[Resenha] Encontrando-me – Cora Carmack

A maioria das garotas mataria para passar meses viajando pela Europa após a formatura da faculdade, sem responsabilidade, sem os pais e sem limite nos cartões de crédito. Kelsey Summers não é exceção. Ela está tendo o momento de sua vida... ou isso é o que ela continua dizendo a si mesma. É um negócio solitário, pois está tentando descobrir quem ela é, especialmente porque está com medo de não gostar do que pode encontrar. Nenhuma quantidade de bebida ou dança pode afugentar a solidão de Kelsey, mas talvez Jackson Hunt possa. Depois de alguns encontros casuais, ele a convence a fazer uma viagem de aventura ao invés de ficar bebendo. A cada nova cidade e experiência, a mente de Kelsey se torna um pouco mais clara, e seu coração menos. Hunt ajuda a desvendar seus próprios sonhos e desejos, mas quanto mais ela conhece sobre si mesma, mais percebe o quão pouco ela sabe sobre ele.
New Adult| 290 Páginas | Novo Conceito | Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação: 4/5
Uma das características mais marcantes dos livros da Cora Carmack é que todos eles descrevem o processo de amadurecimento de seus protagonistas. Talvez a narrativa da autora não seja tão atrativa para alguns, mas mesmo os leitores mais reticentes não conseguem negar que suas obras focam no crescimento pessoal pelo qual todo novo adulto precisa passar. – Sabe aquela fase difícil pós-faculdade em que você precisa decidir o que quer para o futuro? Pois bem, é a partir desse cenário que a Cora cria suas histórias. Além disso, outro diferencial da escrita da autora é que em suas histórias o romance é um bônus, uma consequência ou até mesmo a motivação responsável pelo crescimento desses personagens. Ou seja, o amor é apresentado como um dos fatores de mudança, mas nunca o único. E eu amo muito isso! Sou fã de boas histórias de amadurecimento, superação, crescimento pessoal e profissional; e pelo menos para mim, as tramas da Cora Carmack unem na medida certa realidade com ficção, descrevendo belos romances mas nunca esquecendo de temas mais profundos como dúvidas profissionais, cobrança e ausência familiar, abusos físicos e morais, preconceitos em suas diversas formas, e amores (entre amigos, familiares ou até mesmo amigos) que curam corações.

Kelsey tem tudo o que uma garota na sua idade poderia querer: beleza, dinheiro, luxo e liberdade. Graças ao descaso dos pais, a jovem sempre conseguiu o queria, entretanto prestes a terminar a faculdade ela percebe que está perdida, que ainda não sabe o que realmente quer para o futuro. Confusa e amedrontada pela perspectiva de uma vida controlada pelas expectativas dos pais, Kelsey resolve terminar a faculdade e sair viajando pelo mundo, confrontando seu pai ao gastar o dinheiro dele e torcendo para encontrar algo pelo mundo que a faça se sentir viva. Por isso Kelsey faz da sua viagem pela Europa uma aventura sem medida: bebendo, transando e curtindo o dia como se não houvesse amanhã. O único problema é que, por mais que ela tente disfarçar, essa garota leviana é uma fachada para esconder o quão quebrado está seu coração. E o ponto é que até o momento ninguém foi capaz de enxergar a solidão por trás do seu sorriso, mas isso muda quando ela conhece Hunt, um estranho que não se deixa seduzir pelas mentiras de Kelsey e que, de forma inesperada, exige que ela lhe dê uma chance de provar que a vida pode ser muito mais. – Dois estranhos unidos em uma jornada de perdão e autodescobrimento viajando pelos lugares mais belos do mundo? Simplesmente impossível de resistir!
“Essa coisa engraçada acontece quando você se forma na faculdade. Você escuta tanto sobre ser um adulto que começa a sentir como tivesse que se tornar uma pessoa diferente durante a noite, que crescer não significa ser você. E você se concentra tanto em viver de acordo com o termo "Adulto" que se esquece que crescer acontece vivendo, não pela pura força de vontade”.

Sem dúvida o que mais gostei no livro foi da jornada da protagonista, tanto a física quanto a emocional. Faz parte de mim essa ânsia em conhecer o mundo, em descobrir mais sobre mim enquanto viajo sem destino. Portanto, logo nas primeiras páginas me apaixonei por essa história e pelos cenários narrados por ela: Hungria, República Checa, Alemanha, Itália... São tantos países incríveis, tantas culturas e descobertas que, confesso, foi impossível não ficar deslumbrada. – Eu simplesmente amo histórias com viagens! Entretanto, por mais que tenha gostado dessa parte do livro, o que realmente me cativou foi ver o quanto esses lugares fazem bem para Kelsey. Junto com Hunt, que assume a responsabilidade de ajudá-la a se aventurar pela Europa, a jovem descobre como a oportunidade de conhecer o mundo é especial, ao mesmo tempo em que ao desbravar novos lugares também abre espaço em seu coração para aprender mais sobre si mesma. Cada aventura permite que Kelsey afaste o passado e as inseguranças que ele traz para enxergar quem ela realmente é: a garota que é muito mais do que um rostinho bonito, a jovem que é mais do que a loira inconsequente que só gasta o dinheiro do pai, e a mulher que ama seu corpo ao ponto de reestabelecer o controle sobre quem a toca. A história de Kelsey é comum, pois imagino que muitas garotas pelo mundo passaram ou passam pelos mesmos problemas que ela, por isso é fácil torcer para que ela supere seus medos e descubra como escolher o caminho que a fará feliz.
Além do crescimento da protagonista também temos os mistérios carregados pelo mocinho da história. Hunt traz nos ombros uma carga pesada de arrependimento e dor, portanto estar com Kelsey é como uma segunda-chance concedida pelo universo. Ele é o tipo de cara que ganha nossa confiança por ir além do charme e da atração física; Hunt é inteligente, dedicado, amoroso e atencioso, características raras em protagonistas masculinos (pelo menos na literatura atual). Entretanto, penso que a autora pecou a não dar tanta voz ao mocinho. Senti pela narrativa do livro não ser intercalada, pois gostaria de ter conhecido de forma mais profunda as dores de Hunt. Fora que, ao focar a narrativa apenas da mocinha, a autora deu enfoque a um mistério que não é tão misterioso assim. Desde o começo fica claro para o leitor o motivo por trás da ligação entre Hunt e Kelsey, então senti que a autora desperdiçou a chance de escrever um livro mais grandioso ao focar em um segredo bem previsível.
Ainda assim, mesmo com alguns pontos negativos, a história é envolvente, emocionante e digna de nos deixar com um sorriso bobo no rosto. A trama pode ser um pouco clichê, e o romance entre Hunt e Kelsey extremamente previsível, entretanto ler sobre o processo de crescimento de um personagem nunca é igual. Assim, preciso salientar que o livro é recheado de ensinamentos e reflexões, só é preciso nos abrirmos para eles. Adorei. Esse não é meu livro preferido da autora, mas ele cumpriu o objetivo de me envolver do começo ao fim.
• Sobre a Série •

Encontrando-me é o terceiro volume da série Losing It, composta pelos livros: Perdendo-me, Fingindo e Encontrando-me. O legal é que as obras estão interligadas, mas ainda sim podem ser lidas separadamente já que contam a história de casais diferentes.
Beijos,




Participe Aqui

18 comentários:

  1. Oi Paola que capa linda lendo a sinopse e a resenha o livro me chamou muito a atenção é bem o tipo de gênero literário que eu gosto de ler obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nada dela ate achei interessante curto quando vc consegue sentir o amadurecimento dos personagens


    http://estilodenerd42.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Pah!
    Ouço falar muito bem dessa série e da autora! Não tive a oportunidade de ler nada dela ainda, mas com todas as resenhas que vi, vontade é o que não falta. Confesso que o mais desejado por mim no momento é Fingindo, achei a premissa super interessante e de certa forma diferente, mas com a sua resenha dessa nova obra tenho certeza que vou me encantar tanto com o romance entre os personagens, quanto com os ensinamentos que a obra passa.

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah,

    Eu sinceramente não conhecia os livros da autora, mas já adorei a sua resenha. Parece ser um livro bem interessante e cheio de significado, não?
    Também gosto bastante de livros que abordam superação, quando o mocinho ou mocinha sofrem, sofrem, sofrem e no final conseguem dar aquela volta por cima.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Primeiramente eu amo essas capas, acho super lindas! E depois e história dessa série é melhor a ainda, super envolvente e romantica.

