junho 29, 2016

[Resenha] Pretty Girl 13 – Liz Coley

Três anos se passam, e Angie Chapman reaparece sem qualquer lembrança desse período. Como se o tempo tivesse parado. Ela ainda acredita ter treze anos e insiste que dali a três semanas vai para o oitavo ano. Angie não se reconhece na imagem da garota alta e magra que aparece refletida no espelho toda vez que se olha. E nem faz ideia do que são aquelas marcas e cicatrizes no seu corpo. Pretty Girl – 13 um mistério psicológico fascinante e perturbador em que a garota Angie tem de juntar os flashes de sua memória para descobrir a sua verdadeira identidade, ou seriam identidades?

Thriller
Psicológico
| 224
Páginas |
Editora Bendirá | Skoob | Compare: SaraivaAmazon| Classificação: 4,55/5 | Resenha da Day Farias
Faz
mais de um ano que estou curiosa a respeito desse livro. Aliás foi paixão a
primeira vista! Acho que, qualquer um que tenha a mínima queda por mistérios, teria
sentido o mesmo ao ler a sinopse da obra. Uma história que promete – e cumpre!
– ser tão envolvente e misteriosa chama a atenção naturalmente, e foi
exatamente o que aconteceu comigo. Então, quando enfim tive oportunidade de lê-lo
não pensei duas vezes e mergulhei nessa leitura sombria e enigmática.

O
acampamento é sua última lembrança. Sua memória seguinte é de estar voltando
para a casa com uma sacola cheia de roupas que não reconhece como suas e com um
corpo – que não é mais o de uma garota de treze anos – cheio de cicatrizes e
sinais de intensa violência. O ponto é que três anos de sua vida foram completamente
apagados de sua mente. Agora, perdida em um corpo e em uma vida de uma garota
de dezesseis anos, Angie volta pra casa sem fazer a menor ideia de onde esteve
nesses últimos anos e também sem nenhuma explicação para as marcas de tortura
que estão por todo o seu corpo. Não podendo ver um futuro para si mesma
enquanto não desvendar o passado e descobrir o que de fato aconteceu, Angie mergulha
nesse mistério para tentar desenrolar a trama na qual sua vida se transformou. –
Como desvendar um mistério quando todas as pistas se encontram dentro de sua
mente, em um lugar aparentemente bem longe de seu alcance?
Todas
as marcas no corpo de Angie são provas suficientes de que algo certamente
traumático aconteceu com ela, porém o mais interessante é o modo como a mente da
personagem resolveu apagar os últimos três anos para protegê-las das lembranças.
Como se toda a dor, medo, agonia e desespero houvessem sido trancados e
cercados por guardiãs dispostas a tudo para que tamanha dor seja mantida a
distancia de Angie. E é ai que, em minha opinião, entra o ponto alto da obra: o
transtorno de múltipla personalidade. Nunca tinha lido um livro que tratasse
desse transtorno, embora tivesse certa curiosidade a respeito dele e, através
do domínio e pesquisa que autora demonstrou sobre o tema (além de uma escrita
rápida e muito envolvente), várias das minhas dúvidas foram sanadas e eu pude
compreender um pouco mais sobre esse sistema de defesa do cérebro humano. Bandeirante,
Tagarela, Esposinha…são algumas outras personalidades que habitam em Angie e
que viveram os traumas marcados em seu corpo, protegendo-a de todas as
aterrorizantes memórias que ela experimentou. Mas como desvendar os segredos
que cada uma delas guarda quando se tem medo do que será revelado? De que tipo
de atrocidades sua mente está tentando salvá-la?
Pretty
Girl 13
cumpriu absolutamente todas as minhas expectativas
– e olha que elas eram realmente altas! Com uma narrativa envolvente e
cativante, o mistério é desenrolado de forma cada vez mais surpreendente e
realista e, a cada página eu me via mais e mais dentro da pele de Angie.
Angústia, medo, surpresa, alívio… a obra me proporcionou vivenciar todas as
emoções que passaram por Angie como se fossem minhas, de uma maneira vívida e
de tirar o fôlego como poucos livros até hoje conseguiram fazer.
Amei a
narrativa, a personagem principal, os traumas trabalhados pela autora e,
principalmente, todas as emoções que a leitura gerou. Esse mistério é
simplesmente arrebatador! Acho que não preciso nem dizer o quanto indico esse
livro e o quanto fiquei completamente apaixonada por ele. Leiam, não vão se
arrepender.

Beijos,


Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

9 Comentários

  • suzana cariri
    02 julho, 2016

    Oi!
    Já tinha visto esse livro antes mais ainda não tinha parado para ler sobre a historia e ele realmente me surpreendeu, não esperava uma historia tão misteriosa e envolvente fiquei a resenha inteira curiosa para saber o que aconteceu e achei bem interessante a autora falar sobre o transtorno de múltipla personalidade, quero muito ler esse livro !!

  • Rafaella Abreu
    01 julho, 2016

    Também fiquei curiosa para ler esse livro por causa da sinopse, amei!

  • Lara Menezes
    01 julho, 2016

    Não sou uma das maiores fãs de triller psicologicos, mas essa capa me chamou a atenção…
    Algum dia darei chance ao gênero e acho que vou dar uma chance ao gênero com esse livro. Conseguiu fisgar a minha atenção!

    Ótima resenha e essa foto ficou linda.
    Beijos

  • Naiara Fidelis Da Silva
    30 junho, 2016

    Nossa amei a resenha e a capa deste livro é linda e o enredo parece ser incrivel, adoro livros neste estilo com triller psicologicos, e com certeza esse vai para a minha listinha de livros que preciso comprar..rsrs

  • Lara Cardoso
    30 junho, 2016

    Parece ser um bom livro, mas quando eu vi que era um suspense psicológico fiquei com um pé atrás, porque não tenho gostado muito dos que tenho lido. Mas pretendo dar uma chance.

    Beijos

  • Vania Correa
    30 junho, 2016

    Achei bem bacana ter esse tema abordado: transtorno de múltipla personalidade, ainda não li muita coisa a respeito, mas fiquei interessada em ver a reação da personagem três anos depois, a capa está linda, beijos…

  • Micheli Pegoraro
    30 junho, 2016

    Olá Day,
    Com certeza a sinopse cumpre seu papel, pois tenha uma imensa queda por mistérios, então é claro que fui fisgada para ler esse livro. Já li alguns anos atrás um livro do Sidney Sheldon onde a protagonista tem transtorno de múltipla personalidade, foi uma leitura muito envolvente e surpreendendo do começo ao fim! Então já sei que vou gostar desse livro, estou curiosa para acompanha o desenrolar desse mistério da vida da protagonista, vai ser uma leitura com uma gama variada de emoções.
    Beijos

  • Theresa Cavalcanti
    29 junho, 2016

    Não sou de ler muito livros nesse estilo, mas fiquei com muita vontade de ler esse. <3

  • Priscila Tavares
    29 junho, 2016

    Oi Day, fiquei curiosa para saber o que aconteceu com ela nesses três anos que foram apagados da memória dela. Acho que, assim como você, nunca li um livro que desenvolvesse o tema de transtorno de múltipla personalidade.Gostei muito.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor