[Resenha] Coroa Cruel – Victoria Aveyard

Duas mulheres — uma vermelha e uma prateada — contam sua história e revelam seus segredos. Em Canção da Rainha, você terá acesso ao diário da nobre prateada Coriane Jacos, que se torna a primeira esposa do rei Tiberias VI e dá à luz o príncipe herdeiro, Cal — tudo isso enquanto luta para sobreviver em meio às intrigas da corte. Já em Cicatrizes de Aço, você terá uma visão de dentro da Guarda Escarlate a partir da perspectiva de Diana Farley, uma das líderes da rebelião vermelha, que tenta expandir o movimento para Norta — e acaba encontrando Mare Barrow pelo caminho. Esta edição traz, ainda, um mapa de Norta e um trecho exclusivo de ‘Espada de Vidro, o aguardado segundo volume da série A Rainha Vermelha.
Distopia (+ fantasia) | 232 Páginas | Cortesia Editora Seguinte| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon| Classificação: 4/5
Coroa Cruel é uma coletânea composta pelos contos Canção da Rainha e Cicatrizes de Aço. Ambas as histórias nos dão uma visão geral do universo criado pela Victoria Aveyard, mostrando-nos dois tópicos de discussão constantemente abordados pela autora: a disparidade social entre os prateados e os vermelhos – que não são tão diferentes quanto eles gostariam – e a força por trás do regimento vermelho que sonha com uma sociedade mais justa e igualitária. Sendo assim, com altas doses de mistério e reflexão política, Coroa Cruel nos permite conhecer a fundo os medos, as inseguranças e os sonhos que regem a sociedade descrita em A Rainha Vermelha.

O conto Canção da Rainha é narrado pela rainha Coriane. Por ser uma personagem enigma, Coriane merecia uma explicação para sua história, portanto adorei o conto do começo ao fim. A rainha veio de uma família politicamente fraca, e exatamente por isso, quando a jovem conquistou o coração do rei todos desconfiaram da união. Era para a rainha ser de uma casa mais tradicional e poderosa, e é exatamente por isso que Coriane – ingênua e insegura – demora para aceitar o lado negativo de ser uma soberana. A única coisa que Coriane tem certeza é que tem alguém interferindo em seus pensamentos, outro prateado que anda manipulando suas escolhas, seus sonhos, e conduzindo seu corpo a abordar vários dos possíveis herdeiros ao trono. Dessa forma, a história de Coriane não é apenas sobre a rainha da casa dos cantadores que morreu muito cedo e deixou filho e marido vulneráveis, mas sim sobre manipulação política e o início de uma grande guerra por poder. Adorei conhecer mais sobre a Coriane, sobre a maneira igualitária dela de pensar (me surpreendi por ela ser uma prateada capaz de valorizar e enxergar o trabalho de um vermelho), e principalmente sobre sua trágica história de vida. De certa forma, sua trajetória nos mostra que nem sempre um bom coração é suficiente para manter um final feliz.
Já o conto Cicatrizes de Aço é narrado pela Diana, uma das guerrilheiras do grupo rebelde dos vermelhos, uma jovem que desde cedo sentiu na pele os abusos dos prateados e que agora assumiu um papel de liderança na luta por uma nova sociedade. Por ter uma patente mediana dentro da guerra, e por ser também o rosto da revolução, Diana nos apresenta a organização por trás dos ataques rebeldes dos vermelhos, e é através dessa narrativa que descobrimos mais sobre esse grupo que não mede esforços para derrubar o controle injusto dos prateados. Sendo assim, o conto gira em torno das missões desse grupo rebelde, e o mais legal é que uma delas coincide com a narrativa de A Rainha Vermelha, ou seja, traz sob outra perspectiva fatos que já vimos no primeiro livro da série. Esse foi um dos motivos de eu ter amado esse conto, afinal adorei descobrir como o destino de Mare, protagonista de A Rainha Vermelha, se enlaçou com o do grupo dos vermelhos rebeldes. Também amei a personalidade de Diana, a menção de alguns dos segredos dos vermelhos que podem colocar a sociedade prateada em risco, a participação de Mare e do seu irmão nessa história, e a possibilidade de ver o outro lado do início da guerra entre os vermelhos e prateados. Portanto, nesse conto vemos o motivo da autora Victoria Aveyard ter conquistado tantos fãs: sua narrativa é politicamente muito bem pensada.
No geral, os contos são feitos sob medida para os fãs de A Rainha Vermelha. Inteligentes, misteriosos e reveladores, tais narrativas só complementam o instigante universo criado pela Victoria Aveyard. Agora não vejo a hora de ler o próximo volume dessa maravilhosa série.
• Sobre a Série •
A Rainha Vermelha é o primeiro volume da série Red Queen. Até o momento a saga é composta pelos livros: A Rainha Vermelha, Coroa Cruel (contos), e Espada de Vidro. No total a série contará com quatro livros e dois contos.

Beijos,



Participe Aqui

27 comentários:

  1. Necessito desses livros, só leio resenhas falando como são ótimos e etc. Estou super ansiosa para ler. Adorei a resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar, acredita ? Não é um gênero que me agrade muito.. Tanto que a sinopse nao me chamou muita a atenção. Mas caso me interesse em ler lembrarei desse seu resumo e das boas coisas ditas. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Falam muito bem desses livros, super ansiosa para ler!

    ResponderExcluir
  4. Desde que lançou estou com vontade de ler "A Rainha Vermelha", li várias resenhas e todas me encantaram. O enredo me parece fantástico e as reflexões por trás do livro também, assim, como de se esperar gostei bastante da sua resenha e quero mais esse livro, porém, primeiro, quero ler o primeiro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que conto mais lindo explicando cada detalhe sobre a diferença entre os vermelhos e prateados, ainda não li A Rainha Vermelha, comprei a Espada de Vidro, pois teve promoção de lançamento, está na minha estante, pretendo ler o primeiro volume para poder me situar melhor, mas com certeza é uma série bem enigmática.Beijos...

    ResponderExcluir
  6. Oii Pah! Eu acho as capas desses livros LINDAS, mas não sou muito fã de contos =/ pra falar a verdade os únicos livros de contos que li são aqueles obrigatórios da época de escola, rs. Tenho até curiosidade de ler esses porque eu curto muito essa temática política que envolve as distopias (apesar de não ser muito fã de distopias haha não faz mto sentido né?), mas começar uma série na minha atual situação financeira e com a listinha (imensa!) de livros que tenho pra comprar é impossível no momento, rs. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Paola,quero muito ler esse livro de contos para ter uma visão melhor desse universo e também conhecer a fundo os medos,as inseguranças e os sonhos que regem essa sociedade.Legal nesses contos é poder conhecer melhor as personagens rainha Coriane e a guerrilheira do grupo rebelde Diana.Ansiosa pelo próximo volume da série.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  8. Gostei demais de A Rainha Vermelha e quero ver se acompanho a série, inclusive os spin-off, porque pelo visto, podemos descobrir detalhes não revelados no livro anterior.
    Amo os detalhes porque eles fazem toda diferença, podemos conhecer melhor os reinos e a disputa.

    ResponderExcluir
  9. Vejo fotos, resenhas, trechos desses livro e cada vez fico curiosa por esses livros, amo livro que falam sobre guerra e lutam pelo o que acredita ou pelo que é certo, acho que essa livro vai me surpreender bastante.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Li o conto da rainha Coriane pois sempre tive muita curiosidade para conhecer um pouco mais da sua historia e gostei muito do conto e irei ler o conto da Diana que também é uma personagem que tenho muita curiosidade de conhecer melhor !!

    ResponderExcluir
  11. a cada resenha que leio eu sinto mais vontade de ler essa série. Recentemente eu estou criando gosto por livros de contos então acho que vai ser interessante :)

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  12. Oi, Pah
    Mais uma série que quero muito ler, mas estou atrasada. Acho bem legal essa ideia de criar um livro de contos para conhecer melhor os personagens e tudo o mais.
    Como não li A rainha vermelha não conheço as personagens Diana e Coriane, mas acho que esse volume parece ter valido a pena. Que bom que curtiu, Pah!

    ResponderExcluir
  13. Sou louca para ler essa série!
    Estou só esperando ter a coleção inteira para que eu possa ler todos seguidos!
    Não li os livros, mas quando se trata de contos, sei que eles não costumam ser lá muito legais. O legal é que quando bate uma saudade da série e aquele desconforto do tipo "preciso-da-continuação-agora!" te pega, ter alguma coisa do mesmo universo para ler te deixa um pouco menos aflita. Fora que às vezes eles te mostram muito sobre personagens que na série principal ficam um pouco na espera.
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  14. Já li o primeiro livro, e gostei dele. Agora quero ler esse!

    ResponderExcluir
  15. Ainda não vi uma resenha falando mal dessa série. Minha melhor amiga tem o primeiro livro, fica me dizendo o tempo todo que preciso ler.
    Aí, me conta: como faz um TCC com tanta coisa boa pra ler aparecendo o tempo todo?

    ResponderExcluir
  16. Os contos parecem ótimos para dar mais explicações aos livros da série, fiquei muito curioso, apesar de não saber se os irei ler quando terminar a leitura de A Rainha Vermelha. Abraços, adorei a resenha :D

    ResponderExcluir
  17. Preciso desesperadamente ler essa saga.Cada resenha que leio so faz aumentar minha vontade de ler todoooos.

    ResponderExcluir
  18. Ooi Pah, sinceramente não me interessei muito pelo livro. Não é muito do tipo de livros que eu gosto, mas o que custa dar uma chance né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Essa série deu água na boca. Adorei a resenha. vai entrar p/ minha lista de desejos

    ResponderExcluir
  20. oii " nao me interessei muito pelo livro , na verdadde não faz parte dos tipos de livros que leio , mais adoro a nobreza , entao acho que darei uma chance !!

    ResponderExcluir
  21. Oi Pah,
    Quero muito iniciar a leitura dessa série, pois adoro distopia, e pelo que já li vou gostar muito. Apesar dos contos não serem tão empolgantes, com certeza vale a pena a leitura, pois servem como complementos, e assim conhecemos um pouco mais os personagens e também alguns detalhes da série ficam mais fáceis de entender. Pretendo iniciar a leitura do primeiro volume A Rainha Vermelha o quanto antes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Gosto muito de livros que abordam diferenças sociais. O fato de ser contos não me incomoda. Sou completamente apaixonada nessas capas, lindas demais!

    ResponderExcluir
  23. Oi Pah, eu tava muito animada pra ler o livros dessa serie, mas a cada resenha, a cada detalhe novo eu vejo que não é muito a minha praia.

    ResponderExcluir
  24. Oi!
    Sempre vejo resenhas deste livro, mas nunca tinha parado para ler, sempre me apaixonei pela capa e agora quero ler ainda mais. Amei tua resenha e querooo este livro logo. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

    ResponderExcluir
  25. Fiquei super animada pra ler esses livros depois que soube que as protagonistas são mulheres, gosto de livros que abordam a coragem feminina. E só soube agora que o segundo (coroa cruel) é de contos. Porém... ainda não comecei a leitura :/ Acho que ele é um livro pra ser folheado e não ler em pdf. Portanto, esperar pra comprar. Bjs, Pah.

    ResponderExcluir
  26. Oiiee, tudo bom?
    Amei a resenha, estou vendo muitos elogios sobre A rainha vermelha e estou louca para ler, que bom que os contos estão vindo para somar e dar a nos leitores mais momentos maravilhosos nesse mundo criado pela autora, espero ter a oportunidade de ler a série em breve.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  27. Aiiiiiiii.... Estou louuuca pra ler a continuação dessa história maravilhosa! Fiquei encantada pela pela historia, pelos personagens por tudo! Estou loca pra saber a continuação que vai levar nossa mocinha Mare e claro o que vai dar do romance do casal...

    ResponderExcluir