    ResponderExcluir
  6. Li perdendo-me e adorei! Estou com vontade de ler os outros também... Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  7. Que história interessante Pah!!! Baixei depois que você comentou sobre um dos livros em um de seus vídeos com intenção de ler, porém, ele está parado no meu telefone agora me pergunte por quê?! Adivinha?! Ainda estou na vibe dos históricos, e não, não me canso deles! Mas a sua resenha me aqueceu a chama da curiosidade. Adoro os livros com viagens, pois adoro a descrição dos lugares pelos personagens. Mesmo sendo um romance previsível acredito que a jornada de crescimento emocional da personagem, como você mesmo descreveu, vale muito a pena pois acaba de alguma forma nos acrescentando algo também.

    Um beijo da sua grande fã!

    ResponderExcluir
  8. Quando comecei a ler esse livro, imaginei que seria uma história bem fácil, de uma garota extrovertida esbanjando pela Europa para contrariar o rico pai dominador. No entanto, Kelsey revelou-se uma personagem intensa, cheia de sentimentos sufocantes que a levavam a um caminho de perdição, deixando-a perdida, sem orientação. O encontro com Hunt não é benéfico apenas para ela; enquanto ela vai se descobrindo, também percebe que ele tem segredos que podem arruinar o que os dois vivem. Mas, quando revelados, tem o poder de dar uma guinada completamente diferente na vida dos dois.

    Eu amei a leitura! Quando pensei que Cora Carmack não ia me surpreender mais com essa série, tenho essa grande surpresa.

    Bjoks

    ResponderExcluir
  9. Livros que tem o personagem principal rico, esbanjando dinheiro, mas deixam triste por não ser eu hahahaha. A história é fofinha, mas não é meu estilo de leitura. Ainda não li nada dessa autora, nada me chamou bastante a atenção...
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  10. Oi
    esses são livros que tenho curiosidade em ler,a leitura parece ser gosta e é legal ver quando um personagem cresce e amadurece no decorrer da leitura no caso isso deve acontecer com a protagonista quando ela se encontrar, o mocinho parece ser irresistível e já quero saber os segredos dele. preciso conhecer a escrita dessa autora.

    ResponderExcluir
  11. Oi Pah,
    Ainda não tive a oportunidade de ler um livro da Cora Carmack, vou anotar essa série pra adquirir mais pra frente. Também virei fã de histórias que focam no amadurecimento dos protagonistas, com superação, onde o romance ajuda no crescimento pessoal. O que também gostei nesse livro é que a narrativa se passa em vários países, dá uma sensação boa de conhecer um pouco o mundo pelos cenários descritos, adoro histórias com viagens.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Pah!!!
    Nunca li nada dessa autora, mas a sua resenha me despertou uma grande curiosidade em ler esse livro, muita gente diz que é mais um romance chichê, mas não isso não me preocupa não rsrs...Ele parece ter uma carga de aprendizado muito boa, afinal! Espero gostar bastante, Bjos!

    ResponderExcluir
  13. Já ouvi falar e li diversas resenhas desse livro, e do outro dessa mesma autora, todos parecem gostar da história e confesso que também me interesso.
    Acho as capas lindas e a sinopse envolvente.
    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  14. Nossa Paola li o segundo livro "Fingindo" e me surpreendi muuuuito, pois não li nenhuma resenha e pelo resumo q li meio por cima, agreditei q fosse um romance discontraida para dar muito risada. Mas não foi nada disso me envolvi muito nos dramas do passado q os protagonista viveram .... nossa agora entendo completamente qndo vc diz q o romance é um bônus, agora quero legar logo esse livro.

    bjubjubju

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Só li o primeiro livro dessa serie que gostei bastante e fiquei curiosa sobre os outros personagens que vemos e quando descobri que teríamos livros deles queria ler principalmente o da Kelsey pelo que li dos outros ela é a que parece mais perdida e achei muito legal essa jornada dela viajando pelo mundo !!

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia essa série, mas vou procurar saber sobre os outros livros e adorei esse, acho que escritas como a da Cora são muito importantes, já que retratam um período de amadurecimento e de dúvida frequentes em certa idade, pretendo ler!!

    ResponderExcluir
  17. Sé conheço a autora através dessa trilogia. A acho bem interessante, mas confesso que não é das minhas preferidas, porem gosto dessa "coisa" de misturar real e ficção.

    Bjss

    ResponderExcluir
  18. Gostei muito desse livro, não conhecia a série e nem a autora, e olha que ela tem vários livros publicados, mas de primeira já amei e tenho certeza que vai se tornar uma das minhas escritoras favorita.

    ResponderExcluir