agosto 21, 2015

[Resenha] Recomeço – Simone Salgado

Em
Recomeço, Simone Salgado compartilha de peito aberto sua história de superação.
A forma como conseguiu romper barreiras emocionais é surpreendente e
estimulante, além das válidas referências abordadas de grandes autores
brasileiros. Uma delícia descobrir pessoas que, apesar do aparente fracasso
total, refazem-se como que das cinzas. “Conhecer a Simone já é um presente
maravilhoso, dadas a sua alegria e generosidade, mas receber esse
aconselhamento em forma de livro é uma dádiva maior ainda.”

112 Páginas |
Cortesia
Novo Século| Skoob |
Compare
& Compre:
SaraivaLivraria da TravessaExtra |
Recomeço, assim
como o título diz, descreve a luta da empresária Simone Salgado para retomar ás
rédeas da sua vida. Depois de um período difícil ela se reergueu e, ao escrever
o livro, conta sobre as provações que passou e as técnicas que a ajudaram a
sair vitoriosa. Sendo assim, repleta de frases de efeito e lições de moral, a
obra é um apanhado de verdades que nos fazem refletir sobre os verdadeiros
valores da vida.


Simone, ainda muito jovem, abriu uma empresa nos Estados
Unidos e conquistou tudo o que poderia almejar: sucesso, riqueza, status. Entretanto,
o crescimento da empresa fez com que ela deixasse de lado outros pilares da sua
vida e, desequilibrada espiritualmente, não foi capaz de evitar a queda: de um
dia para o outro ela perdeu tudo; o dinheiro acabou, as dívidas aumentaram, os “amigos”
viraram as costas, ela entrou em depressão, e no desespero teve que se separar
dos filhos (que vieram para o Brasil morar com a avó). Por anos ela deixou a
depressão dominar sua vida, mas depois da ajuda de algumas pessoas ficou mais
forte ao descobrir que dinheiro e fama não são tudo, que a vida é guiada pelo equilíbrio
entre amor, família, fé, saúde e trabalho. E é sobre esse recomeço que a autora
fala no livro.

O livro é bem fininho e fácil de ler. Além das experiências
da autora, Recomeço traz quadros,
diagramas e tabelas que incitam o leitor a avaliar sua vida. Simone aprendeu com
seus erros e agora quer ajudar o próximo a não sofrer como ela. Portanto as
mensagens são bem reais e verdadeiras. Não temos nada de completamente novo,
mas a ideia é válida: busque o equilíbrio. Não adianta de nada o sucesso
empresarial se os outros aspectos da sua vida estiverem passando por turbulências,
não é mesmo?
Confesso que esperava algo mais profundo. São pinceladas
sobre a vida da autora e seu recomeço, e de fato preferia que ela tivesse ido
mais longe, que tivesse explicado o que causou sua queda, se aprofundado mais
no momento de dor e depressão, e que explicasse melhor como se reergueu. Para
mim, foi tudo muito superficial e – sendo o mais sincera possível – digno de
uma ótima palestra motivacional e não de um livro. Como sou da área da
administração estou acostumada com palestras nesse estilo, que falam sobre as
dificuldades dos palestrantes e de como, ao alcançar o equilíbrio, eles tiveram
a chance de recomeçar e ter uma vida melhor. Acho essas palestras ótimas,
afinal elas nos animam a continuar tentando. Entretanto, para um livro espera-se
um nível maior de aprofundamento e, exatamente por isso, acabei a leitura
desanimada com o desenrolar da história.
Ainda assim, como disse anteriormente, a mensagem por trás
da obra é válida e muito importante, principalmente nos dias atuais em que a
rotina de trabalho engole o tempo de lazer familiar dos trabalhadores.
Beijos,


Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

15 Comentários

  • Becca Martins
    01 setembro, 2015

    Oi PAh!
    Para um livro com pouco mais de 100 Páginas ele realmente não deve ser muito aprofundado. Já ouvi muito dessas histórias também: A pessoa tem de tudo, depois perde tudo e depois s ergue de sua depressão. Acho que se a pessoa tivesse controlado, não teria causado tudo isto.
    Não vou ler o livro porque realmente não me interessa.
    Beijos!!

