setembro 16, 2015

[Resenha] Amor fora do Ar – Jessica Park

Ele era alto, pelo menos 1,80, com cabelos loiros sujos que pendiam sobre os olhos. Sua camiseta dizia “Nietzsche é o meu garoto”. Então, esse era Matt. De quem Julie Seagle gosta. Muito. Mas há também Finn. Que ela ama. Complicado? Estranho? Completamente. Mas, realmente, como esta recém-transferida estudante de Boston e caloura da faculdade deveria saber que ela acabaria vivendo com a família de uma velha amiga de sua mãe? Isso tudo deveria ser temporário. Não estava previsto Julie ser tão importante para os Watkins, nem se apaixonar pelos irmãos Matt e Finn. Especialmente Finn, que ela nunca viu pessoalmente. Mas isso realmente importa? Finn a entende como ninguém nunca o fez antes. Eles têm uma conexão. Mas esse é o caminho do amor, em todas as suas estranhas mudanças, ele sempre coloca algumas curvas. E ninguém escapa ileso.

New adult | 368 Páginas
| Cortesia
Pandorga| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon| Classificação: 5/5
Eis um livro que me surpreendeu de várias
maneiras: primeiro por ser diferente de boa parte dos new adults que já li (o
que definitivamente é uma grande coisa) e segundo por ser uma história tão fofa
quanto emocionante. Como boa parte dos livros do gênero a trama descreve o
período conflituoso que acompanha o ingresso à faculdade, entretanto em Amor fora do Ar o enfoque não está no
cenário universitário mas sim no drama familiar vivenciado pelos protagonistas da
história. Em nenhum momento a obra enfatiza exclusivamente o romance, muito
pelo contrário, ele surge como reflexo das relações familiares exploradas pela
autora. Portanto, enquanto esperamos a descrição de um relacionamento amoroso
que surge na faculdade e que muda a vida da heroína, nos deparamos com um
enlace inesperado e com temas complexos como perda, abandono familiar,
depressão e transtornos psicológicos. E sabe o que é melhor? Tais temas são
descritos com uma sutileza inexplicável, deixando a história ainda mais natural
e real. O livro me fez rir, chorar, vibrar e torcer pela felicidade do casal e
de seus familiares. E essa é a graça, você não ama apenas a mocinha e o
mocinho, mas também seus irmãos, pais e amigos – ou seja, todos os envolvidos
nas relações conflituosas e verdadeiras descritas pela talentosa Jessica Park.


Julie sempre gostou de estudar, mas na sua
pequena cidade do interior isso nunca foi visto como algo positivo – trabalhar
é bom, passar anos em uma cadeira escolar é perda de tempo. Por isso, com a
ajuda da sua mãe, a jovem se inscreveu em uma faculdade da cidade grande (Boston),
alugou um apartamento e partiu para o ano escolar mais incrível da sua vida. O
único problema é que ao chegar no imóvel ela descobre que entrou em uma furada
e que sites de aluguel não são tão seguros quanto ela imaginava. Sozinha em uma
cidade desconhecida, Julie acaba abrigada na casa de uma antiga amiga da sua
mãe, local em que ela logo se sente acolhida. No seu novo lar ela conviverá com
uma família composta por: pais viciados em trabalho; Matt, o nerd apaixonado
por números e camisetas engraçadas; Finn, o irmão aventureiro que vive viajando
pelo mundo; Celeste, a jovem adolescente extremamente peculiar; e um
inexplicável pôster gigante de Finn. Sim, essa família é incomum, possui vários
segredos e está quebrada de formas inimagináveis, mas é inegável que eles fazem
bem para Julie. E talvez seja por isso que ela vai fazer de tudo para ajudá-los
a cicatrizar suas feridas.
Logo nas primeiras páginas a história me
conquistou completamente, e tudo por causa da personalidade de Julie – fazia
tempo que não encontrava uma mocinha tão divertida e bem resolvida. Sabe o tal
do mimimi? Aqui não temos nada disso! Como qualquer jovem Julie tem seus medos
e inseguranças, mas ainda assim sua personalidade cativa e envolve o leitor,
talvez porque ela lida com os altos e baixos da vida com bom-humor e
objetividade. Além disso, o carisma da protagonista torna a escrita da autora
ainda mais gostosa, fluída e difícil de interromper. Não teve nenhum momento em
que o livro me pareceu demasiado clichê ou monótono (na realidade, enquanto lia
eu só conseguia medir o nível de fofura da história). Fora que os outros personagens
da trama também são extremamente cativantes. Os irmãos Finn e Matt são um
mistério. Ao mesmo tempo em que são diferentes, eles revelam-se extremamente
parecidos. Então, é claro que Julie vai embarcar em uma enrascada envolvendo
esses rapazes. Mas, ainda assim, quem rouba a cena é a irmã dos meninos, a
Celeste. A adolescente é linda e inteligente, mas por algum motivo – que Julie
ainda não descobriu – a garota só sai de casa se levar junto o tal pôster gigante
de Finn. E o fato não é apenas a peculiar personalidade de Celeste, mas o quão
incrível essa jovenzinha é. Ficou claro que me apaixonei por todos esses
personagens, não é?
Como já disse um dos diferenciais do livro
está na abordagem de temas mais complexos e reais. Não imaginei que a autora
fosse seguir esse caminho, por isso me surpreendi, porque não esperava que o
livro fosse mais do que um romance com cara de triângulo amoroso envolvendo
dois irmãos e uma garota indecisa – o que definitivamente não tem nada a ver. Assim,
foi delicioso me deixar emocionar com essa história e com a luta diária de seus
personagens. Também foi incrível que a partir dessa leitura eu pude refletir
sobre as perdas e as dores que afligem nossas famílias. Então sim, esse livro é
fofo, romântico e divertido, mas ele também é emocionante e reflexivo na medida
certa. Por isso não só indico a obra para todos os fãs de romance como também
para aqueles que querem começar a se aventurar pelo mundo dos new adults; acho
que esse pode ser um ótimo livro de inicialização do gênero. Fora que será uma
leitura, no mínimo, rápida e divertida. Simplesmente adorei o livro!
• Sobre a Série •
Amor
fora de Ar
é o primeiro volume da série composta pelos livros:
Flat-Out Love, Flat-Out Matt e Flat-Out Celeste. Cada livro conta uma história
diferente, contudo o segundo volume traz a recontagem de algumas partes da
história do primeiro livro, só que sob o ponto de vista do mocinho, com o
acréscimo de capítulos extras bem bacanas. Enquanto o terceiro livro é narrado
pela irmã dos protagonistas do primeiro livro.
Beijos,


Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

21 Comentários

  • Ycaro Brito
    28 setembro, 2015

    Pah, que capa linda é esta deste livro? Meu Deus! Amor fora do Ar me conquistou só pelo olhar, decepcionei-me por ser um New Adult, gênero que não curto muito, mas alegrei-me novamente por ser um tanto inovador em relação aos outros livros do gênero, contendo cenas fofas e emocionantes, isso me conquistou.

  • Carolina Ramos
    25 setembro, 2015

    Amei a resenha. Confesso que amo triângulos amorosos, principalmente quando é a mocinha dividida entre dois garotos. Mas algo me diz que esse livro vai fugir totalmente do que eu acho que vai ser, o que é ótimo! Mais um pra minha lista. Beijos, Pah.

  • Erica Oliveira
    23 setembro, 2015

    Pah, amei sua resenha!
    Fiquei imaginando como é a relação dessa família e o que vai acontecer depois da chegada da Julie, se ela vai conseguir ajudá-los. Já adicionei o livro à minha lista de leitura.
    Beijos

    http://tudoqueeuli.blogspot.com

  • Evellyn Mendonça
    21 setembro, 2015

    Ooi Pah,
    fiquei curiosa para ler, não gosto muito do gênero, mas como você disse, talvez eu comece por ele para começar nesse gênero.
    Bjs

  • Curtindo os Livros Adoidada
    21 setembro, 2015

    Eu amei a resenha, amei o fato de ter família como o foco do livro, AMO livros focados na família, confesso que se olhasse só a capa, não compraria o livro, porque não gostei muito dela, mas a estória me chamou muito a atenção e esse com certeza vai pra minha listinha.

  • Vivi Cantuário
    20 setembro, 2015

    Oi Pah! Amei a resenha, o que me chamou a atenção é do livro não ser só focado no romance da mocinha e do mocinho e também nos conflitos da família. Não li o livros, mas confesso, já estou morrendo de curiosidade pra lê.

  • RUDYNALVA
    20 setembro, 2015

    Pah!
    Muito bom ver que podemos encontrar NA diferenciados, que não nos levam a mesmice.
    Ter uma protagonista resolvida facilita muito e saber que o romance não é a prioridade e sim as relações familiares, me interessou ainda mais…
    “Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror.”(Charles Chaplin)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

  • suzana cariri
    20 setembro, 2015

    Oi!
    Não pensei que fosse gostar tanto desse livro mas a resenha me conquistou me deixando muito curiosa e adorei que a mocinha e bem resolvida, parece que a escritora soube criar personagens cativantes principalmente a Celeste e a historia me deixou interessada !!!

