[Resenha] Química Perfeita - Simone Elkeles

Postado em 08 fevereiro 2013
Sinopse: Os garotos do instituto Fairfiel, do subúrbio de Chicago, sabem que South Side e North Side não se misturam. Assim, quando a líder de torcida Brittany Ellis e o marginal Alex Fuentes são obrigados a trabalhar juntos como parceiros de laboratório na aula de química, os resultados prometem ser explosivos. Mas nenhum deles estava pronto para a reação química mais surpreendente de todas: O amor. Poderão romper os preconceitos e estereótipos que os separam?
Jovem Adulto || 307 Páginas || Editora Underworld || Skoob || Compare & Compre || Classificação: 5/5 (Favorito)
Química Perfeita é o primeiro volume da trilogia sobre a família Fuentes: Três calientes irmãos mexicanos em busca de um final feliz em uma cidade marcada pelo preconceito e a discriminação social. Imagine um ambiente dividido pela nacionalidade do seu povo, caracterizado pelas diferenças de dois grupos sociais distintos: os ricos e brancos da região norte e os morenos e mexicanos da região sul, e acrescente a isso o tráfico de drogas, a participação de gangues, uma pitada de violência, e principalmente, a luta diária dos personagens principais para suprirem as expectativas sociais, para desempenharem o papel exato que esperam que eles assumam. Com um enredo realista e extremamente envolvente, a autora não nos dá outra alternativa a não ser a de mergulhar de cabeça nas emoções e sentimentos descritos.
“Enquanto caminho na direção do meu carro, vou mordendo o muffin, distraída. (...) É de banana com nozes... E as bananas passaram do ponto. É, esse muffin está bem parecido comigo: por fora, aparentemente perfeita... Mas, por dentro, um verdadeiro mingau.
“Os caras esperam que eu seja durão e frio, um membro de gangue... E é isso que dou a eles. Inventei um espetáculo infernal, para o mundo exterior... Tão infernal, que às vezes até eu me surpreendo.”
No livro precursor da trilogia conhecemos Alex, o irmão mais velho que carrega sobre os ombros a responsabilidade de cuidar e proteger a sua família. Seus sonhos são ofuscados por suas necessidades, assim ele deixa a vida o levar, mantendo sua pose de durão e defendendo sua raça, seu sangue, com unhas e dentes. Entretanto, seus valores são confrontados ao se aproximar de Brittany, sua nova parceira na aula de química. Ela representa tudo o que é diferente dele, a discrepância social que os afasta, a boa vida, a pele branca, a perfeição. E ela realmente é perfeita, popular, líder de torcida, namorada do capitão do time de futebol, invejada pelas meninas, cobiçada pelos meninos, mas longe de sua aparência o quanto disso tudo é realmente real?  Intercalando a narrativa entre esses dois personagens, de forma que cada um deles é o narrador de um capítulo do livro, somos capturados por seus medos e sonhos abafados. Nenhum deles é o que aparenta ser, e conforme as máscaras caem, nós como leitores nos colocamos a prova, comparando-nos com os personagens e suas vidas ‘feitas’ e conduzidas pelas expectativas sociais.
Essa questão da aparência pode parecer clichê, e poderia fazer do livro apenas mais um romance com personagens marcantes, sensuais e envolventes, porém, a forma como a autora aborda o jogo social das aparências é inusitado, e até certo ponto forte o suficiente para fazer o leitor repensar alguns de seus valores. Afinal, quem nunca se deixou levar pelos julgamentos alheios feitos com base no exterior de uma determinada pessoa? Sobre os personagens, Alex me ganhou completamente, sua real personalidade é compreensível logo de início, e os receios do jovem são tão palpáveis que facilmente compartilhamos com ele suas desconfianças e medos. Sem mencionar é claro, sua força, seu olhar marcante e seu sotaque completamente apaixonante (Team amamos personagens com sotaque!). Já Brittany acabou com o meu controle emocional, eu mergulhei totalmente em sua história, pois sei bem como é viver sobre a pressão de tantas expectativas, por isso sua luta se tornou também a minha luta. Como casal eles podem parecer incompatíveis, mas a cada novo capítulo fica óbvio o quanto eles são semelhantes. Entre idas e vindas, discussões, conquistas, mentiras e revelações, torcemos por eles, almejamos por um final feliz, um que envolva não só o amor, mas também um amadurecimento social. Além dos personagens centrais temos ainda personagens secundários fortes e envolventes, amigos e familiares que fazem toda a diferença no rumo da trama.
Com relação à escrita da autora só posso dizer que estou apaixonada por seu trabalho. Depois de ler outros dois livros dela (um deles foi resenhado AQUI no blog) fiquei encantada com a forma como ela estrutura suas obras sob dois pontos de vista diferentes, e como une literatura jovem com as dificuldades do dia a dia que jovens do mundo todo enfrentam. São poucos os autores que abordam preconceito, deficiência física, problemas familiares e sociais de uma forma tão próxima a realidade de seu público alvo. O único ponto negativo do livro é a diagramação da obra, frases mal pontuadas, palavras sem tradução, espaçamentos desnecessários, a capa é linda e o trabalho gráfico é incrível, entretanto a parte da escrita foi deixada de lado pela editora, e mesmo isso não afetando a qualidade da história, incomoda o leitor em alguns momentos.
No geral, indico o livro para os amantes de literatura adulto/juvenil. Se jogue na história sem expectativas e aproveita a sensação de surpresa. E mais, se gostar, não deixe de ler os outros livros da autora, de fato ela escreve extremamente bem, vale muito a pena ler seus livros mesmo que eles ainda não tenham sido lançados no Brasil.
Quotes:
“A questão é que não adianta se esconder. Isso não vai resolver seus problemas. Quando você sai do esconderijo, a vida está lá, olhando para a sua cara. Acredite, eu já tentei isso. E não funciona, porque os problemas continuam existindo.”
 “- No fundo, eu entendo seu comportamento - ela diz. - É uma questão de imagem, do que significar ser Alex Fuentes. A atitude é sua marca registrada, seu logotipo... O mexicano perigoso, mortal, gostoso e sexy. Sou perita nessa estória de criar imagem... A que tento passar não é exatamente a da patricinha loura e vazia. Está mais para “a perfeita e intocável”, compreende?”.
“-Brittany é... - O tipo de garota que pode levar você a fazer o que não quer. (...). Olho para cima: para as estrelas, a lua, o infinito universo. - Mas e se eu quiser dar tudo para ela?”
Capas pelo Mundo:

 




Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Oi gêmea!
    Concordo com você. Aliás, eu diria que as reais personalidades dos dois ficam claras desde o início. Eu ficava agoniada vendo as discussões entre eles porque era nítido o julgamento que faziam um do outro.
    Achei que a autora fez a diferença trazendo essas questões e levando o livro para além de um romance amor e ódio.
    Beijão!!

    ResponderExcluir
  2. Amei a sua resenha...O livro parece ser bem legal, fiquei curiosa para lê-lo. E você tem razão sobre os julgamentos que fazemos as vezes.
    Amo o seu blog.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu amei este livro e está entre meus favoritos, vou esperar a Editora Underworld lançar os outros livros da trilogia, pena que eles demoram muito para publicar os livros, estou doente de tanto esperar A Rainha do Ferro da série os Encantados de Ferro que é uma série que amo, vamos ver se neste primeiro saem os livros!
    Bjs,
    Pati

    ResponderExcluir
  4. A capa brasileira é muito feia, gostei mais da terceira que você postou. Uma amiga minha falou que este livro parece muito com Belo Desastre da autora Jamie McGuire, vou ver pra saber se ela realmente estava certa... Pela sua resenha o livro parece ser ótimo!
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá! Indiquei vocês para um meme. Passa lá no meu blog:
    http://jardimdeleitura.blogspot.com.br
    Beijos
    Sabrina

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha *_*
    Achei o livro incrível e super fofo. Foi uma leitura que superou todas as minhas expectativas.
    Ansiosa para ler mais livros dela.

    Beijinhos,
    Thais Priscilla
    http://thaypriscilla.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, Pah!!

    Eu não conhecia o livro, mas fiquei super curiosa para ler depois, ainda mais por a escrita da autora ser tão fascinante assim como você disse... ótima resenha.

    Beijos,

    Samantha Monteiro

    Word in My Bag

    http://wordinmybag.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Bueno, un romance caliente con mejicanos??

    É né! Só que o que me chamou atenção foi o comentário que tu fizeste sobre o modo da autora tratar as discrepâncias sociais de um modo inusitado.
    Isso já me deixa com com comichões pela leitura, é um fato simples que nos ganhar.

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Pah!
    Nossa interessante a resenha,as séries de livros com irmãos "calientes" rendem muito"!
    Já toca em temas delicados:preconceito e a discriminação social.
    Alex,é o homem da família,responsável,leva uma ida difícil,ao contrário de Brittanny.Mas com certeza o amor vai vencer todas as barreiras.
    as capas estão românticas

    ResponderExcluir
  10. meu deeeeus, este livro esta na minha lista de desejados a anos! hahaha
    mentira, só desde que lançou :P
    essa capa é maravilhosa, a sinopse dele é incrivel! *-----*
    adorei sua resenha, acabei de ver que preciso comprar logo ele!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Estou escutando tantooo falar desse livro que já vi que preciso lê-lo.. hehe Bjs, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Pah!
    Esse livro é muito bom! Li ele ano passado e me apaixonei por ele!
    Eu me lembro de ter ficado muito impressionada com a escrita da autora. Foi o primeiro livro que li dela. Ela escreve muito bem.
    Eu concordo com tudo o que você falou, sobre julgar pelas aparências. É incrível com os dois pensam uma coisa um do outro, e depois descobrem que é super o contrário.

    Adorei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Não parece um livro que surpreenda mas parece ser ao mesmo tempo muito bom. :)

    ResponderExcluir
  14. Mais um que está na minha lista de favoritos. Amo taaanto esse livro!
    Alex <3
    Mas uma coisa que não gostei foi a capa brasileira, realmente não me agradou!
    Beijos :*
    Francielle
    http://theserialreader.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Esse livro ta na minha lista a seculos mais como e da Underworld não tem um preço muito acessível já ouvir fala que parece com Belo Desastre e super quero ler.

    ResponderExcluir
  16. Eu sou apaixonada por essa saga!
    E a cada vez mais me apaixono pelo estilo de escrita da autora.

    ResponderExcluir