[Resenha] A Bailarina Fantasma – Socorro Acioli

Anabela mal podia conter a empolgação quando seu pai foi o arquiteto escolhido para coordenar uma obra no Theatro José de Alencar, em Fortaleza. A proposta era que aquela casa de espetáculos maravilhosa mantivesse as mesmas características de quando foi inaugurada, em 1910. Logo vira rotina para Anabela passar as tardes por ali, fazendo a lição de casa enquanto o pai trabalha. Mas essa reforma vai acabar desenterrando histórias escondidas há muitos e muitos anos, já que Anabela começa a ver uma bailarina translúcida, vestida de azul, que mais ninguém parece enxergar. Será que a garota vai conseguir ajudá-la?

Infanto-Juvenil | 192 Páginas | Editora Seguinte| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmario • Amazon| Classificação: 5/5

Que livro mais encantador! Já havia lido inúmeros comentários positivos sobre a escrita da Socorro Acioli, entretanto nenhum deles foi capaz de me preparar para a força do seu talento. Confesso que por serem consideradas infanto-juvenis, não esperava muito das histórias da autora – é muito fácil supor que as obras dessa classe literária perdem o encanto quando lidas por adultos. Porém, em A Bailarina Fantasma fui pega de surpresa por uma narrativa fluída e emocionante, a qual me fez mergulhar em um mundo encantado por duas horas ininterruptas (tempo que levei para iniciar e concluir a leitura porque simplesmente não conseguia interrompê-la). Com uma trama sútil, comovente e surpreendente, Socorro Acioli nos faz acreditar na mágica do amor, lembrando-nos que esse sentimento é capaz de superar até mesmo ás barreiras da morte.

A trama gira em torno de Anabela e dos segredos que ela irá descobrir. Vivendo em uma casa tradicional que foge dos padrões e modernidades tão comuns ao período, Anabela enxerga a verdadeira beleza do mundo, como por exemplo, a riqueza por trás de uma flor, de um pé de laranja ou até mesmo de uma lagarta antes de se transformar em borboleta. Então talvez seja por isso que, quando descobre que o pai irá coordenar a reforma do Theatro José de Alencar, ela alegra-se pela possibilidade de poder acompanhá-lo e realizar suas próprias expedições pelo lugar. O único problema é que em uma apresentação de felicitação, quando o pai seria anunciado responsável pela reforma, Anabela encontra uma misteriosa bailarina fantasma, uma jovem que ninguém mais vê mas que vive perambulando pelos aposentos do teatro. A bailarina de azul quer a ajuda de Anabela para a revelação de seus segredos; e dividida entre o medo e a curiosidade, a protagonista vai tentando criar coragem para fazer a coisa certa e descobrir quem é essa misteriosa garota de tule azul.


Um dos pontos positivos da obra é que ela é dividida em atos: o primeiro foca em Anabela e em suas idas ao teatro enquanto o pai trabalha, o segundo nos mostra a relação da protagonista com a bailarina fantasma e as revelações por trás dessa garota misteriosa, e o terceiro descreve o resultado do belo encontro entre as duas.  Cada parte contem elementos de suspense e mistério, e é essa característica que deixa a leitura instigante do começo ao fim. Além disso, a minha grande surpresa com o livro foi descobrir a profundidade de sua história. Por ser uma obra infanto-juvenil é de se esperar que a trama seja mais superficial, entretanto por mais que ela seja conduzida de forma fluída e direta, sua narrativa está longe de ser rasa. A história descreve vários sentimentos conflitantes, falando sobre preconceito social, perdas, planos para o futuro, perdão e recomeços – isso sem mencionar o segredo da bailarina encontrada por Anabela, que é extremamente real e comovente. Sinceramente, não imaginava que iria me envolver tanto; foi uma grande surpresa perceber as lágrimas correndo soltas durante a leitura. Então se tem algo que preciso falar sobre esse livro é que ele é lindo e tocante de uma forma tão pura que, independente da idade do leitor, fica impossível não amá-lo.



Fora a escrita fluída, emocionante e surpreendente, também gostei da parte histórica da leitura. Em determinado momento a autora volta no tempo, contando-nos um pouco mais sobre a construção do Theatro José de Alencar no século XX. E como fã de história, fiquei encantada com a sagacidade da autora e com seu talento ao unir passado e presente. Sendo assim, ficou óbvio que muitas coisas nesse livro me encantaram – simplesmente me apaixonei por ele do início ao fim! Claro que a obra é romantizada de acordo com o que vivemos de melhor na infância, ainda assim saliento que o livro vai muito além com sua capacidade de tocar até mesmo os corações mais maduros e calejados.  

Sem dúvida eis um livro que me marcou e que não hesitarei em ler para e com os meus filhos – e que também darei de presente para muitas pessoas queridas.

