maio 03, 2016

[Resenha] Nove Regras a ignorar antes de se apaixonar – Sarah MacLean

A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

Romance de Época | 288 Páginas
| Cortesia
Editora Arqueiro| Skoob | Compare & Compre: SaraivaAmazon| Classificação: 4,5/5
Eis um fato: é impossível não amar a Sarah MacLean e seus personagens
irreverentes. A cada livro lido a autora me surpreende mais e mais com a
personalidade de suas protagonistas que, ao contrário do esperado, não se
deixam rotular pelas expectativas da sociedade. O ponto é que a Inglaterra do
século XIX era muito injusta com as mulheres, pois exaltava como perfeito um único padrão de beleza ao mesmo tempo em
que controlava com rigidez o comportamento feminino. Naquela época as mulheres
sofriam consequências altas se não fossem delicadas, recatadas ou aduladoras do
ego masculino, e é exatamente por isso que amo tanto as histórias da Sarah,
pois ela coloca em xeque os conceitos deturpados dessa sociedade machista e com
mania de superioridade, cria protagonistas cheias de personalidade e garra, e
de quebra descreve romances sensuais e extremamente envolventes.

A obra gira em torno de Lady Calpúrnia e de sua lista de nove regras a
ignorar. Como a típica filha mais velha de um conde, Callie foi criada para ser
exemplo de boa conduta feminina e para encontrar um bom marido. Porém, vinte e
oito anos como uma mulher educada e respeitável não a ajudaram a contrair
matrimônio e muito menos a ser feliz. Depois de longas temporadas sob o título
de a filha feia, inúmeros bailes sem
dançar, e pedidos de casamento interessados apenas em seu dote, Callie é
considerada uma solteirona. Cansada de ser passível e recatada, a jovem resolve
quebrar regras e fazer tudo o que sempre sonhou. Para isso ela lista nove itens
que almeja cumprir (como beijar apaixonadamente, tomar uísque e ser considerada
pelo menos uma única vez bonita) para corromper sua honra maculada e, quem
sabe, se sentir viva pela primeira vez. E nessa aventura em busca da
felicidade, Callie vai contar com a ajuda do maior libertino de Londres e o
único homem que ela sonha beijar: Gabriel, o marquês de Ralston. Depois de um
acordo improvisado, ele ajudará Callie a acabar com sua reputação de boa moça
enquanto ela ajudará Gabriel a inserir sua meia-irmã na sociedade. O único
problema é que durante esse acordo eles vão perder algo que não esperavam: seus
corações.
Logo de início eu amei a protagonista e sua luta interior. De tanto ouvir
que era feia e passível, Callie passou a acreditar que seu único futuro seria
ser uma solteirona. A jovem nunca foi capaz de se ver de outra forma ou muito
menos de sonhar com um futuro diferente. Tanto é que em inúmeras ocasiões vemos
a protagonista ser diminuída com a sua permissão, o que significa que Callie
aceita o papel de solteirona e de feia sem ao menos questionar. Porém, quando
lista as nove coisas que sonha fazer alguma coisa dentro dela muda e, pela
primeira vez em anos, a jovem decide lutar por uma vida diferente. E eu amei,
muito mesmo, tudo isso. Achei a história um exemplo de força, determinação,
beleza que foge dos padrões sociais, e crescimento pessoal. Através de Callie
aprendemos que, quando nos amamos verdadeiramente, não importa o que pensam ou
dizem de nós. E é lindo ver essa jovem mulher se aceitando como bela e,
principalmente, lutando pelo direito de ser quem ela quiser. Claro que irrita
quando ela se diminui e duvida de suas qualidades, mas talvez seja por isso que
é tão belo vê-la conquistar uma forte confiança em si mesma.
Outro ponto positivo da obra, além da jornada da protagonista, é a
construção do romance. Pela primeira vez em muito tempo me deparei com uma
mocinha considerada feia (para os
padrões de uma sociedade preconceituosa, é claro), e achei incrível como a
autora lidou com isso ao mesmo tempo em que deu vida a um enlace amoroso. Também
adorei o fato de a autora não romantizar as características físicas da
protagonista e defender que a beleza é mais do que aparência exterior ou de
meros padrões impostos pela sociedade. Tanto é que, outro ponto que amei na
história, é que a cada item que Callie cumpre da sua lista mais bela ela se
torna – aos seus olhos, aos olhos de Gabriel e aos olhos do leitor. Fora que, por
causa dessa lista nada convencional que coloca a protagonista em várias
enrascadas, a leitura é extremamente leve e divertida.
É simplesmente hilário vê-la correndo atrás de seus
sonhos malucos e que, para muitos, são apenas dignos de homens. Além de morrer
de rir, durante a leitura não conseguia parar de pensar “isso aí garota, mostra
para eles o quanto somos incríveis”.
No geral o livro é pura diversão, sensualidade, reflexão social e
amadurecimento pessoal. Confesso que achei o final um pouco corrido (e meio
previsível), contudo é impossível não se apaixonar por essa história, por esses
personagens, e por esse romance tão envolvente e digno de suspiros.
• Sobre a Série •

