[Resenha] O Risco – Rachel Van Dyken

Beth nunca fez nada de arriscado. De inconsequente. De divertido. Isso é, até acordar em um quarto de hotel ao lado de Jace, um senador sexy, que ela reencontrou em uma festa de casamento na noite anterior. O problema é que sua última lembrança da noite é estar na cama, abraçada a uma caixa de biscoitos, chorando copiosamente. E Jace também não se recorda de muito mais. Outro problema? Eles foram fotografados entrando juntos no hotel, e agora a mídia está em polvorosa, especulando quem é a misteriosa acompanhante do senador. Uma amiga? Uma antiga namorada? Uma... prostituta? O que deveria ser um encontro casual transforma-se em uma aventura de seis dias: a fim de que escapem do assédio dos repórteres, vovó Nadine os envia para um resort no Havaí. Para Beth, são seis dias de conto de fadas junto ao homem por quem é apaixonada desde a adolescência. Para Jace, são seis dias para esquecer as mágoas do passado e aprender que, às vezes, o amor exige atos de coragem.
Romance Contemporâneo | 296 Páginas | Cortesia Suma deLetras| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon | Classificação: 4/5
E a vovó mais incrível da literatura ataca outra vez! Em O Risco mais um casal é formado à força por uma senhora de oitenta e seis anos com mania de “mãe casamenteira”: sem tempo de piscar e muito menos de prever o golpe, o casal é posto em várias situações comprometedoras, todas com a intenção de provar o quão perfeito eles ficam quando estão juntos. Entretanto, por mais que alguns digam que essa ideia de casamento forçado seja clichê, alerto que NADA escrito pela Rachel Van Dyken beira o previsível, ainda mais quando a protagonista de suas histórias é uma matriarca divertida, sensual, cheia de amor para dar, e determinada ao máximo a ver seus netos (mesmo aqueles que são apenas afilhados de coração) encontrarem seus finais felizes. Sendo assim, Nadine não mede esforços para casar seus netos queridos, nem mesmo quando isso a coloca em situações de risco como uma possível acusação – por sinal, feita pelo FBI – de sequestro! Então a questão principal é: o que será que ela aprontou dessa vez?

A trilogia protagonizada por Nadine é uma das minhas preferidas quando o assunto é diversão, afinal sempre inicio a leitura de um livro dessa saga com a certeza que ele me garantirá altas gargalhadas. Entretanto, nada se compara com O Risco, a última operação casamento protagonizada por essa vovó mais que hilária. A trama gira em torno da Beth e do Jace, personagens secundários que aparecem no livro anterior (O Desafio). Ele é um político lindo e importante que aceita participar do plano da vovó para causar ciúmes em um dos seus netos, enquanto ela, além de ser a irmã da protagonista do segundo livro da trilogia, considera-se uma mulher chata e pouco atraente – Beth é tão inteligente e bem realizada profissionalmente que não consegue enxergar sua beleza e aceitar sua falta de vida social. O improvável casal se encontra em uma festa de casamento e acaba bêbado em um quarto de hotel (culpem a vovó por isso!), mas o que ninguém sabe (só a vovó!) é que eles possuem um passado, uma história que começou bem antes desse reencontro. Claro que Nadine fará de tudo para que eles retomem o que começaram na juventude, mas antes disso acontecer eles precisam superar seus medos e inseguranças para, finalmente, descobrirem que vale a pena se arriscar por amor.

O envolvimento forçado do casal é o único ponto previsível da história: os joguinhos da vovó e as situações comprometedoras criadas por ela são dignas de bons filmes de romance. Então claro que essa parte da história é clichê, mas ao mesmo tempo ela também é inusitada por partir de uma vovó e não de uma mãe como comumente vemos por aí. Ou seja, as armações ficam ainda mais divertidas e especiais por serem articulado por uma senhora – tanto é que a nossa vontade é ter uma vovó tão amorosa e intrometida como essa. Por esse motivo senti que nesse livro a autora realmente focou na vovó, apresentando mais facetas dessa personagem incrível (que é baseada na verdadeira avó da autora). Confesso que em alguns momentos achei as artimanhas da vovó meio exageradas, mas levando em conta que Beth e Jace não sabem o que querem, o empurrão nada sutil dela para vê-los juntos é bem mais que válido.
A construção do romance entre Jace e Beth também é um ponto positivo, principalmente por eles já se conhecerem. Se fosse um casal formado de supetão, eu teria sido mais resistente às façanhas da vovó, mas como eles compartilharam um momento fofo quando ainda estavam no ensino médio, foi fácil entender porque Nadine se esforça tanto para vê-los juntos. Sendo assim, é gostoso ver que no convívio diário eles vão descobrindo o que possuem em comum e o quanto são perfeitos como casal. Fora que eles sabem que são um projeto da vovó, então deixam que ela os influenciem até certo ponto, o que faz a grande reviravolta da história ainda mais emocionante. E como se não fosse suficiente, os dois possuem traumas para superar – ela com seus envolvimentos fracassados e ele com a traição de uma ex – tornando a trama mais densa e especial por focar em segundas chances.
Não nego que o livro está longe de ser profundamente poético ou sentimentalista, entretanto ele cumpre o objetivo de entreter e cativar o leitor. No geral a obra é bem escrita, leve, divertida, despretensiosa e romântica. Na medida para aqueles que gostam de livros bem-humorados e açucarados na medida certa. Mas sou suspeita porque simplesmente amo tudo o que essa autora escreve.
Sobre a Série •

O Risco é o terceiro volume da trilogia “The Bet”, composta pelos livros: A Aposta, O Desafio, e O Risco. Tais livros estão entrelaçados graças aos laços familiares compartilhados pelos protagonistas de cada história, contudo cada obra narra o envolvimento amoroso de um casal diferente.
Beijos,



Participe Aqui

17 comentários:

  1. A capa desse livro já me encanta e depois dessa resenha então, estou apaixonada pela história. Quero muito lê-lo

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia a série, mas gostei de primeira. A resenha ficou bem clara em relação a história, o que fez eu querer ler os demais livros. Amei!

    ResponderExcluir
  3. Oi
    que bom que gostou do livro, eu conheci essa trilogia através de seu blog e depois li outras resenhas e só vi coisa positiva, uma avó dessa é legal, quem sabe se eu tivesse uma assim teria ao menos um namorado porque tá difícil. Os personagens parecem ser bem cativantes e envolvente e legal que eles focam bastante na avó nesse último livro.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah!!!!
    Vovó Nadine é a maior figura!!!! hahahahaha
    To lendo O Desafio agora e vou emendar no O Risco. Já ri mais nesse de agora do que em A Aposta. Vamos ver se O Risco vai superar kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Eu conheci esta trilogia justamente por este último lançamento, O Risco. Bem, eu não conehço muito sobre as histórias anteriores, mas o que garantiu a minha leitura da resenha foi a sagacidade da vovó Nadine, risos. O enredo de O Risco me envolveu bastante, é realmente um romance delicioso, com a representação da atração entre os opostos e o humor por conta da vovó, esta série conseguiu conquistar um espeço em meus desejados.

    ResponderExcluir
  6. Já li os outros dois livros que compõem a trilogia e também sou apaixonada pelos personagens e pelas maluquices da vovó Nadine.
    Confesso que estou meio receosa em dar início a está leitura por causa do protagonista, ele não me conquistou de imediato como aconteceu com os irmão Titus,mas devido a minha curiosidade, vou acabar realizando a leitura logo logo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Pah!
    Quero muito ler essa trilogia, desde a sua resenha do primeiro livro fiquei super interessada em ler algo da autora, e essa vovó que não para de aprontar hein, hahaha, nem conheço a personagem e já amo pelo tanto que você a elogia! O romance também é, tenho certeza, um ponto em que a autora não erra, em todas as resenhas dos 3 livros, me apaixonei de cara pelos protagonistas, agora só resta eu ler!

    ResponderExcluir
  8. Oi Paola, já tinha lido sobre essa escritora, lendo a sinopse e a resenha o livro me chamou muito a atenção com certeza vou le-lo obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  9. Achei super engraçado essa coisa da vovó casamenteira! Não conhecia a trilogia e agora to morrendo de vontade de ler, a capa me chamou muito a atenção também. Adorei a dica, quero ler logo!

    ResponderExcluir
  10. Olá Pah,
    Quero muito ler essa trilogia, adoro livros com a combinação de diversão e romance. Essa vovó pelo jeito é uma figura, já estou cativa por ela. Li todas as resenhas e estou ansiosa pra começar a ler, gostei dos personagens, parecem ser bem envolventes. Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Hahahaha, adoro essas vovós casamenteiras nas histórias hahah. Quero muito ler essa trilogia, desde as resenhas dos livros anteriores que eu li. A história realmente ser bem leve e engraçado, por conta dessa vovó marota haha. Beijos <3

    ResponderExcluir
  12. Que história encantadora! Já havia lido Pah, mas ainda é muito bom relembrar. Essa vovó é unica, minhas gaitadas eram ouvidas de longe quando essa vovó aprontava, gente deve ser ao mesmo tempo constrangedor e encantador ter uma vovó como essa!
    Um beijo da sua grande fã!

    ResponderExcluir
  13. Que história encantadora! Já havia lido Pah, mas ainda é muito bom relembrar. Essa vovó é unica, minhas gaitadas eram ouvidas de longe quando essa vovó aprontava, gente deve ser ao mesmo tempo constrangedor e encantador ter uma vovó como essa!
    Um beijo da sua grande fã!

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Já ouvi falar muito dessa vovó o que me fez ficar muito curiosa sobre seus dons casamenteiro, gostei bastante dessa historia principalmente o enredo e se tiver oportunidade pretendo ler !!

    ResponderExcluir
  15. Já vi essas capas muitas vezes e não fazia ideia de que essa era a a história desenvolvida, imaginava histórias completamente diferentes mas amei!!! Pretendo ler logo!!!!

    ResponderExcluir
  16. Se tem uma trilogia com não consigo esquecer mesmo não os ledo é “The Bet”, serio, avos dos céus, você poderiam ser assim, nunca me apaixonei tanto por alguém quanto ela, na hora que vi a capa me lembrei instantaneamente de "A Aposta", olha que como sabe, eu esqueço fácil kkk. Agora que esta completa, posso correr para comprar e ler sem frissao de espera kkkk

    BJss

    ResponderExcluir
  17. eii.. boa tarde.. vcs sabem me informar se consigo localizar esse livro em pdf? estou começando a ler a trilogia e so falta este livro.

    ResponderExcluir