Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail


Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles.
Romance Contemporâneo (New Adult)| 350 Páginas|  Cortesia Editora Record| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 4,5/5 
A cada livro lido fico ainda mais apaixonada pela escrita da Brittainy C. Cherry. Gosto de romances apaixonantes, sensuais e emocionantes – do tipo de enlace que choca e ganha o coração do leitor. E é fato que a narrativa da autora é exatamente assim: física, intensa, dramática e, principalmente, repleta de reflexões sociais. Tanto é que em A Chama Dentro de Nós debatemos sobre disparidade social, câncer e dependência química; assuntos reais e cruéis que precisam ser trabalhados dentro da nossa sociedade. Confesso que a história tem algumas falhas de roteiro, mas adianto que foi impossível deixar de amar essa narrativa tão cativante, esse romance repleto de dificuldades e emoções, e a valiosa mensagem por trás dessa belíssima história de amor. 
Logan e Alyssa são de mundos opostos mas, lutando contra todas as probabilidades, viraram melhores amigos. Apesar de levarem vidas diferentes, principalmente quando pensamos na classe social e na educação familiar que eles receberam, os jovens possuem algo em comum: uma chama que queima em seus corações. Eles possuem problemas com os pais (Logan tem um pai traficante que agride e manipula a mãe que também é dependente química; enquanto Alyssa foi abandonada pelo pai que preferiu seguir sua carreira musical ao invés de dedicar-se a família e tem em casa uma mãe rígida e preconceituosa), compartilham o sentimento de remar contra a maré e de querer mais do que a sociedade oferece, e carregam nos ombros o medo cortante de ficar igual aos pais. Perdidos e inseguros, Logan e Alyssa constroem uma amizade forte o suficiente para superar os obstáculos da vida. E juntos eles são capazes de lutar contra tudo: as exigências da mãe de Alyssa, a falta que a jovem sente do pai, a ausência de esperança que domina Logan e, principalmente, as quedas desse garoto no mundo das drogas. Porém, chega uma hora em que a amizade vira amor e que a força que carregam não é suficiente para superar as inconstâncias do destino. Logan vai mergulhar em um mundo de drogas e autopiedade e, mesmo sem querer, queimará Alyssa com o fogo de suas más escolhas.
"Descobri que um lar não é um lugar específico, mas a sensação que temos quando estamos com as pessoas que são importantes para nós, um sentimento de paz que apaga os incêndios da alma.”
Uma das coisas mais maravilhosas desse livro é a força da personalidade de Alyssa. A jovem não é extremamente presente na história, para mim faltou um aprofundamento maior em sua jornada e nas queimaduras que seu coração vai acumulando ao longo dos anos, contudo é fato que ela possui um coração extremamente entregue e piedoso. Quando muitos julgariam, apontariam, culpariam e, principalmente, se afastariam de Logan e de seu declínio no mundo das drogas, ela optou por estar ao seu lado, por lutar por ele e pela felicidade do garoto que roubou seu coração – mesmo que para ele ser feliz signifique viver longe dela. Senti que a personagem carrega um tipo diferente de força: aquela que está nas ações do dia a dia, no perdão ao próximo e no amor que é entregue, que luta e tem fé no final feliz. Ela aguenta muitas merdas da vida: dos pais, de Logan, da sociedade. E, ainda assim, mantem a esperança e a alegria. Achei isso incrível e digno. 
Mas, sem dúvida, quem rouba a cena no livro é o Logan. A história é focada nele, nas dificuldades que ele enfrenta em casa e na dependência química que surge tanto como válvula de escape quanto como obrigação familiar. O personagem é cheio de conflitos, inseguranças e medos. E dói vê-lo perdido e sem esperança. Gostei de como a autora abordou a dependência química, a necessidade de procurarmos ajuda médica para superar tal vício, e como o pós-reabilitação é difícil, inconstante e assustador. Acho que o mais emocionante do livro é que o papel do Logan reflete a vida de inúmeros jovens espalhados pelo mundo, fazendo-nos refletir sobre a dependência e as cicatrizes que as drogas deixam em nossas famílias. Gostei também de como a autora mostrou que para Logan vencer precisou da ajuda de pessoas que o amam, que decidiram lutar por ele. Acho importante entendermos que a dependência é uma doença que precisa de apoio emocional e medicinal, e que nem sempre esse processo de cura é fácil ou indolor. Logan é ríspido, grosso e ausente, principalmente com Alyssa. Todos que se importam são queimados pelas chamas de sua raiva. – Mas, em nome de um amigo ou irmão, você também não se deixaria queimar? Você também não lutaria?
Por falar em irmão, vale dizer que a trama possui uma história paralela: o romance entre Erika e Kellan (irmã da Alyssa e meio-irmão do Logan). Kellan é “a pessoa” de Logan, aquele com que o garoto sabe que sempre pode contar. A lealdade entre eles é incrível; e foi lindo ver o quanto esses irmãos lutam para construírem um final feliz. Ao lado de Alyssa, Kellan é um dos poucos que assumi o risco de acreditar e apoiar Logan. Fora que esse casal é maravilhoso. E Kellan é um dos personagens masculinos mais fofos, amorosos e especiais que já encontrei por aí.
Em linhas gerais: o romance é envolvente e sensual, com cara dos new adults que eu tanto amo. A narrativa é eletrizante, misteriosa e muito emocionante – chorei, torci e no final fiquei com o coração aquecido por essa bela história de amor, amizade, perdão e superação. E, apesar do livro não ser tão maravilhoso quanto o anterior O Ar que ele Respira, confesso que adorei a história de Logan e Alyssa e os temas trabalhados na obra. Não vejo a hora de ler os próximos volumes!
• Sobre a Série •
A Chama entre Nós é o segundo volume da série Elementos. A saga conta com quatro livros, dois deles já lançados no Brasil, e traz a história de amor de casais diferentes.