Nove regras a
Ignorar antes de se Apaixonar

é o primeiro volume da trilogia Os Números do amor. Cada livro é
protagonizado por um casal diferente, entretanto é importante lê-los na ordem
de publicação (pois os casais estão interligados).
Beijos,


Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

36 Comentários

  • Dja
    26 abril, 2017

    Oie Pah assim como vc adoro livros de época, e já li esse livro e adorei,aí passeando por aqui, pensei vou ver se Pah já leu e o que achou dele, como sempre sua resenha maravilhosa, super recomendo tbm. Ah e fala sério, não aguento, cada resenha e aumenta o numero de livros na minha lista. bjo

  • Rafaella Abreu
    31 maio, 2016

    Quando leio suas resenhas de um livro de época, me sinta animada a começar um! Adorei a resenha!

  • Helloyse Villar
    29 maio, 2016

    Oi Paola,
    Comecei a me aventurar nos Romances de Época esse mês e to amando! Participei do Encontro de Fãs dos Romances de Época que a Arqueiro fez aqui na minha cidade e esse Livro da Sarah foi um dos apresentados. Eu gostei de cara, e lendo sua resenha ficou mais interessante.
    Já vai pra lista de leituras!
    Um abração

  • Andreza Layla
    20 maio, 2016

    Que resenha incrível, se eu tivesse o livro aqui já iria iniciar a leitura agora. Quero conhecer a Callie e sua lista, as mudanças e a determinação da mesma.
    Bjs:-*

  • Thais Lima Reis
    17 maio, 2016

    Oi Pah,
    AI MEU DEUS, sou completamente apaixonada por livros históricos, já li os outros livros de Sarah publicados e amo a escrita dela. Infelizmente não li esse ainda, mas a historia parece ser envolvente, apesar de tratar de um assunto que eu particularmente acho importante como padrão de beleza já estabelecido pela sociedade, a autora aborda o assunto de forma divertida. Fiquei louca pelo casal Callie e Gabriel e espero ler o livro em breve.
    Beijos!

  • Aciclea vieira
    14 maio, 2016

    Pah,amo livros de época e concordo com você que é impossível não amar a escrita da Sarah e seus personagens irreverentes.Gosto muito de suas protagonistas que com certeza são cheias de personalidade e garra.Quero muito acompanhar a trajetória de Callie e Gabriel a perderem seus corações.Realmente temos que nos amar,independentemente do que os outros pensem de nós.Amei saber que gostou da construção do romance e que a leitura é leve e divertida,apesar do final ser um pouco corrido.Beijos!!!

  • Pamela Alves
    13 maio, 2016

    Hey, tudo bom?
    Amo romances de época. Já estou interessada nesse livro, primeiro por causa do enredo, que parece ser maravilhoso e divertido. E segundo, por causa da protagonista. Adoro protagonistas que fogem do padrão. Espero me encantar com a leitura.

  • janaina silva
    12 maio, 2016

    Acredita que nunca li nenhum livro da autora?
    Sempre leio comentários super elogiosos de seus livros,e com toda certeza vou ler.
    E quanto a essa história,e lendo a resenha VI que se trata de uma trama divertida,leve e romântica.
    Não tem como não ficar super curiosa.

