dezembro 17, 2013

[Resenha] Princesa Mecânica – Cassandra Clare

Continuação de Príncipe mecânico, “Princesa Mecânica” é
ambientado no universo dos Caçadores de sombras, também explorado na série Os
Instrumentos mortais, que chega agora ao cinema. Neste volume, o mistério sobre
Tessa Gray e o Magistrado continua. Mas enquanto luta para descobrir mais sobre
o próprio passado, a moça se envolve cada vez mais num triângulo amoroso que
pode trazer consequências nefastas para ela, seu noivo, seu verdadeiro amor e
os habitantes do Submundo.

Steampunk || 430 Páginas
||
Cortesia Galera Record || Skoob ||
Compare & Compre|| Classificação: 5/5
Favorito
Resenha livre de Spoilers
Incrível, surpreendente,
inebriante…
Não é segredo para ninguém que Princesa Mecânica foi um dos lançamentos
literários mais aguardados por mim durante esse ano, afinal desde a leitura de
Príncipe Mecânico não consegui deixar de pensar em como as coisas se
desenrolariam no último livro da trilogia As
Peças Infernais
. Com um triângulo amoroso tão forte que impossibilita o
leitor de escolher (pelo menos sem nenhum resquício de dúvida) um lado por qual
torcer, com uma guerra misteriosa que coloca em jogo tudo o de mais valioso no
mundo dos Caçadores de Sombra, e com um enigma a respeito de uma jovem que nem
ao menos sabe o que verdadeiramente é, essa trilogia encanta, envolve e espanta
constantemente o leitor. Se nos volumes anteriores acreditávamos que sabíamos
como a história acabaria, alegro-me em dizer que em nenhum momento poderíamos
prever as surpresas escondidas nas páginas desse livro. Então não tenham medo,
não vou alertá-los a respeito desses segredos, apenas direi como fui consumida
por essa trama, e como terminei tal leitura aos prantos.
“Eu a amo mais
desesperadamente neste momento do que jamais o fiz, e daqui a uma hora a amarei
ainda mais.”

Antes
de qualquer coisa, principalmente para quem não conhece a saga, devo dizer que
ela toma como pano de fundo uma Londres Vitoriana, fazendo uso então de
vestuários, costumes, e paisagens próprias à época. Além disso, tal narrativa dá
vida ao topo da árvore genealógica dos caçadores de sombra que conhecemos em Instrumentos Mortais (mundo contemporâneo
sobrenatural que seria um resultado do que lemos em As Peças Infernais), o que significa que é aqui, no século XIX, que
vemos os laços de sangue, amizade e amor unirem as principais famílias de
caçadores de sombra. E sendo Princesa
Mecânica
o volume final dessa trilogia vitoriana é nele que descobrimos o
quão únicos são esses laços. – Sabe
aquele seu personagem favorito de Instrumentos
Mortais
? Pois bem, provavelmente você vai descobrir segredos incríveis
sobre o passado dele em Princesa Mecânica,
e se não fosse o suficiente, você ainda vai se deparar com tantos, mais tantos
detalhes interligados entre esses dois mundos, entre o passado e o presente, que
vai ser impossível não ver essas duas séries como uma só. Confesso que ainda estou boquiaberta com muitas das
revelações feitas nesse livro, não consigo deixar de perguntar como nunca
percebi isso ou aquilo, ou como fui capaz de me enganar tanto com um personagem. –
Sério Cassandra, ele sempre esteve lá e eu nunca desconfiei?

para quem leu os volumes anteriores dessa trilogia o mais importante a dizer é que
a autora, além de nos espantar com seu inesperado desfecho, não sofre do mal do
último livro, afinal ela soube muito bem utilizar cada página escrita para
desvendar os mistérios de sua trama, sem deixar assim todas as grandes revelações
para os capítulos finais. É como se ela trabalhasse com um infindável ciclo de
drama, perda, ação, romance e recomeço, sempre colocando à prova o amor e a luta
diária de seus personagens principais. E aqui é válida a observação de que
nunca um núcleo de personagens, tanto os principais quando os secundários, foi
posto em teste com tanta determinação: a necessidade de escolher o amor pelo
próximo e não por si mesmo, a luta para superar o preconceito quanto ao papel
do poder feminino, a vontade de ser reconhecido por seus atos e não por sua
família, o nascimento de amores puros que superam rixas e diferenças sociais…
foram tantas batalhas emocionais que me vi torcendo com todas as minhas forças
por cada um dos personagens desse livro.
E
por falar em torcer, chegamos ao grande impasse da obra. Sendo ela embasada em
um triângulo amoroso, por quem torcer? Como ter um final feliz quando se é
impossível escolher apenas um lado para vencer? É importante dizer que o
triângulo amoroso aqui não é clichê e muito menos repetitivo, trata-se de um
amor inexplicável que une três jovens que se amam na mesma medida. E esse é o
grande ponto, eles se amam – seja como amigos, amantes ou irmãos – o suficiente
para abrirem mão do ciúme, da inveja e das inseguranças, eles simplesmente se
doam e escolhem amar sem a necessidade de reciprocidade. Nesse ponto a autora
conseguiu escrever um final inimaginável, surpreendente, impensável, feliz até
certo ponto e doloroso em outro, motivo pelo qual eu chorei, e muito, ao ler o
epílogo desse livro, um capítulo uma centena de anos a frente do mundo de As Peças Imortais, e que passa tanto por
Instrumentos Mortais quanto pela nova
série de caçadores de sombra que será lançada pela autora. Um capítulo que
prepara nossos olhos para um novo mundo, ao mesmo tempo em que toca o nosso
coração com o término de uma fase de risos, alegrias e conquistas.

“A medida do amor é amar sem
medida”

Digam-me,
por que o fim é tão doloroso? É claro que ri, torci, suspirei com o romance, e
me alegrei pelo talento da autora em nos proporcionar uma história de amor
infindável, a sua maneira. Entretanto, dói se despedir, como dói… Ainda
assim, devo dizer que esse, sem dúvida, é um dos melhores livros que já li da
Cassandra Clare, e que tanto sua história quanto seus personagens vão ter um
cantinho em meu coração para sempre.
Book Trailer
 ♦ Sobre a Série
Princesa
Mecânica
é o terceiro volume da trilogia As Peças Infernais, composta pelos
livros: Anjo Mecânico, Príncipe Mecânico e Princesa Mecânica (confira a resenha
dos primeiros livros
aqui).
Tem como não amar essas
capas, essa série, e esse universo fantástico incrível?
Quotes Preferidos
“– Você ama os dois, e isso a destrói.”
“Tenho a sensação de que pode olhar dentro de mim e
ver todos os lugares onde sou estranha ou diferente e adaptar seu coração, pois
você é estranho e diferente da mesma forma.”
 “(…) o fim
de uma vida é a soma do amor que ela viveu…”.




Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

31 Comentários

  • Giovanna Giesteira
    11 janeiro, 2016

    Realmente o epílogo eh de estraçalhar a alma
    Confesso que amei todos os livros individualmente e separadamente
    E o único comentário que tenho a fazer eh sobre o final de will, já
    Escrevi muitos comentários a respeito e admito
    Pensar pelo menos 85% do meu tempo neles( terminei a pouco tempo)
    Com o tempo a dor vai diminuir mas nunca será menos importante
    Acredito que gostaria que will tivesse tido um final mais heróico
    Algo mais a cara dele, acho que a normalidade não combina
    Gostaria que assim como em todo o livro o final de will tivesse dado
    Uma reviravolta; talvez eu simplesmente não aceite viver em um mundo
    Onde a beleza dele não se foi enquanto existia mas se acabou enquanto ele vivia

  • Lu
    04 março, 2014

    Li os três livros em menos de uma semana e é tudo isso que você falou. Apaixonante, e de partir o coração. Mas eu amei esse último livro e considero que ele tem várias surpresas nele todo! <3

    Parabéns pela resenha

  • Fernanda Oliveira
    03 janeiro, 2014

    Oi Pah ! Ufa!! Que resenha em ? Nossa , consegui sentir – pelo menos um pouquinho – o que você sentiu quando leu esse livro . A resenha esta INCRÍVEL , de tirar o fôlego . Tenho muita curiosidade de ler as duas séries , e é claro que depois de uma resenha dessa eu não vou demorar muito para comprar os meus livros .
    O que eu também achei bem bacana , é que você não colocou nenhum spoiler dos volumes anteriores . Confesso que eu fiquei com um pouco de receio de ler a resenha , e ter um mega spoiler dos outro livros .
    E claro que eu não poderia deixar de comentar a capa desse livro , na verdade das duas séries. Elas são belíssimas , é o tipo de livro que te chama atenção primeiramente pela capa 🙂

  • Árvore dos Contos
    30 dezembro, 2013

    Sua empolgação, me conquistou!!!
    Mas, terei que ler primeiro a série Instrumentos Mortais e depois mergulhar nesta daqui!!!
    Seu empurrão foi precioso, pois estava em dúvida na leitura!
    Beijos!!!

    Annamaria – Árvore dos Contos

  • Karina B.
    29 dezembro, 2013

    Oii Pah!
    Estou muito ansiosa para ler "Princesa Mecânica"!
    A capa é tão lindaa! Todos os livros da série tem a capa linda!
    Eu só li "Anjo Mecânico" (e amei), então eu quero ler "Príncipe Mecânico" e logo que terminar começar "Princesa Mecânica" o/
    Quero ver se consigo ler em Janeiro, estou tão curiosa para saber o que vai acontecer no final *.*

    Adorei a resenha!
    Beijos!
    Karina

  • Anne Viana
    29 dezembro, 2013

    Já vi vários comentários positivos sobre essa trilogia..amo Londres nessa epoca a imaginação vai a mil =P tô louca pra comprar esses livros mas não encontro o Anjo Mecânico pra comprar =/

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

  • Pamela Verdan
    28 dezembro, 2013

    Ainda tenho que tomar vergonha na cara e ler esses livros. Adoro Instrumentos Mortais e a escrita da Cassandra.
    Sou apaixonada pelas capas dela. Acho lindas demais

  • Ana Paula Robrigues Ganzert
    24 dezembro, 2013

    Já li Anjo Mecânico e tenho já na minha estante Príncipe Mecânico faz algum tempo e ainda não li, pois estava esperando o lançamento de Princesa Mecânica. Agora vou poder ler o Príncipe Mecânico e logo que termina-lo quero ler a Princesa Mecânica.
    PS: AMO os livros Cassandra Clare!!!!!!!

  • Adrielly Pontes
    23 dezembro, 2013

    As capas dos livros da Cassandra são incríveis mesmo, ela criou uma história muito grande, me dá uma preguiça de começar… Já vi muita gente falando bem e algumas falando mal, mas sua resenha me deixou com uma vontade grande de ler, espero que apareça uma oportunidade logo. Depois que eu comecei a assistir Supernatural – e me apaixonei – eu comecei a dar chances para livros com esse tema sobrenatural.

  • Tamires Pina
    22 dezembro, 2013

    Ai… quero ler todos…. triste não é?!
    Eu ia perguntar qual era a ordem, mais já li num post, que tanto faz…
    Vou anotar aqui direitinho…
    Amei as capas…

    Bjus

  • Yasmin Aristo
    21 dezembro, 2013

    Sou completamente louco pelo i universo que a Cassandra criou, esses seres, a história, são perfeitos,Sou louca pra começar essa nova série da autora, mas ainda estou no Cidade das Cinzas, espero ler os Instrumentos Mortais rapidamente, para começar As Peças Infernais, ainda mais que apenas a 1° edição vem com as capas brilhantes hahahaha
    Amei a resenha
    bjs

  • Mallu Marinho
    20 dezembro, 2013

    Ainda não li nada da Cassandra Clare porque as opiniões que eu já ouvi sobre a série Instrumentos Mortais são bem divididas. Mas, a série As peças infernais me chamaram atenção e depois dessa resenha vou resolver dar uma chance e comprar o primeiro (quando tiver em promoção) pra ver se eu gosto. Finalmente uma resenha que me convenceu a realmente investir em uma série depois de tanto tempo fugindo delas!

  • Ana Alves
    20 dezembro, 2013

    Pah,
    De tanto você falar desses livros, eu terei de dar uma chance. Não sei se me apaixonarei tanto quanto você, mas eu tentarei, ok?
    Beijos,
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

  • Sika Gennargh Pelegrino
    19 dezembro, 2013

    Oi Pah!
    Bem, a resenha ta ótima como sempre e mostrando tudo que precisamos saber. Mas ainda não me convenceu a ler a saga. Há tempos tentam fazer isso, mas nunca me interessei de verdade por ela rs. Não sei porque. Enfim.
    Beijos.

  • Alessandra Siqueira
    19 dezembro, 2013

    Eu ainda não li nenhum desses livros mas vontade não falta o que falta é tempo mesmo.
    Mas vou procurar ler logo.

  • DreehLeal
    19 dezembro, 2013

    Aaaah. essa série me faz suspirar sem nem ao menos ter lido um livrinho sequer!
    Apesar de ter todos os livros lançados de instrumentos mortais – e nenhum das peças infernais – eu só li o primeiro! Li na pressa, correndo e terminei minutos antes de entrar na sala de cinema.
    Eu não sei porque não sai de la correndo para os braços do vol. dois. Mas foi assim.
    Já decidi que esse ano irei ler ao menos o segundo livro! Não sei se vai dar tempo, mas irei tentar mesmo assim.

    Essa sua resenha apaixonada só me deixa com mais pesar de ainda não ter iniciado a leitura!
    Já que eu não ia conseguir todas as capas holográficas, preferi esperar para comprar todas iguais – e em brilho =/ -, mas fiquei nervosa com essa resenha!
    Algo me diz que irei devorar a série quando iniciar, e prevejo isso para os próximos meses!
    Ah, não sabia que e Cassandra vai lançar mais uma serie! Se ela conseguir interligar todos, sem deixa-los chatos os repetitivos ela vai para o meu ranking de autores favoritos! haah

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

  • Oliveira
    19 dezembro, 2013

    Li o primeiro livro dessa trilogia, não li toda. Mas, para mim Instrumentos Mortais foi uma série ótima. Vou terminar de ler com certeza, simplesmente amo!

  • Mirelle Candeloro
    18 dezembro, 2013

    Ai Pah, que resenha fantástica. Nunca li nenhum livro da Cassandra Clare e nem sei te explicar direito o por quê. Mas não sabia que esta trilogia era steampunk, muito menos que se passava na Londres Vitoriana e esses dois dados me deixaram imensamente curiosa para lê-la. Posso começar por ela? Ou precisa ser por Os Instrumentos Mortais? Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

  • Talita Godoi
    18 dezembro, 2013

    Ahh amei o livro também, a trilogia em si, mas Princesa Mecânica, foi o melhor, como você, chorei, ri e sofri demais, Adorei a Resenha, descreveu todas as emoções que senti ao ler o livro…. Bjs:)

  • Caroline Gurgel
    18 dezembro, 2013

    Adorei a resenha, Pah!! Esse final matou a gente haha
    bjs 🙂

  • Giovana Soares
    18 dezembro, 2013

    Eu ainda não li essa coleção,mas acabei de começar os instrumentos mortais e estou amando.

  • Suzi
    18 dezembro, 2013

    As capas dessa série são maravilhosas!
    Acho ótimo um triangulo amoroso que consegue deixar o leitor na duvida de quem torcer, esse tipo de romance já esta tão clichê que se não for bem desenvolvido fica irritante!! =S
    Fiquei muito curiosa ainda mais que vc citou desfechos inesperados!!
    Me animei aqui!!
    Beijos

  • Fê Braga
    18 dezembro, 2013

    OI Pah.

