[Resenha] A Caminho do Altar – Julia Quinn

Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece. O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la. Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele? A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.
Romance de Época| 320 Páginas|  Cortesia Editora Arqueiro| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 4/5
Ainda lembro da sensação de ler o primeiro livro da família Bridgerton: as lágrimas, as gargalhadas, o sorriso bobo no rosto, e a vontade de entrar no livro e fazer parte dessa linda história de amor. Nunca vou superar o final dessa série; sem dúvida essa família deveria ser composta por muito mais que apenas oito membros cativantes e apaixonantes. Contudo, mesmo amando a saga dos Bridgertons tenho que confessar que acho os primeiros livros infinitamente melhores que os últimos. Em determinado ponto as histórias deixaram de ser grandiosas – e não me entendam mal, elas são maravilhosas, porém o nível de magnitude não se manteve constante nos oito volumes. E A Caminho do Altar é a prova disso: um livro lindo, divertido e emocionante, mas que raspa na trave na hora de marcar e conquistar o coração dos leitores. Mas claro que, como já era de se esperar, me diverti demais com a leitura e apesar de não achá-la excepcional, foi fácil amar o romance e as ligações familiares trabalhadas na obra.

A trama gira em torno de Gregory, o mais novo entre os Bridgertons, e da jovem Lucy. Depois de ver todos os irmãos casarem por amor, Gregory criou altíssimas expectativas a respeito do amor e da sua futura esposa. Ele sabia, por causa da descrição dos irmãos, que encontrar o amor seria uma experiência única, especial e paralisadora. Por isso, quando se depara com a nuca – linda e brilhante – da bela Hermione Watson, ele tem a certeza de que encontrou a mulher da sua vida. O problema é que a jovem acredita estar apaixonada pelo contador do seu pai, portanto vive indisponível para todos (e olha que são muitos) pretendentes que se apaixonam por ela e por sua estonteante beleza. Decidido a provar para Hermione que eles foram feitos um para o outro, Gregory contará com a ajuda de Lucy, melhor amiga da sua amada. Ao lado de Lucy ele fará de tudo para conquistar o coração e a atenção da senhorita Watson, mas essa parceria só vai confundir Gregory que, mesmo acreditando estar apaixonado, descobrirá na língua afiada de sua mais nova amiga uma companhia instigante e divertida. Em contra partida, Lucy – que nunca foi cortejada e já está prometida em casamento – ao aceitar ajudar Gregory encontrará nele tudo o que ela nunca poderá ter: conforto, amizade e amor. A jovem sabe que ser casará bem mas que o amor não fará parte desse compromisso, porém Gregory faz com que ela deseje um futuro diferente e recheado de amor e felicidade. Ambos estão confusos e enganados, mas no momento certo descobrirão o que é o amor verdadeiro e o quanto ele muda nossas vidas.
O mais legal desse livro é que ele começa do final: com Gregory interrompendo um casamento e se declarando para a noiva no altar (prestes a dizer sim a outro homem). Além disso, logo no começo fica claro que Gregory, que tem certeza que está apaixonado, ainda não descobriu o que verdadeiramente é o amor. Sendo assim, durante a narrativa o leitor é assolado pela curiosidade de saber se ele conseguirá seu tão sonhado final feliz. Fiquei a leitura toda com o coração na mão almejando e temendo o momento em que Gregory colocaria tudo em risco e declararia seu amor em plena celebração de casamento alheia. Outra coisa instigante nessa leitura é a personalidade do protagonista. O fato de Gregory ser o filho mais novo pesa na leitura, pois percebemos o quando o jovem almeja a aprovação dos irmãos. Tanto é que isso reflete na forma como ele vê o amor: primeiro se apaixonando perdidamente ao ver a nuca de sua amada (pensando que é aquilo, aquele momento que você olha uma pessoa e a deseja do seu lado para sempre, é o amor do qual seus irmãos tanto falam), e depois descobrindo um sentimento forte e misterioso que nasce do dia a dia, das conversas, dos sorrisos, das valsas e dos segredos compartilhadas. Gregory queria tanto o que os irmãos tinham que quase deixou o verdadeiro amor escapar, e achei isso lindo e tocante. Amo quando os livros de romance descrevem o amor com veracidade e aproveitam para abordar as descrições excessivamente romantizadas que esse sentimento tente a criar.
Também gostei da maneira como a protagonista feminina cresce durante a leitura. Lucy está acostumada a agradar todos ao seu redor, por isso raramente luta por seus sonhos, sempre colocando amigos e familiares como prioridade. Entretanto, quando Gregory aparece em sua vida seus anseios mudam, e mesmo que ela não consiga escutar seu coração plenamente, o fato é que ela é instigada a mudar e crescer. Achei que Lucy fez várias escolhas erradas e me decepcionei muito com a maneira dela fazer, mesmo sem querer, Gregory sofrer. Confesso que, como uma irmã mais velha coruja, quis estapear Lucy e sua cabeça dura. Além disso, foi exatamente por esse motivo que não consegui me envolver completamente com a trama: achei o final corrido e fiquei com a sensação de que Lucy não merecia, pelo menos não tão rápido, o perdão de Gregory. Entretanto, não nego que mesmo permeado de altos e baixos o romance é do tipo que nos deixa suspirando e com um sorriso bobo no rosto.
O final deixou um gostinho de quero mais e a sensação de que nunca vamos encontrar uma família literária mais amorosa, intrometida e divertida quanto essa. Queria sim que A Caminho do Altar fosse um pouco melhor, mas ao mesmo tempo não sou capaz de não amar os livros da Julia Quinn. Não conhece essa série? Então dê uma chance e se deixa apaixonar.
• Sobre a Série •
A Caminho do Altar é o oitavo e último volume da série Os Bridgertons (temos um nono livro, mas ele é um bônus com epílogos de cada casal da saga).

Os livros narram às aventuras da grande e barulhenta família Bridgerton. Sendo ela composta por oito irmãos - Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth – a série conta com uma obra para cada um deles, apresentando-nos a família como um todo, porém priorizando suas histórias particulares. Desta forma, mesmo que cada livro apresente início, meio e fim, é importante lê-los em sequência para evitar spoilers, já que é comum os irmãos participarem (leia-se intrometerem) nas histórias uns dos outros.

Beijos,



Participe Aqui

27 comentários:

  1. Já li outras resenhas sobre A caminho do altar, a sua está perfeita, sou apaixonada pela Julia Quinn, bom ver o amadurecimento de Lucy e o amor crescendo entre o casal, está na minha lista de leituras, beijos...

    ResponderExcluir
  2. Esse não é o último Pah. Tem mais um com segundos epílogos de todos os irmãos e a mãe tbm. Parece que vai ser lançado ainda este ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Janice! Coloquei isso ali na aba de "sobre a série". Mas é que de história mesmo esse é o último, daí me dá um aperto no ♥ hahahaha

      Excluir
    2. Verdade, Janice! Coloquei isso ali na aba de "sobre a série". Mas é que de história mesmo esse é o último, daí me dá um aperto no ♥ hahahaha

      Excluir
  3. Acho que sou a única pessoa no universo que não leu Julia Quinn, preciso correr atrás do prejuízo. Todas as resenhas dela são incríveis

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah.
    Eu li os dois primeiros livros dessa série e não gostei dos personagens nem da escrita da autora, o que foi bem decepcionante pois eu amo romances de época. Acabei não dando continuidade para a série.
    Gregory e Lucy parecem ser um bom casal. Espero que ele tenha conseguido encontrar o amor no final.

    ResponderExcluir
  5. Poxa eu nunca li a série, aliás nunca li nenhum da série. fuém fuém fuém, e achei que deve ser muito bom, pois sou dessas que ama livros de romances de época, queria ter vivido lá (mesmo sabendo da pouca representatividade da voz feminina), mas acho tudo tão lindo tão ambiente fofo, que fico mesmo saudosa de uma época que não vivi! Ah preciso dizer que suas resenhas sobre os Bridgertons sempre me encantam, e me sinto familiarizada com todos! As capas que você apresentou aqui são escandalosamente lindas e simples!

    ResponderExcluir
  6. Estou no sétimo livro dos Bridgertons. E eu confesso sou apaixonada por essa família.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não comecei a ler esse livro, mas meu coração já está apertado só de lembrar que é o último da série!! Super ansiosa pra ler ele e me divertir com essa família pela última vez (lagrimas). Beijos, Pah!!

    ResponderExcluir
  8. Estou lendo a série, de olho nas entregas do correio que está chegando com os livros 5 e 6 . Eu amei o Duque e eu e fiquei extasiada com O visconde que me amava. Após ler algumas resenhas, e participar de alguns grupos no facebook vi uma grande comoção em torno de Collin Bridgerton. Naturalmente, dupliquei minha expectativa. Achei o livro ótimo e fiz uma leitura fácil mas ainda tenho os dois primeiros como meus preferidos. Mas como você disse, a série toda é linda e por isso mal posso esperar pra terminar de ler essa série. Mesmo que isso me deixe louca de saudade

