[Fuxico] Leitora ou compradora compulsiva de livros?


“Era uma vez uma estante abarrotada de livros e uma mocinha, que mesmo sem ter tempo para lê-los, não se contentava com sua coleção e almejava mais, sempre mais livros”. 
É fato que todo leitor, em um determinado momento de sua vida, se depara com a realidade de que compra livros com uma frequência muito maior do que os lê. O que não quer dizer que compramos nossos amados livros com uma intenção velada de não lê-los, muito pelo contrário, contudo mesmo quando mantemos uma enorme pilha de livros ainda não lidos, queremos sempre comprar livros novos. Nunca, e isso é fato, estamos satisfeitos com a quantidade de livros que temos, e exatamente por isso acabamos com pilhas e pilhas de livros para ler, e considerando o tempo reduzido que nós (boa parte, pelo menos) possuímos para se dedicar a leitura, o resultado só poderia ser um ritmo de leitura inferior ao de compra.
Refletindo sobre a atual situação da minha estante (abarrotada de livros que ainda não li) me dei conta de que possuo livros para ler que foram comprados dois anos atrás. Livros que no ato da compra pareciam minha prioridade de leitura, mas com o tempo perderam o encanto e a vez na minha fila de leitura. Entretanto, todos eles possuem um significado para mim e por isso, não consigo me desfazer deles. Talvez eu só consiga lê-los daqui mais dois anos, quem sabe, no entanto a lembrança da compra, o motivo que me levou a comprá-los é sempre nítido em minha memória, me ligando a essas obras e as tornando parte de mim. O problema é que isso não faz sentido, mas quem disse que precisamos encontrar um significado para tudo?
“Eu coleciono livros da mesma forma que minhas amigas compram bolsas de grife. Às vezes, só gosto de saber que os tenho e lê-los de fato não vem ao caso. Não que eu não termine lendo-os todos, um por um. Eu os leio. Mas o mero ato de comprá-los me deixa alegre – o mundo é mais promissor, mais satisfatório. É difícil explicar, mas eu me sinto, de alguma forma, mais otimista. A totalidade do ato simplesmente me faz feliz.” - Ler, Viver e Amar (Jennifer Kaufman e Karen Mack).

Antes me considerava uma leitora compulsiva, eu realmente lia de tudo um pouco, assim como ainda faço hoje em dia, mas pensando no significado do termo em questão, percebi que não sou, no geral, uma leitora compulsiva, eu não escolho minhas leituras influenciada apenas pela magnitude ou “irresistibilidade” de um livro, é claro que esses fatores podem me deixar curiosa a respeito de uma obra, mas não são elementos decisivos para a leitura da mesma, entretanto, isso não ocorre quando o assunto é a compra de livros
Compulsivo: 1. Que compele ou é destinado a compelir; 2. Que não se consegue conter ou a que não se consegue resistir. (Fonte).
Para comprar um determinado livro não sigo nenhuma regra. Tem promoção? Estou dentro; O livro só está recebendo elogios pelo mundo todo? Vou ter que comprar; O livro divide opiniões? Quero ler para saber o que vou achar; É da minha autora preferida? Então lógico que vou comprar; Tem uma capa linda? Cara, como resistir a uma capa bonita? Como deixei claro, eu simplesmente me deixo levar pelo momento, compro mesmo, algumas vezes pesquiso sobre a obra antes de pagar por ela, outras não, tudo depende do meu estado de espírito, e sabe por quê? Porque eu AMO comprar livros novos, ou seja, com certeza sou uma compradora compulsiva de livros.
Minha mãe fica louca com minhas constantes compras de livros e vive me dizendo que em um futuro próximo vou ter que vestir meus livros (Que isso mãe!), meu namorado quase não acredita quando compro livros novos, ele sempre pergunta “-Mas você já leu os últimos que comprou?” (Ops amor, eu juro que vou ler, só não sei quando), minha irmã já não sabe como ainda consigo pagar minhas contas e meu pai acha que a qualquer momento minha estante vai cair com o peso de tantos livros (Por isso preciso de uma estante nova, pai!). E o que eu acho de tudo isso? Acho lindo! Nada se compara ao prazer de comprar um livro, de guardá-lo em sua estante, de sentir o aroma de livro novo. Não adianta, isso me deixa feliz, eu sei que vou demorar para lê-los, e isso me aflige, mas não tê-los seria bem pior.
"Não havia nada melhor do que o delicioso aroma de um livro novo, tocar as capas e folhear um livro cujas páginas nunca tinham, possivelmente, sido tocadas antes. E, se era estranho sentir-se daquela maneira, bem, ela não se importava. Algumas pessoas eram obcecadas por sapatos e os amavam com paixão. Sapatos eram legais, mas você não pode ficar acordado a noite toda lendo um, pode?" - Uma proposta Irrecusável (Jill Mansell).
No geral, simplesmente não resisto a um livro novo, se tenho dinheiro, se posso gastar (ou até quando não posso), eu realmente vou querer comprar livros novos. Isso se tornou uma terapia, uma atividade que vai além do prazer, pois gera sensações distintas, únicas, inexplicáveis. Comprar um livro novo é um mistério, uma aposta, o livro pode se tornar uma das suas paixões, pode te apresentar uma aventura única, te fazer refletir, amadurecer, ou pode apenas te divertir e entreter, assim, vou sempre apostar nos livros, ou seja, vou sempre comprá-los, o leque de emoções relacionado com as infinitas possibilidades que eles representam é suficiente para me manter compulsiva no momento da compra, eu simplesmente me deixo levar e sinceramente, não me incomodo nenhum pouco com isso.  Assumo, sou compradora compulsiva de livros! Mas me diz, tem vício melhor que esse?

