[Resenha] Plutão – R.J Palacio

Em Plutão, R. J. Palacio traz a história de Christopher, o melhor amigo de infância de August Pullman, um garoto de feições incomuns que encantou leitores do mundo inteiro no romance Extraordinário. Exclusivo em e-book, o livro alterna entre o presente e flashbacks de quando os dois meninos eram vizinhos. Plutão acompanha Chris ao longo de um dia especialmente complicado. Os pais estão se divorciando e ele está com dificuldades na escola, mas mesmo afastado do velho amigo, é relembrando alguns desafios e aprendizados que teve ao lado de Auggie que Chris encontra algum conforto. Uma linda história sobre o valor da amizade na vida das crianças, uma vivência intensa e marcante.

90 Páginas | Cortesia Editora Intrínseca | Skoob | Venda exclusiva em E-book: AmazonLivraria Cultura | Classificação: 5/5

Depois do sucesso de Extraordinário a autora J. R. Palacio lançou histórias complementares à trama: O Capítulo de Julian, 365 dias Extraordinários, e Plutão. Todas falam sobre as dificuldades do dia a dia infanto-juvenil, abordando temas polêmicos como perda, drama familiar, bullying e o preconceito em sua forma mais brutal. Sendo assim, em Plutão conhecemos a história do melhor amigo de Auggie, o Christopher, jovem que aos dez anos tem que lidar com a possível separação dos pais e com a distância – meio proposital – do seu melhor amigo.

Chris e Auggie são melhores amigos desde que eram fetos. As mães deles se conheceram quanto estavam grávidas, criaram um grupo para gestantes, e desde então uniram suas famílias em um belo laço de amor fraterno. Os garotos cresceram juntos, se tornaram amigos inseparáveis, mas logo perceberam que manter uma amizade por muito tempo não é uma tarefa fácil, principalmente quando o amigo em questão é alguém como o Auggie. O fato é que o garotinho não é comum. Ele teve má formação do rosto e só sobreviveu porque passou por inúmeras cirurgias, as quais deixaram sua face completamente deformada. Desde pequeno Auggie aprendeu a lidar com a reação das pessoas perante sua aparência, principalmente com os olhares maldosos dos seus colegas de bairro. Entretanto, nunca foi assim com Chris. A amizade deles vai além das diferenças; e ao invés de se afastar como a maioria dos garotos, Chris sempre esteve presente. Pelo menos foi assim até ele mudar para outro bairro, até a distância impor uma separação forçada, e até o momento em que eles cresceram e foi ficando cada vez mais difícil manter a amizade. O ponto central é que ser amigo de Auggie requer muita força de vontade, sobretudo quando as outras crianças tiram sarro dele ou se afastam por terem medo de sua aparência assustadora. Assim, Chris está em conflito, mantendo-se distante do amigo apenas por achar mais fácil evitar o drama que precede Auggie em todo lugar quer que ele vá.


O que mais gosto na escrita da R.J Palacio é que ela é simples e direta. Crianças de dez anos não possuem papas na língua, portanto é surpreendente a franqueza com a qual os protagonistas da autora narram seus dilemas. No caso de Chris, foi incrível ver como ele descreve as dificuldades de ser amigo de Auggie. Quando conhecemos Auggie nos apaixonamos por esse menino lutador; com ele aprendemos a respeitar e amar o diferente. Entretanto, sempre existe o outro lado da moeda, e é sobre isso que Chris fala, sobre os colegas que ele perdeu por ser amigo de Auggie, das brincadeiras que abriu mão, e dos dias em que as necessidades médicas de Auggie sobrepuseram os desejos de Chris – até a mãe dele já colocou o Auggie como prioridade ao invés de Chris! De certa forma, o garotinho está magoado e prefere manter-se distante do amigo de infância. Mas quando as dificuldades do dia a dia ameaçam dominá-lo, Chris aprende uma valiosa lição: que a amizade verdadeira requer sacrifícios e um pouquinho mais de esforço.

Como tudo que a autora escreve o conto é divertido, real, fácil de ler e muito reflexivo. Mergulhar nas dificuldades que esses dois amigos enfrentam ajuda o leitor a repensar suas amizades, a tentar mensurar o quanto estamos nos dedicamos a quem amamos. Sabe, são crianças falando para adultos, são garotinhos aprendendo lições que muitos adultos ignoram. Simplesmente adorei! Acho que tudo o que essa autora escreve deveria ser uma leitura obrigatória. Além disso, o livro é um bom presente para o dia dos amigos. Li ele ontem e só consegui pensar nas pessoas incríveis que tenho ao meu lado.