  • Barbarah
    01 setembro, 2015

    Bom, não conhecia o livro, mas pela sua resenha deu para perceber que não é o tipo de livro que estou acostumada a ler, vou pensar se leio ou não.

  • Fernanda Mendonça
    28 agosto, 2015

    a capa é maravilhosa, mas o livro não me interessou. Parece por demais auto ajuda pra que eu consiga mergulhar na leitura.

  • Ycaro Brito
    28 agosto, 2015

    O livro é quase uma auto biografia, certo? Bom, de inicio, achei a capa maravilhosa, nunca imaginaria uma história de superação por trás dela. Não gosto muito do gênero, mas acredito que a história contada pela autora deve ser ótima. Creio que vale arriscar ler apenas 112 páginas.

  • sara sem h
    27 agosto, 2015

    Posso dizer que não é o tipo de livro que eu gosto. A capa é linda e a história parecer ser boa; como você disse, é ótima para motivar as pessoas à não desistirem do que querem. Mas passa longe de um livro que eu ~realmente~ fico com vontade de ler.

  • Larissa Belmok
    25 agosto, 2015

    Gostei da capa, mas acho que não lerei. Não faz muito o tipo de livro do qual eu gosto de ler.
    Mesmo assim talvez um dia eu me interesse.

  • Aline Stroeher
    25 agosto, 2015

    Olá Pah! Tudo bem contigo? Espero que sim!
    Então, não curti muito esse livro não… A sinopse é boa, falando sobre estar no fundo do poço e se reerguer, mas daí eu vi que o livro só tem 112 páginas. De cara a gente percebe que a história não vai ser tão detalhada e profunda como a gente gostaria! E pelo que você escreveu na resenha, a minha dedução está certa! 🙁
    Mas concordo que essa história daria uma excelente palestra motivacional!
    Não vou falar que não lerei esse livro, nunca se sabe né!
    Mas por enquanto ele não vai entrar pra minha wishlist! Hehe!
    Adoro as suas resenhas Pah!
    Beeijinhos!

  • Evellyn Mendonça
    25 agosto, 2015

    Ooi Pah,
    que capa linda!
    A leitura não faz muito meu gosto, não costumo ler muitos livros assim, mas parece ser bem bacana.
    Bjs

  • RUDYNALVA
    25 agosto, 2015

    Pah!
    É verdade! Para livro do tipo, é preciso que se tenha maior aprofundamento e assim estimule ainda mais com suas palavras.
    Se ela tivesse falado um pouco mais das dificuldades e depressão, talvez as pessoas se identificassem mais e aproveitassem melhor a mensagem do livro.
    Desejo uma ótima semana, cheia de luz e paz!
    “A alegria evita mil males e prolonga a vida.”(William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

  • Curtindo os Livros Adoidada
    24 agosto, 2015

    Primeiramente a capa dele é perfeita, em relação ao livro, eu costumo ler livros sobre empreendedores, e empreendedorismo e creio que se a história é sobre o recomeço dela, deveria ser um livro aprofundado, pra que quem esteja lendo, termine o livro ciente de todas as dificuldades e voltas por cima. Não sei se leria esse.

  • Julia Duarte
    23 agosto, 2015

    Não é o estilo de livro que eu gosto de ler, mas parece ser uma leitura muito boa.

  • Sara
    23 agosto, 2015

    Achei bem interessante apesar de não ser meu tipo preferido de livro .
    E a capa é linda ♥
    Beijos

    http://saracavalcantes2.blogspot.com.br/

  • Leticia
    23 agosto, 2015

    Oi Pah..
    Gosto de livros nesse estilo. Que pena que não foi tudo que esperava. Realmente, o livro parece que tinha tudo para ser bem profundo, e é uma pena que a autora tenha pecado em não aprofundar as coisas. Quem sabe eu venha a fazer a leitura do livro.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  • Aciclea vieira
    21 agosto, 2015

    Paola,amo livro com relatos desse tipo onde nos mostram que podemos vencer co equilíbrio as turbulências da vida,pena que ela não detalhou mais os acontecimentos.Beijos!!!

  • Veronica Vieira
    21 agosto, 2015

    Não me interessei por esse livro não, mas uma coisa é fato essa capa ficou linda…