16 comentários:

  1. adoro comprar livros, mesmo não tendo a intenção de ler eles logo! :(
    enquanto minhas amigas se preocupam em comprar roupas, sapatos e bolsas de marcas famosas e caras, eu prefiro gastar meu dinheirinho com livros *-*
    se vejo muita resenha boa de tal livro na blogosfera, eu vou e compro! promoção na submarino de livros por 9,90? to deeeeeentro! *-*
    ADOREI o post *-* :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é. eu tenho estado feliz, porque esse mês eu nao deveria comprar nada (mas eu comrei, droga!) Ainda assim, não teve nenhuma grande promoção o que me fez não cair na tentação de entupir a cesta de livros

      liliescreve.blogspot.com

      Excluir
  2. Esses tempos eu googlei grupos de ajuda pra compradores compulsivos de livros. Juro! Não achei nenhum grupo de ajuda, mas achei pela internet a melhor definição possível do porquê isso acontece: pq quando a gente compra o livro, entra naquela dimensão mágica onde não temos nada que fazer na vida, não há internet nem lugares pra ir, onde a única obrigação que temos na vida é pegar os benditos livros, deitar numa graminha ensolarada e ler forever. Aí a gente chega em casa com os livros novos, feliz da vida, olha pra estante e pensa "ah, é.... ainda não li esses".
    Juro que tem livros - como Sussurro e Desejos dos Mortos - que eu comprei em um frenesi desesperado e por fim estão lá tem alguns meses - e eu nem lembrava que os tinha quando fiz minha última compra.
    E o negócio das promoções tb me ferra - como posso rejeitar um livro que sai por 30% do preço as vezes?

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho esse problema, e preciso me tratar! Participo de sorteios e sempre que vejo um livro muito mais barato que o preço original eu compro, mesmo que não queira ler! Estou com uma pilha de livros aqui e espero que ela aumente

    ResponderExcluir
  4. Hoje eu resenhei Becky Bloom e eu ficava refletindo sobre compras enquanto lia. Livros são um dos artigos de compra compulsiva mais terríveis apra mim. Porque eu tenho a desculpa para mim mesma de que eles não são dinheiro jogado fora. São investimento em cultura, no meu trabalho, no meu lazer e não vão se perder (a não ser que a casa pegue fogo).

    Isso é um problema como qualquer compulsão. Os livros de literatura eu me sinto um pouco menos culpada porque acabo lendo mesmo, uma hora (o triste é quando compro um livro que já li num preço ótimo e quero ler de novo porque agora é meu, e passo anos com ele pendurado).
    O chato é que eu compro muitos livros de divulgação científica porque estão com preços ótimos e acho que FINALMENTE vou investir no trabalho. Só que eu levo anos para ler e eles se acumulam, e quando eu olho para vários começados e vários intocados me sinto muito, muito, mas MUITO culpada por ter voltado a comprar sem ter terminado ao menos 2.

    Só que agora estou mais comedida. Faz uns 8 meses que eu não comrpo nada do gênero. E evito os pontos de venda.
    (isso faz com que eu tenha despejado inúmeros reais em outros tipos de livros. O que me deixa SUPERfeliz. Porque eles costumam ficar menos tempo na estante para serem lidos)

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. respondendo sua pergunta, Pah, Não...não tem vicio melhor que esse...essa sua frase me define: "No geral, simplesmente não resisto a um livro novo, se tenho dinheiro, se posso gastar (ou até quando não posso), eu realmente vou querer comprar livros novos. Isso se tornou uma terapia, uma atividade que vai além do prazer, pois gera sensações distintas, únicas, inexplicáveis."

