setembro 08, 2012

[Resenha] Uma Princesa em Meu Lugar – Paula Ottoni

Sinopse: Clara Martins está cansada de sua vida. Faculdade, trabalhos,
correria do dia-a-dia, transporte público, televisão, comida congelada… O que
ela não esperava é que seu desejo de viver em outro mundo fosse, de uma forma
estranha, virar realidade. Quando a Princesa Sofia, do reino de Charmelyn,
aparece na sala de estar de Clara, atravessando o quadro centenário que seria o
presente de aniversário de sua avó, tem início uma troca. Sofia fica no lugar
de Clara e esta no lugar da princesa. Agora ela precisa viver no castelo; uma
nova vida em outro tempo. Sofia assume sua vida e seus problemas. Tudo até que
a passagem resolva se abrir e a troca possa ser desfeita. Entre proibições de
ver os amigos camponeses, um baile para dançar com pretendentes a noivo, uma madrasta
má e a paixão por um plebeu, Clara vai descobrir como é viver como uma garota
das histórias de época, mas talvez nem tudo seja um conto de fadas…
324
páginas || Editora Bookess
|| Skoob|| Blog da autora || 1º Capítulo ||
Compre AQUI
“Nos contos havia sim os monstros, mas eles eram apenas
velhinhas com maçãs, ou seres míticos. O mais assustador da vida real é que os
vilões são tão humanos quanto nós…” 
Uma princesa em meu
lugar
é um livro leve e jovem, que como o próprio nome diz remete
a um mundo de encanto no melhor estilo dos “contos de fadas”. Por esse motivo a
história pode ser comparada com os filmes de princesa da Disney, com romance,
aventura, ação e certa pitada de mistério. Não posso negar que tais elementos
são um tanto quanto clichês e previsíveis: Madrastas
más, príncipes encantados, reinos mágicos e até mesmo canções de amor
;
contudo, como bem sabemos, tais fatos são gostosos de ler e dão ao livro um ar
de romance bucólico contagiante.

A narrativa gira em torno de duas jovens: Clara, que em seu
primeiro ano na faculdade de jornalismo já possui uma opinião crítica a
respeito de nossa sociedade, estando assim cansada do mundo atual, do egoísmo
da população, da falta de romance e
príncipes
encantados
, e que exatamente por isso não se conforma com a época que vive;
e Sofia, princesa de um reino distante, que vive em outro século, com outros
costumes, os quais a sufocam e reprimem seu lado aventureiro e feminista e que
por isso não aceita a vida que leva, na qual a cultura econômica separa e
define a população segundo sua classe social e a faz viver conforme as
convenções sociais da época e predeterminações de seu pai. Unidas pelo acaso,
tais jovens mergulham em uma aventura repleta de mistério e magia, na qual
encontrarão muito mais do que uma simples mudança de vida.

Como já disse a história é como um bom filme de princesas, a
todo estante, durante a leitura, não parava de imaginar a narrativa ganhando
vida em um longa-metragem e por esse motivo logo me envolvi com a trama. As
protagonistas são como qualquer jovem de dezessete anos, movidas por planos,
anseios, sonhos e medos, em alguns momentos elas parecem ser mais jovens do que
a narrativa retrata, contudo atribuí isso a personalidade inconstante delas,
que como a de qualquer garota em tais condições está em fase de amadurecimento,
fato que para mim, é o ponto central do livro, o foco está na experiência
dessas garotas, na luta diária para a realização de seus sonhos.
Sendo assim a trama é digna de elogios por retratar de uma
maneira leve e divertida os dilemas que envolvem os jovens, e vale ressaltar
que a história tem uma moral muito bonita, que transparece com o amadurecimento
das protagonistas. Contudo, por esse motivo, o foco não está no romance como o
livro dá a entender (Afinal, ele é um
conto de fadas não é mesmo?
), mas sim na luta interna de Sofia e Clara, nas
dificuldades do dia a dia que elas precisam enfrentar para encontrar o que o
coração delas realmente anseia. E aqui, temos um ponto que pode ser ou não
positivo, ao mesmo tempo em que a autora foge do “felizes para sempre”, o que eu particularmente gostei, ela
apresenta no decorrer da obra um romance para o leitor se apoiar, narrando
sentimentos intensos, mas não os tornando nítidos na história, é como se ela
descrevesse o mar, mas não nos desse a possibilidade de visualizá-lo em sua
grandeza e eu senti falta disso, de vivenciar
as emoções narradas, mesmo que tais sentimentos não fossem o foco principal da
trama.
Com relação a escrita da autora digo que me surpreendi, simples
e fluída ela prende o leitor, deixando-nos curiosos diante das oscilações
constantes de ponto de vista que variam de Clara para Sofia, é bom mergulhar em
dois mundos distintos, em duas histórias paralelas que estão interligadas por
diversos segredos. Apenas esperava um pouco mais de palavreado coloquial quando
voltávamos no tempo e no reino de Sofia, entretanto talvez isso esteja
relacionado com meu gosto especial para leituras históricas e meu “costume” com
os termos literários comumente utilizados em narrativas desse gênero.
Sendo assim, no geral, apreciei a leitura e indico o livro a
todos que gostam de “contos de fadas” modernos. Parabenizo a autora por seu
trabalho e espero ler outros livros dela, não tenho dúvidas de seu “dom” para a
escrita e tenho certeza que seus trabalhos futuros só irão melhorar com o
decorrer do tempo, comprove isso vendo mais sobre “A destinada”, próximo
lançamento da autora:


confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

10 Comentários

  • Kamylla Cavalcanti
    04 outubro, 2012

    eu amooo conto de fadas s2, mesmo sendo tão comuns! me encanto com uma boa história clichê

  • Paula Ottoni
    09 setembro, 2012

    Que lindo, Pah! Amei sua resenha, estou muito feliz pelo modo como o livro "entrou" em você! haha Amei as descrições e as interpretações, obrigada! Espero que goste ainda mais de "A Destinada", quando puder lê-lo! *-*

    Beijos,
    Paula
    http://www.paulaottoni.com
    http://www.adestinada.com

  • Samantha M.
    09 setembro, 2012

    Olá!!

    Esse livro parece ser daqueles super rápidos e envolventes!
    Embora a estória seja aquele clichê básico, mas, como você mesmo disse, a autora conduziu bem a trama, então creio que vale a pena apostar na leitura! *o*

    Fiquei super curiosa para ler esse livro!

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br/

  • Anônimo
    09 setembro, 2012

    Não imaginava que era bom assim o livro. Claro que não espero algo espetacular, mas a história é muito boa. Eu tenho o marcador desse livro e ele sempre me chamou atenção, acredito que é pelo fato da história poder me conquistar. 🙂

  • Ana Ferreira
    09 setembro, 2012

    Pah, esse livro parece carregar aquela fórmula dos contos de fadas, como você mesma citou em sua resenha, da qual nós constantemente nos queixamos, mas nunca deixamos de gostar.
    Acho que dentro de qualquer mulher, independetemente da idade, prevalece aquela fantasia da princesa e do príncipe no cavalo branco. hahaha
    Não gosto muito quando personagens jovens são mostradas como imaturas ou meio bobinhas, ainda mais por elas terem a minha idade, mas o livro deve ser fofo mesmo.
    Gostei da resenha =)
    Beijoo!

  • Pati Peña
    09 setembro, 2012

    Olá Pah!
    Parece ser um livro muito gostoso! É incrível como temos autores brasileiros de qualidade, a cada dia me surpreendo mais e mais com a bela escrita destes, esperemos que as editoras deem mais atenção aos talentos nacionais e comecem a publicar os seus trabalhos 😉
    Gostei da sua resenha e me interessei pelo livro 😉
    Bjs,
    @PatriciaADavis

  • Irinia Zachello
    09 setembro, 2012

    Oie, tudo bem?

    Desculpe a invasão.

    Estou realizando uma promoção e preciso de participantes rsrsrs 🙂

    São 07 livros e 02 ganhadores.

    Convido você a participar , as regras são simples!

    Desde já agradeço e retribuo, qualquer ajuda que me pedir!

    http://livroseuquerolersempre.blogspot.com.br/2012/09/promocao-encha-sua-estante-2.html

    Irinia Zachello

  • Aione Simoes
    Aione Simoes
    09 setembro, 2012

    Oi gêmea!
    Esse livro é super fofo mesmo, eu adorei também!
    Como você, senti falta de um palavreado mais coloquial nas cenas do passado, mas, de um modo geral, a Paula está de parabéns pelo trabalho dela!
    Em A Destinada, a narrativa fica ainda melhor 🙂
    Beijão!

  • Lindsay
    08 setembro, 2012

    Oi Pah,

    Que fofo esse livro! Adorei a resenha, pois apesar de não ser muito fã de contos de fadas, sou fã de uma boa escrita e a sua é cativante! Valoriza muito os livros resenhados e os autores, o que nos deixa com muita curiosidade em conhecer os personagens e a trama em si.
    Parabéns!

  • Kamila Mendes
    08 setembro, 2012

    Pah, amei a resenha e seu olhar crítico…tenho quedizer que me apaixonei pela forma como você escreve…ahhhh amei a resenha e estou ansiosa pra ler o livro, a capa não me atraiu muito, mas a sua resenha me deu uma boa ideia do que esta neste livro…gostei muito

    http://pingentesdeilusao.blogspot.com