[Resenha] A Herdeira – Kiera Cass

Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.
Romance (+Fantasia) | 390 Páginas | Cortesia Editora Seguinte| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 3,5/5
Vinte anos depois do final de A Escolha, Maxon e America tornam-se coadjuvantes na história de seus descendentes. Em A Herdeira conhecemos a jovem Eadlyn, filha primogênita do casal que, graças a uma alteração na legislação, é a primeira herdeira na linhagem do trono real. Uma das primeiras ações de Maxon como rei foi propor a extinção das castas, assim Iléa prosperou em meio a um ambiente político calmo e igualitário. Enquanto isso, Eadlyn foi criada e preparada para ser a rainha perfeita – desde pequena suas escolhas sempre priorizaram as necessidades do seu povo. Contudo, o que ela não imaginava é o que o futuro, e o do peso da responsabilidade de ser uma rainha, chegaria tão cedo. A abolição das castas deu esperança ao povo, entretanto a medida não erradicou completamente o preconceito e a segregação social. Indignados e confusos, parte da população iniciou um movimento de retaliação à família real, o que colocou Maxon e America em uma saia justa: eles precisam pensar em algo, precisam de tempo, precisam alegrar o povo com uma nova seleção!

O diferencial do livro é que dessa vez a seleção acontece com uma princesa; é a primeira vez que o castelo abre suas portas para trinta e cinco rapazes tentarem conquistar o coração da futura rainha. Além disso, outro detalhe inusitado é a personalidade complexa de Eadlyn. Desde pequena ela sentiu o peso da sua responsabilidade. Enquanto o irmão gêmeo e os irmãos mais novos aproveitavam a infância e faziam planos para o futuro, a princesa concentrou suas forças para tornar-se a melhor rainha que Iléa já teve. – Dá para imaginar o que isso fez com essa garotinha? Eadlyn transformou-se em uma mulher poderosa, determinada e independente. Por ser a primeira soberana mulher, ela criou um forte sentimento de autonomia. A jovem quer ser a melhor sem ter que depender de ninguém, e depois de fazer tantos sacrifícios, ela sabe que será capaz de governar o país. O único problema é que o início da seleção muda completamente os seus planos. O concurso faz com que Eadlyn assuma o papel da mulher frágil que precisa de um companheiro, algo que ela não é e nunca considerou ser. Portanto, a obra foca nos problemas políticos atuais de Iléa, no concurso que mexe com o emocional de toda a família real, e nas peculiaridades da, incompreendida e pouco carismática, Eadlyn.

Quanto aos problemas políticos de Iléa, confesso que esperava mais. Não é a primeira vez que a Kiera Cass dá vida a um conflito social e acaba deixando-o de lado. Acho inaceitável o fato de que Maxon e America, depois de tudo o que enfrentaram, decidam expor sua filha a uma seleção com cara de estratégia política. Por mais que eu tente, isso não entra na minha cabeça. Ainda assim, não nego que gostei de como as coisas se desenrolaram. O processo como um todo é tão bom quanto o dos livros anteriores: repleto de intrigas, diversão, romance e muita paixão. Os meninos não são tão fofoqueiros quanto às meninas, mas ainda assim eles são vaidosos e inteligentes o suficiente para mexer com Eadlyn, a rainha do gelo. Até então a princesa tinha certeza que não precisava de ninguém ao seu lado para governar o país e não tinha dúvida de que era amada pelos seus súditos, mas quando a seleção começa tudo muda. Ao conhecer seus trinta e cinco pretendentes, Eadlyn percebe que não é carismática o suficiente, que seus ideais não são tão certeiros como ela imaginava, e que talvez se apaixonar não seja tão ruim.  De fato, eu AMEI o processo da seleção. Os meninos são diferentes e envolventes, os protagonistas principais roubaram o meu coração, e o amadurecimento da protagonista me fez enfim gostar dela. Claro que as coisas não começaram como queria, mas o final foi o suficiente para me encantar.
Ainda com relação à protagonista, devo dizer que ela não é nenhum pouco como imaginei que seria. De início me incomodou sua forma de agir: mandona, mimada, metida a superior. Entendo que Eadlyn foi criada com o peso de saber que iria ser a próxima rainha, mas – pelo menos para mim – isso não justifica que ela viva em torno do seu próprio umbigo. As responsabilidades são grandes? Claro que são, mas para todo mundo é assim, o fato dela ser princesa não significa que ela é melhor que ninguém. O problema é que as preocupações de Eadlyn fizeram com que ela deixasse de observar o próximo, ela criou uma barreira tão forte em torno de si que esqueceu que existem pessoas com problemas ainda maiores que os dela. Por isso, eu odiei a personagem logo de início. Contudo, o bom foi que o decorrer da seleção mudou as coisas. Ao conviver com garotos de todas as classes sociais, Eadlyn vai aprender mais sobre o povo que quer governar. Além disso, ela vai aprender mais sobre si mesma e sobre o significado de ser vulnerável. Do meio em diante foi fácil aceitar a protagonista e torcer por ela; tanto é que estou louca pelo próximo volume da série!
No geral, assim como os outros livros da saga, a narrativa é fluída, envolvente e romântica. E por mais que o livro não seja perfeito, a leitura – e todas as emoções que ela gera – faz tudo valer a pena.
• Sobre a Série •