  • Letícia Souza
    19 setembro, 2015

    Oie
    Eu nem sabia que esse livro se tratava de um NA,só fiquei sabendo agora que vi sua resenha.E é maravilhoso quando os personagens nos cativam e a história nos surpreendente ,isso faz com que o livro se torne sempre uma referencia quando se trata de boas leituras.E eu não sabia que era uma série mas fiquei me perguntando por que não há um livro do Finn.Com certeza vou ouvir sua dica e lê-lo ainda mais que ultimamente só tenho embarcado nos New Adults que seguem aquela linha mais do mesmo.
    beijos

  • Leticia
    18 setembro, 2015

    Oi, Pah
    Essa é a primeira resenha que vejo deste livro e gostei muito de saber o que achou.
    Gosto quando diversos temas são abordados, principalmente familiares. É tão gostarmos assim de todos os personagens – o livro se torna especial. Fiquei curiosa para saber como a autora abordou tudo isso e ainda tornou o livro divertido. Como gosto do gênero e confio em sua opinião, já vou anotar nos meus desejados. Ótima resenha!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  • Larissa Belmok
    17 setembro, 2015

    Ainda não conheço essa autora e nem sua obras.
    Pela capa confesso que compraria o livro. Achei muito bonita.
    Beijinhos!!

  • Cailes Sales
    17 setembro, 2015

    Oi Pah! A primeira impressão que tive do livro é que seria bem fofo e juvenil, mas pela sua opinião, além disso, ele traz uma reflexão bacana sobre a dinâmica familiar, confesso que pensei no foco sendo na relação dos protagonistas, no triângulo amoroso, como em muitos livros, porém vejo que não é isso, o que deixou uma impressão ainda melhor da obra *-*

  • Oi Pah!
    Que resenha gostosa!
    Já liguei na livraria aqui da minha cidade perguntando se eles tem o livro disponível (infelizmente para mim, não :/ )
    Gosto muito do gênero New Adult, mas sim, ando a procura de livros que fujam dos 'lugares-comuns' desse gênero.
    Fiquei super curiosa! Aprecio muito autores que desenvolvem bem todos os personagens e nos deixam apaixonados por mais do que o casal simplesmente!
    Espero poder ler em breve 😀

    Um beijo

  • samantha
    17 setembro, 2015

    Gostei bastante de saber que o livro não é um triangulo amoroso, quando comecei a ler a resenha eu fiquei meio "mais do mesmo" mas gostei de saber que não é assim, me interessei bastante, quero mto ler!

  • Jana Alves
    17 setembro, 2015

    Nem li e já estou apaixonada… hehehe
    Não sei se você já assistiu a algum dorama (novela oriental), mas a premissa do livro me lembrou algumas dessas novelas. Em várias delas a mocinha acaba indo morar na casa do seu ser amado, e é sempre delicioso o desenrolar dessas histórias.
    Creio que esse livro vai me deixar apaixonada da mesma forma.
    Espero poder ler em breve.
    Adorei a resenha 😀
    Beijos!!!

  • Crika Regina
    17 setembro, 2015

    Oi Pah!
    Nossa, parece bem legal!!! Eu já tinha visto o livro por aí, mas ainda não o conhecia bem. Parece aqueles livros em que não damos nada por ele e acaba sendo o máximo. Já bateu uma curiosidade sobre esses personagens que tanto te cativaram. E tb preciso saber pq raios a menina carrega esse tal poster pra cima e pra baixo kkkkkkkkk. Vou ler com certeza! 😉

  • Bárbara Carollo
    17 setembro, 2015

    Oi Pah!
    Fiquei muito interessada em ler esse livro. O fato dele ser diferente dos demais new adult chamou minha atenção além, é claro, do mistério que envolve essa família!!
    Acho que o uso de mistérios faz do romance com o quê a mais e isso, definitivamente, é ótimo, pois nos prende a leitura. Dica anotada!
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

  • Veronica Vieira
    17 setembro, 2015

    Nunca tinha ouvido falar nesse livro, no começo da resenha achei que era só um triangulo amoroso, e como você também não gosta muito disso e ainda assim recomendou o livro,dever ser bem mais do que isso… Gostei da resenha… já quero Ler…

  • Julia Duarte
    17 setembro, 2015

    Adoro New Adults, e não esperava, pela sinopse, que essa seria a história do livro, pensei como você mesma disse, que seria um triangulo amoroso (que eu adoro kkk) bem levinho, fico feliz que seja mais que isso, foi para a lista.

  • Luciana Lole
    16 setembro, 2015

    Adorei a resenha Pah! E já fui logo ver na Amazon, porém para o Kindle só possui a versão em inglês..mas ela está super em conta, R$4,50, e já comprei pra logo começar ler!
    Beijos!

  • Anônimo
    16 setembro, 2015

    Oi Pah!
    Como está a vida de casada agora? Deve ser magnífico né?
    Fico feliz que tenham alguns livros YA diferentes da maioria que se veem por aí.
    Não vou dizer que quero muito ler esse livro, embora pareça ser bem interessante, mas se surgir a oportunidade, com certeza vou lê-lo.
    Confesso que fiquei mais curiosa ainda do motivo que a Celeste tem pra andar com o pôster do irmão por aí… Hahahaha
    Abraços! | Blog Saphy | FanPage