    ResponderExcluir
  9. Oi Pah,
    Já estou com o coração apertado antes mesmo de ler esse livro, foi através dessa série que me apaixonei por romance de época ♥ mas ao mesmo tempo, estou ansiosa para ver o caçula da família encontrar o amor. Já pensou mesmo se essa família barulhenta e um tanto intrometida fosse maior? Kkkk Com certeza esses irmão tão cativantes e apaixonantes vão deixar muitas saudades.
    Também acho que os primeiros livros são melhores, mas nem por isso vou deixar de amor o romance desse livro, afinal é o último da série. Vou ler assim que for possível.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Pah, acabei de ler esse livro e chegamos às mesmas conclusoes. Gosto bastante da serie e estou devastada por ter acabado, ainda assim n consegui n achar os ultimos livros um pouco falhos. Gostei de Gregory e sofri (muito)c ele, n gostei apenas de seu perdao instantaneo a lucy, q o fez sofrer o possivel e o impossivel. No geral, gostei da historia, ri e chorei na mesma proporcao, mas ainda acredito q poderia ser melhor.

    ResponderExcluir
  11. Adoro os livros da Julia Quinn e também tô com o coração quebrado pelo fim da série! Amei a resenha! <3

    ResponderExcluir
  12. Só falta esse para minha coleção ficar lindona completa! Não acredito que enfim vai acabar. Mas ainda bem que vão ter outras surpresas da autor em breve :D
    Paola, você foi essencial para o meu envolvimento com essa família que aprendi a amar. Ainda tive esse retorno maravilhoso de ganhar o livro Um Beijo Inesquecível do sorteio aqui do blog. Obrigada por tudo!! :*

    ResponderExcluir
  13. Quero muito ler esse série de livros, amo muito a historias de romance que trazem um pouco desse mundo de realeza conde, princesas, príncipes, adoro muito, quero o mais rápido possível ler sobre essa família magnífica de que todo mundo fala.

    ResponderExcluir
  14. Eu novamente haha, gosto muito do blog e das resenhas. Confesso que também estou sentindo uma dorzinha por saber que acabou, na minha opinião Julia se superou e fechou com chave de outro, os Bridgerton vão fazer falta!

    ResponderExcluir
  15. Gosto muito dessa saga, apesar se ainda está no 3 livro. kkkkk Quero muitooo ler todos logo.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Pah
    Como ainda estou no terceiro livro, não posso dizer sobre os primeiros livros serem os melhores, mas você não é a primeira a citar isso. Acredito que mesmo assim, e como você mesma mencionou, não tem como não amar essa família, né?
    Quero ainda conhecer mais dessa família e terminar a série com a mesma sensação.
    Bela resenha, como sempre!

    ResponderExcluir
  17. Oi Paola, tenho curiosidade sobre essa série, muita gente fala muito bem dela e da escrita da autora. Preciso começar a ler logo.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  18. Sou completamente apaixonada por essa série! Estou terminando o 7º e o Gareth ganhou meu coração! <3 Mas ainda sim, o meu preferido é o Antony <3 hahahaha

    ResponderExcluir
  19. Awnn Amo os livros da Julia Quinn, sou apaixonada pelo Bridgertons, cada um dos oito me conquistou, principalmente Antony❤

    ResponderExcluir
  20. Já li o segundo volume da série, "O visconde que me amava", e me apaixonei perdidamente por ele!! No exato momento, estou lendo o primeiro volume, "O duque e eu", e mesmo estando no começo da história, já estou perdida na história <3 Ambas divertidas, repletas de amor, não só entre um homem e uma mulher, mas o amor fraternal, o amor presente em uma amizade. Definitivamente estou enlouquecendo de paixão por essa série, e tenho certeza que amarei os outros volumes (não vejo a hora de lê-los hahaha). Romances de épocas estão conseguindo me arrebatar, e ouso dizer que no momento é o meu gênero favorito :)
    Ótima resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oiii Pah, morro de vontade de ler essa série, principalmente com suas resenhas.
    Parece ser muito linda e as historias parecem ser bem engraçadas.
    Bjs e até.

    ResponderExcluir
  22. Olaaa Pah ^-^
    Tenho muita vontade de ler todos, apesar de não ter dito a oportunidade ainda !! Espero mt ler em breve, através de ti passei a ver o gênero com um novo olhar, e to gostando bastante. Linda resenha !! Que pena que acabou, para quem já leu percebi que vai fazer falta. rs

    ResponderExcluir
  23. Quero ler todooooooos, me animo muito quando leio suas resenhas!

    ResponderExcluir
  24. Paola amei a resenha, mais me diga esse nono livro será lançado no Brasil? Qual é o título?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Sob o nome de "E viveram felizes para sempre".

      Excluir