Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail


Marianne Daventry fará qualquer coisa para escapar do tédio de Bath e das atenções amorosas de um pretendente indesejado. Então, quando chega um convite de sua irmã gêmea, Cecily, para se juntar a ela em uma enorme casa de campo, ela agarra a chance na hora. Pensando que vai poder relaxar e desfrutar de seu amado interior inglês enquanto sua irmã tenta fisgar o belo herdeiro de Edenbrooke, Marianne descobre que até mesmo os melhores planos dão errado. De um aterrorizante encontro com um salteador a um aparentemente inofensivo flerte, a jovem se encontra envolvida em uma aventura inesperada e cheia de romance e intrigas, suficientes para manter sua mente agitada. Ela será capaz de controlar seu coração traidor, ou um estranho misterioso irá arrebatá-lo? O destino estava pensando em algo diferente de um verão relaxante quando mandou Marianne para Edenbrooke.
Romance de Época Universo dos Livros • 304 Páginas Classificação: 5/5
Skoob Compre: SaraivaAmazon
Que livro mais fofo e encantador! Já sabia que ia adorar essa história, mas não fazia a menor ideia de que ia amá-la tanto. Aqui temos um romance de época divertido, romântico, com uma mensagem sobre aceitação incrível e, o melhor de tudo, com uma narrativa leve e jovem. Amo histórias de época com uma pitada de sensualidade, mas também amo quando encontro livros como Edenbrooke, que exaltam o amor que nasce da troca de olhares, sorrisos e longas conversas. 


Marianne se sente sufocada na propriedade da avó em Bath. O lugar é lindo e bem situado, mas está longe de ser o que ela precisa: verde, natural e cheio de prados nos quais ela possa girar e explorar. Por isso, quando recebe o convite da irmã gêmea para conhecer Edenbrooke – uma propriedade de campo conhecida por sua beleza natural – a jovem não pensa duas vezes antes de aceitar o convite. O problema é que a viagem não vai sair como o planejado: acidentes, tentativas de morte, rapazes galanteadores e charmosos e completamente irritantes, e uma sensação constante de não ser suficiente. Marianne precisa ser uma dama, não deve correr pelos prados, precisa ser tão linda e sociável como a irmã, e deve lidar com a rejeição de todos que ama. Órfã de mãe, abandonada pelo pai (que fugiu para a França depois da morte da esposa) e separada da irmã gêmea, tudo o que ela quer é se sentir amada exatamente por quem é. E, graças aos céus, os desafios que enfrentará em Edenbrooke mostrarão que a jovem não está sozinha e que, talvez, esteja na hora de desejar coisas novas e aprender a amar a si mesma – até mesmo antes de esperar que a amem.

Marianne é demais; jovem, sincera e inteligente, é muito fácil se ver nos dilemas que ela enfrenta. Além da solidão, ela precisa lidar com a cobrança social de ser uma dama e com a constante comparação com a irmã – que é infinitamente mais bonita, mais querida, mais popular e, certamente, mais competente na arte de flertar, dançar e encontrar bons partidos. Marianne vive se comparando, mas quando chega em Edenbrooke vai ser incitada a parar de pensar em tudo o que não é – e não quer ser – para descobrir o que o seu coração anseia. A mensagem de autoestima e amadurecimento desse livro é maravilhosa. Nós vemos a personagem crescendo, aprendendo, recuperando o amor próprio e se deixando florescer. É lindo acompanhar esse processo, da mesma forma que é encorajador. Todos nós passamos por fases de cobrança e dúvida – muitas vezes impostas por nós mesmos – e nesses momentos precisamos ouvir que somos perfeitos exatamente como somos. Marianne vai encontrar em uma propriedade, e nos moradores dela, a força para lutar por si mesma. E, nossa, eu amei muito isso.
Outra coisa linda nesse livro é o romance. QUE PERSONAGENS MAIS FOFOS! Tem vários segredos, mistérios, e encontros e desencontros por trás desses dois, mas o que mais encanta e surpreende é a amizade que os une. Eles conversam sobre tudo, desnudando suas mentes, e seus corações, um para o outro. A cada página nos apaixonamos por esses dois e pela ideia deles ficarem juntos, simplesmente porque sentimos que eles são feitos um para o outro. Fora que tudo se resume a boas conversas, flertes inocentes, apertos de mão e um amor que nasce dia após dia. Tudo tão lindo, jovem, sincero e contagiante. A sensação é de se apaixonar pela primeira vez e de sentir aquele frio na barriga tão gostoso. 
O final da trama tem algumas revelações familiares bem bonitas e emocionantes, mas nada chega perto do peso da mensagem passada pela autora. Marianne cresceu, aprendeu e tornou-se dona de si mesma. Ela deixa no leitor aquela força que precisamos para acreditar em nós mesmos e nos nossos sonhos. Amei demais essa jovem, o amor que ela vive e seu amadurecimento. 
Mais um romance de época para a lista de favoritos! Leiam, tenho certeza que vão amar tanto quanto eu.

Beijos


Comentários via Facebook

8 comentários:

  1. Amei sua resenha, Paola!!! Vou comprar assim que terminar de ler a saga de Corte de espinhos e rosas 😍😍😍😍😍😍

    ResponderExcluir
  2. Heloise Oliveira24 de maio de 2018 19:53

    Olá Paola, tem pouco tempo que a acompanho e tenho gostado muito, principalmente de suas indicações. Após ler esta indicação já encomendei o meu . Estou lendo também a série dos Bridgertons e amando muito. Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AH, fico tão feliz! Depois me conta se gostou, viu? ♥

      Excluir
  3. Aaamo esse livro! Eu fiquei muito frustrada quando fui ler o outro da autora (li até em espanhol porque não tava achando em português kkk) e não encontrei um livro da mesma qualidade que o primeiro. Esse é simplesmente perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual outro dela você leu? É de época também? Fiquei curiosa! hahahaha

      Excluir
  4. Oi Pah! Como estava com saudade de ler uma resenha sua assim, tão fofa, já senti aquele “quentinha no coração” como você sempre fala! Já estou apaixonada só pelo seu ponto de vista, imagina quando ler kkk
    Continue escrevendo essas resenhas maravilhosas, amo acompanhar tudo!
    Beijooos ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu morrendo de vontade de escrevê-las, Gabi! Semana passada escrevi três, fiquei tão feliz ♥

      Beijos, sua lindona

      Excluir

Resenhas

© Livros e Fuxicos • Por Paola Aleksandra – Desenvolvimento com por Subir