A Herdeira faz parte da série A Seleção, composta – até o momento – pelos livros A Seleção, A Elite, A Escolha e A Herdeira.
Beijos,


39 comentários:

  1. Ah tô louca para ler, mais ainda estou nos contos kk' o tempo tá curto! espero gostar mais que você, mesmo lendo em várias resenhas que a Eadlyn é pior que a America kk'

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Pah!
    Eu confesso que não gostei muito deste livro não. Principalmente por causa da princesa. A Meri nunca tratou mal nenhuma criada, ai vai lá e a princesinha mesquinha trata mal sua criada, é chata e mal agradecida.
    Sinceramente, acho que a Kiera deveria ter parado em A Herdeira.
    Beijos!

    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não comecei a ler a trilogia de A Seleção, mas adoraria ler, pois eu amo livros distópicos <3 A Herdeira parece ser um livro bem legal, porque nele tem esse diferencial na escolha da princesa e também por ser a filha da protagonista. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  4. já li o livro e confesso que nao gostei muito, achei a personagem principal um pouco chata, claro que o livro nao é de todo ruim mas acho que a autora deveria ter parado no terceiro livro.

    ResponderExcluir
  5. Tenho preguicinha dessa série... Quem sabe um dia eu invista! Hehehe

    ResponderExcluir
  6. Quando a protagonista é uma personagem insuportável provavelmente não vou gostar do livro e a personagem desse parece que é assim, mas se ela muda então tudo bem. Já li muito sobre o livro e a série e acho que vou gostar. Estou querendo ler a série e vou ler sim. Bjus.

    ResponderExcluir
  7. Eu fiquei encantada por esse livro! Tem algumas falhas aqui e acolá mas a história é tão boa que não tem como acabar não gostando da obra <3

    ResponderExcluir
  8. Sou louca para ler essa coleção e o fato de essa seleção ser com rapazes ao invés de garotas parece ser mais divertido. Quero muito.

    ResponderExcluir
  9. Hello!!
    To doida pra ler esse livro, apesar de achar que deveria ter acabado na trilogia mesmo, massss a autora quis fazer uma graça ne?!
    Então, já achava a America Singer chata demais!!! E já li algumas resenhas falando que a Eadlyn consegue ser mais....tipo como assim????
    Mas gostei da ideia de agora a seleção ser com os rapazes! Direitos iguais ne?! hehe.
    Mesmo com os contras e prós ainda quero ler esse livro.
    A capa continua maravilhosa, acho que é a mais bonita até agora!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Paola,ainda não li a continuação e pelo que pude perceber a personalidade de Eadlyn tem um caráter um pouco mimado e egocentrico, talvez,mas acredito que isso deva-se o fato de la ter crescido como uma princesa e não quase uma plebeia como sua mãe.Não concordo também com essa nova seleção com a própria filha ser um meio de resolver um problema político,mas enfim vamos esperar pela continuação e ver no que vai dar.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Ooi Pah,
    tô louca para ler esse livro, amo muito a série A seleção.
    Gostei da ideia de a seleção ser agora com rapazes, espero que a protagonista não seja tão ruim.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi flor,
    Li a trilogia e gostei muito mas como você também me incomodou o fato da autora ter deixado os problemas sociais de lado e dar enfase somente no romance, parece que ela seguiu a mesma linha nesse próximo volume. Enfim quero ler sim e tirar minha próprias opiniões quando conseguir...rsrs.. Aproveito a te convidar a dar um pulinho lá no blog hoje tem um conto que eu escrevi com direito a trilha sonora e tudo se puder comentar, adoraria saber sua opinião.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/2015/06/conto-um-fio-de-esperanca-por-raquel.html

    ResponderExcluir
  14. Eu gostei muito de A Herdeira e também da Eadlyn. Ela me lembrou muito Emma de Jane Austen. O fato dela não ser perfeita, boazinha e clichezona acabou sendo um ponto interessante pra mim. Mas concordo totalmente com você na parte política. A Kiera conseguiu elaborar um mundo bem complexo, mas não aproveita. Fica tudo por alto. Espero que o último livro deixe tudo bem amarrado nesse aspecto.

    http://despindoestorias.com/2015/resenha-ligacoes-rainbow-rowell/

    ResponderExcluir
  15. Apesar de não ser o meu estilo preferido, li os 3 primeiros livros por indicação do blog e me apaixonei pela história leve e despretensiosa. Já comprei A Herdeira e lerei em breve. Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Laricia Oliveira9 de junho de 2015 14:32

    Fiquei louca quando comecei a ler A herdeira, queria estrangular a Eadlyn muitas vezes, mas no final. bem no final mesmo, a história me cativou... Acho que no momento que todo aquele gelo começa a derreter. Estou ansiosa para a continuação! Rs
    Beijos Pah :*

    ResponderExcluir
  17. Oi Pah,
    Esse livro não foi nada do que eu esperava, principalmente pela personalidade da Eadlyn e pela mudança e "apagamento" de alguns personagens como America e Aspen. Fiquei com muita antipatia da protagonista no início também e senti falta de ver a Meri alegre e feliz dos livros anteriores, mas confesso que, como você, me encantei com a narrativa do meio para o final. Finalmente consegui me identificar com a Eadlyn e fiquei feliz pela Kiera ter criado uma personagem tão diferente. Acho que ela ainda vai nos surpreender bastante!!!
    Também tenho que dizer que me surpreendi com a mudança da May, não esperava mesmo que ela seria assim no futuro rsrs. O final foi arrebatador e já não vejo a hora de ler o próximo!! haha
    Ps. Já tenho o meu favorito, apesar de ser alguém que, provavelmente, não esteja no pário rs.
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bárbara!

      Então acho que temos o mesmo favorito ♥ Apesar que meu coração está dividido entre dois deles, hahahaha

      Beijos

      Excluir
  18. Tenho os três primeiros livros desta série e ainda não li nenhum deles apresar de saber tudo que acontece nos livros. Adorei sua resenha e vou procurar os dois que faltam e ler tudo de uma vez só. Ainda bem que a personagem cresce no decorrer da história né?

    Bjus

    ResponderExcluir
  19. Oi Pah
    Mesmo lendo sua resenha que está incrível. Eu não gostei muito desse livro, não como dos outros 3 primeiros.
    Achei Eadlyn muito mimada e mesmo entendendo que ela foi criada de uma forma diferente não me identifiquei. Espero que no próximo minhas expectativas sejam superadas.

    Bjos
    Sá França
    http://nosleitoras.com

    ResponderExcluir
  20. Além de ter a capa perfeita a série é maravilhosamente maravilhosa. Tenho certeza que A Herdeira deve ter conquistado opiniões de vários leitores e acho que só lendo para ter uma opinião oficial. Mais achei que Eadlyn fora um pouco egoísta.