Beijos,



Participe Aqui

21 comentários:

  1. poxa mto bacana ver livros nacionais se destacando e tambem o fato de livros infato juvenis que estimulem e sejam interessantes... quando vi infanto juvenil confesso que logo pensei: vixi. mas me surpreendi com a tua resenha. e os gatos nas folhas e caapa???? super fofooo

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha nem ouvido falar desse livro, vi ele pela primeira vez atravez do vídeo que você fez das aquisições do mês, e logo me encantei pela capa.
    Agora, depois de ler a resenha estou ainda mais encantada.
    Minhas leituras de 2016 acabaram de aumentar.
    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Paola, tudo bem? Eu sou o Ricardo e amo ler livros, conheci seu blog há poucos dias e queria tirar uma dúvida contigo: quando você lê um livro, no outro dia você consegue lembrar dos detalhes ou apenas no básico? você consegue armazenar as lembranças por quanto tempo? Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ricardo. Tudo bem?
      Depende muito da história, nem sempre guardo os detalhes, mas costumo lembrar do principal. Uma das coisas que mais lembro é das emoções geradas pela leitura. beijos

      Excluir
  4. Oi Pah!
    Tem muita gente comentando sobre essa obra, principalmente pela nova edição que eles deram à ela, como voce confesso que ainda tenho aquele receio de nao gostar, por achar talvez muito infantil ( com essa nova capa, fiquei com mais receio ainda), mas depois da sua resenha, e depois de ver o quão apaixonada voce ficou pela historia, vou ter que dar um credito pra autora e uma chance para o livro.

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Bailarina Fantasma me interessou bastante por passar-se em um cenário brasileiro. Mas, sua história no Teatro José Alencar também me encantou, assim como a meiga da protagonista. Gostei muito da história e edição.

    ResponderExcluir
  6. Ai meu Deus! A história parece ser muito linda!!! Eu cresci,mas continuo amando livros infanto-juvenis #mejulguem . E esse livro entrou para minha lista de compras.

    ResponderExcluir
  7. Oi Paola, nunca li um livro assim achei bem diferente amei a sinopse e a resenha com certeza vou le-lo obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  8. Oii
    Que bom que se surpreendeu com o livro, parece ser bem fofo e já tinha até lido algumas resenhas deles. A edição parece estar linda pelas fotos e mesmo sendo um livro infantil até me deixou curiosa, esse é daqueles livros que se guarda e Ler para os filhos.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Que resenha linda! Essa edição tá super fofa e cheia de cuidados, né? Esse livro chama minha atenção de forma especial porque a autora é cearense como eu e não é raro ver um de nós, moradores de Fortaleza, que já tenha ido alguma vez no Theatro José de Alencar. Essa história de uma bailarina fantasma morando no teatro tem um quê de O Fantasma da Ópera...

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Adorei essa resenha! As imagens do livro são super fofas, a história não me chamou tanta a atenção no começo, mas a sua resenha foi tão positiva que acabou de encantando. Olhei o preço e não esta muito caro, acho que vou dar um voto de confiança e comprar!

    ResponderExcluir
  11. Olá Pah,
    Nossa, que resenha encantadora! Que livro mais lindo, fiquei muito curiosa e empolgada pra ler agora mesmo hahahah. Faz tempo que tenho vontade de ler algo mais tocante e puro, mesmo sendo um livro infanto-juvenil quero muito ler. Também sou fã de livros que descrevem um pouco da história do local, ainda mais em um cenário brasileiro. Está na meta de 2016, que já está longa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Socorro com essa capa!!!!! Que coisa lindaaaaa, ai meu Deus. Adoro ficar lendo histórias infanto juvenil, me faz voltar no tempo e me sentir com 14 anos de novo hahah. Acho esses livros bem leves e gostosos de ler num dia de verão, num final de tarde, olhando o por do sol. Achei bem fofinho e diferente uma bailarina azul interagindo com a personagem. Já quero ler <3

    ResponderExcluir
  13. Confesso que se visse esse livro numa livraria nunca me interessaria em comprar ele rsrs,pois não é um gênero que me prende muito a leitura, mas suas resenhas são encantadoras como sempre e me fez ter uma vontade louca de ler esse livro hehe... Bjos <3

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Adorei a resenha ainda não conhecia o livro mas a resenha me deixou com vontade de dar uma olhada na historia, parece uma leitura rápida que me surpreendeu pela profundidade e adorei que podemos conhecer um pouco da construção do teatro !!

    ResponderExcluir
  15. Achei o livro muito fofo!! Amei a capa e apesar de ser uma história que geralmente não me envolveria achei muito bom!!

    ResponderExcluir
  16. Pah, sabe o dejavu???? então, acabei de ter kkkk Não sei expicar se sobre filme, um livro em uma outra versão, mas sei que já vi kkkk Ameeeiii, eu adoro livros infanto-juvenis, eles me fazem relaxar e na maioria das vezes abrir um sorriso bobo, então, super adicionada.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  17. Que livro lindinho, me fez lembrar da minha adolescência, esse eu leria com certeza e a capa ficou muito linda.

    ResponderExcluir
  18. Amo esse livro de paixão!!! Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  19. Adorei sua resenha !!!! , eu gosto muito de ler , www.inglesentrevista.com.br

    ResponderExcluir