• Sobre a Série •


Plutão é um conto de Extraordinário, não uma continuação, mas uma obra complementar. Para quem leu Extraordinário, diria que é uma leitura obrigatória.

Beijos,








Participe Aqui

28 comentários:

  1. Oi Pah,
    eu li o primeiro livro da autora e amei, mas ainda não li nenhum dos outros. tenho muita curiosidade em ler os outros, principalmente 365 dias hehe
    que legal saber que ele não é em formato de continuação. quero muito ler pois acho incrível a história do Auggie e é muito interessante ver tudo isso pelos olhos dessas crianças.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li nada dessa autora, mas conheço por alto os livros. Acho que esse deve ser muito fofo e transmitir um belo de aprendizado. Como vc disse no final, "são garotinhos aprendendo lições que muitos adultos ignoram". Crianças são maravilhosas né.. Com aquela percepção e verdade sem igual. Depois vou querer ler esse livro! ;)

    ResponderExcluir
  3. Eu só conhecia extraordinário e 365 dias extraordinários,
    fiquei curiosa com relação aos outros, pois ainda não tinha visto
    e se forem no estilo extraordinário sei que vou amar

    Mil beijocas
    ⋙ ♥ Blog Livros com café

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho Extraordinário e é um dos livros mais bonitos que tenho aqui. Um dos livros mais bonitos que eu já li. Eu sabia desses contos complementares, mas só agora estou lendo uma resenha. Quero ler em breve ;)

    ResponderExcluir
  5. Já li Extraordinário e estou muito ansiosa para ler 365 dias extraordinários, adorei o tipo de escrita da autora e principalmente as frases que o livro tinha, adorei a resenha de Plutão, parece um livro muito bom, com certeza vou ler.

    ResponderExcluir
  6. só acho que a Intrínseca deveria publicar esses contos em livros físicos. Tudo que envolve o universo de Extraordinário e a escrita da R.J. Palacio é sucesso garantido.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nenhum livro da autora, mas pretendo logo, porque falam tão bem dos livros e por ser um sucesso tão grande, que sinto na obrigação de lê-los. Já está adicionado em minha lista de leitura, e espero ler em breve.
    Bjs Pah!!

    ResponderExcluir
  8. Assim como Extraordinário, Plutão foi para a minha lista de futuras leituras, acho interessante mostrar o ponto de vista do melhor amigo também.

    ResponderExcluir
  9. Paola,estou doida para ler esse conto e sentir cada momento em como a amizade de Auggie e Chris foi construída,ainda não li 365 dias extraordinários e concordo com você esses livros só nos faz pensar em pessoas incríveis que temos ao nosso lado,leitura obrigatória para todos e excelente presente para o dia do amigo(todos os três).Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. Nossa Pah, não sabia da existência desse livro, mas já quero e muito. Amei a história de Auggie, e deve ser ótimo olhar as coisas sobre a perspectiva do amigo dele, e como é mudar tudo por ser seu amigo.
    Também adoro a maneira leve que a autora escreve, adorei a resenha.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Ooi Pah,
    preciso muito ler Extraordinário, falam tão bem desse livro, tenho muita vontade de ler.
    E preciso muito ler esse conto, parece ser muito bacana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Agora estou morrendo de vontade de ler este livro.. mas infelizmente não tenho por onde ler..
    Sou apaixonada por Extraordinário, e fiquei muito interessada por Plutão..
    Beijos..

    ResponderExcluir
  13. Oi, Pah!
    Já li Extraordinário, e claro que não ia deixar de ler esse conto! Também amo essa forma de escrita da R. J., e vai ser muito interessante ver como o Auggie afetou positivamente e negativamente a vida do Chris.
    Amei a resenha! Bjão <3

    ResponderExcluir
  14. Pah!
    Uma pena que ainda não li Extraordinário e nenhum dos livros da série.
    Achei bem bacana saber que eles são amigos desde o embrião e um não renega o outro, como os coleguinhas fazem.
    “O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.”(Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  15. Estou começando um blog que fala sobre livros, series, etc. Por favor deem uma olhadinha lá quem sabe vcs gostem.
    http://thegirlsdreamy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Pah!
    Eu simplesmente amo a história do Auggie! Acho linda!
    Mas não sabia da existência dessas histórias extras! Só do livro 365 Dias Extraordinários.
    Fiquei super curiosa para ler Plutão e O Capítulo do Julian!
    Gostaria muito que fossem impressos! Pra eu poder ter o livrinho à vista na minha estante!
    Porém, como já disse, depois das suas dicas, fiquei com vontade de ler e-books, como o livro é bem curtinho, acho uma ótima escolha pra começar!
    Hehe!
    Beeijos Pah!
    Tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  17. Oi Pah!
    Eu nunca tinha lido nem extraordinário nem mesmo nada da série.
    Eu quero muito ler, mas não quero baixar o e-book, quero na versão física! Então vou esperar um pouco para me comprar extraordinário.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. R.J. Palacio escreve livros lindos. Em extraordinário, vemos o preconceito e o bullying e como quem sofre com isso vê o mundo e em Plutão vemos como é ser o amigo da pessoa que sofre isso e seu ponto de vista. Ainda não li Plutão, mas com certeza vai para leituras futuras. Pois pela resenha, vejo que é um livro muito bom. (:

    ResponderExcluir
  19. Paola, eu sou apaixonada por Extraordinário, mas não senti tanta vontade assim de ler essas histórias complementares. Não sei bem o motivo, talvez por ter achado Extraordinário tão completinho e ficar com medo de acabar não gostando desses, sabe? O que é quase impossível, né, já que a escrita da autora é maravilhosa!

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Não conhecia Plutão, e me interessei bastante em ler,principalmente por já ter lido Extraordinário. Quando terminei de ler Extraordinário fiquei com vontade de sabe ainda mais sobre a história. Queria que a autora fizesse um novo livro com os personagens para sabermos como eles estão agora ou quando eles forem mais velhos, adolescentes, acho que seria bem legal!
    Gostei muito desse livro, pena que é ebook, pois não consigo ler pelo computador ou celular. Concordo com você tudo que a autora escreve deveria ser obrigatório ler. A narrativa dela é ótima e possui uma forma diferente de abordar assuntos que são importantes,mas algumas vezes são deixados de lado.

    ResponderExcluir
  21. fiquei muito interessada em lero livro, nao li Extraordinário ainda mas espero ler em breve, sempre gosto desse modo de escrita simples e direto como as crianças costumam se expressar.

    ResponderExcluir
  22. Extraordinário é meu amorzinho, zão, zão. Um dos meus livros favoritos, e que recomendo a toooodos, e só não li Plutão ainda, mas leio logo, logo. Tô ansiosa.

    ResponderExcluir
  23. Ainda não li nada dessa autora mas Extraordinário está na minha lista de leituras dessa semana. Acho legal o fato de mostrar o ponto de vista do melhor amigo, a dificuldade de manter uma amizade como a deles.

    ResponderExcluir
  24. Eu ainda não li Extraordinário.. mas nesse próximo mês irei ler...
    Consegui ele numa troca...Ambos parecem ótimos livros, como temas bem fortes e cheios de lições a serem aprendidas, o tipo de livro que geralmente você recomenda para todas as idades.

    ResponderExcluir
  25. Impressionante como essa autora consegue nos emocionar com as palavras certas. Eu não li os paralelos, mas a leitura de Extraordinário foi incrível pra mim. Chorei mais de uma vez, fiquei feliz,sorri...Enfim, um turbilhão de emoções. A autora é muito sensível e passa isso pra sua escrita.Tudo é muito puro e singelo! Amor demais <3

    ResponderExcluir
  26. Pah, essa escrita vou pular, seu resenha me fez lembrar de algo no passado que acabou em chateando, a punica coisa que posso deixar registrada é que amo esses tipos de história e acabo me envolvendo (o que as vezes bom ou não).
    Enfim, livros adicionados e chega.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  27. Oi, Pah, cada vez mais quero ler Extraordinário, e com esses bônus na história, e com resenhas divas desse jeito dá ainda mais vontade. Adoro dramas, e esse parece bem escrito e impotente, levando em consideração os temas apresentados. É superlegal quando um autor trabalha como protagonista um personagem mais secundário.
    Beijão

    ResponderExcluir
  28. Oi Pah.
    Eu gostei muito de Extraordinário, é um livro doce e bem emocionante. Com certeza esse conto vai agregar muito a quem já leu Extraordinário.

    beijos

    ResponderExcluir