[Resenha] Nunca julgue uma dama pela aparência – Sarah Maclean

Duncan West, assim como todos os homens, enxerga apenas o que quer… Mas ele estava prestes a ver o que não queria. Para a aristocracia, Lady Georgiana é a pobre irmã de um duque, rejeitada pela família após ter sido arruinada no pior tipo de escândalo possível: uma mulher que fez escolhas infelizes ao entregar-se de corpo e alma para um rapaz que todos desconhecem. Mas a verdade é sempre muito mais chocante! Nos recônditos mais obscuros de Londres, Lady Georgiana é a mulher mais poderosa da Grã-Bretanha, a rainha do submundo londrino, e atende pelo nome de Chase, o lendário e temido fundador do cassino mais exclusivo da cidade, o Anjo Caído. Circulando disfarçada pelos corredores de seu império, Chase sabe dos piores segredos dos figurões da sociedade e tem todos os poderosos na palma de sua mão, mas durante anos os seus próprios mistérios nunca foram descobertos… Até agora! Brilhante, inteligente e bonito como o pecado, o jornalista Duncan West está intrigado com a linda mulher – que de alguma forma está ligada a um mundo de trevas e perdição. Ele sabe que Georgiana é muito mais do que parece e promete desvendar todos os seus segredos, expondo seu passado, ameaçando seu presente e arriscando tudo o que ela tem de mais precioso. Inclusive seu coração.
Romance de Época| 320 Páginas | Editora Gutenberg| Skoob | Compare & Compre: BuscapéSaraivaAmazon | Classificação: 5/5
Não existe palavra melhor para descrever esse livro do que surpreendente. A trama como um todo é inusitada e imprevisível, mas o que choca – e conquista nossos corações – é a força com a qual Sarah Maclean molda seus personagens. Espera-se que em um romance como esse, doce e divertido, a vida seja um mar de rosas. Porém, fugindo de qualquer estereótipo, a autora criou uma trama embasada em erros, mágoas, perdão e, principalmente, redenção. Amo como a autora torna seus livros únicos ao unir com maestria realidade e ficção. Muitos vão olhar para capa, para o título e para sinopse, e pensar que a história nada mais é do que um belo romance. Porém, os que derem uma chance vão descobrir que o romance é apenas um dos pilares dessa bela história; e que nos livros da Sarah Maclean o que reina é a capacidade que todos nós temos de recomeçar, até mesmo quando levamos vários tombos da vida. Pobreza, abuso, ilusão, sonhos despedaçados, amor familiar, preconceito, a luta de uma chance de ser feliz... Não se engane, essa história é bem mais do que aparenta.

Em Nunca julgue uma Dama pela Aparência acompanhamos o envolvimento amoroso de Chase, o quarto sócio do famoso Anjo Caído. Até agora sabemos muito pouco sobre Chase, apenas que foi ele quem fundou o cassino, que salvou a vida de seus sócios (Bourne, Cross e Temple), e que é um dos nomes mais influentes de Londres – e não é por menos já que é detentor dos segredos obscuros de quase toda a sociedade londrina. Além disso, sabemos que ele carrega um grande segredo, afinal nunca é visto em público, a não ser por aqueles em quem confia. Assim, depois de tanto mistério finalmente descobrimos quem Chase é (surpreendente é pouco para descrever essa revelação!), qual a sua história (muito dolorosa, por sinal), e quais são seu planos para o futuro (óbvio que se vingar da sociedade, que o baniu anos atrás, está no topo da lista). E exatamente por causa dos mistérios que envolvem o protagonista, toda a história gira em torno do seu passado, presente e futuro. O fato é que Chase está em uma enrascada: ele precisa se salvar ao mesmo tempo em que tenta proporcionar uma vida melhor para aqueles que ama – só que para que isso aconteça o seu segredo, e o Anjo Caído, terão que cair.
Não vou dar nomes aos bois e muito menos detalhar a história – até a sinopse os alerto a não ler. O ponto é que esse livro muda tudo o que vimos nos volumes anteriores da série The Rules of Scoundrels. Ao descobrirmos quem Chase é, também compreendemos os motivos por trás da criação do Anjo Caído e da condução da série como um todo. A partir dessa revelação nossa percepção da história muda. Então não só é importante ler os livros na ordem e se deixar surpreender por eles, como é fundamental correr de informações muito detalhadas sobre esse livro em particular.
Já que não posso me atentar nos detalheis irei generalizar os pontos positivos: a escrita da autora é fluída e divertida; o romance é incrível e doloroso, pois une dois personagens marcados pelas regras da sociedade (ela, por ter se entregado para o homem errado, e ele por ter usado as próprias mãos para construir um império); os mistérios da trama são instigantes e envolventes; a obra conta com vários pontos de reflexão como pobreza, abuso sexual, gravidez precoce, preconceito, agressão doméstica, e tantos outros que chocam, emocionam e ensinam o leitor – e o fato é que amo romances tão profundos e reflexivos como esse, que focam na paixão sem nos deixar esquecer das dores dos protagonistas; e por último, e mais importante, o livro conta com uma protagonista incrível.  Não é novidade que a Sarah Maclean ama criar mocinhas fortes e determinadas que, mesmo diante dos olhares maldosos da sociedade, não se deixam intimidar e constroem um novo destino. Mas nesse caso, nesse livro em particular, a autora foi muito além. Direta, livre, inteligente, manipuladora, linda... A protagonista é uma mescla de tudo o que nós mulheres somos: força e fraqueza, emoção e razão, paixão e sabedoria. Sinceramente, senti esse livro e essa protagonista como um tributo à força feminina, ás mulheres que não andam de cabeça baixa e que, como leoas, protegem seus amados. É impossível não amar essa personagem, não se deixar comover por sua luta ou até mesmo não ser motivada por sua força.
No geral o livro é misterioso, apaixonante, forte e infinitamente reflexivo. Essa história me ensinou, me comoveu, e me motivou a seguir em frente e manter a cabeça erguida – nós mulheres temos a força necessária para superar qualquer obstáculo! Além disso, me diverti com a personalidade irônica dos protagonistas, suspirei de amor ao vê-los mergulhar de cabeça em uma bela história de amor, e terminei a leitura com um sorriso bobo de felicidade rosto. E talvez esse seja o único problema do livro, o fim. Ainda não sei como vou lidar ao não ter mais as aventuras amorosas desses personagens para acompanhar. Definitivamente, essa foi uma das melhores sagas que acompanhei nos últimos tempos. Não acredita? Então dê uma chance para autora e tire a prova real. Tenho certeza que irá se surpreender.
Sobre a Série •
Nunca julgue uma Dama pela Aparência é o último volume da série The Rules of Scoundrels. A saga é composta por quatro livros, todos de casais diferentes. Entretanto, as histórias estão interligadas pelo fato dos protagonistas serem da realeza do submundo de Londres e devem ser lidos na ordem.
No Brasil a Gutenberg já lançou todos os volumes da saga (resenhas aqui).
Beijos,



Participe Aqui

23 comentários:

  1. Oi, Pah
    Mais um livro que você elogia tanto da autora. Essa série deve ser incrível mesmo. Amei a descrição e essa capa maravilhosa. E adorei mais ainda saber que tem muito mais que um simples romance, pois o torna um livro especial é essa mistura com a realidade, acho que autora deve trabalhar tudo isso com maestria. Sua resenha mais que linda só me deixou mais curiosa pela série. Preciso pra ontem!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Pah!! Ainda não tive a oportunidade ler nenhum livro dessa série e nem da Sarah, mas estou começando a me apaixonar por romances históricos e esses parecem ser abordados de maneiras diferentes dos que eu estou acostumada a ler, espero adquirir o primeiro volume da série logo, para então poder entrar nesse mundo!! Adorei a resenha e para mim contou como uma dica. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Pensando muito em ler agora que esse saiu. É a primeira resenha que vejo dele e dá pra perceber que finaliza a série de um jeito muito satisfatório e que deixa saudade. Uma das melhores sagas que leu nos últimos tempos? Wow! Vejo muita gente falando super bem desses livros e é bom ver mais uma pessoa que gostou pra caramba. Espero conferir em breve também =D

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada dessa autora, mas muita gente fala muito bem dela. Quero muito ler algo dela.

    ResponderExcluir
  5. Oi
    até agora eu só li o primeiro livro e quero ler os outros, não imaginava que Chase fosse uma mulher e isso me surpreendeu de uma forma positiva, penso que isso já gera um diferencial na hora da leitura. Já quero ler esse também e que bom que gostou desse livro e dessa Série.

    ResponderExcluir
  6. Ja quero ler, li os dois primeiros livro e com certeza vou terminar essa série...
    Estou tomando gosto pelos romances históricos, e graças a você tenho lido bons livros...

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nada da autora, mas pelo que vejo parece ótimo. Leituras surpreendentes são as melhores. E precisamos de livros novos com novos modelos que trazem o empoderamento da mulher. Ótima resenha :)

    http://gordicesliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Paola,amo romances de época e essa série está na minha lista de leituras.Amei saber que esse livro é surpreendente,Georgiana,e o seu segredo fazem dela uma personagem muito cativante e a trama é bem inusitada ,além de imprevisível e chocante.Gosto bastante de histórias que ensinam e inspiram o recomeçar,outo ponto positivo e que a trama traz assuntos para reflexão como pobreza,abuso sexual,gravidez precoce,preconceito entre outros que verdadeiramente enriquecem uma história.Gostei de saber que o livro é misterioso e apaixonante ,forte e infinitamente reflexivo.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  9. Romances históricos sempre me interessam. Com certeza vou dar uma chance a essa série.

    ResponderExcluir
  10. Oi Paola, que capa incrivel, eu amei a sinopse eu nunca li nada da escritora mas só o titulo do livro já me despertou vontade le-lo e como sempre sua resenha está maravilhosa bjs.

    ResponderExcluir

  11. Quero ler todos os livros dessa série, mas até agora esse é o que mais me interessa. Amo histórias com suspense, revelações e intrigas, e essa parece ter tudo isso e muito mais! Ansiosa depois dessa resenha. A editora tá fazendo um trabalho lindo c/ a série ♥ Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tenho a impressão de já conhecer essa junção de livros, não tenho certeza, mas essas capas sã familiares, capaz de ter visto aqui mesmo.
    A história é bem interessante, quero saber cada porquê das coisas que aconteceram, quero saber como foi a gravidez precoce e tudo o mais. Adorei e já adicionei no Skoob. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

    ResponderExcluir
  13. A série acabou e eu ainda não li nada, que coisa feia. Mas gostei de saber sobre esse livro, adorei na verdade é bem diferente. Ja esta na minha lista.

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li nada da autora, mas a resenha me deixou sem fôlego, que história maravilhosa, a capa é linda e forte, estou bem motivada para começar a ler algum livro dessa escritora.Beijos...

    ResponderExcluir
  15. Oi Pah!
    Vc sempre elogia essa autora e eu ainda não li nada dela, aff. Eu gosto qnd os livros de romance vão além desse tema. Conforme vc mostrou na resenha, ele parece ter um quê de realidade, deixando alguma reflexão pra cada um de nós. Preciso conferir a série toda pq confio nos seus elogios rs

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Um dos gêneros que mais gosto é o romance de época.
    Ainda não li nenhum livro da série, mas logo irei ler,pois muitas das resenhas que li sobre os livros anteriores foram positivas.
    Esse livro pareceu ser bem original, porque pelos temas citados na resenha não me lembro de um livro desse gênero abordar esses temas.

    ResponderExcluir
  17. Oi Pah,

    Como ja disse, vc é quem me levou a ler esse tipo livro, e mais uma vez te digo, obrigada!!!
    Essa série esta na minha listinha de aquisiçoes faz tempo... e lendo essa resenha fiquei com mais vontade de conhecer a serie The Rules of Scoundrels e seus segredos!!
    Mas antes vem os Bridgertons kkkkkk

    bj bj

    ResponderExcluir
  18. Oi Pah!
    Esse livro parece muito bom, pelos elogios que você fez. Nunca li um romance histórico, mas vou dar uma chance pra essa saga. Não gosto quando a protagonista é uma coitada que precisa ser defendida e protegida o tempo todo, mas sim quando a mulher é forte e determinada.
    Suas resenhas são ótimas, parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  19. Olá Pah,
    Mais uma resenha de um livro da Sarah Maclean que me cativa, estou amando essa saga antes mesmo de começar a ler. Fiquei completamente envolvida com os 4 livros lendo suas resenhas, são histórias com romances tão profundos e reflexivos, com mocinhas fortes e decididas. Livros tão surpreendentes e apaixonantes. Vou começar a ler o primeiro volume ainda esse mês, será meu segundo livro de romance histórico para o desafio.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oxi, li o primeiro por indicação do blog e fiquei apaixonada pela autora. Ela é sensacional e cativante. Embalei a sequência e li os outros dois livros também e fiquei tão entusiasmada que li em PDF a outra série dela que é muito boa (inclusive essa outra série deveria ter sido lançada primeiro aqui no Brasil, pois alguns personagens do Clube dos Canalhas aparecem lá nesses outros livros...) Enfim....Pena que comprei esse no pré-lançamento e ainda não chegou, me avisaram que só chegará em março...que sofrimento esperar tanto tempo. A resenha só me deixou com mais urticária . bjs

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Com certeza esse livro parece surpreendente o que me deixou muito curiosa para ler, principalmente pelos mistérios do Chase e quero muito conhecer a escrita da Sarah Maclean, essa serie está na minha lista de leitura!

    ResponderExcluir
  22. A historia em si pareceu ser bem interessante, (ao contrario desse titulo enorme q o livro leva kkkk) apesar de ter amado essa mistura de romance com suspense, e o fato d eo livro abordar vários temas além do romance, ultimamente estou procurando livro Únicos para ler, devido a quantidade de sagas em atraso rsrs.

    ResponderExcluir
  23. Quem não leu essa saga, não sabe o que tá perdendo!!! Ai-meu-Deus. Chorei com os 4! Melhores livros, com certeza. Leiam, leiam!

    ResponderExcluir