    ResponderExcluir
  21. Oi, Pah!
    Nunca tive interesse em nenhum dos livros e isso não muda, não importa quantas resenhas eu leia!
    Não adianta, não faz meu estilo mesmo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oiii
    Eu sou apaixonada por essa serie e não vejo a hora de botar a mão nesse livro! heheh
    Parece que esse livro vai ser muito incrivel. E pelo que eu li na sua resenha a Eadlyn no começo vai ser tão irritante quanto a America foi no inicio da seleção, aff aff :P
    Mas é legal a gente ver como os personagens vão mudando ao longo do livro né?
    Mas estou muito ansiosa e cheia de expectativas!!!
    P.s.: Essa capa é maravilhosaaa!! ♥♥♥♥

    ResponderExcluir
  23. Gente, que capa linda é essa?! Adorei a resenha, mas esse estilo de livro não é convidativo pra mim. Quem sabe um dia, me aventuro?Vai que gosto! rsrs

    ResponderExcluir
  24. Oi Pah..
    Eu até tenho vontade de ler essa série, mas tenho preguiça..rs Mas lógico que se tivesse oportunidade eu leria.
    Esse não parece ter sido o livro que mais te agradou, apesar dos pontos positivos.
    Quem sabe eu leia a série.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. As capas dessa série são lindas *-* Ainda não li nenhum, e pelo que vejo nas resenhas, é um livro que eu leria normal, apesar de nãoa ter as caracteríscas de ser O livro pra mim, sabe?
    Já ouvi tanto sobre essa série que li sua resenha e me surpreendi por grande parte dela não ser spoiler pra mim, hahahaha.
    Tipo, me interessei pela história, fiquei curiosa [mesmo n ter conhecido a história em si] Gostei do fato de, mostrarem que, mesmo o sistema que dividia a sociedade tivesse acabo, o lugar iria viver felizes-para-sempe, sem nenhum vestígio dos problemas anteriores.

    ResponderExcluir
  26. Estou lendo A escolha e to doida para terminar-lo só para ler este livro, a capa está ainda mais bonita que as anteriores, fora que a autora conseguiu pegar a história ja imposta e modifica-la o que achei muito interessante. Curiosa para ver como é este mundo depois que Maxon escolheu sua princesa *-*

    ResponderExcluir
  27. Eu tô super atrasada e ainda não li essa série, mas quero muito ler. Vou ver se reúno todos os livros primeiro pra ler seguidamente pq quando eu gosto eu fico meio viciada hahahaha e acho que vou gostar dessa série.

    ResponderExcluir
  28. Essa série é ótima. Acho que é uma das melhores séries dos últimos tempos. Amo! Gostaria muito que virasse um filme, pois valeria a pena.

    ResponderExcluir
  29. Quero muito ler esse livro, mas acho estranho uma seleção com 35 homens disputado uma mulher . As capas são perfeitas!

    ResponderExcluir
  30. Vão me julgar até o fim! Mas ainda não li nenhum livro dessa série! E estou aqui pensando se leio ou não, porque já sei praticamente tudo o que acontece né!
    Série é bom ler logo quando é lançamento, porque depois que já tem muitos livros, muitos comentários, muitos spoilers e aí desanima totalmente.

    ResponderExcluir
  31. Eu sou louca pra ler esse livro. A seleção é um dos meus livros preferidos, embora os demais tenham deixado a desejar. E esse pelo visto não é diferente. Afinal, em alguns pontos a escolha foi bem escassa de informação. Então, acho que esse ta na mesma linha. Mesmo assim pretendo ler.

    ResponderExcluir
  32. Acho que todo mundo no mundo já leu esse série menos eu -' Acho que já tá mais do que na hora de eu ler pelo menos o primeiro e ver se gosto, pelas resenhas parecem bons, mas não são bem o meu tipo preferido, e as capas são um show a parte *-*

    ResponderExcluir
  33. Aaaah, eu amei a herdeira! Eu entendo que muitos acham a Eadlyn bem metida, mas eu super entendo ela. Sei que não justifica suas ações, mas crescer com tamanha responsabilidade nos ombros, confinada nas mordomias do castelo.... Essa parte nao atrapalhou nem um pouco a leitura para mim. Mas a parte política foi bem pouco abordada mesmo....
    Maaaaaaas, para mim, os homens da seleção roubaram TODA a cena, sério! Cada um foi interessante ao seu modo e por isso eu estou morrendo esperando a continuação!!!