  • Karolaine Thomé
    11 maio, 2016

    Amei a resenha rs Logo que vi o título do livro, já fiquei curiosa.. depois que li a sinopse e sua resenha, fiquei louca para lê-lo logo *—-* Como já disse antes, suas resenhas me viciaram em livros históricos haha Além de serem mais adultos, são divertidos, românticos, sensuais e abordam críticas (principalmente a sociedade da época >< Esse livro parece que vai satisfazer todas as minhas expectativas, ainda mais por você ter falado de uma personagem que mesmo sensível às críticas impostas a ela, torna-se uma mulher forte, digna de uma heroína 🙂 obrigada mais uma vez pela dica rs

  • Elizabethe Souza
    11 maio, 2016

    Sou APAIXONADA por romances de época, já li toda a série Os Bridgertons e atualmente estou lendo os Bedwyns e claro que esse já está na lista! Tenho ele em ebook, mas to adiando a leitura pra ver se consigo o físico.
    A resenha contribuiu ainda mais pra ansiedade de conhecer a história, amo personagens femininas com presença de espírito, força e determinação, que não se deixam ficar por baixo! Adoro esse gênero justamente por mostrar o poder da mulher em um constexto de sociedade tão machista.
    Nove regras a ignorar antes de se apaixonar, já é minha próxima leitura 🙂

    Beijão

  • Tamiris Leitão
    10 maio, 2016

    Só preciso dizer dona Paola, que você me fez ficar super ansiosa sobre a leitura desse livro. Adoro personagens que quebram as convenções impostas pela sociedade. E esta deve ser uma que vai ganhar meu coração. Agora irei correr com a leitura de Ligeiramente Seduzidos para poder pegar este. Ai Jesus.

    Adorei ! E Parabéns pelo especial !
    Pausa Para Um Livro

  • suzana cariri
    10 maio, 2016

    Oi!
    Quero muito ler os livros da Sarah MacLean, tem uma serie dela na minha lista de leitura e com certeza esse livro acabou de entrar, gostei muito da Callie que é uma personagem que cativa o leitor, também achei bem interessante os temas abordado pela autora e fiquei curiosa para poder acompanhar esse casal !!

  • Fabiola Cunha
    09 maio, 2016

    Já queria ler esse livro só por ele ter uma capa tão linda, agora que li sua resenha, quero mais ainda! Ainda não li nenhum dessa autora, mas tenho ótimas expectativas. Esse com certeza serálivro que irá me fazer conhecê-la. *-*

  • Lara Cardoso
    08 maio, 2016

    Eu fui buscar um outro livro na quarta-feira, e peguei um marcador de páginas que falava desse livro (9 regras…). Após pegar o meu livro, que não tinha nada a ver com romances rs, fui andar pela livraria .. Olhando os livros, me deparei com ele e após ler a parte de trás do livro não consegui deixar o livro na prateleira. Comprei e em menos de 24h eu li todo o livro! Fiquei simplesmente encantada com o livro e já estou aqui, louca, procurando pelos outros livros da série. Pelo visto ainda não foi lançada, mas já estou ansiosa por eles ..

  • Crika Regina
    08 maio, 2016

    Oi Pah!

    Deixa te contar uma coisa.. Eu tô lendo esse livro agora e ele é o primeiro romance de época que eu leio (sim, eu sei, totalmente atrasada na vida rsrs). Queria que vc soubesse que vc foi uma grande incentivadora pra que eu investisse nesse novo gênero, mesmo que indiretamente. Todo o seu carinho e amor quando mostrava cada livro aqui no blog sempre me deixou curiosa, além de sempre defender e incentivar a leitura dos romances históricos. Prometi pra mim mesma que esse ano eu ia resolver isso e conhecer esse novo gênero.

    Sábado passado teve o encontro dos fãs de romances de época da Arqueiro aqui no RJ e eu fui pq queria ver td isso de perto e conhecer mais. Acabei sendo sorteada e ganhei esse livro da resenha e pude ler de cara, já que ele é o primeiro da série. Estou encantada com todo esse mundo e tô amando a leitura. Torcendo muito aqui pra Callie realizar cada regrinha que ela criou e adorando qnd ela fala poucas e boas pro Marquês, hahaha.

    Muito obrigada por esse incentivo por aqui, Pah! O carinho que vc tem com esse gênero é simplesmente contagiante. Com certeza serei a mais nova fã! rsrs. O próximo livro eu já tenho, vai ser Entre o Amor e a Vingança, que lembro de muitos elogios aqui à série e a Sarah MacLean. Muitas outras séries eu já marquei pra ler no skoob e tô doida pra conhecer a sua queridinha Julia Quinn, hahaha

    Beijos 😉

  • Yasmine Castro
    07 maio, 2016

    A sinopse começa como muitas de muitos livros históricos, a mocinha que é educada e reprimida e é considerada feia, não consegue casar e é a solteirona. Pensei que era só isso a história e fiquei logo desanimada, mas aí aparece a tal lista na sinopse e eu "Olha só…" bem interessante! Apesar de muito improvável pra época né. Mas lógica a parte parece bem divertido acompanhar a trajetória dela tentando realizar esses desejos que pra uma mulher nesse século é impossível. E tem a figura do famigerado libertino, que por mais que já esteja saturado nos livros histórico, sempre rende uns romances clichês gostosinhos. Eu leria sim!

