março 09, 2016

[Resenha] Volta para Mim – Mila Gray

Kit Ryan está de volta à sua amada Califórnia, de folga do serviço militar. Conquistador inveterado, ele só quer aproveitar as quatro semanas livres antes de retornar ao trabalho, mas se vê atraído pela irmã de Riley, seu melhor amigo. Há tempos Jessa Kingsley chama sua atenção, porém a família superprotetora dela sempre foi um obstáculo. Desta vez, contudo, Kit desiste de lutar contra os próprios sentimentos e logo Jessa se rende ao seu charme. O que começa apenas como um romance de verão rapidamente se torna um relacionamento apaixonado. Quando chega a hora de Kit voltar ao serviço com Riley, nem ele nem Jessa estão prontos para se despedir. Ela enfim está seguindo os seus sonhos e ele descobriu alguém por quem sacrificaria tudo. Jessa promete esperá-lo e Kit garante que voltará para ela. Não importa o que aconteça. Mas então uma visita inesperada traz uma notícia trágica: uma das pessoas que ela mais ama morreu em serviço. Quem terá sido? Seu irmão ou seu namorado? Em Volta Para Mim, Mila Gray constrói uma história de tirar o fôlego sobre amor, amizade e família, conduzindo o leitor por uma jornada de superação e autodescoberta.

New Adult| 272 Páginas|  Cortesia
Editora Arqueiro| Skoob |
Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon | Classificação 4/5
Volta pra Mim é um romance que diverte ao mesmo tempo em que
emociona o leitor. Unindo a leveza da juventude com o drama da vida real, Mila
Gray criou uma história repleta de valiosos ensinamentos. E foi isso que mais
gostei nessa história: o fato dela ser leve e também reflexiva. Desta forma, acompanhamos
o surgimento de um romance proibido, as inseguranças típicas das primeiras
vezes de um jovem, as escolhas sobre que futuro seguir (e a cobrança dos pais
para moldar a vida de seus filhos), e até mesmo o drama por trás de uma vida
entregue ao serviço militar. Portanto, a surpresa por trás de Volta pra mim é que, enquanto
acompanhamos o desenrolar de um primeiro amor e o amadurecimento dos
protagonistas, também temos a oportunidade de ver duas famílias serem
destruídas pelas sequelas amargas da guerra.


O livro é
narrado por dois pontos de vista: o de Jessa e o de Kit. Os jovens se conhecem
desde pequenos – graças ao fato de Kit ser o melhor amigo do irmão mais velho
de Jessa, o Riley. Por um bom tempo Kit e Jessa não foram nada mais do que
conhecidos, porém depois de Riley e Kit se alistaram no exército as coisas
mudaram completamente. Agora, Jessa é a amiga confidente de Kit, alguém que se
importa verdadeiramente com sua segurança, alguém que anseia por sua volta. Assim,
de longas trocas de e-mail surgiu uma forte amizade e uma certeza de que o
desejo reprimido entre eles, aquele que ambos fingiam não perceber, pode ser o
início de uma grande paixão. E exatamente por isso, quando Kit chega de férias depois
de nove meses servindo e pensando em Jessa, ele resolve lutar por ela e se
declarar. O problema é que o pai dela o odeia, o irmão dela (apesar de ser seu
melhor amigo) o acha um mulherengo sem coração, e em três meses ele terá que
voltar para o exército. Em contra partida, Jessa aproveita o envolvimento com
Kit para aprender a viver. Cansada do controle rígido do pai, e de seu
temperamento explosivo, tudo o que a jovem precisa é de alguém que a ensine
como aproveitar a vida e a lutar por seus sonhos, por isso, Kit é exatamente o
que ela precisa. Sendo assim, entre um romance proibido, a luta por independência,
e o medo que só a carreira militar é capaz de gerar, Jessa e Kit mergulham em
um romance repleto de drama, inseguranças, paixão e descobertas.
O que mais
gostei no livro foi da narrativa da autora. É muita maldade a forma como ela
começa o livro: logo no primeiro capítulo a família de Jessa recebe uma visita
oficial de militares, o que só pode significar que algo de ruim aconteceu com
Riley ou com Kit enquanto eles trabalhavam. A partir dessa bomba a narrativa
volta três meses e nos faz mergulhar na vida dessa jovem, mas o ponto é que –
independente da trajetória de Jessa, Riley e Kit – não conseguimos abandonar a
leitura, pois ficamos completamente absortos na dúvida por trás da vida desses três
jovens. Além desse mistério, também gostei de como Kit muda Jessa. A jovem leva
uma vida rígida completamente ditada por seu pai; ela estuda em um colégio só
para meninas, não tem acesso a um celular e muito menos a internet, não pode
sair ou namorar, e não pode nem opinar sobre qual faculdade quer cursar. Porém,
Kit vai ajudá-la a desafiar a vida e a enfraquecer o controle do pai, ensinando-a
a se apaixonar e a se entregar as coisas que realmente importam para ela. Essa
parte do livro tem muito cara de new adult, principalmente quando consideramos
as escolhas que Jessa precisa fazer, por isso adorei esse pilar da história.
Isso sem contar que a paixão proibida entre Jessa e Kit, por mais que incomode
uns poucos (odeio teias de mentiras do estilo “namoro ás escondidas”), é muito
fofa e divertida. Eles combinam de uma forma incrivelmente leve e jovem – do tipo
que dá vontade de se apaixonar junto com eles. Outros pontos positivos são a
personalidade de Kit e como ele foge do padrão “mulherengo” inicialmente
determinado pela autora, o relacionamento de Jessa com o irmão, o papel que
Riley assume na história, e o fato das famílias de Jessa e Kit possuírem um
passado que, de certa forma, as mantem afastadas.
Mas apesar do
romance fofo e do drama por trás da história, confesso que em alguns momentos
fiquei incomodada com os protagonistas. De certa forma, talvez por já saber da
tragédia que iria envolvê-los (como disse, não por spoiler, mas por a autora
deixar isso claro logo no começo), demorei para me envolver com o romance
vivenciado por eles. Fora que, por mais que eu entenda que livros new adults
trabalham com indecisão e maturidade – e assuma que Jessa e Kit são
determinados e nada adeptos ao mimimi
– acho que as inseguranças entre eles me desanimaram. Eu vibrava quando eles
tomavam decisões fortes e corajosas, mas profanava injúrias quando páginas
depois eles se deixavam vencer pelo medo. Fora que o ápice da história, todo o
grande drama por trás do livro, trouxe para a narrativa alguns clichês que não
suporto. Sou do tipo que pensa que o amor deve ser capaz de enfrentar todas as
dificuldades, não importa o que aconteça ou o quanto nossos corações estejam magoados,
porque simplesmente não dá para fingir que não é amor verdadeiro e partir para
outra. Ou seja, queria que os protagonistas lutassem mais e não se deixassem
levar pelo medo e pela dor – pelo menos não completamente.
Entre vários
pontos positivos e alguns negativos, digo que adorei o livro mas que esperava
um pouco mais dele. Talvez meu erro tenha sido começar a leitura com muitas
expectativas, mas ainda assim não nego que me envolvi com a trama, que adorei o
casal (mesmo quando o odiei), e que me emocionei com a bela e fofa história que
eles construíram juntos.
• Sobre a Série •
Volta para
mim
é o primeiro livro da duologia Come Back To Me.
Composta por dois livros, a série descreve as histórias de amor das amigas Jessa
e Didi, ou seja, cada livro narra uma história diferente ao focar em uma dessas
protagonistas.
Beijos,


Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

33 Comentários

  • Helen Dutra
    27 março, 2016

    Oie!
    Quando eu comecei a ler a sinopse, me lembrei de Querido John, que aborda essa temática de missões e trabalho no exército. A capa também me lembra muito os livros do Nicholas Sparks. Apesar de ter ficado curiosa pra saber quem foi a vítima (Riley ou Kit), eu confesso que não me senti muito atraída pelo livro. 🙂

    Beijos!

  • Carol N
    22 março, 2016

    Puxa, que maldade! Não é justo torcer nem para um nem para outro não ter morrido, pois fazê-lo é quase desistir do outro! Ficar nessa tensão é muita maldade! Estou quase tendo um treco com isso e ainda nem sequer li o livro…!
    Infelizmente, sou curiosa demais para deixar passar uma história dessas! Com certeza que esse livro entra para a minha liiiiiiiiiista de livros que quero muito ler!
    Parabéns, ótima resenha!

  • suzana cariri
    20 março, 2016

    Oi!
    Quero muito ler esse livro, com certeza esse começa e muita maldade da autora já fiquei curiosa para saber o que aconteceu e com quem, também gostei bastante de como a autora trata o tema da guerra e desse casal que gostei muito !!

