Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

março 22, 2017

[Resenha] Os Impostores (A garota do Cemitério) – Charlaine Harris, Christopher Golden e Don Kramer

Por Paola Aleksandra

Ela adotou o nome Calexa Rose Dunhill, inspirada numa lápide do sombrio ambiente em que acordou, ferida e apavorada, sem qualquer lembrança de sua identidade, de quem a jogou lá para morrer ou mesmo do porquê. Fez do cemitério o seu lar, vivendo escondida numa cripta. Mas Calexa não pode se esconder dos mortos – e, quando descobre que possui a estranha capacidade de ver as almas se desprenderem de seus corpos... Então, certa noite, Calexa presencia um grupo de jovens praticando uma sinistra magia. Horrorizada, testemunha o ato insano que eles cometem. Quando o espírito da vítima abandona o corpo, ele entra em Calexa, atormentando sua mente com visões e lembranças que parecem não ser dela. Agora, Calexa deve tomar uma decisão: continuar escondida para se proteger – afinal, alguém acredita que ela está morta – ou sair das sombras para trazer justiça ao angustiado espírito que foi até ela em busca de ajuda?
Fantasia (HQ) | 128 Páginas | Cortesia Editora Valentina | Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação: 4/5
Ultimamente tenho feito da leitura de quadrinhos um hábito – adoro essas histórias repletas de mistério, aventura e ilustrações maravilhosas. Contudo, o que chamou minha atenção em A Garota do Cemitério foi o nome, de peso por sinal, da Charlaine Harris. Apesar de ter lido poucos livros dela (só os de True Blood para ser mais exata) gosto bastante de suas histórias, tanto é que mesmo com altas expectativas fui completamente surpreendida por seu novo e inusitado livro. E sabe por qual motivo? Por a história da garota do cemitério ser diferente da maioria dos livros que já li. Aqui, além da aventura e fantasia, uma protagonista jovem, determinada, e completamente solitária. – Já imaginou ser abandonada em um cemitério e não ter memória alguma da sua antiga vida? Pois bem, é exatamente assim que essa história começa.

Sem lembrar o próprio nome, e muito menos porque foi abandonada em um cemitério enquanto estava à beira da morte, nossa jovem protagonista escolhe fazer do cemitério seu novo lar – o que pode parecer assustador, mas na realidade é reconfortante quando você tem a impressão de que querem te matar e tem medo de confiar nas pessoas erradas – e escolhe como nome Calexa (o mesmo que viu na lápide em que acordou desorientada e sozinha). Enquanto tenta recuperar a memória e descobrir o que fazer do seu futuro, Calexa vai furtando pequenos utensílios e alimentos das casas ao redor do perímetro do cemitério, mantendo-se escondida em uma cripta. Aos poucos a jovem cria uma rotina e encontra amigos prontos para ajuda-la, mas o medo – e uma sensação forte no peito de que está correndo perigo – faz com que ela permaneça escondida nas sombras. Porém, tudo muda quando o cemitério é invadido por um grupo de jovens preparados para um ritual demoníaco. E após presenciar um ato cruel, Calexa terá que escolher entre manter sua própria segurança ou ajudar uma jovem injustiçada e correr o risco de ser descoberta. 
Sem dúvida o que prende o leitor à história é o mistério por trás do passado de Calexa. Não consigo imaginar os motivos que levam alguém a tentar assassinar uma jovem e ainda abandonar seu corpo em um cemitério. Por isso, devorei o livro na ânsia de descobrir mais sobre Calexa, e também na esperança de vê-la retomar sua antiga vida. Além disso, gostei do fato de que enquanto tenta descobrir mais sobre si mesma, Calexa vive uma aventura capaz de provar a bondade que traz no coração – o que faz com que ela descubra que ações valem muito mais do que memórias de um passado desconhecido. Fora isso, também amei as ilustrações e o tom sombrio que permeia toda a trama.



A narrativa segue o padrão característico dos quadrinhos: rápida, divertida, misteriosa e repleta de aventura. Confesso que sempre que leio um HQ sinto falta de uma trama mais detalhada, contudo aos poucos estou me acostumando com a estrutura mais direta dessas histórias. Assim, é importante dizer que o livro é rápido de ler exatamente por não trazer tantos detalhes e focar mais nos diálogos e sentimentos da protagonista, afinal faz parte de um HQ ser mais visual. Outro detalhe importante é que o final não responde todas as questões em aberto, portanto somos praticamente empurrados para a continuação – que não vejo a hora de ser lançada por aqui; estou muito curiosa para saber mais sobre Calexa.
No geral o HQ é envolvente, sombrio e bem gostoso de ler. Se você gosta de fantasia e de histórias em quadrinho, com certeza pode apostar nessa leitura.
• Sobre a Série •

Os Impostores é o primeiro volume da trilogia A Garota do Cemitério. Por enquanto a autora já publicou os dois primeiros volumes.


Beijos,




Participe Aqui

Comentários via Facebook

16 comentários:

  1. Já tinha lido algumas resenhas do livro e posso afirmar que adorei, as imagens a protagonista sempre continuando a busca para saber tudo como aconteceu.
    Adorei!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pah
    HQs são sempre mais diretos mesmo, né?
    Eu também gosto, apesar de não ter lido muito ultimamente. Esse, até então não conhecia. Gostei da premissa com esse mistério e aventura. Leria se tivesse oportunidade.

    ResponderExcluir
  3. Oi Paola! Adorei a resenha!
    Faz anos que não leio uma história em quadrinhos, mas sinto falta, porque costuma ser uma leitura leve e divertida. Mas agora com esses novos lançamentos, já estou adicionando várias HQ's para as minhas metas de leitura! E é o que farei com "A garota do cemitério". Gostei da premissa e achei as ilustrações muito bonitas :)
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. OI Pah.
    Que edição mais linda.
    Mas porém tenho que confessar que não gosto de HQS, nem nada que contenham ilustrações, mas fiquei curiosa para saber se ela consegue recuperar a memoria e o que vem a seguir.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Pah!
    O enredo do HQ é totalmente envolvente e nos deixa mesmo preso a leitura, porque afinal, é um grande mistério a ser desvendado sobre a antiga vida de Calexa.
    Achei apenas as ilustrações um tanto escuras, mas como se passa em um cemitério, talvez seja por isso.
    “Não basta conquistar a sabedoria, é preciso usá-la.” (Cícero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Fiquei bem curiosa a respeito desta historia, porque eu também não consigo imaginar quem tentaria matar uma jovem garota e abandonar ela em um cemitério. Eu não sou grande fã de HQ, mas as vezes eu leio um pouco.

    ResponderExcluir
  7. Pah, amei a resenha! Fiquei intrigada com o enredo da história! Tem algum tempo que não leio HQ´s, mas gosto bastante. Adicionei na minha lista(que não está nada pequena, risos). Super Beijoo

    ResponderExcluir
  8. Oi Paola, tudo bem?
    Esse ano decidi que iria ler mais quadrinhos e até agora tenho gostado viu. Quando eu li sobre esse em particular, na hora me lembrei do livro Black Bird - A Fuga, já leu? A protagonista acorda em uma estação de trem sem saber quem é e o que está fazendo lá. Mas a semelhança entre essas duas histórias termina aí mesmo.
    Quero muito ler essa HQ. Fiquei vidrada no mistério da história.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  9. Muito lega, não leio muitos quadrinhos, mas esse com certeza chamou a minha atenção, adorei a imagem dele aberto e tenho certeza de que eu iria gostar

    ResponderExcluir
  10. Ahhh faz um tempinho que estou com A garota do cemitério na lista de quero ler no skoob, não sou acostumada ler HQ, mas esse ano estou investindo ja li The Wicked + The divine

    ResponderExcluir
  11. Já vi em Vídeos,mta gente falando dessa HQ,e chamou mto minha atenção,pq adoro HQs,vou ver se consigo comprar na Amazon..

    ResponderExcluir
  12. Olá, bom não sou muito fã de quadrinhos porém epocas atras gostava muito agora não sei que houve comigo que me fez desgostar mas ainda adoro esses tipos de coisas, acho super interessante...e essa historia achei legal, interessante porque nunca li esses tipos de quadrinhos com acão e misterio...adorei muito..quem sabe possa volta a começa a ler de novo

    ResponderExcluir
  13. Adoro livro com ilustração/quadrinhos, apesar de ter certa dificuldade porque demoro muito, pois quero esta vendo cada detalhes dos quadrinhos haaha.
    Enfim, achei essa historia maravilhosa, adoro aventura e mistério. Achei a protagonista bastante corajosa em fazer do cemitério o seu lar, e não teria essa coragem.
    Fiquei bastante feliz em saber que a obra prende o leitor do inicio ao fim, pois quando chega no final fica aquele gostinho de quero mais.

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia esse livro, e ainda estou meio em duvida se coloco na minha lista ou não.

    ResponderExcluir
  15. Tenho que confessar que não gosto de HQS, não me chamou a atenção.

    ResponderExcluir
  16. Não costumo ler quadrinhos, mas achei bem diferente essa história e esse mistério de descobrir o passado da protagonista deve prender muito o leitor, não sei se leria, mas é uma ótima dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir