[Resenha] Nimona – Noelle Stevenson

Nimona é uma metamorfa sem limites nem papas na língua, cujo maior sonho é ser comparsa de Lorde Ballister Coração-Negro, o maior vilão que já existiu. Mas ela não sabia que seu herói possuía escrúpulos. Menos ainda uma deliberada missão. Até conhecer Nimona, Ballister fazia planos que jamais davam certo. Felizmente, a garota tem muitas sugestões para reverter esse quadro. Infelizmente, a maioria envolve explosões, sangue e mortes. Agora, Coração-Negro não só tem que enfrentar seu arqui-inimigo e ex-amigo, o célebre e heroico Sir Ambrosius Ouropelvis, mas também impedir que a fiel comparsa destrua todo o reino ao tentar ajudá-lo. Uma história subversiva e irreverente que mistura magia, ciência, ação e muito humor sobre camadas e mais camadas de reflexão – entre uma batalha e outra, é claro.
Fantasia | 272 Páginas | Cortesia Editora Intrínseca | Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação: 5/5
Minha relação com Nimona foi completamente platônica: desde a primeira vez que vi o livro, muito antes dele ser publicado no Brasil, apaixonei-me pela proposta da autora e por seu traço belo e cativante. A obra conta com aventura, suspense, emoção, bom-humor (do tipo ácido e com pitadas de ironia) e dois protagonistas que fogem dos estereótipos trabalhados na maioria dos livros de fantasia medieval. Aqui, ao invés da típica batalha de bem versus mal, encontramos dois vilões assumindo a árdua tarefa de salvar o mundo. Eles são malvados, matam, mentem e não se importam com ninguém, mas ainda assim terão que lutar por um reino justo e digno de respeito. O que significa que, além de fantasia e aventura, encontramos na leitura importantes reflexões sobre preconceito social e pré-julgamentos. E é óbvio que isso só me fez amar ainda mais esse livro que, de forma divertida e despretensiosa, nos mostra que as boas ações surgem dos corações mais humildes e sábios – e não dos mais belos como nossa sociedade teima em pregar.

Nimona é uma metamorfa completamente apaixonada pelo trabalho do vilão Ballister Coração-Negro. Lorde Ballister é conhecido como um homem inteligente e manipulador, por isso tudo o que Nimona quer é a oportunidade de trabalhar ao lado dele – e é exatamente por esse motivo que ela vai importuná-lo até que o coitado a aceite como comparsa. Só que o problema é que esse emprego dos sonhos vai ser bem diferente do que Nimona imaginou. Apesar do codinome coração-nego, Ballister é um homem justo que não gosta de causar caos e mortes desnecessárias. No fundo, tudo o que ele realmente quer é se vingar das pessoas que o rejeitaram e mutilaram (ele perdeu a mão injustamente na época em que trabalhava para o reino) e, de quebra, provar que os poderosos que governam o reino é que são os verdadeiros vilões. Claro que Nimona não ficou nenhum pouco feliz com essas descobertas. Ansiando por destruição e sangue, a jovem metamorfa encontrará em Ballister uma vida pacata e justa. E graças a esse exemplo, descobrirá o que realmente significa ser o mocinho, e não o vilão, de sua própria história.


Sem dúvida o que mais gostei na leitura é a reflexão que ela traz. Claro que é clichê dizer que quem vê cara não vê coração, mas por mais óbvio que essa frase seja o fato é que ainda nos deixamos levar por julgamentos embasados apenas na aparência ou na popularidade de alguém. E, por mais que a história de Nimona contenha muita aventura e fantasia, sua essência está na abordagem dos verdadeiros conceitos de bem e mal. Amei o fato da autora ter criado vilões e mocinhos ás avessas, principalmente porque é através desses termos que ela incita o leitor a refletir sobre seus pré-julgamentos. Além disso, também amei como seus protagonistas fogem dos padrões. Nimona e Ballister são reais e imperfeitos e, assim como nós, também mentem, erram e fazem escolhas ruins. Contudo, isso não significa que eles não possuam um coração bondoso e fraterno. Tanto é que, confesso, me apaixonei perdidamente por Ballister. Ele é amoroso, forte e cuida de Nimona como se ele fosse uma filha. Fiquei encantada pelo carinho que ele demostra e por quanto tenta salvá-la. Já Nimona é uma vilã perfeita que foi magoada pelo passado, mas que ao lado de Ballister começa a descobrir novos caminhos. Resumindo: é simplesmente impossível não amar essa dupla.
Nimona carrega uma pitada de tudo o que mais importa nesse estilo literário: narrativa rápida e cativante, personagens envolventes e divertidos, uma pitadinha de emoção e reflexão, e um final digno mas que deixa pontas soltas para uma possível – e esperada! – continuação.  Amei os desenhos, amei Nimona e Ballister, amei o fato da amizade ser o centro da história, e amei ainda mais as reflexões geradas pela leitura. Vale a pena dar uma chance, ainda mais se você gosta de livros rápidos e divertidos.