  • (((Moda e Tudo )))
    16 março, 2016

    Quem morre

  • Cassiana Ollmann
    16 março, 2016

    Esse parece ser daqueles livros que te prendem do inicio ao fim…
    com o romance fofo que cresce no decorrer da leitura! Vai pra minha listinha de aquisições certo!!! 🙂

  • camila rosa
    16 março, 2016

    Oiiee Pah, tudo bom?
    Amei a resenha, o livro parece ser bom, gosto muito de romances e esse parece ser bem fofo, apesar de ter toda essa carga pesada de guerra, fiquei super interessada em ler, e curiosa para saber o que acontece que separa um casal de decidiu ficar junto.
    Beijos *-*

  • Leonarda Silva
    15 março, 2016

    Ai Pah… não sei se quero ler. Já não gosto do Nicholas (me julguem) por causa disso. Eu sei que vida real as pessoas morrem e pq seria diferente nos livros? Mas é que as vezes é desnecessário sabe… Só nos deixa triste com a leitura. Dai fiquei pensando se o caso for esse mesmo, do que seria? Ela inventou uma guerra no país deles só pra matar o cara? Se for tipo isso, sacanagem. kkkkkkk Mas enfim… não vou julgar antes de ler, é só que minha mente não deixa de querer adivinhar o que aconteceu. bjooos!!

  • formação
    14 março, 2016

    Gente que livro maravilhoso, terminei a leitura hoje, divertido, romântico, sensual… super indico.

  • Maria Fernanda Medeiros
    14 março, 2016

    Entendo que houveram momentos de entusiasmo, mas senti que você considerou uma leitura morna… Acho que eu atingi um padrão em que só aceito 5 estrelas na minha estante. Boa história, mas se não me arrebatou já de cara com as resenhas, tá difícil de conseguir logo um espaço nas minhas metas literárias!

  • Karolaine Thomé
    14 março, 2016

    Amei a resenha!! O que achei interessante, é que não parece ser só ,ais um romance. ou mesmo um drama adolescente… São descobertas, escolhas, conflitos tanto externos quento internos… e mesmo você tendo falado que tem muito "mi-mi-mi", fiquei supercuriosa. Claro que jã sei que entrarei em conflito: Quem eu, como leitora, vou torcer para ser o sobrevivente? O irmão ou o amor da vida dela? O ideal seria os dois, mas infelizmente não há como 🙁 Obrigada por mais essa indicação <3

  • Karolaine Thomé
    14 março, 2016

    Amei a resenha!! O que achei interessante, é que não parece ser só ,ais um romance. ou mesmo um drama adolescente… São descobertas, escolhas, conflitos tanto externos quento internos… e mesmo você tendo falado que tem muito "mi-mi-mi", fiquei supercuriosa. Claro que jã sei que entrarei em conflito: Quem eu, como leitora, vou torcer para ser o sobrevivente? O irmão ou o amor da vida dela? O ideal seria os dois, mas infelizmente não há como 🙁 Obrigada por mais essa indicação <3

  • Aciclea vieira
    13 março, 2016

    Pah,gostei de saber que ele diverte e emociona ao mesmo tempo e é leve e reflexiva,fiquei curiosa em conhecer a trajetória de Kit,Jessa e Riley .Gostei de saber que os capítulos são feitos alternado os pontos de vistas de Kit e Jessa.Amei saber que o romance deles é recheado de drama,inseguranças,paixão e descobertas e que a história de amor é fofa e divertida.Ansiosa por ler esse eo outro livro dessa duologia. Beijnhos!!!!

  • Jéssica Fernanda
    12 março, 2016

    TO com aquele pressentimento de que alguém morre à lá Nicholas Sparks kkkk

  • Potato Purple Blog
    11 março, 2016

    Oi!
    A história desse livro é linda demais <3 Não li, mas só de saber que alguém morreu já me comoveu e me deixou louca para ler e saber quem foi. Não gosto de livros de guerras, mas esse tenho certeza que iria me apaixonar. Louquissima para ler. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

  • Clara Beatriz
    11 março, 2016

    Oi Pah,
    Fiquei curiosa para descobrir qual dos dois morre, aposto que é o namorado haha Quero ler o livro só pra descobrir!

  • Micheli Pegoraro
    11 março, 2016

    Oi Pah,
    Estava ansiosa por essa resenha, pois quando vi o lançamento desse livro fiquei muito animada, esse livro faz muito meu estilo. Gostei de saber que a história tem seus momentos emocionantes, reflexivos e também um romance bem fofo e divertido. Fiquei curiosa pra saber quem que morreu, mas acho que é meio óbvio. Vou colocar na extensa de lista de próximas leituras, e espero me emocionar com essa história.
    Beijos

  • raquel rodrigues
    10 março, 2016

    nunca tinha ouvido falar do livro e nem da autora , mais adorei a resenha , o livro parece otimo ! só eu que achei a menina ca capa um pouco parecida com a Katniss ? hahaha

  • Jesica Duarte
    10 março, 2016

    Que livro maravilhoso sem palavras, o que me deu um passo pra trás foi o fato de ele começar com uma notícia do que aconteceu com Kit e Riley, e depois ele começar contando o que aconteceu antes disso,mas ainda assim o quero pq tem romance e adoro um romance.