  • Rayane Colombo Gomes
    07 maio, 2016

    Quero desesperadamente ler esse livro. A callie parece ser mto engracada e achei bacana monstrar isso da beleza interior.. nossa pah vc me viciou em livros de romances historicoa e de epoca

  • Amanda Z. Dutra
    07 maio, 2016

    Oi Pah, tudo bem?
    Nossa achei incrível a premissa do livro. Essa maneira de mostrar o quão especiais as mulheres são, e como não são totalmente dependente de homens para correrem atrás de seus sonhos, daquilo que almejam!
    Confesso que nunca tinha ouvido falar dessa trilogia, mas com certeza não posso perder a chance de ler uma história tão boa quanto essa!!!
    Ótima resenha!
    Beijo

  • Micheli Pegoraro
    07 maio, 2016

    Estava à espera dessa resenha Pah, faz algumas semanas que tive meu primeiro contado com a Sarah Maclean, li Entre o Amor e a Vingança, e posso afirmar com extrema segurança que virei fã da autora! Amei, amei demais a forma como ela escreve, especialmente o modo de como ela criou a protagonista; vou ler os demais livros da série e depois quero ler Nove regras a ignorar antes de se apaixonar. Como adoro essas protagonistas que fogem totalmente das regras impostas pela sociedade já sei que vou gostar da Callie, estou curiosa pra conferir as aventuras dela, bem como acompanhar seu crescimento pessoal e a forma como ela aprende a aceitar a si mesma, do jeito que é. Esse Gabriel parece ser mais um daqueles libertinos irresistíveis.
    Beijos

  • Jesica Duarte
    05 maio, 2016

    Quero muito esse livro, to apaixonada a cada dia, só de imaginar a Callie criando as próprias regras e se jogando nelas deve ser muito engraçado.

  • Tamiris Leitão
    05 maio, 2016

    Oi Pah !!

    Claro que vim dar uma olhada no Especial de Romances históricos através dos seus olhos !
    Estava esperando ansiosamente meu livro chegar (solicitei para a Arqueiro, mas não chegou ainda), mas agora após a sua resenha acho que estou mais ansiosa ainda. Adoro livros desse jeito. Nunca li nenhuma obra da Sarah McLean, e vou começar por essas e depois vou para a série do Clube dos Canalhas.

    Adorei a sua resenha flor <3
    Beijos

  • Oi Pah
    Esse foi o primeiro livro da Sarah que eu li e simplesmente amei a história do começo ao fim, concordo que o final foi meio previsível, mas como você disse é impossível não amar a história.
    Me diverti muito com a Callie e como ela corre atrás para riscar os itens malucos da sua lista kkkk, adorei como ela vai notando o quanto é linda (mesmo fora dos padrões) a cada item riscado e como Gabriel vai se apaixonando por sua Imperatriz sem perceber *-*
    Simplesmente amei Callie e Gabriel e estou ansiosa pelos próximos livros da trilogia.
    Adorei a resenha parabéns!!
    Beijos

  • emilya costa
    05 maio, 2016

    Quando eu li o livro me apaixonei completamente pela personagem de como a autora faz ela se tornar forte diante aquela sociedade que so fazia julgar a pessoa por não ser do geito que eles queriam, de como ela lutar pra se encontrar nesse mundo doido, e ainda tem o libertino, amo quando eles reconhecem que estão se apaixonado, me apaixonei pela escrita da sarah ela se tornou uma das minha autora favorita..recomendo muito…

  • Maria Fernanda Medeiros
    04 maio, 2016

    Passei o Encontro de Fãs de Romance de Época da Arqueiro inteiro mentalizando para ser sorteada nesse livro, mas n rolou, kkkkkkkk
    Só que não sabia que era uma espécie de série, descobri lá. Agora não sei mais se vai pra lista de desejos.

