[Resenha] Crave a Marca – Veronica Roth

Num planeta em guerra, numa galáxia em que quase todos os seres estão conectados por uma energia misteriosa chamada “a corrente” e cada pessoa possui um dom que lhe confere poderes e limitações, Cyra Noavek e Akos Kereseth são dois jovens de origens distintas cujos destinos se cruzam de forma decisiva. Obrigados a lidar com o ódio entre suas nações, seus preconceitos e visões de mundo, eles podem ser a salvação ou a ruína não só um do outro, mas de toda uma galáxia. Primeiro de uma série de fantasia e ficção científica, Crave a marca é aguardado novo livro da autora da série Divergente, Veronica Roth, que terá lançamento simultâneo em mais de 30 países em 17 de janeiro, e surpreenderá não só os fãs da escritora, mas também de clássicos sci-fi como Star Wars.
Fantasia Distópica | 480 páginas | Cortesia Editora Rocco | Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 4/5 | Resenha da May
Crave a Marca surpreende e prova a capacidade que a autora Veronica Roth tem de criar e inovar. Aqui, somos apresentados a um universo distópico regido por uma força da natureza chamada Corrente. Esse poder está presente em tudo e em todos e, exatamente por isso, se manifesta em cada pessoa através da concessão de dons extraordinários e únicos – dados de acordo com a personalidade do indivíduo. A ideia de seres únicos e poderosos pode não parecer inovadora, mas é fato que o universo criado pela Veronica é completamente distinto (até mesmo quando comparado com Divergente) e instigante.
(Imagem de divulgação da Editora Rocco)

A trama apresenta Thuve, um planeta nação dividido entre os thuvesitas, que são cidadãos pacíficos que desde sempre vivem neste local, e os shotet, uma parcela da população que sobrevivia indo de país em país reciclando coisas descartadas e reutilizando-as para seu uso. Hoje os shoted tornaram-se guerreiros com moradia fixa em Thuve e querem ser reconhecidos como nação – mesmo que para isso a já existente tensão entre thuvesitas e shoted aumente e os leve a uma guerra. Outro ponto importante da trama é que cada nação possui os seus oráculos: ascendente, atuante e descendente. Tais oráculos têm visões do futuro e podem ver também a fortuna de cada cidadão; esta fortuna é a determinação do papel que cada um terá dentro do destino da nação, e a revelação disso pode trazer à tona ameaças aos poderosos (o que dá a eles a chance de manipular o futuro de alguns cidadãos na intenção de preservar seus planos de domínio e poder). – Deu para sacar o clima de guerra e tensão política que permeia à história?
Neste cenário somos apresentados a Akos Kereseth, um garoto thuvesita que é filho do oráculo de Thuve, que em um ataque de Rizek – o soberano dos shoted – é levado, junto de seu irmão mais novo, como prisioneiro. Ele é obrigado a viver no meio de um povo rival, com costumes e ideologias distintas, mas ainda assim lutará com todas as suas forças para resgatar seu irmão e voltar para casa. Do outro lado temos Cyra Noavek, irmã de Rizek, uma garota shoted temida por todos devido ao seu dom da corrente de infringir dor em quem quer que a toque. O caminho de Cyra e Akos se cruza quando ele é obrigado a servir a família dela e, mesmo estando de lados opostos, com o passar do tempo os dois jovens acabam se conhecendo melhor, conhecendo a história de seu povo, e encontrando ideais em comum. Juntos eles descobrem uma aliança imprópria, uma amizade que vai além e supera as diferenças, que se identifica contra as injustiças cometidas pelo tirano Rizek e que poderá ser o estopim para mudanças começarem a acontecer.
"Sou Shotet. Sou tão afiado e frágil quanto vidro quebrado. Conto mentiras melhor do que digo a verdade. Vejo tudo da galáxia e nunca tive um vislumbre dela".
Crave a Marca possui a narrativa alternada entre Cyra (em primeira pessoa) e Akos (em terceira pessoa) e isto nos permite acompanhar todos os lados da história. Além disso, também conhecemos a fundo a personalidade e motivação de cada um dos protagonistas, de forma que passamos a torcer por eles e a esperar um final favorável a ambos. Confesso que a narrativa da Veronica nesta obra começa um pouco confusa, afinal são muitas informações jogadas nas páginas. Para criar um universo tão diferente e totalmente novo, a autora abusou dos detalhes, o que tornou o início da leitura um pouco lento e arrastado, fazendo com que eu demorasse mais do que o comum para me conectar completamente com a história. Entretanto, quando isso acontece – e chegamos no momento em que não queremos parar de ler – a autora nos apresenta uma aventura muito gostosa e surpreende, com revelações incríveis que deixam o decorrer da leitura (ali do meio para o final) cativante e admirável.  
Aqui temos ação, aventura, uma mitologia e uma cultura bem singulares, uma história de amizade e o início de um romance, características que prendem o leitor e nos deixam curiosíssimos pela continuação. Recomendo muito a leitura para fãs de fantasia, distopia e fãs da autora, é diferente de Divergente mas acredito que todos irão amar.
• Sobre a Série •
Até o momento Crave a Marca faz parte de uma duologia. A expectativa é que o segundo volume seja publicado pela autora em 2018.


Beijos, 

Participe Aqui

25 comentários:

  1. Estou louca para ler esse livro, desde que foi lançado! Parece ser muito bom! E gosto dessa autora.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mayara!
    Até tinha certo interesse em Divergente nos primeiros anos de lançamentos, mas o interesse foi diminuindo e quando peguei spoiler do terceiro livro, desisti de vez da leitura da trilogia. Com relação à esse lançamento da autora, porém, o interesse já foi um pouco maior, em um misto de curiosidade que me fez participar de uma promoção e, agora, depois de ter ganhado, estou aguardando o livro chegar. Sua resenha me animou um pouco mais na leitura agora, ainda que esse início arrastado me deixe um pouco reticente, mas como é introdução do universo novo que ela criou, é compreensível, e bom saber, pelo menos, que do meio para o final a história começa a fluir mais. Pode parecer meio ingênuo de se pensar, mas eu acreditava ser um livro único, rs. Ao menos, porém, é uma duologia, e com lançamento no próximo ano já, acho que tá bom também, rs, contanto que não se estenda mais do que isso, haha. Enfim, ótima resenha! Valeu demais o incentivo para lê-lo! Espero gostar tanto quanto você!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  3. Paula Arindiauane2 de março de 2017 20:38

    Boa note< Mayara!Apesar da sua excelente descrição do livro, não consegui curtir a história. Gosto bastante dessas coisas de misticismo, que mistura seres de outros planetas e tudo mais, mas não consegui me envolver com a trama. Pode ser que eu leia esse livro pra ver se indo mais a fundo, eu venha a me envolver e amá-lo, mas por enquanto vou deixar ele de lado. Mesmo assim, parabéns pela resenha, muito boa curti bastante le-la. Super beijos!

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo e quase na pág 100... Cyra é incrível e já estou totalmente gostando dela. Do Akos estou em dúvida.
    Não consigo acreditar que o próximo só sai em 2018, quase chorando aqui kkk

    ResponderExcluir
  5. Mayara!
    Achei uma ficção fantasia bem interessante e desenvolvida, o que achei complicado foi a dinâmica no planeta e como os protagonista isolados conseguiram 'salvar' o mundo, mas quero muito poder ler, ando bem curiosa.
    “Todos os homens, por natureza, desejam saber.” (Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Mayara!
    Tudo bom contigo?
    Gostei muito desse livro que a Veronica Roth escreveu, ainda não li a série divergente (preciso!!). Com certeza Crave a Marca já está na lista dos meus livros de 2017 <3.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Oi May.
    Eu li muitas resenhas negativas sobre o livro e confesso que já estava desistindo dessa leitura, mas você despertou novamente minha curiosidade, achei interessante que o livro seja narrado em primeira e terceira pessoa, acho que esse olhar mais amplo sobre tudo da um ajudinha na hora da leitura, fiquei feliz que ainda tem ai um romance em desenvolvimento, alguns personagens para shippar kkkkk, adorei vou ler com certeza.,
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Muito boa a resenha, fiquei mega curiosa para ler, até porque sou viciada em distopias.
    Essa parece intrigante por causa da guerra politica em segundo plano.

    ResponderExcluir
  9. Katharine Emídio3 de março de 2017 20:34

    May, adorei sua resenha! Já adicionei na minha lista esse livro, como é da mesma autora de Divergente,a escrita já se supõe que a escrita é maravilhosa!! Super Beijoo

    ResponderExcluir
  10. Olá pessoal, achei um site que compara preços e lista todas as promoções de livros, filmes e hqs, vale a pena dar uma conferida: http://promogeek.com.br

    ResponderExcluir
  11. Estou louca para ler esse livro. Amo distopias e essa me deixou mega curiosa. Acho que quando a narrativa é apresentada por mais de um ponto de vista a história flui melhor e fica mais rica. E, ainda, o fato da história sair um pouco do universo conhecido das distopias (pelo menos das quais eu conheço) e tratar de povos novos e de fora da Terra deixa tudo mais atrativo. Espero ler em breve :)

    ResponderExcluir
  12. Oi Mayara! Adorei a resenha!
    Eu gostei muito da série Divergente, tirando aquele final horrível (na minha opinião) hehehe E também gostei muito da escrita da autora. Por isso, fiquei muito empolgada para ler esse novo livro dela.
    Achei a edição muito linda, mas confesso que a sinopse não chamou muito a minha atenção. Não sei se é porque o livro traz elementos de ficção científica, e esse é um gênero que não leio praticamente nada.
    Enfim, estou um pouco receosa em apostar na leitura, mas talvez eu dê uma chance mais pra frente, até porque vi muitas resenhas positivas até agora :)
    Bjos!

    ResponderExcluir
  13. Oi Mayara, tudo bem?
    Eu li o primeiro livro da série Divergente e gostei da escrita da Veronica. Quando eu vi o lançamento desse livro, achei super diferente, e como você mesma disse, até inovador. Ela mudou o plano de fundo das histórias dela né. Eu achei a trama interessante e até já vi alguns comentários de pessoas que acharam o livro muito parecido com Star Wars, com semelhança entre a Força e outros detalhes da história.
    Bom, preciso ler primeiro para poder formar uma opinião.
    Beijos
    [SORTEIO]Baile Literário
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  14. Gostei da resenha, mas como não gostei muito de Divergente tenho medo de me decepcionar. Se bem que fantasia e distopia junto parece uma boa... Vou adicionar na lista dos "talvez um dia" hahaha <3

    ResponderExcluir
  15. Layanne Rodrigues5 de março de 2017 21:46

    Tenho mta curiosidade pra ler esse livro,a sua resenha acabou me tirando algumas duvidas sobre ele,Gostei mto da história,e como amo Fantasia,esse parece um livro perfeito pra mim <3

    ResponderExcluir
  16. Olá, Já todos os filmes da serie divergente mas não li nenhum livro dessa autora, e acho super interessante a historia dela, e a capa e super linda, bem legal...amei sua resenha, a historia parece ser bem legal e ainda mais que adoro misteiro...espero ler algum livro incrivel dessa autora!!

    ResponderExcluir
  17. Adoro a Veronica, mas li Crave a Marca e por mais que a história seja boa, não me agradou muito pelo fato de ser bem confuso, como você disse, são informações demais jogadas no papel e tinha horas em que ficava relendo várias vezes o mesmo trecho para tentar entender o que estava acontecendo, gostei do livro, mas não foi lá essas coisas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Estou doida para ler este livro, apesar de não ser muito fã de Divergente e de eu já estar enjoada de Distopias, mas ainda sim, vi muitos falarem bem dele, então fiquei com vontade. Adorei a sua resenha, me empolgou ainda mais!

    ResponderExcluir
  19. Tenho os tres livros da série divergente, mas ainda não li. Comprei a Crave a Marca e chegou quarta, mas ainda não o peguei para ler.
    Adorei a resenha e terei que começar logo essa leitura. Adoro quando tem narrativa alternada entre os personagens, isso permite que o leitor conheça ainda melhor a história e os personagens. E o melhor de tudo é que tem ação e aventura, bem o que eu gosto

    ResponderExcluir
  20. Esse livro é um dos tops da minha lista de desejados! Escuto tantas coisas boas dele! Preciso urgentemente ler kk

    ResponderExcluir
  21. Confesso que não gostei muito dos livros da triologia Divergente, embora tenha gostado dos filmes. Achei os livros um tanto sem nexo e sem encantamento (mas esta é só a minha opinião). Todavia, amo histórias de fantasia, principalmente quando envolvem distopia, romance e ficção-científica <3 A sinopse me deixou muito curiosa sobre a este livro em si, e sua crítica me fez ficar louca de vontade de ler rs Creio que com certeza irei amar e esperar ansiosamente pelo segudo livro da, até então, duologia. Ótima resenha :)

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Então eu já estou com esse livro em mãos e estou super animada para ler.
    Já comecei já, li algumas paginas... é estou ansiosa para entrar mais a fundo no livro
    Eu adorei o personagens Akos, acho ele um garoto bastante diferente, ele no inicio não sabe bem o poder enorme que tem. Veronica sempre é maravilhosa na criação de distopia.
    Assim que terminar a leitura, acho que vou fica ansiosa para segundo volume, que pena que vai lançar em 2018 ainda :( Beijos

    ResponderExcluir
  23. Apos o sucesso que foi Divergente é facil acreditar que esse livro irá ser muito bom e rico em detalhes. Essa coisa de dom e poderes me deixa animada para ler. Eu gostei bastante dos personagens por serem bem distintos mas encontrarem coisas em comum entre si. Amei.

    ResponderExcluir
  24. Eita, essa narração detalhada não me agrada. Não irei dar uma chance.

    ResponderExcluir
  25. li todos os livros da série convergente. iniciei este mas acho- o demasiado narrativo e perde-se o interesse rapidamente devido às descrições demasiado detalhadas.
    Não sei se vou conseguir chegar ao fim

    ResponderExcluir