fevereiro 23, 2016

[Resenha] Vivian Contra o Apocalipse – Katie Coyle

Vivian Apple tem 17 anos e mal pode esperar pelo fatídico
“Arrebatamento” — ou melhor, mal pode esperar para que ele não aconteça.
Seus devotos pais foram escravizados pela Igreja faz tempo demais, e
ela está ansiosa para que voltem ao normal. O problema é que, quando
Vivian chega em casa no dia seguinte ao suposto Arrebatamento, seus pais
sumiram e tudo o que restou foram dois buracos no teto… Vivian
está determinada a seguir vivendo normalmente, mas quando começa a
suspeitar que seus pais ainda podem estar vivos, ela percebe que precisa
descobrir a verdade. Junto com Harp, sua melhor amiga, Peter, um garoto
misterioso que tem os olhos mais azuis do mundo e informações sobre o
verdadeiro paradeiros dos seguidores da Igreja (ou é o que ele diz), e
Edie, uma Crente que foi “deixada para trás”, os quatro embarcam em uma
road trip pelos Estados Unidos. Mas, depois de atravessar quilômetros de
eventos climáticos bizarros, gangues de Crentes vingativos e um
estranho grupo de adolescentes auto-intitulados os “Novos Órfãos”, Viv
logo vai perceber que o Arrebatamento foi só o começo. Katie
Coyle, vencedora do Young Writers Prize do jornal The Guardian em 2012,
imagina uma realidade infelizmente muito próxima da nossa, em que
capitalismo, política, entretenimento e religião se combinam para criar
uma cultura de intolerância que não acaba com o Arrebatamento. Com
reviravoltas surpreendentes, um humor mordaz típico da geração Y e
personagens femininas que não devem nada a ícones como Buffy e Rory
Gilmore, Vivian contra o apocalipse é uma estreia arrebatadora que vai
fazer você questionar até onde iria pela verdade.
Joven Adulto | 288 Páginas |  Cortesia Editora AgirNow | Skoob |
Compare & Compre: Saraiva SubmarinoAmazon | Classificação 4,5/5 | Resenha da Mayara


Surpreendente. Quando paro para analisar a minha
leitura de Vivian Contra o Apocalipse, o romance de estreia da
autora Katie Coyle, esta é a palavra que me vem à mente. Iniciei a leitura ciente
dos muitos elogios que o livro recebera, afinal a autora foi vencedora do Young
Writers Prize
 do jornal The Guardian em 2012. Sabia também que se
tratava de um jovem adulto que aborda um tema bem distinto
para o gênero e, justamente por ser algo tão diferente do que estamos
acostumados para um YA, fui sem muita expectativa, comecei a
leitura despretensiosamente e quando me dei conta estava completamente
envolvida pela trama ao ponto de nem ver as páginas passarem.

O livro aborda o fim
do mundo em um tempo onde a sociedade foi dividida entre os Crentes e
Não-Crentes, ou seja, aqueles que acreditam que o dia do Arrebatamento está
chegando e seguem à risca tudo o que o Livro de Frick prega, e
aqueles que não acreditam que o fim do mundo esteja realmente próximo. Neste
cenário conhecemos nossa protagonista Vivian Apple, uma garota que sempre fez
todas as coisas certas, que foi motivo de orgulho para os pais com quem tinha uma
relação amorosa e, apesar de não ser a garota popular da escola, era parte de
um grupo de grandes amigas, mas que com o tempo começaram a Crer e a seguir o
Livro de Frick, afastando-se de Vivian, casando-se e tendo filhos… Até que um
dia as coisas mudam ainda mais em sua casa quando seus pais tornam-se Crentes
também e ela não, pois Vivian não acredita no que o livro de Frick prega
tampouco que o dia do Arrebatamento está chegando. É então que suas relações de
amizade e familiares começam a perder a força e ela conhece Harp, com quem
espera o Dia D acontecer para ver se o fim do mundo realmente vai acabar.

Se não fosse
suficiente, em um belo dia os pais de Vivian somem e deixam para trás apenas
dois grandes buracos no teto do quarto, por onde foram ‘arrebatados’. A partir
dos acontecimentos do dia D, onde centenas de pessoas somem, o mundo entra em
caos, afinal aqueles que foram Deixados para Trás buscam
melhorar ainda mais segundo o Livro de Frick e muitos outros que antes não
acreditavam passam a crer e a se redimir para entrarem no céu na segunda leva
do Arrebatamento.

A
narrativa da autora é fluida e a história vai nos envolvendo mais a cada página.
Katie, a partir deste primeiro arrebatamento, insere na narrativa mais tensão e
nos surpreende com a atitude das personagens que em meio ao caos e o medo que
estão vivendo começam a seguir rigidamente os mandamentos de um livro sem a
questionar, tornando-se muitas vezes intolerantes e cometendo atos que outrora
não fariam, atos desumanos, racistas, homofóbicos e chocantes. Enquanto isso,
vemos nossa protagonista Vivian amadurecendo cada vez mais, tornando-se uma
garota decidida, que não mais se esconde sob a sombra das amigas, mas que toma
as decisões e junto de Harp e mais dois amigos parte em busca de respostas
sobre o sumiço de seus pais e centenas de outras pessoas, sobre o arrebatamento
em si e sobre ela mesma. 

A autora nos surpreende ao longo das páginas, nos
toca, nos cativa e nos deixa ansiosíssimos para a sequência de Vivian, loucos
para saber o que vai acontecer com a protagonista e como suas descobertas neste
livro serão utilizadas para salvar o mundo da cegueira na qual se encontram. Assim,
com um mix de aventura, road trip, mistério, romance, e temas como amizade,
família, religião e outros mais polêmicos, termino dizendo que recomendado a leitura
de Vivian a todos, pois além de uma aventura envolvente, a trama trás uma
história reflexiva e real. Definitivamente vale a pena ler!

  
Beijos,




Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

21 Comentários

  • Cassiana Ollmann
    02 março, 2016

    Ta aí um livro que estou louca pra ler! Esta na minha lista de aquisições já faz um tempinho (:
    A personagem parece ser daquelas que a gente se apaixona e o tema parece ser intenso!

  • Veronica Vieira
    29 fevereiro, 2016

    Fiquei muito curiosa, o título não tinha me atraído, mas gostei muito da resenha!

  • Paloma Monteiro
    29 fevereiro, 2016

    Partindo para ver outra indicação hahahha pois essa não me agradou…
    Não sei pela sua resenha achei que o livro foca muito em criticar as religiões e acho q se for assim mesmo não terei uma leitura muita prazerosa…

  • Jessica Lisboa
    29 fevereiro, 2016

    Acho a trama legal com assunto bem polêmicos, mas não sei se leria essa historia agora, mas quem sabe no futuro eu não leia. Ps: Essa capa me parece mais um infanto juvenil

  • Beatriz Faccini
    28 fevereiro, 2016

    Oi Mayara,
    Eu ouvi falar desse livro mas estava meio desanimada para ler porque já tinha lido muitas resenhas negativas, mas depois de ler sua resenha acho que vou dar uma chance. Nunca li nada relacionado a religião, porque acho que existem muitos julgamentos errados com relação a pessoas religiosas, mas como esse livro aborda o fim do mundo parece uma leitura bem interessante.

  • Micheli Pegoraro
    27 fevereiro, 2016

    Oi Mayara,
    Nossa, não conhecia esse livro, mas fiquei fascinada com os assuntos abordados, nunca li nada parecido. Fiquei muito interessada, principalmente por ser um tema bem diferente que normalmente não encontramos num jovem adulto. Entrou pra lista, pois adoro livros surpreendentes, e espero me surpreender durante a leitura.
    Beijos

  • suzana cariri
    26 fevereiro, 2016

    Oi!
    Já tinha visto esse livro antes e gosto dele a historia me deixou muito curiosa, parece ler bem escrita e com um tema bem interessante e também gostei do amadurecendo da Vivian, se tiver oportunidade quero ler !!

  • Leticia Golz
    26 fevereiro, 2016

    Oi, Mayara
    Ouvi muitas pessoas criticando esse livro, e acho até que as opiniões ficaram meio divididas. Que bom que para você foi um leitura proveitosa. Essa questão deles seguirem os mandamentos do livro sem questionar (muitos dizem), foi uma crítica aos religiosos "fanáticos". Bom, só eu lendo para saber, mas não sei se me animo. De qualquer forma, é uma ótima dica! 🙂

  • Lara Cardoso
    26 fevereiro, 2016

    Eu tinha lido só uma premissa sobre esse livro, mais especificamente a sinopse. E, de início, não dei muita importância pra ele não, mas agora me interessei.
    Estou terminando de ler os livros do Jerry e do Tim, os Deixados para trás, estou no 9º.
    É difícil dizer, argumentar sobre uma ficção baseada em histórias bíblicas, por isso é sempre bom conferir o livro antes de falar qualquer coisa. Quero muito ler, de verdade. A sua resenha está ótima.
    Abraços!

  • Denise Crivelli
    26 fevereiro, 2016

    Oi
    a história parece ser legal, eu tenho o e-book acho que em breve irei ler, mas o enredo de pessoas desaparecendo lembra o que acontece em uma série que assisto e que tem livros. Mesmo assim ainda fiquei curiosa e legal que acabou gostando dessa leitura, eu vi que tem uma continuação né?

  • Maria Fernanda Medeiros
    25 fevereiro, 2016

    Não faço ideia de qndo conseguirei ler, mas fiquei curiosíssima!

  • Rhoana Lersch
    24 fevereiro, 2016

    Oi May!! Conheço esse livro há um bom tempo já, me interessei bastante pelo tema, adoro livros que falem sobre o fim do mundo e essas coisas assim hahah, a Vivian parece ser uma daquelas personagens que a gente se apaixona. Pretendo comprar ele logo!! Adorei a resenha e fiquei bem feliz de saber que o livro flui bem, beijoss!

  • Vania Correa
    24 fevereiro, 2016

    Gosto desse tema sobre religião, arrebatamento, acho bem interessante e divergente, tem pessoas que acreditam e outras não, fiquei bem curiosa com a leitura, a capa está muito bonita.Beijos..

  • Potato Purple Blog
    24 fevereiro, 2016

    Oi!
    Nunca tinha visto este livro, nem ouvido falar, quando ví o nome não dei nada, mas quando comecei a ler este post, GZUIS, adorei e na hora adicionei no Skoob, fim do mundo é algo que me interessa demais no quesito filmes/livros e este livro parece ser muito bom e não deve decepcionar pessoas tão fácil. Outro assunto que acho interessante é a questão de religião, quero saber o final da história e o que aconteceu realmente com os crentes. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

  • Theresa Cavalcanti
    24 fevereiro, 2016

    Nunca tive vontade de ler esse livro. apesar de algumas pessoas falarem bem dele;

  • Bianca Viegas
    24 fevereiro, 2016

    Olá!
    Gostei muito da resenha.
    Não conhecia o livro antes e achei a história bem bacana e diferente.
    Gosto de livros que no decorrer da história a personagem principal amadurece, a Vivian parece uma ótima personagem.
    Fiquei curiosa para saber mais sobre o livro.

  • Aciclea vieira
    24 fevereiro, 2016

    Mayara,parece ser um livro realmente surpreendente,apesar de sentir em sua resenha algumas coisas fora do lugar certo…mas,enfim é apenas um livro.Mas,gostei bastante da história estar atrelada ao arrebatamento e ao provável fim do mundo.Gostei muito da personagem Vivian e gostaria de conhecer mais a seu respeito.Legal trazer um mix de aventuras,road trip, mistério e romance,junto a assuntos polêmicos.Gosto de histórias reflexivas.Beijos!!!

  • Jesica Duarte
    24 fevereiro, 2016

    Amo esse tipo de gênero literário, e com certeza já está na minha lista.

  • Evelyn Noblega
    24 fevereiro, 2016

    Não conhecia a autora,não me interessei. Não darei chance.

    Vamos pra outra indicação

  • Fernanda Martins
    23 fevereiro, 2016

    Oi Mayara, sinceramente lendo a sinopse e a resenha confesso que o livro não me despertou vontade de le-lo, não é o tipo de genro literário que eu gosto de ler bjs.

  • Invisible Books
    23 fevereiro, 2016

    Queria muito ler este livro mas depois de ver esta resenha tenho mesmo que o ler rápido! Estou super ansiosa para começar esta leitura.

    http://invisible-books.blogspot.pt/