    ResponderExcluir
  34. Estou doida para ler essa série, preciso adquirir os livros e arrumar um lugarzinho na minha lista de leitura, nem sei se vou ter tempo para ler mais livros esse ano além dos que programei.
    Achei legal que a seleção dessa vez é com a princesa, tentando achar seu par ideal. Acho que essa é uma inovação no mundo literário, não lembro de ter visto algo assim. Sem falar que a seleção com rapazes parece ser mais divertido, imagina 35 rapazes se se destacar, kkkkk.

    ResponderExcluir
  35. Oi Paola!
    Gosto muito da série toda e confesso que A Herdeira me surpreendeu. Foi meio difícil acreditar que a Eadlyn, com a personalidade que tem, seja filha do Maxon e da America. Ela é muito diferente dos dois. Em relação aos conflitos também esperava mais, mas com o rumo que a história toma acredito que eles serão aprofundados na continuação. Também fiz resenha do livro, caso queira ler é só dá uma passadinha lá no blog.
    Beijos

    http://tudoqueeuli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  36. Eu amei A Herdeira e me identifiquei MUITO com a Eadlyn!

    ResponderExcluir
  37. Apesar de tantas críticas ao livro A Herdeira eu gostei bastante. Se for comparar A Herdeira com A Seleção eu prefiro A Seleção, pois me parece que a Kiera Cass começou o livro com uma idéia e terminou com outra, colocando diálogos e acontecimentos desnecessários como o que aconteceu com o irmão da Eadlyn e a América, mas enfim... Espero que no próximo livro ela consiga explicar melhor esses acontecimentos. Mas no geral eu gostei, assim como gostei de toda a série. Meu preferido ainda é A escolha.
    Beijos
    Blog Letícia Iarossi

    ResponderExcluir
  38. Oi Tambem li o Livro e achei a princesa uma chata. Nada parecida c a mãe! Trata as criadas com desprezo (apesar de gostar da sua criada particular, ela não tem a menos consideração com ela!), e se acha a ultima bolacha do pacote!



    ****PODE CONTER SPOILLERS*******
    Mas no geral curti o livro como um entretenimento leve (nao se compara aos tres primeiros) ... Achei alguns detalhes mto falhos como o fato da Princesa nao saber detalhes da Seleção de seus pais - sendo que foi telavisionada, o fato dos selecionados não passarem por nenhuma investigação antes de chegarem ao castelo (so depois q ocorreram falhas) e me irritou o fato dos jornalistas do proprio castelo vazarem escandalos....tipo...na "vida real" isso nunca aconteceria em uma monarquia!rs
    Mas realmente acho q a autora escreveu "A Herdeira" pra garantir a onda de sucesso dos primeiros livros... Pois parece q ela não tem uma historia bem definida ainda e como livro acaba do nada, com mais perguntas do que respostas, acho q comprova bem isso.... Tipo....quem é Brice Mannor, aquela conselheira do rei? Não me lembro do sobrenome nos outros livros...e a autora nao fala mto sobre ela.... Porque a Josie e a Princesa nao se gostam? Qual o problema da America e a Rainha da França? Sera q é pq ela era apaixonada pelo Maxon no primeiro livro ou tem algo mais?São tantas perguntas q nem sei...
    De qualquer forma tenho o meu preferido e é o Eric (ou EIKKO), não sei não mas ele tem pinta de quem realmente vai ganhar o coração da princesa...O Hale tambem é um fofo, mas nao senti mta quimica...e o Henri é o mais adoravel, meio trapalhao, mas nao vejo ele como sendo o ganhador da seleção...e o Kile esta mais para uma valvula de escape do que pra um rei...sei la...mesmo porque ele sempre quis viver longe do castelo...so fico intrigada se foi ele ou a irma q o inscreveu (e se foi a irmã q inscreveu ele, vemos mais um erro bobo na historia, pois se na Seleção da America ha anos atras ela mesmo tinha q ir la se inscrever, porque dessa vez isso não foi necessario e deixaram passar mais essa falha na segurança - ou na historia em si).
    Aguardo o proximo livro sem grandes expectativas, pois como disse a princesa é mto chatinha e so me empolgo nas partes q o Eric aparece...rs

    ResponderExcluir