Beijos,



Participe Aqui

21 comentários:

  1. Adorei a resenha. Coloquei na minha lista para 2017.

    ResponderExcluir
  2. Realmente eu venho me surpreendendo com as resenhas desse livro. Porque ao mesmo tempo que é divertido, cheio de aventuras, é também uma coisa diferente, protagonistas que fogem do nosso conceito padrão mas que nos tornamos fãs após a leitura.
    Que bom que recebeu a nota máxima!!

    ResponderExcluir
  3. Que delicinha essa sinopse. Já fiquei com uma super vontade de ler só por ela, sério haha!
    Gostei bastante da capa da obra também.
    A história parece ser incrível, com essa pitada de humor, fantasia e até romance. Curti bastante.
    Espero ler o livro em breve. Adoooro essas ilustrações :)
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Pah!
    já tinha visto outras resenhas do HQ em outros blogs e já tinha gostado muito da proposta de ver 2 vilões responsáveis por salvar o mundo.
    E ao ler sua resenha e descobrir que o livro traz tudo de bom um pouquinho do que mais gosto nos livros, fiquei ainda mais interessada pela leitura.
    Sem contar com os lindos traços.
    “A dúvida é o princípio da sabedoria.” (Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Oi Paola! Adorei a resenha!
    Faz muito tempo que não leio uma história em quadrinhos e "Nimona" me deixou muito curiosa para voltar a ler mais livros desse gênero. Gostei muito da premissa e os traços da autora são realmente muito bonitos e bem feitos. Parece ser uma leitura muito envolvente e divertida. Vou adicioná-lo nas minhas metas de leitura! :D
    Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Paola!!
    Adorei esse Hq!! Fiquei bem interessada em conhecer!! Gostei que a autora traz mocinhos e vilões e que nem tudo e preto no branco!! Quero muito conhecer esse vilão com cara de mocinho!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Pah, boa tarde! Não estou comentando em todas as resenhas que você está postando< porque estou sem tempo de ler todas elas, mas sempre que dá eu leio alguma. Adorei o livro nimona, primeiro porque é um HQ e eu gosto muito de livros que tem figuras e é bem colorido. Você não só ler como,também, fica vendo toda a história nas figuras. Demais!
    Segundo, porque gosto do fato da Nimona ver uma pessoa e buscar ensinamentos com ela, pois como vc disse, ela tem aquele espirito vingativo,mas ela vai perceber uma maneira mais justa de viver ao lado de Ballister. vai descobrir que nem sempre a vingança, da forma como ela pensa, é a melhor maneira de derrotar o inimigo.
    Adorei, aposto que a leitura é super divertida e quero muito um livro desse para mim.
    Super beijos.

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito de ler livros assim, mas fiquei interessada para ler esse.

    ResponderExcluir
  9. Pah, o que eu me encantei logo de cara foi a parte gráfica, os quadrinhos, a capa, está tudo tão bonito e se encaixam tão bem.
    Primeira vez que vejo esse livro e já o quero. O fato de ter dois vilões que fazem tudo de ruim para a sociedade mas ao mesmo tempo tem que salvar o mundo, isso já foge um pouquinho da zona de conforto de qualquer livro, e isso foi o que mais me interessou. E toda essa ironia deve causar muitos momentos hilários.
    Com certeza darei uma chance para essa obra.

    ResponderExcluir
  10. Ei, Pah!
    O HQ contém uma capa e quadrinhos com um design gráfico encantador, além deles se ajustarem de uma forma que irá atrair o leitor.
    Com dois vilões como personagens principais quebrou as barreiras em que só existe bem vs mal, e não pode haver inimigos capazes de salvar o mundo.
    A sua crítica pelo livro me fez querer ainda mais lê-lo, conhecer um pouco mais sobre o aprendizado que ele acarreta, conhecer um pouco mais a Nimona e a história. Além de saber sobre qual desfecho dessa obra. E como há vilões nos "papéis de mocinhos", com certeza haverá vários momentos engraçados.
    Espero ler esse HQ, mas por enquanto o preço está bem salgado kk.

    ResponderExcluir
  11. Oiii Pah, não costumo ler muito HQ, mas essa além de ter fantasia e aventura, ainda tem reflexões sobre preconceito social e pré-julgamentos, então fiquei curiosa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Rápido e divertido me atraiu rsrs Gostei dos desenhos e ser em hp mas não me animei tanto com a resenha... Apesar de parecer bom, não leria

    ResponderExcluir
  13. adorei sua resenha! Eu simplesmente amo histórias em quadrinhos, e a edição ficou tudo muito bonito, sem contar que o conteúdo me chammou muita a atenção, alem de eu amar fantasia amo esses livros de viloes e livros que nos leva a reflexão, esse parece ser um livro muito bom, eu nunca tinha ouvido falar dele, mas já quero na minha estante, esses vilões que tem que salvar o mundo achei super fantastico e tenho certeza que adorarei essa pitada de ironia haha !

    ResponderExcluir
  14. Oi Pah!
    Confesso que ainda não li Nimona mas desde o seu lançamento ela está nas leituras obrigatórias. Adoro história em quadrinho então não posso deixar passar.
    Amei a resenha. Ficou com aquele gostinho de tenho que ler pra ontem...kkkkk O plot é sensacional. Tomara mesmo que tenha uma continuação.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Eu pra falar a verdade não sou muito fã de histórias em quadrinhos, mas talvez porque eu ainda não dei uma oportunidade.
    Achei bem interessante a história e isso de ser diferente dos outros HQs, com vilões e mocinhos às avessas e tal.
    Deu uma vontade de ler !

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Ainda não conhecia essa HQ, mas ela conseguiu me conquistar, gostei muito de temos uma historia que fala sobre os vilões e ainda mais o modo que a autora nos apresenta, no qual nem tudo é uma coisa só, com certeza esse livro acaba nos fazendo refletir bastante e ele está na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir
  17. Oi Pah,
    já tinha visto a premissa do livro no Skoob e me deixou completamente com vontade de ler. Mas não sabia que era HQ. Pelas fotos os traços são muito bonitos. Mas o que mais deixou mais interessada em ler foram os personagens e por eles serem tão singulares. Vou colocá-no na minnha wishlist.

    Beijos,
    https://snowhitejt.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Nunca imaginei que uma HQ ia me chamar tanta atenção!
    Estou muito curiosa para saber se vou me encantar com a história assim como muitos leitores vem se encantando. Espero que sim, pois nunca fui muito de ler histórias em quadrinhos.
    Ainda mais com essa reflexão que a história traz.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito de conhecer um pouco sobre a história do livro.
    Eu gosto bastante de ler histórias que envolvam fantasia medieval e a luta conta o bem e o mal. Mas deu pra perceber que o livro não é apenas isso.
    As ilustrações estão lindas. Parece um bom livro!

    ResponderExcluir
  20. Não sei por que, mas nunca imaginei que você gostasse desse tipo de livro hahah
    Eu não gosto de HQ, pra mim HQ é só Turma da Mônica e Pato Donald e olha lá :P
    Também não tenho fantasia medieval como meu gênero favorito, portanto essa é uma leitura que eu passo.
    Fotos encantadoras, como sempre *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Gostei da HQ, desses personagens as avessas, de mostrar que não devemos pré julgar uma pessoa por sua aparência. Que bom que o final é bom, e a leitura é leve e divertida. Gostei muito da dica e resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir