Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

Quando a rainha Elyssa morre, a princesa Kelsea é levada para um esconderijo, onde é criada em uma cabana isolada, longe das confusões políticas e da história infeliz de Tearling, o reino que está destinada a governar. Dezenove anos depois, os membros remanescentes da Guarda da Rainha aparecem para levar a princesa de volta ao trono – mas o que Kelsea descobre ao chegar é que a fortaleza real está cercada de inimigos e nobres corruptos que adorariam vê-la morta. Mesmo sendo a rainha de direito e estando de posse da safira Tear – uma joia de imenso poder –, Kelsea nunca se sentiu mais insegura e despreparada para governar. Em seu desespero para conseguir justiça para um povo oprimido há décadas, ela desperta a fúria da Rainha Vermelha, uma poderosa feiticeira que comanda o reino vizinho, Mortmesne. Mas Kelsea é determinada e se torna cada dia mais experiente em navegar as políticas perigosas da corte. Sua jornada para salvar o reino e se tornar a rainha que deseja ser está apenas começando. Muitos mistérios, intrigas e batalhas virão antes que seu governo se torne uma lenda... ou uma tragédia.
Fantasia Medieval| 320 Páginas|  Cortesia Editora Suma| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 5/5 | Resenha da May
Quem me conhece sabe que eu adoro histórias medievais, que acontecem numa época onde a monarquia era o sistema de governo e que, além de guerras e cenários belíssimos, trazem personagens marcantes e poderosas que deixam marca registrada em meu coração. Portanto, não é segredo que estava muito ansiosa para conferir a obra de Erika Johansen – obra tão elogiada e que de tanto sucesso já teve seus direitos de adaptação adquiridos e com ninguém menos do que Emma Watson cotada para viver a protagonista. Então sim, a expectativa para A Rainha de Tearling estava altíssima, e é com grande prazer que digo que elas foram plenamente alcançadas.

A trama de A Rainha de Tearling é uma boa introdução a tudo que essa trilogia promete. Assim, temos um início bem descritivo, mas de uma forma cativante que nos deixa conectados o tempo todo à história e a protagonista. Aqui conhecemos Kelsea, a princesa herdeira do Tearling, que ainda criança foi exilada e escondida por sua mãe em um lugar remoto, para que fosse treinada em segurança para ser uma boa governante ao seu povo sem sofrer influências das tramoias políticas do seu reino. Agora, com 19 anos, é resgatada pela Guarda da Rainha e levada para assumir seu trono, porém Kelsea não imaginava que no meio do caminho para tomar o que é seu por direito encontraria tantos obstáculos e inimigos que gostariam de ver sua ruína e sua morte precoce.
Outro aspecto que surpreende Kelsea é a tristeza estampada na face de seu povo, que parece viver sem esperança. A futura Rainha é posta a prova e testada a todo o momento, e percebe que seus tutores não lhe contaram toda a verdade sobre a história de seu povo e o governo de sua mãe. Entretanto Kelsea, apesar de inexperiente, mostra-se uma pessoa justa, leal e que quer ser digna de estar à frente deste reino. Por causa de sua personalidade, e de seu grande coração, ela conquista seus súditos desde seu primeiro ato como rainha. E, ao mesmo tempo, desperta a fúria da Rainha Vermelha, precisando arcar com as consequências de seus atos nos próximos capítulos desta saga surpreendente. Já ouviu aquela “quem mexe com fogo acaba queimado?”.
Kelsea não é uma protagonista bela, nem adornada com a safira Tear (joia poderosa repassada de geração em geração aos herdeiros do trono) ou trajada de belos vestidos, mas é inteligente e esperta, uma leitora nata e que quer trazer novamente cultura, educação e saúde para todos de seu reino. Aos poucos ela conquista não somente nós leitores, mas sua guarda e a lealdade do seu povo, um novo ânimo começa a se instaurar no Tearling, que supera o medo da guerra iminente e dá coragem para lutar. Portanto, mesmo ciente dos problemas que virão, a jovem escolhe lutar pelo seu povo, e é isso que acompanhamos – algo que adorei.
Aqui temos muita ação, batalhas, cenários belamente descritos, uma protagonista forte e determinada, uma vilã ardilosa, magia sendo desvendada, amizades sendo construídas, um povo maltratado encontrando a luz no fim do túnel, alianças sendo formadas e, principalmente, uma jovem rainha teimosa e justa (quem não é um pouco teimosa que atire a primeiro pedra, não é mesmo?). Foi impossível não se deixar levar pela trama, pelas teias políticas formadas ao decorrer da leitura e por essa protagonista tão cativante. No geral, a obra é uma belíssima introdução para uma história que promete surpreender mais a cada novo livro, e que além de recomendar muito, não vejo a hora de poder continuar lendo. Quem gosta de tramas medievais, ou de aventuras cheias de mistério, com certeza irá se surpreender com a história de Kelsea.
• Sobre a Série •

A Rainha de Tearling é o primeiro volume da trilogia de mesmo nome. E, até o momento, não há previsão para o lançamento do segundo volume aqui no Brasil.
Beijos,




Participe Aqui

Comentários via Facebook

16 comentários:

  1. Oi Mayara!
    Eu já li algumas histórias mediáveis, até os clássicos com esse pano de fundo, então sei mais ou menos como deve ser a história.
    Adorei as qualidade da personagem Kelsea, pela determinação dela e coragem.
    Achei super lindas essas capas *-* A cor está maravilhosa!
    Bateu a vontade de ler a história ^-^

    ResponderExcluir
  2. Mayara!
    Minha maior surpresa foi descobrir que o livro não é um romance, porque pelo título dele, achava que era mais um romance delicioso de época.
    E fiquei até feliz em ver que é um enredo medieval, cheio de tramóias, luta pelo reino e algo até mais obscuro.
    Gostaria de ler.
    “Será que você vai saber o quanto penso em você com o meu coração?” (Renato Russo)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Mayara, quem me conhece sabe que amo histórias que tenham pelo menos uma pitada de magia, mas nunca li uma história medieval, acho que tudo tem uma primeira vez né?
    Achei a premissa dessa trilogia super interessante, quero muito ler, uma pena que os três livros não foram todos lançados no Brasil, mas se eu tiver muito curiosa vou partir pros livros em ingles mesmo rs
    Otima resenha :)

    ResponderExcluir
  4. Oi Mayara! Adorei a resenha!
    Estou muito curiosa para ler este livro! Adorei a capa e a premissa.
    Não costumo ler histórias com temática medieval, mas A Rainha de Tearling me deixou com expectativas altas para me aventurar por esse gênero. Parece ser uma história muito envolvente.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Mayara,
    Fiquei bem interessada nesse livro quando vi o lançamento, pois adoro uma trama intrigante com muitos mistérios, reviravoltas e, principalmente, AMO um cenário medieval.
    Gostei da protagoniza, a Kelsey pelo jeito tem uma personalidade bem forte e marcante.
    No entanto, vou aguardar as sequencias para começar a ler, já que ainda não há previsão para o lançamento do segundo volume.
    As capas originais são maravilhosas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Tô doida pra ler, não parece girar só em torno de um romance.
    A capa do Brasil é bonita, mas essas são lindas.

    ResponderExcluir
  7. Oi, May
    Nossa, esse livro parece ótimo. Eu gosto muito também de tramas medievais, e uma pitada de aventura. E acho que essa protagonista também ia me conquistar.
    O que a gente faz quando quer ler um livro, mas não quer começar outra série? haha
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante a história desse livro e saber que a Emma Watson pode interpretar a protagonista no cinema dá ainda mais vontade de ler!!

    ResponderExcluir
  9. Eu não sabia dessas informações iniciais de que vai virar filme e ainda mais com a Emma como protagonista, então isso fez aumentar bastante a vontade de ler, já que todos elogiam essa história, mesmo não sendo muito o estilo das minhas leituras.
    É bom que seja uma trilogia, assim imagino que a história, no final, se mostre completa e agrade muito os leitores. Confesso que cada vez mais fico curiosa com esse livro ;)

    ResponderExcluir
  10. Bom,até que gosto de livros medievais, esse não chamou muito minha atenção, o que não deixa de ser uma exelente història e nada que impeça que eu leia futuramente.

    ResponderExcluir
  11. Confesso que esse livro não me empolgou muito por ser uma história medieval, não simpatizo muito com esse tipo de leitura. Prometo que mais pra frente vou tentar!
    Mas tudo o que vi até agora foram resenhas positivas e esse post me fez perceber que parece ser uma boa história pra quem curte o gênero!

    ResponderExcluir
  12. Olá Pah,
    Já tinha lido algumas resenhas sobre esse livro e me encantei pela historia. E uma trama que se passa em época medieval, onde a pequena personagem tem que ser uma rainha e ela tem uma personalidade unica, onde que cativa a todos e também nós leitores, e também fiquei me perguntando se haverá romance nesse livro porque vejo que é bem diferente a historia.

    ResponderExcluir
  13. Confesso que pela capa e pelo título, achei que o livro era um romance histórico e que bom estar enganada.

    ResponderExcluir
  14. Claro que eu vou adicionar este na minha lista, amo histórias medievais! Obrigada pela indicação!

    ResponderExcluir
  15. Não fiz muitas leituras de histórias medievais, mas achei esse livro bem interessante pelo que você escreveu! O problema é que muitas vezes demora um pouco até publicarem a trilogia inteira, né? hehe

    ResponderExcluir
  16. Olá adorei conhecer um pouco mais sobre este livro, ele é incrível, e mesmo tendo visto ele por pesquisas na internet não imaginava do que se tratava, um história maravilhosa que estou louca para ler e me aprofundar mais, adorei seu blog, as fotos e já vi alguns de seus vídeos adoro seu trabalho beijos!

    ResponderExcluir

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir