junho 08, 2017

[Resenha] Quando a Bela Domou a Fera – Eloisa James

Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, “Quando a Bela domou a Fera” é uma releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas. No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

Romance de Época| 320 Páginas|  Cortesia
Editora Arqueiro| Skoob |
Compare & Compre: SaraivaSubmarino
Amazon| Classificação 5/5
Esse é o primeiro livro da
Eloisa James que leio mas, sem sombra de dúvidas, já posso dizer que a autora
ganhou um pedacinho do meu coração. Com uma narrativa instigante, divertida,
sensual e reflexiva, Eloisa deu vida a um dos romances mais encantadores que
tive o prazer de ler nos últimos tempos (e olha que li muita coisa boa nesse
ano). A obra, apesar de ser uma recontagem do clássico A Bela e a Fera,
surpreende o leitor do início ao fim. Aqui, somos incitados a questionar alguns
de nossos valores e conceitos, principalmente quando o assunto é o real
significado da palavra beleza. E o que fica dessa maravilhosa história é
clichê, mas extremamente importante: amar de verdade é ver a beleza que o outro
carrega na alma.

Linnet é o melhor partido da
temporada. Vinda de uma boa família e nascida com o charme nato da mãe, a jovem
é cobiçada por todos os cavalheiros solteiros (e até os que não são) de Londres.
Até mesmo o jovem príncipe ficou encantado com Linnet e a manteve sob seu
cortejo – afinal, nada mais lógico que eles, os mais bonitos e desejados,
ficassem juntos, não é mesmo? Contudo, o impensável aconteceu e Linnet, tão popular
e disputada, acabou virando uma pária na sociedade. Agora sua única esperança
de casamento é embarcar em um plano mirabolante (criado pelo pai, pela tia e
até mesmo pelo possível sogro!) e viajar para o interior do País de Gales para conquistar
seu futuro marido: Piers, o conde de Marchant. No fundo a garota sabe que,
graças ao seu charme e carisma, conseguirá ganhar o amor do noivo. Porém, o que
ela não esperava era encontrar alguém tão resoluto em nunca contrair matrimônio.
Piers, mais conhecido como a Fera, é um médico talentoso e raivoso que não
aceitará ser controlado pelo pai e muito menos manipulado por uma bela mulher.
Contudo, é óbvio que existe uma faísca de atração e interesse entre eles; e,
enquanto o destino age, ambos provarão que são muito mais do que a aparência de
a Bela e a Fera e que, juntos, podem alcançar a perfeição.
QUE LIVRO MAIS MARAVILHOSO! Confesso
que cheguei a pensar que a história não traria nada de novo – afinal estamos
falando de uma recontagem de A Bela e a Fera. Porém, é fato que fui constantemente
surpreendida pela autora e por seus protagonistas. Linnet é forte, irreverente,
inteligente e completamente consciente da sua beleza. Trata-se de uma mulher
que ama ler, discutir problemas sociais e aprender coisas novas, e que sempre
buscar ser mais do que esperam dela. Porém, em alguns momentos a jovem acredita
que tudo o que tem a oferecer é sua educação e beleza, esquecendo-se da força
que carrega no coração. E é exatamente por isso que achei a mensagem por trás
da personagem tão importante, pois traz o conceito de beleza como algo que nós
somos incitados a valorizar mais do que qualquer outra qualidade – e não
importa quem você é ou no que acredita, essa ideia é tão enraizada que qualquer
pessoa pode se sentir diminuída ou julgada pelo crivo da sociedade. Foi lindo ver
Linnet encontrar alguém que a faz se sentir amada por quem ela é, e não pelo
reflexo que ela gera no espelho. Já Piers é uma figura! Inteligente, impaciente,
ríspido, direto – beirando aquele tipo de sinceridade que dói – e extremamente
talentoso, o jovem é considerado um dos melhores médicos da sua era. E é aqui
entra as facetas da personalidade dele que mais amei: a dedicação ao próximo, a
luta pela saúde e pela cura, a atenção e o cuidado aos necessitados, e a
maneira direta de falar menos e fazer mais. Piers manca e depende de uma
bengala; por muito tempo ele achou que estaria limitado aos defeitos que os
outros enxergam nele, mas ao invés de lamentar o Conde lutou para fazer o que
ama, sem se importar com a opinião alheia. Assim, a junção desses dois criou um
casal que precisa quebrar ás barreiras da aparência e desvendar as qualidades
que ambos escondem: o carinho, o respeito, a dedicação, o bom humor e a vontade
de vencer na vida.
Além de personagens
encantadores e de uma mensagem muito bonita sobre amor próprio, Quando a Bela Domou a Fera é
extremamente sensual. Veja bem, a trama não é erótica e não foca no desejo
físico, mas é fato que a escrita da Eloisa é picante e ousada – o tipo de
sensualidade que está na troca de olhares, no toque de mãos ou em um beijo roubado.
Ou seja, a química entre Linnet e Piers é algo palpável e que transborda pelas
páginas dessa história. Também posso dizer que a leitura é: divertida, doce e familiar
(porque traz outros núcleos paralelos à história principal, com por exemplo os pais
de Piers buscando o perdão e o tão almejado final feliz), rica em detalhes
culturais da época retratada (pois foge dos salões de baile londrinos e viaja
para a realidade de um país abundante em natureza e simplicidade), e cheia de
belas mensagens sobre amor, perdão e segundas chances. Assim como a trama
original de A Bela e a Fera, aqui o que fica é a sensação de que o amor é capaz
de superar todas as barreiras e imposições sociais.
Não vou dizer que o livro não
tem os seus clichês, contudo posso afirmar que esse é um romance de época
totalmente único. Vale muito a pena dar
uma chance!
• Sobre a Série •



Quando a Bela Domou
a Fera

é o segundo volume da série Contos de Fadas (que tem esse nome porque cada
título é inspirado em uma fábula). Por aqui a Editora Arqueiro confirmou a
publicação de mais dois livros da série: o primeiro, Um Beijo a Meia Noite, e o
quarto, A Duquesa Feia.

A ordem da série corresponde à sequência original de lançamento dos
livros pela autora. Contudo, cada obra traz protagonistas diferentes, o que
significa que as histórias podem ser lidas fora da ordem (é por isso também que
a Editora Arqueiro escolheu iniciar a série com o livro mais renomado da autora).
Beijos,



Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

15 Comentários

  • Ana Paula Santos Moreira
    26 junho, 2017

    Realmente, pela resenha parece ser uma livro maravilhoso. Amei a història, não so pelo clássico A bela e a fera, mas pelo enrredo do livro, pois nòs sabemos como termina a història, porém o curioso é o deserrolar dos personagens para chegar ao fim. Com certeza vou ler esse livro.

  • Lily Viana Music
    16 junho, 2017

    Olá Pah,
    Eu já algumas resenhas sobre esse livro e sabe eu achei que ele contaria uma historia sobre a Bela e a Fera mas nunca pensei que seria um conto totalemente diferente e ainda mas um genero de romance de época. A trama e maravilhosa, a historia desse casais lindos e super fofo tem uma bela lição pra nós ensina sobre beleza que nunca é perfeita que sempre temos que acostumar com isso que um dia a beleza vai embora enquanto a que temos por dentro sempre permancer e fortalecer!

  • Paloma Monteiro
    14 junho, 2017

    De todos os contos da disney, A bela e a Fera é o meu preferido ♥, portanto qualquer releitura deste clássico já entra na minha listinha. Vi o anuncio todo em cima deste livro, mas não podia imaginar o quanto ele era incrível, vc me deixou mais curiosa ainda para ter estes livros em minhas mãos…Detalhe que tbm não sabia que a Eloisa James tinha tantos livros publicados assim, quando fui pesquisar no Skoob quase cai de costas …

  • Michelle
    12 junho, 2017

    Super amei! Leitura um pouco difícil em termos mais antiquados mas a dinâmica da autora é bem legal tem um Q de engraçado, juro q me surpreendeu pois naongistonde livros ditos em 3°pessoa mas esse valeu!

  • Lara Cardoso
    11 junho, 2017

    Primeira resenha que vejo desse livro. Infelizmente não me chama atenção esse tipo de leitura.

  • beatriz rosa
    10 junho, 2017

    Não sou muito fã de livros de época por que os que eu li tinham uma historia tanto quanto parecida, mas essa serie de livros me deixou apaixonada! Amo releituras de classicos, e nunca tinha lido releitura de contos de fadas, ansiosa para ler.

  • Micheli Pegoraro
    10 junho, 2017

    Que livro maravilho Pah! Pura perfeição ♥
    Estou doida de ansiedade pra ler esse livro, vi tantos comentários elogiando essa releitura, sem falar que é um romance de época, esse detalhe por si só já me conquista logo de cara. Gostei demais desse casal, o Piers, impaciente e sarcástico, e a Linnet, extrovertida e de língua afiada. Com certeza os diálogos desses dois são muito divertidos, com um humor irônico. Mas o que mais gostei mesmo foi essa trama tão envolvente e emocionante, e essa mensagem linda que o livro traz sobre a verdadeira beleza, amo histórias que retratam de uma forma tão singela essa lição.
    Não vejo a hora de ler, já vou planejar para ser uma das minhas próximas leituras.
    Beijos

  • Aline M. Oliveira
    10 junho, 2017

    Tenho muita vontade de ler esse livro! não só por ser uma releitura do clássico, como por ter personagens renovados e mais atuais, que encaixa muito bem nos tempos de hoje. E o romance por si só já é um motivo pra ler.
    Bjoxx ♥

  • RUDYNALVA
    10 junho, 2017

    Pah!
    É o seguinte…sou totalmente apaixonada pelos contos de fadas e suas releituras, principalmente se é de A Bbela e a Fera, meu conto favorito de todos.
    E ver que mesmo com algumas modificações do original, o livro é muito envolvente e ainda sabendo que a Fera foi baseada no meu tão amado Dr. House, tenho ainda mais interesse em poder ler.
    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

  • Nayane Evylle
    09 junho, 2017

    Oi Pah!
    Que bom que você gostou! Está muito em voga essas releituras de contos de fadas. Vi também várias teorias sobre os contos. A Linnet parece ser uma protagonista que não tem como odiar né. Vi muita gente gostando, mas também não simpatizando muito.
    Vou ler depois e tirar minhas conclusões.
    Abc

  • Bruna Lago
    09 junho, 2017

    Mais uma vez vou concordar com você pela nota que deu ao livro. Comecei a ler ele no início do ano, mas não conseguia continuar a leitura, então parei e esperei outra oportunidade. Acabou sendo minha última leitura de maio, e que livro lindo e maravilhoso 🙂 Me encantei com a escrita e por juntar aspectos dos romances de época, então virou um dos meus queridinhos. Mesmo tendo esse título, gostei das inovações e das lições que conseguimos tirar da história. Os próximos devem ser tão bons quanto esse.
    Beijos

  • Anna Mendes
    09 junho, 2017

    Oi Paola!
    Adorei a resenha!
    Eu já tinha ouvido falar bastante deste livro, mas confesso que a premissa não havia chamado muito a minha atenção, apesar de o livro ser uma recontagem de A Bela e a Fera, uma história que eu acho muito linda.
    Contudo, após ler a sua resenha, a curiosidade me atingiu e agora fiquei muito curiosa para conhecer essa história.
    Parece ser um livro muito envolvente e repleto de lindas e reflexivas mensagens.
    E como quero ler mais livros do gênero, já vou adicionar esse nas minhas metas de leitura 🙂
    Bjos!

  • Lili Aragão
    09 junho, 2017

    Oi Pah, que resenha linda, se já não tivesse lido e amado iria correr pra comprar e ler essa história também <3 As descrições dos protagonistas se encaixam perfeitamente, Linnet é uma personagem ótima, que consegue se adaptar aos rumos da vida e encontra Piers que super direto mas perfeito pra ela, as cenas deles são ótimas, descontraídas e com diálogos rápidos e inteligentes. E o final, eu nem o vi chegando e fui positivamente surpreendida por ele. Essa história é muito linda e a Eloisa me ganhou <3

  • Dan Igor
    08 junho, 2017

    Boa noite!
    Confesso que não dava muito pelo livro antes de sua resenha. Não me interessava mesmo por esta obra, principalmente por achar que tratava-se de uma releitura como qualquer outra.
    Mas agora tenho o conhecimento de que os personagens são fortes e bem construídos, e que a mensagem que o enredo passa é linda.
    Fiquei curioso.
    Abraços.

  • Manu Cardoso
    08 junho, 2017

    Oi Pah!

    Eu li e gostei muito!!! Com certeza vou querer ler os próximos lançamentos!
    Mas eu fico triste quando a editora decide não publicar todos os livros de uma série… Aconteceu isso na série dos Canalhas da Loretta Chase e eu lamento muito! Por mais que eu saiba que os outros títulos da série não superariam O Príncipe dos Canalhas eu ainda tenho interesse em ler os demais!
    =(

    A resenha ficou ótima! Provavelmente, se eu ainda não tivesse lido, leria a partir da sua indicação!

    bjs