  • Theresa Cavalcanti
    10 março, 2016

    Quero muito ler esse livro!

  • Josiane
    10 março, 2016

    não curti essa autora, achei meio parado. Quem sabe mais pra frente

  • Raissa Novaes
    10 março, 2016

    Olá!

    Já li bastante resenha desse livro nos últimos dias e confesso que fiquei bastante interessada. Essas histórias que envolvem a guerra e o romance me atrai bastante.

    Parabéns pela resenha! =)

    http://www.booksimpressions.com.br

  • Rayane Colombo Gomes
    10 março, 2016

    somente tinha visto a capa do livro e nao tinha ainda lido um comentario ou resenha.. ai parece ser tao triste. o começo é angustiante meu Deus do ceu!!! so de ler a resenha nao queria que nenhum dos dois morresse!

  • Leticia Golz
    10 março, 2016

    Oi, Pah
    Olhando para a capa não imaginava que teríamos menção a dramas em relação a guerra. Acho que também ia gostar da construção dos personagens e talvez também me incomodaria com o fato deles não enfrentarem os medos e não lutarem pelo amor. Mas só lendo para ter certeza.
    Gostei da dica, Pah, e leria pelos elogios de qualquer forma.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  • Bruna Lago
    10 março, 2016

    Oi, bom dia! Nossa, esses livros são muito minha cara. Adoro esses romances com tragedia. Eu acredito que se a autora quisesse diferenciar um pouquinho, o namorado morria.. Mas eu aposto que foi o irmão mesmo. Me lembra muito o estilo do Nicholas Sparks. Sem duvida nenhuma essa seria uma leitura minha. Beijos, linda.

  • Lara Cardoso
    10 março, 2016

    Opa, este está na lista. Não resisto a um romance.
    Gostei da resenha, parabéns!

    Vou escrever um livro só com minha lista de livros que pretendo ler hehhehehe

    Bjoo

  • Drielle Giovana
    10 março, 2016

    O livro parece ser uma boa pedida para quando você vem de livros cansativos e quer um livro só e acabar rápido. Confesso que não me interessei muito pela história, mas fiquei curiosa quanto ao ponto de qual dos dois que morreu. O irmão ou o namorado.
    Beijos!

  • Amanda Costa
    09 março, 2016

    Oi oi Pah. Não conhecia essa obra e para ser franca eu nao leria tao facil (escolho os livros pela capa,as vezes haha). Mas,depois de ler sua resenha decidi que vou coloca-lo na minha lista de leituras futuras.

  • Beatriz
    09 março, 2016

    Como sempre resenha maravilhosa!
    Nunca tinha ouvido falar, parece ser um livro interessante, mas acho que não vai entrar na minha lista de leitura :/ Quem sabe mais para frente eu não tenho outra oportunidade para ler uma obra de Mila Gray, não é?

  • Cantinho da Caro
    09 março, 2016

    Paola Aleksandra eu comecei a ler, e li 30%! Parei, achei enfadonho! Não desisti, mas deixei de canto, porque acho que não estou no clima!
    Acho que só de saber que algo vai acontecer, me desanima!
    Me conta quem morreu? Por favor!!!!!!!

    • Paola Aleksandra
      Paola Aleksandra
      10 março, 2016

      HAHAHAHAHHAHA Te entendo completamente! No começo também não estava gostando e os mocinhos estavam me irritando demais. Mas, da metade em diante fica bem fofo mesmo.
      Conto pelo face, pode ser? hahahah ♥

    • Cantinho da Caro
      10 março, 2016

      Isso! Conta! Eu comecei a ler só pra saber quem era! Ai quando chegou na parte que o cara ia falar pra ela, volta pra quando se conheceram! Quis morrer!!! Me chamo no face quando puder! bjo

    • Cantinho da Caro
      27 abril, 2016

      Pah, eu li!!! Drogaaaaaaaaaaaaaaaaa, eu achei tão fraquinho mesmo, mas eu chorei! Que tristeza!

  • Vania Correa
    09 março, 2016

    Ainda não tinha lido nenhum comentário sobre esse livro, gostei dos personagens: um casal muito fofo, a Jessa que vai lutar contra a ditadura por parte do pai, e Kit que vai apoia-la em muitos momentos importantes.Fiquei triste sobre a noticia que vão receber, mas fiquei bem curiosa com o final.Beijos…