dezembro 18, 2012

[Resenha] Adormecida – Anna Sheehan

Rose Fitzroy esteve
dormindo profundamente por décadas. Imersa num sono induzido, esquecida em um
porão por mais de 60 anos, a jovem foi tratada como desaparecida enquanto os
anos sombrios pairavam sobre o mundo. Despertada como por encanto e
descobrindo-se herdeira de uma corporação multimilionária, Rose vai entendendo
pouco a pouco, tudo o que aconteceu em sua ausência. Ela descobre que seus pais
estão mortos. O rapaz por quem era apaixonada não é mais que uma mera
lembrança. A Terra se tornou um lugar estranho e perigoso, especialmente para
ela, que terá de assumir seu lugar à frente dos negócios. Desejando adaptar-se
à nova realidade, Rose só consegue confiar numa única pessoa estranhamente
familiar. Rose até gostaria de deixar o passado para trás, no entanto, ao
pressentir o perigo, percebe que precisa enfrentá-lo – ou não haverá futuro.
Jovem Adulto||272 Páginas || Skoob || Resenha
da 
Kamila
Mendes
|| Classificação: 

“Mas que escolha eu tinha, presa em um mundo que não era meu,
com a minha vida nas mãos de outros? Jantar, falar com uma psicóloga,
preparar-me para as aulas. Fiz tudo o que me disseram pra fazer. Pois era tudo
o que eu podia fazer.”
Quando
comprei adormecida, admito que fui impulsiva. Adquiri o exemplar acreditando
ser uma releitura de ‘A Bela Adormecida’ (conto de fadas imortalizado pela
Disney), entretanto me enganei completamente.
Anna
Sheehan bebe sim da fonte criada pelos irmãos Grimm. O livro conta a história
de Rose Fitzroy, uma adolescente de 16 anos (ou seriam mais de 90 anos? Fica ao
critério do leitor decidir) que passou 60 anos da sua vida em um sono induzido
e é despertada pelo beijo de um do herdeiro de uma das famílias mais influentes
em seu mundo. Mas as semelhanças com o conto de fadas terminam aqui. O livro se
passa no futuro, onde os humanos colonizaram diversos planetas em galáxias
diversas. Tratando-se assim, de uma história gostosinha de ler e, creio eu, ao
mesmo tempo despretensiosa.
A
autora criou uma distopia, que diferente do grande sucesso de Suzanne Collins,
não aborda os esforços de sobrevivência de seus personagens em um mundo pós-apocalíptico.
Não, Anna criou um mundo que teve que se reinventar do zero depois de sofrer um
colapso financeiro, populacional e ambiental, utilizado como plano de fundo
para os conflitos existenciais de sua personagem central.

Rose
dorme por mais de meio século e acorda em um futuro dominado pela empresa de
seus pais, onde ninguém sabe de sua existência. Todos que ela conhecia morreram,
e seus guardiões não sabem explicar porque a menina foi mantida tanto tempo em estase
(sono induzido através de substâncias químicas inaladas em uma cápsula).
No
geral o livro trata do amadurecimento da personagem. Rose começa sendo uma
criatura frágil, indecisa, incapaz de tomar qualquer decisão, submissa aos pais
que a “esqueceram” dormindo. E com o
decorrer da narrativa ela é obrigada a encarar os Tempos Sombrios, período em
que a Terra entrou em colapso, e assim descobrir como aqueles que a amavam morreram.
Mesmo
com seus tutores, a garota se vê sozinha, forçada a lidar com seus sentimentos
de perda e luto por um namorado esquecido no passado, uma carreira abandonada
em nome da preservação da aparência social dos pais, a morte de seus pais e a
indiferença de seus guardiões, além de um assassino que tenta destruir a
personagem custe o que custar.
Algumas
vezes, e essa é a reclamação de muitos leitores, a autora foi superficial ao
tentar descrever demasiadas situações e conflitos que poderiam ser deixados de
lado. Em alguns momentos encontrei diálogos completamente descartáveis, mas
mesmo assim, me apaixonei pelas relações construídas pela personagem com passar
do tempo.
Adormecida
tem um desfecho inesperado, que admito ter me feito experimentar um misto de
raiva, perplexidade e aquele estado de estupor que domina você quando terminamos
de ler algo lindo (até mesmo fofo). Assim sendo, dou quatro estrelas para o
livro, que escorregou apenas na ausência de profundidade das relações descritas
(já que é um livro que se propõe a tratar a construção dos relacionamentos
humanos). Mas parabenizo a autora por não ter caído na mesmice de um mundo
pós-apocalíptico e sufocante, que criou um romance lindo no meio do caos, e
parabéns também a equipe editorial que primou pela tradução: um livro bonito,
bem diagramado, bem traduzido e de fácil leitura.
Quotes:
“Eu não terminei frequentando Bela Adormecida. Como em um conto de fadas, que está
repleto de dificuldades inerentes. Afinal, o mundo não para só porque uma
pessoa está dormindo.”
Capas
pelo mundo:

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

15 Comentários

  • Books
    19 junho, 2016

    Ola gente, venham dar uma olhada no meu novo Blogger http://apenasbooks.blogspot.com.br , eu comecei agora e preciso de um pouco da ajuda de vocês, espero que gostem.

  • Vitoria Mesquita
    18 dezembro, 2015

    E a continuação? Alguém sabe se a editora vai traduzir e lançar?

  • Unknown
    18 dezembro, 2015

    E a continuação? Alguém sabe se a editora vai lançar?

  • jayane
    23 dezembro, 2012

    Já li varias resenhas desse livro e todas me convenceram a ler,não e por nada não mais a capa brasileira e a mais linda de todas.

  • Lili
    20 dezembro, 2012

    Kamilla, eu já vi outras resenhas desse livro e é um exemplar que tenho vontade de conhecer. Eu já sei o que não esperar, assim espero me decepcionar menos.
    Mas ainda meu desejo não é tão louco.

    liliescreve.blogspot.com

  • Mirelle Candeloro
    20 dezembro, 2012

    Várias vezes já me peguei com esse livro na mão para comprar, mas no fim acabo trocando por outro. Acho a história interessante mas ainda não tive aquele "ímpeto" pra lê-lo.
    Bjs e parabéns pela resenha :o)

  • ✿Nessa✿
    19 dezembro, 2012

    Oi kamila!

    Eu estou mega curiosa para ler este livro. tenho visto ele na vitrine de uma livraria, e desde entao estou curiosa. nesta mesma eu sempre via o livro O diário da mariposa, e acabei comprando ontem.
    Gostei da sua resenha, mas confesso que que o livro não era o que eu esperava, não imagina ele distópico, mas sim contos de fadas, como o p´roprio título nos diz.

    Bjinhs meninas!! Pah e Kamila
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

  • Patricia Santoni
    18 dezembro, 2012

    Gostei muito do seu blog , vc faz otimas resenhas viiu , está de parabens…

    da uma passadinha no meu blog tbm http://makebysantoni.blogspot.com.br/

    Beijooos

  • Karina B.
    18 dezembro, 2012

    Oi!
    Eu acho que não é muito o estilo de livro que eu gosto de ler, mas… eu achei o tema interessante e a capa do livro é linda =)

    Ótima resenha!
    Bjs.

  • Tyele
    18 dezembro, 2012

    Não creio.. até antes de ler sua resenha eu acreditava que o livro narrava uma nova versão de A Bela Adormecida.. kkkk
    Adorei sua resenha e o blog, não conhecia.
    A capa é linda demais e quem sabe mais pra frente eu não consiga comprá-lo!
    Beijos
    http://tyelehopes.blogspot.com.br/

  • Carolina Hermanas
    18 dezembro, 2012

    Eu gostei do livro.Bem interessante *O*.Gostei.Uma temática bem clichê,mas com a história distorcida dum jeito bem legal (:

    Beeeijos!
    http://carolliteraria.blogspot.com.br/

    🙂

  • Maria Izabella Souza de Lima
    18 dezembro, 2012

    Oi
    a resenha ficou excelente,você tem razao sobre a capa.
    Mas ainda não li o livro ele deve ser msmu interessante.
    Bjs

  • Mariane.BP
    18 dezembro, 2012

    Oie!
    A resenha ficou ótima!
    Eu vi o livro e pensei a mesma coisa também!
    Até porque depois de " A garota da capa vermelha" começou uma modinha de livros inspirados nos "contos de fadas", e tudo indicava que esse era mais um…
    Mas tá valendo! Rsrs
    Bjos

  • VANESSAANGELQ
    18 dezembro, 2012

    Olá Kamila!
    Adorei a resenha,e a capa muito criativa,super curiosa para ler,acompanhar a história e descobrir o que acontecerá!
    Nossas as capas pelo mundo são muito chamativas.
    Nossa amiga você comprou pensando que era algo sobre a Bela Adormecida?
    Hum com inspiração nos irmãos Grimm com certeza tem mistério e pelo meio da história

  • Aione Simoes
    Aione Simoes
    18 dezembro, 2012

    Oi Kamila!
    Acho que 90% dos leitores foram enganados pela capa, eu também pensei o mesmo que você.
    O livro estava em promoção no Submarino semana passada e deixei passar =/ Estou maluca pra lê-lo!
    Uma pena, apenas, esses pontos fracos que você ressaltou, considerando o contexto, seria importante que eles fossem mais aprofundados. Ainda assim, parece um excelente livro!
    Beijão!