Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

Era uma vez um notório visconde Dare, que seduziu lady Georgiana Halley e tomou sua inocência para ganhar uma aposta, e agora ele vai ter que pagar. O plano é simples: ela vai usar cada artifício de conquista que conhece para ganhar o coração de Dare, e então quebrá-lo. Mas o olhar do visconde tenta Georgiana a se entregar ao prazer mais uma vez, e quando ele a surpreende com um pedido de casamento, ela se pergunta: esse é mais um de seus jogos, ou dessa vez é amor verdadeiro?
Romance de Época Editora Harlequin • 288 Páginas 
Classificação: 5/5  • Skoob • Compre: SaraivaAmazon
Sabe aquele livro que surpreende do começo ao fim? Adoro a escrita da Suzanne, mas esse livro me pegou de jeito – tem reencontro, personagens que brigam e trocam farpas há anos, tem confusão e perdão, e um casal que encanta logo nas primeiras páginas. A narrativa é uma delícia, o romance maravilhoso, e a mensagem final é fofa ao ponto de deixar um quentinho no coração. Fazia tempo que não lia um romance de época tão gostoso, divertido e emocionante.



Lady Georgie e Tristan Carroway, o visconde Dare, possuem uma história que perdura há anos. Ele seduz jovens debutantes, macula a reputação delas e fica cada vez mais popular dentro da sociedade Londrina. E Georgie, que um dia foi vítima desse homem, está convencida de que ele precisa de uma lição. E é aí que o livro ganha vida, ela e as amigas criam uma lista de lições que todos os cavalheiros libertinos precisam aprender e, a primeira vítima – escolhida obviamente por Georgie – é Tristan. Em um jogo perigoso de sedução, Georgiana resolve se aproximar do visconde aos poucos, na intenção de fazê-lo se apaixonar por ela só para pisotear o coração do cavalheiro. O problema é que Tristan é encantador e ele também tem uma história para contar, algo que Georgie não imagina e pode colocar todo o seu plano, e principalmente seu coração, em risco. 
Amei Tristan e Georgie logo de cara. É perceptível para o leitor que um mal entendido os separou, mas ainda assim é surpreendente vê-los se reaproximando e, aos poucos, desenterrando e perdoando os erros do passado. A intenção de Georgie é fazer Tristan sofrer, mas o convívio diário vai revelar quem ele realmente é – um homem bem diferente do cavalheiro imoral que a sociedade criou. A autora trabalha bem com reputação, erros e recomeços, e traz um casal que, por já se conhecer desde muito jovem, briga e conversa como poucos. Adoro personagens que falam sobre dores e ressentimentos, e esses dois fazem muito isso: abrem seus corações, revelam seus medos, pedem desculpas e tentam encontrar maneiras de recomeçar. De uma maneira óbvia a vingança perde lugar para os desejos do coração, mas nem por isso deixamos de desejar que Georgiana receba o que merece de Tristan. Ele vai pagar por seus erros, sofrerá para reconquistar a confiança de sua amada, contará sua versão dos fatos e, no final, os dois serão recompensados. 
Outra coisa bacana do livro é a história por trás do Tristan. Sua família, bem ativa na trama, deixa o romance mais divertido, cheio de artimanhas, e mostra um pouco mais de quem esse homem realmente é. Além do toque familiar, a autora também usou o personagem masculino para falar de um tema comum à época: a decadência financeira dos lordes. Tristan tem propriedades e nome, mas graças ao pai e sua administração falha, não tem dinheiro algum. Ele precisa de uma mulher com dote para reerguer o nome da família e sofre a pressão de casar por necessidade, e não amor. Mas mais que isso, ele faz contas, trabalha e tenta encontrar maneiras de se sustentar. Adorei esse lado dele, tão sincero e focado.
Em suma, o livro é lindo e emocionante. Sério, Tristan e Georgie são tão apaixonantes! A narrativa também é fluida, surpreendente, romântica e sensual – a Suzanne é conhecida por seus livros apimentados e aqui vemos esse lado da autora, sempre misturado com um romance bonito que toca nossos corações. A verdade é que amei cada detalhe dessa obra; ela falou comigo desde a primeira linha e, quando terminei a leitura, finalizei com o seguinte pensamento: ai como eu queria ter escrito esse livro. O que mais gosto em romances de época a gente encontra aqui. Então só posso dizer: leiam, vale muito a pena! 
Sobre a Série

Como se vingar de um Cretino é o primeiro volume da trilogia Lessonsin Love. Cada livro narra a história de um casal diferente (e possuí início, meio e fim), mas estão interligados pelo fato das protagonistas serem grandes amigas. No Brasil, por enquanto, a penas o primeiro volume foi lançado.


Beijos


Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Resenhas

© Livros e Fuxicos • Por Paola Aleksandra – Desenvolvimento com por Subir