    ResponderExcluir
  6. Eu também assumo que sou uma leitora e compradora compulsiva, é um vicio maravilhoso e não pretendo me curar nunca! Tenho uns 130 ou mais livros que ainda não li e não paro de comprar, compro 10 livros por mês, é pouco, se sobra-se mais dinheiro compraria bem mais hehehe, faz tempo que fiquei sem cartão, e tudo isso porque não me controlei e extrapolei nas compras, de livros kkkk. Só de pensar em livros e na minha lista de futuras aquisições, fico arrepiada, sou doente com orgulho ;)
    Bjs,
    @PatriciaADavis

    ResponderExcluir
  7. Oi gêmea!
    Eu adorei o post!
    Eu não acho mais que seja tão compulsiva porque eu tenho conseguido filtrar o que compro. Eu só tenho comprado as coisas que realmente tenho interesse de ler. Tipo, antes se eu só via as pessoas falando bem, eu já comprava (aka: IAN e Instrumentos Mortais). Hoje eu paro e penso: mas qual a chance de EU gostar?
    O que eu compro sem pensar duas vezes são os chick-lits. Por esses eu sou compulsiva. Aliás, sou compulsiva se o assunto é: Kinsella, Cabot, Giffin, Keyes. Se eu não conheço muito bem a autora, fico com um pé atrás.
    Mas eu era bem mais compulsiva. Minha sorte foi ter percebido que vários dos livros que eu comprava assim, eu acabava não curtindo tanto, então tenho filtrado melhor minhas compras!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Oi Pah*
    Eu amei o post e vi que realmente faço parte deste grupo, rsrsr.
    Adoro comprar livros, eu tinha dado uma parada e estava apenas ganhando, agora voltei a comprar, mas estou como a Mi, filtro minhas compras e percebi que eu mais gosto de ler, que eu compro realmente leio são os romances em geral e hot.
    Alguns que eu comprei e ainda não li e já faz um ano, Qual o seu número, Saga Crepúsculo, SiLêncio, 1808 e mais alguns, não é muito, não chega a 10 livros não lidos que comprei, ams estão lá.
    E os últimos que comprei eu devorei, que foi Belo desastre e cinquenta tons de cinza.

    Realmente é um prazer, uma sensação maravilhosa comprar livros, já estou me preparando para a feira do livro que comça dia 26 aqui em POA, mas vou comprar muitos livros nacionais!!

    Bjinhs*

    ResponderExcluir
  9. amei o blogpor favor visite o meu:http://lovemusicandbook.musicblog.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Achei bem legal você colocar o gif do bric de the middle, creio que ele sim é um leitor compulsivo. -rs

    já é um fato a compra acentuada de livros e a diminuição da freqüência de leitura. @.@

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Ultimamente estou no nível de compradora compulsiva,porque comecei a trabalhar mas com o trabalho falar a tempo para ler então es o dilema compra para ter mas ser tempo para ler.

    ResponderExcluir
  12. Vi o seu vídeo e vim ver seu post, mas nem li ainda. Vou voltar depois com tempo pra ler, mas PRECISAVA dizer que você merece todo o meu amor só por ter gif do Brick ali <3

    ResponderExcluir
  13. Nossa, quando li seu post tive a impressão que era eu quem tinha escrito, pois é tudo tão parecido comigo!!
    Realmente não consigo controlar o desejo de possuir um livro novo, é algo mágico, não consigo explicar. Mas sempre que posso faço de tudo pra comprar mesmo sabendo que tenho alguns ainda não lidos em casa,mas poxa, a satisfação de tê - los já é tão boa. E aliás, um dia ainda vou ler todos, eu acho kk

    Beijos!!

    http://adorelivres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Cara, eu estava procurando sobre compulsão por comprar livros, acabei de gastar 600 reais em livros e ainda nem sei como pagar, claramente não os lerei tão cedo, tenho muitos livros não lidos ainda na minha estante.
    Super concordo com o que dissestes.
    O prazer de comprar livros novos é algo que transcende tudo, é uma overdose que te faz mais leve, feliz, como se o mundo estivesse em suas mãos....
    Mas tenho que aprender a me controlar um pouco...

    ResponderExcluir
  15. Eu sou assim também. Compro muito no impulso e no final das contas também acumulo livro ainda lacrado na prateleira que perdem o encanto e nem sei quando vou lê-los.

    ResponderExcluir