  • Leticia Golz
    04 maio, 2016

    Oi, Pah
    Que livro lindo! Acredito que a autora inovou criando uma personagem "feia" para os padrões da época. O empoderamento deve estar muito presente nesse livro.
    Dá para imaginar o que vai acontecer entre ela e o marquês e antes de ler já estou torcendo por o final feliz de Callie.
    Sinto muito ainda não lido algo da autora, mas esse livro parece incrível e não vou deixar de ler.

  • Cailes Sales
    04 maio, 2016

    Oii Pah! Finalmente a resenha tão esperada!
    Amei a mensagem que passou acerca da história, parece ser um livro envolvente, divertido, romântico e reflexivo, e por isso deve ser incrível! Já adorei a personagem pela sua resenha, imagine quando eu fizer a leitura! Tenho que ler algo da Sarah o mais rápido possível!
    Bj!

  • Cassiana Ollmann
    04 maio, 2016

    aaaai vi varias resenha na internet falando super bem desse livro. Lendo sua resenha fiquei com mais vontade de ler!!
    Entrando pra lista de aquisições, já!!!

    bjjj

  • Pollyanna Ferreira
    04 maio, 2016

    Comprei "Entre o Amor e a Vingança" para conhecer a autora, mas agora fiquei mais entusiasmada ainda com a sinopse desse livro. E a capa brasileira está deslumbrante! Mais um adicionado a lista de compras!
    Conheci seu canal do YouTube no final do mês passado, quando procurava resenhas sobre um livro e devo dizer que tanto seu canal quanto blog são maravilhosos! Parabéns pelo trabalho!

  • Bruna Lago
    04 maio, 2016

    Adoro essas personagens que tem uma personalidade marcante e que se diferem das outras nessa sociedade de época. Imagino que essa historia seja cheia de aventura, uma moça que resolve fazer o que geralmente os homens fazem não é pra qualquer uma. Já tenho ele baixado, porque não posso tê-lo fisicamente ainda, mas não vejo a hora de começar a ler.
    Boa noite!

  • Fabiana Kuritza
    03 maio, 2016

    Oi Paola!! Não sou muito fã de romances, mas estou começando a gostar hahaha, e esse é um que me chamou atenção, até pelo fato talvez de como você menciona que a personagem não é considerada "bonita" como acontece na maioria dos romances… Já tinha ouvido falar nesse livro, mas ainda nao tinha me chamado a atenção, depois de ler sua resenha realmente mudei um pouco meu ponto de vista quanto a ele kkkk.
    Beijos

  • Beatriz dos Santos
    03 maio, 2016

    Pah desde que conheci seu blog tenho uma paixão por romances históricos, pq será hein?
    Gostei da autora abordar padrões de beleza e ser uma historia divertida, pela resenha já interessei em ler o livro.

  • Theresa Cavalcanti
    03 maio, 2016

    Comecei a ler romances históricos por sua causa Pah, e tô amando agora! haha Já quero ler esse.

  • Vania Correa
    03 maio, 2016

    A história é bem interessante e gostei muito da lista que a personagem Calpúrnia ditou para ela mesma, rsrsr e Gabriel é muito fofo e gentil acompanhando-o e acaba se envolvendo, é uma história muito romãntica, a capa está maravilhosa, beijos…

  • Miriã Mikaely
    03 maio, 2016

    Oi, como vai? Eu terminei esse livro ontem de ontem e como nunca havia lido nada da Sarah, acabei me apaixonando de fato pela autora. Callie me encantou de uma maneira muito peculiar porque ela tem diversas inseguranças que são refletidas em várias mulheres. Eu gostei muito da narrativa e concordo que a obra enaltece o caráter feminino.
    Beijos!

  • Tielle Soares
    03 maio, 2016

    Oi Paola!
    Preciso admitir que não sou uma fã de romances históricos, não por não gostar do gênero mas por não ter muito contato mesmo. Portanto, nunca li nada dessa autora mas fiquei muito curiosa quanto à esse livro. Algo realmente diferente uma mocinha ser considerada feia pela sociedade em si. Agora desejo poder conhecer e presencia a volta por cima que a personagem da.

    beijos
    Livromaníaca / Tielle So

  • Atitude Literária
    03 maio, 2016

    Estou louca para ler este livro. Gosto quando as personagens são fora dos padrões, rola uma identificação… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Crio esperanças.

    Resenha lindaaaaaaa. Foi para minha lista de leitura. Beijooooos.