    Nossa amei sua resenha, você consegue transmitir todo o sentimento do livro. O que me deixou com medo de ler pelo motivo do triângulo amoroso, sempre sofro muito nessas partes e ainda estou juntando meus pedaços após ter ligo a trilogia do Jogos Vorazes, não sei se me sinto preparada para mais romances dolorosos, rs. Mas fiquei muito empolgada com a resenha. Ainda não li nenhum, tenho os 2 primeiros dos Instrumentos Mortais, mas estão na fila de espera, rs, que está grande, mas agora depois da sua resenha, não sei se vou conseguir esperar!

    Beijos Fê!
    http://matoporlivros.blogspot.com.br/

  • Vanessa
    18 dezembro, 2013

    Olá.
    Ótima resenha. Eu li o primeiro dessa trilogia, mas acabei não gostando muito. Como ainda não li Os Instrumentos Mortais, vou ler essa série primeiro e depois retorno a esta trilogia, quem sabe eu acabe gostando dos outros dois livros, nunca se sabe 🙂

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

  • Juliana Ramirez
    18 dezembro, 2013

    Eu tenho os três primeiros volumes da série Instrumentos Mortais (as capas me ganharam!), mas ainda não tive tempo de ler. Também estava esperando a conclusão da série, para saber mais ou menos o que esperar, e fiquei muito feliz em saber que a autora não estragou tudo no último livro, rs.É muito desapontador quando isso acontece, você passa a série toda amando, e chega no ultimo livro o final é horrível.
    Estou mais animada para ler agora, parabéns pela resenha!

    depoisdeumlivro.blogspot.com

  • Rayme
    18 dezembro, 2013

    essas capas são lindas demais *-*
    ainda não li nenhum dos livro, mas quero demais ter esta trilogia para ler logo *-*
    Cassandra me decepcionou bastante em Cidade dos Ossos, e espero não me decepcionar com este!
    que bom que, para você, a série conseguiu te agradar durante toda ela e terminar tão ótima assim. nenhuma das series que eu acompanhei, tive este prazer 😛

  • Bruna
    18 dezembro, 2013

    Ah que história linda, preciso ler essa trilogia! Adorei a resenha, acho que ainda não tinha lido resenha sobre esse livro e adorei a sua! Muito bom 😉

    Beijos
    http://www.culturaliteraria.com/

  • Eli Alves
    18 dezembro, 2013

    Então linda Paola… Eu sei que posso causar algum furor ao fazer essa declaração mas me apaixonei pela Casandra Claire depois que assisti ao filme Os Instrumentos Mortas – A Cidade dos Ossos, eu só conseguia pensar que se o filme foi tão bom imagina como não será os livros. Ainda não pude comprar nenhum por que, futilidades à parte, quero os meus com a capa brilhante e aqui em Salvador a média de preço é de R$ 40,00 e eu tenho plena consciência que a partir do momento que adquirir o primeiro vou ter que dá um jeito de adquirir os demais, então, bota investimento nisso… Ainda não entendo a sequência, primeiro são As Peças Infernais e depois Os Instrumentos Mortais? É isso? O fato é que a sua resenha sobre a Princesa Mecânica só me fez ter mais vontade de adquiri não só este livro, mas sim as duas séries. Obrigada e bjoooo!!!!!!!

    • Paola Aleksandra
      Paola Aleksandra
      18 dezembro, 2013

      Oi Eli, se você gostou do filme vai AMAR os livros! A ordem é essa sim, pelo menos em quesito tempo. Mas as séries podem ser lida juntas, eu mesmo comecei com Instrumentos Mortais e depois parti para As Peças infernais. Beijos

  • Lanifer
    18 dezembro, 2013

    Amei a resenha Pah 🙂
    Eu li os livros da série Os Instrumentos Mortais e gostei, por isso eu tinha vontade de ler essa série também, mas fiquei sabendo o que ocorre no final do Princesa Mecânica e acabei me desanimando 🙁

  • Natália Keli
    17 dezembro, 2013

    Oi Pah, que resenha incrível, deu para perceber todos os seus sentimentos durante a leitura.
    Se seu objetivo era fazer os leitores ficarem desesperados para ler essa série você conseguiu.haha
    E que quotes maravilhosos são esses?! Quero ler com certeza.
    Beijos 🙂
    All My Life in Books