois pilares na narrativa: a construção da relação amorosa
e o processo de reajuste das novas espécies. Achei ambos incríveis! O romance é
bem fundamentado e aborda diversos aspectos. O casal é o primeiro a mesclar as
espécies, portanto tudo é novo, gerando questionamentos e muito preconceito – além
de precisarem lidar com seus próprios e conflitantes sentimentos, Fury e Ellie
também lutam contra as dúvidas, os atentados, e os olhares de asco que partem
daqueles que não aceitam tal união. Fury sabe muito pouco sobre os humanos,
então tem que aprender a cada dia como se relacionar com Ellie. E, exatamente
por isso, ele faz o possível para melhorar, para ser digno do amor de sua
companheira. – Eles são tão fofos! No começo fiquei com medo da raiva subjugar
os sentimentos, mas aos poucos Fury, e seu jeito aparentemente bronco, me
encantaram. Já a parte do aprendizado das novas espécies me surpreendeu porque
garante muita ação. Os humanos não aceitam muito bem a existência da nova
espécie; alguns têm medo, uma parcela da população torce para a felicidade
deles (afinal eles já sofreram demais), outros são descrentes de que as duas
espécies poderão coexistir, e um grupo extremista quer a morte deles. Além
disso, o governo não está completamente de acordo com o futuro desses novos
membros da sociedade, o que gera discussões, intrigas e muitas mortes. Ou seja,
a obra garante romance e muita aventura, tudo que mais gosto nesse tipo de
leitura fantástica.

Gostei dos personagens (o Fury é incrível e a mocinha é
determinada e independente), da história elaborada e inteligente criada pela
autora, e de como tudo é uma novidade para as novas espécies – sério, é hilário
ver as mulheres com medo de um aspirador de pó! Ao mesmo tempo em que é
emocionante vê-las reaprendendo a confiar nos homens, principalmente aquelas
que foram criadas para serem abusadas sexualmente. A única coisa que não gostei
é que, em certos momentos, achei que a autora repetiu desnecessariamente
algumas situações, o que deixou o livro maior do que ele poderia ser. Para mim,
umas 50 páginas a menos deixariam a obra mais que perfeita. Contudo, não nego
que devorei o livro, que me diverti e emocionei com ele, e que no final pensei
“por favor, preciso ler o próximo volume”.

Em linhas gerais, o livro garante amor, sensualidade, diversão,
ação e um final fofo e digno de deixar-nos com um sorriso bobo no rosto. Sem
dúvida indico para os amantes de literatura adulta em geral, seja ela
fantástica ou não.

• Sobre a Série 

Fury é
o primeiro volume da série Novas Espécies, composta até o momento por treze
livros (confira as capas e sinopses aqui). Vale lembrar que cada livro traz
a história de amor de um casal diferente, entretanto é bom lê-los na ordem para
acompanhar o pano de fundo comum entre tais histórias.
Beijos,

Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

34 Comentários

  • Rosa
    26 novembro, 2018

    Eu estou no primeiro da série e AMEI.
    Hot é meu gênero favorito, ainda mais com fantasia. Hahahahah <3

  • Ju M
    02 junho, 2015

    Gente, 13 livros?? Nossa. Acho que leria alguns da série, começando por esse…Acho que esse livro é bem completo gostei de ter uma pitada de humor. Ah, li um livro que acho que a premissa é parecida com esse, que criavam pessoas com asas, achei muito bom!

  • Bea Stylinski
    27 maio, 2015

    Toda vez que eu leio uma resenha, eu fico tipo assim *vou estorar meu orçamento* por que 99% das vezes suas resenhas me deixa louca de vontade de ler os livros <3
    Esse com certeza está na minha lista para ler em 2015 🙂
    Beijinhos

  • Becca Martins
    17 maio, 2015

    Nossa Pah , eu sou a pessoa mais desanimada do mundo para acompanhar séries muito grandes. Embora eu goste muito de livros deste gênero, acho que não vou animar não!

  • Estante Diagonal
    14 maio, 2015

    Pah está ai uma nova série que estava de olho, e confesso que sua ressenha é a primeira que leio completa. Tudo que falou me instigou para a leitura, quero muito conhecer a relação desses dois personagens. Só tem uma coisa que me deixou confusa, ali você fala que o Fury ficou com raiva dela? e depois eles estão juntos? não entende ^^ não vejo a hora de ler mesmo para entender melhor hahahah

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

  • Mariza Reis
    14 maio, 2015

    Adoro um romance! Mais um para minha lista! Beijos

  • Planet Pink
    12 maio, 2015

    Oi Pah!
    A premissa do livro é bem interessante, pode resultar em algo mais sensual ainda. Não curto o gênero, mas fiquei interessada nesse.
    Beijos

  • Maisanara F.
    11 maio, 2015

    Oi, não gosto de livros com romance desse tipo por isso não vou lê-lo. Bjus.

  • Evellyn Mendonça
    11 maio, 2015

    Ooi Pah,
    Não sou muito fã desse gênero, mas parece ser uma historia legal.
    Pela resenha parece que a autora foi bem criativa.
    Beijos!!!

  • Gabriela Souto
    11 maio, 2015

    Apesar de o tema ser interessante, não é o meu tipo de leitura. Mas, como gosto de inovações, vem a calhar como uma opção de leitura diferente. Beijos!

  • RUDYNALVA
    11 maio, 2015

    Pah!
    Sempre fui interessada nas pesquisas genéticas de mutação de genes, claro que na fantasia, porque seria bem estranho espécimes de humanos modificadas. E ver uma série inteira de fantasia bem fundamentada nos instintos animais chamou muito minha atenção e claro que o romance também. Como será o cruzamento dessas duas espécimes?
    Feliz dia das mães!!!!
    “Às mães de todo planeta, Ofereço o brilho de um cometa, Para tal beleza comparar, Sem jamais pestanejar, Por Deus abençoada, Por Maria imaculada, De seu ventre surge a vida, Mãe tu és consagrada.”(Marcos G. Aguiar)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

  • Brenda Amorim
    11 maio, 2015

    Oi, eu ja li em ebook um dos livros da escritora (se eu não me engano foi o primeiro dos guerreiros zorn) e gostei muito. Esse esta na minha lista para futuras leituras e espero gostar dele.
    Eu adoro literatura fantastica pois sempre tem algo diferente e que surpreende, espero que esse me surpreenda quando eu começar a le-lo

  • Bárbara Carollo
    10 maio, 2015

    Oi Pah,
    Nossa, 13 livros? =o Muitos livros, mas se são casais diferentes acho que fica mais leve rs.
    Fiquei bastante interessada em ler esse livro. Não sei se você sabe, mas faço Biomedicina e tudo relacionado a ciência, pesquisa científica, DNA…me interessa! 🙂
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

  • Neny
    10 maio, 2015

    Eu gostei do livro, achei ele meio babaca no inicio..mas depois tentei compreender o jeitinho carinhoso dele de tratar ela rs, acabei gostei dele dai.
    Nossa não sabia que ja tinha tantos livros lançados la fora, tomara que a editora não demore para lançar o segundo,
    beijos.

  • sara sem h
    09 maio, 2015

    Logo que li a sinopse lembrei daquela série, Beauty and the Beast…
    Eu gosto dessa ideia 🙂 Eu não curto muito essa coisa de romances mais ~hot~ e tal, mas esse eu leria, pela parte da fantasia.
    Se um dia eu puder, eu leio sim 🙂
    Kissus

  • Jacqueline Moura
    09 maio, 2015

    Nao conhecia esse livro, nem a autora, mas acho que vc nao precisa mais nem ler resenhas ou sinopses para descobrir se o livro é Hot, as capas esbanjam isso hoje em dia kkkk Parece uma boa premissa do livro, mas nao me deu muita vontade de ler :/ ate pq nao me agrada o estilo.

  • Tamara Dias
    08 maio, 2015

    Gente eu amo essa série, serio sou enlouquecida!!! Não vejo a hora dos outros serem lançados!! ahahha

  • Fabiana Araújo
    08 maio, 2015

    Lembro que li esse livro na época do Enem do ano passado estava até fazendo cursinho e nos intervalos eu o lia, no começo eu achei meio estranho mas depois me surpreendi com a narrativa.

  • Julia Duarte
    07 maio, 2015

    A temática do livro parece ser realmente interessante e divertida, apesar de não ser a maior fã de livros mais sensuais. Para falar a verdade já ouvi falar muito bem dessa série, mas 13 livros… Bom, foi para a minha lista para ler um dia, quem sabe quando a série já tiver as continuações para comprar aqui no Brasil eu tome coragem e leia.

  • Thamires Menezes
    07 maio, 2015

    Olá Pah
    Já passei por esse livro diversas vezes, mas nunca me interessei em ler sobre ele, pois a capa não me chamou atenção.
    Mas lendo a sua resenha, percebo uma historia de fantasia contada de uma forma diferente, com algo novo.
    Gostei da historia, do amor e da criatividade com que foi criado os personagens.
    Ótima resenha.
    Beijos

  • Claudia Valeria Ortega
    07 maio, 2015

    Oi, eu também adoro livros com temas diferentes e a literatura fantástica esta arrasando, quando vi que a Universo iria lançar esta série eu literalmente surtei eu estou louca pra ler este e tenho certeza que vou amar. Sua resenha simplesmente alimentou minha vontade de adquirir o livro que já esta na minha lista de desejados. É tão bom quando um livro nos surpreende de maneira positiva, notei que você disse que a Ellie é uma mocinha forte e espero gostar tanto quanto você do livro. Estou louca pra conhecer o Fury.

    Bjus

  • Carla Jeanine
    07 maio, 2015

    Oi Pah!
    Já comentei que to super afim de ler essa série né? É exatamente o meu gênero preferido, e pela sua resenha também notei que tem os pontos principais que costumam me envolver na história. Sempre confio nas suas opiniões e fiquei feliz de saber que gostou, a minha prima leu a série inteira já acredita? Mas os primeiros livros ela achou um pouquinho viajado, por isso achei ótimo mais uma opinião. Espero conseguir ler logo!
    Beijos

    Paradise Books

  • Bianca Viegas
    07 maio, 2015

    Olá!
    Não conhecia o livro e mesmo não gostando do gênero a história pareceu legal.
    Como você escreveu, por ser literatura fantástica a história é original, pois também não conheço um livro com personagens assim. Os protagonistas pareceram bons personagens com características diferentes, ele tentando se comportar como um ser humano, e ela sendo independente e segura.

  • Marina Ricci
    07 maio, 2015

    Olá, adorei a resenha esse livro me pareceu ser muito legal, com certeza devorarei ele rapidinho, entretanto não achei tão original assim a história afinal a questão de seres humanos modificados para assumir determinadas questões já foi abordada na série Beauty and the Beast onde um soldado é modificado geneticamente para fazer parte de um grupo de super soldados que lutam em guerras para os Estados Unidos. Apesar da sinopse me lembrar muito desta série, com certeza a lerei.
    Beijos

  • Graziele Lourenço
    07 maio, 2015

    Nossa, isso sim é novidade, tenho que concordar! Que incrível , quero devorar a série tbem ( só falta o tempo , pq a vontade tá bombando rsrs).. Aaa sei lá , acho que ia gostar tanto que as 50 páginas "repetitivas" seriam como brinde rsrs Muito boa a resenha , parece ser muito bacana mesmo o livro .

  • BiaRoz
    07 maio, 2015

    Haaaaaaaaaaaaa… Amooooo, mas amo muito NE. Sério Fury me conquistou completamente, em minha opinião um livro nota 5 por ter me surpreendido com a criatividade da autora. Acho que o livro tem tudo que precisa, drama, ação, romance, hot, intensidade é UAU. Estou ansiosa pelos próximos. Adorei a resenha. Sempre arrasando Páh <3 Beijos.

  • Patrini Viero
    06 maio, 2015

    Confesso que eu não sou muito fã de literatura 'sensuais', mas essa premissa com genética me deixou bastante curiosa. Além disso, a capa é muito convidativa, e eu acho que os elementos misturados pela autora na trama foram muito bem pontuados. Com certeza darei uma chance ao livro caso surja uma chance!

  • DeebAmorim
    06 maio, 2015

    Enquanto lia a sinopse, eu só pensei: UAU!!!!! Cara, que criativo!
    Sério, acho que esse livro já ta indo pro topo da minha lista de leituras, to curiosíssima pra saber dessa temática diferente e já torcendo bastante por Fury e Ellie <3

  • Dilza Sousa
    06 maio, 2015

    Oi, Pah! Sua resenha me deixou louca pra ler esse livro!
    Tem elementos que acho que vão fazer eu amar o livro: aventura, diversão (quero só ver essa situações constrangedoras em que o casal é pego kkkkk) e ação.
    Amei a resenha! Abraço!

  • Rayme
    06 maio, 2015

    aaah, fujo de livros assim
    apesar de, realmente, ser uma trama mais inovadora, não me interesso por livros assim
    sacanagem, pela capa pensei que fosse um NA 🙁

  • Já ouvi falar (e muito) sobre essa série de romances de ficção científica. Mas não me arrisquei a ler nenhum dos livros ainda. Sabe aquela coisa de julgar um livro pela capa? Pois é. Acho que porque não gostei muito das capas e do apelo sexual contido nelas, acabei ignorando as indicações positivas.
    Mas se o livro é muito mais que o romance picante entre os personagens como sua resenha descreve, talvez eu me arrisque a ler. Quando uma ficção científica é bem trabalhada e não somente um plano de fundo da obra, não tem como eu não gostar e não me prender na leitura.
    Somente estou curiosa para saber se isso continua assim nos próximos 13 volumes. Estarei acompanhando no blog! haha

    Abraços!

  • Kemmy Oliveira
    06 maio, 2015

    CARAMBA
    13 livros? Confesso que isso me desanimou um pouco, mas como as histórias são diferentes, eu com certeza daria (e pretendo ter a oportunidade de dar) uma chance pra essa lindeza.
    Acho que humanos geneticamente modificados não são uma realidade muito distante, não. Mas de fato é uma abordagem bem incomum e interessante. Desejo!

    Bjs

  • Rízia Castro
    06 maio, 2015

    Oi Pah!
    Não conhecia esse livro.
    Acho que nunca li nenhum com fantasia e romance meio picante =/
    Gostei da premissa e achei sua resenha bem divertida, mas confesso que estou fugindo de séries longas, mesmo que com livros "independentes".
    Mesmo assim, anotei a dica
    Beijinhos
    Rizia – Livroterapias

  • Bruna Bomtempo
    06 maio, 2015

    Uau!! Que capas, que homens fortes! (rsrsrsrsrs)
    Muito interessante, deve ser um livro que prende a atenção né!
    Deu vontade de ler!!