Beijos, 





Participe Aqui

Comentários via Facebook

13 comentários:

  1. PAH!
    Bom ver que Alyssa é forte e determinada e não se prende pelas coisas que aconteceram.
    E Logan apesar de tudo deve ser um crush maravilhoso.
    Adoro a autora e apesar do livro não ser tão bom quanto os anteriores, gostaria de ler.
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  2. Nossa amo livros com essa dramaturgia que nos prendem até o final. Demais a sua indicação!! Não vejo a hora de poder começar a ler essa série.

    ResponderExcluir
  3. Achei decepcionante o segundo e o terceiro livro da série. É que o primeiro foi tão maravilhoso que entrei na leitura esperando por mais! Uma pena!

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah.
    Eu me emocionei muito com esse livro, e assim como você achei que a autora deveria ter aprofundado mais na historia da nossa mocinha, eu estou simplesmente encantada com essa capa, e o fato de que o irmão do mocinho sempre foi seu ponto seguro me deixou extremamente emocionada, eu não vejo a hora de ler o quarto (já li p terceiro. P.S Maravilhoso.
    bjs.

    ResponderExcluir
  5. Adoro a Brittainy, o ar que ele respira esta entre os melhores livros nesse gênero que já li, já baixei aqui, adoro suas resenhas, muito mesmo!

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  6. Katharine Emídio29 de abril de 2017 12:45

    Pah, amei a resenha! Estou dividida em ler ou não kkk!! Mas como eu amei o primeiro livro vou ler sim e mergulhar nesse enredo forte e emocionante!! Super Beijo

    ResponderExcluir
  7. Paola do céu, preciso ler essa série! Hahaha
    Além dessas capas lindas, a história em si está me deixando muito curiosa para fazer a leitura. Acho muito bacana e importante a autora tratar de temas sérios e atuais nas suas histórias. Esse livro parece ser envolvente, emocionante e muito reflexivo, e adoro encontrar todos esses elementos nas histórias que leio :)
    Com certeza apostarei na leitura!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  8. A capa eu gostei e tenho um pouco de curiosidade sobre esse livro,mas vi varias resenhas sobre ele e a maioria foi negativa então estou em duvida.

    ResponderExcluir
  9. Olá, Pah!
    Que linda essa história de Logan e Alyssa, dentre suas diferença, mesmo assim ficaram juntos e descobriram o amor que cada um sente por o outro. E o que será essa tragédia? Agora fiquei curiosa para saber.
    Amei a resenha!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. olá,
    Que livro em, amei sua resenha, já tinha ouvido fala sobre essa trama, e fiquei curiosa para ler.. Um belo romance clichê, como amo romance e claro que irei coloca em minha lista de leitura!

    ResponderExcluir
  11. Pah!
    Tenho muita vontade de ler essa série, por se tratarem de romances NA de que gosto tanto e por ver que em cada um deles, temos a história de um protagonista, mesmo que os outros apareçam vez ou outra.
    Bom domingo e feriado!
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  12. Olá Paola, tenho os dois livros aqui na minha estante, não foi uma compra q eu fiz, porém depois da sua resenha vou correndo achar um tempo para concretizar a leitura. A resenha está incrível, cheia de detalhes, amei ver como o protagonista tem problemas, pois isso torna o livro mais realista, mais vida real mesmo. Amei como a mocinha fica do lado do protagonista para apoiá-lo ajudá-lo. Obrigada pela indicação.

    ResponderExcluir
  13. Eu sempre lia resenhas sobre "O ar que ele respira", mas n mi atrevia a ler, n sei explicar mas algo faltava, então uma amiga minha mi emprestou o livro (talvez fosse isso, o desafio d alguém para q eu lesse), e foi assim, ela lançou o desafio e só posso dizer "onde eu estava q ainda n tinha lido esse livro?", a leitura e tão intensa e envolvente, q até hj n esquecir dele, e navegando pela net descobri q se trata d uma série, então bolso q mi perdoe kk, com certeza tenho q comprar esse tbm, e sua resenha perfeita parabéns.

    ResponderExcluir

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir