[Resenha] Como Viver Eternamente - Sally Nicholls

Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.
Sick-lit || 232 Páginas || Cortesia Geração Editorial|| Skoob || Compare& Compre || Classificação: 5/5
Como viver Eternamente me surpreendeu – e muito – ao tratar de um assunto tão sério como o câncer com a leveza típica de uma criança de onze anos. Sam foi diagnosticado com leucemia três vezes: nas primeiras duas vezes ele e sua família embarcaram em um longo tratamento que os encheu de esperança, contudo, na terceira vez os medicamentos foram reduzidos sob a perspectiva de manter Sam vivo e não de curá-lo. O fato é que às vezes a leucemia é curada e nunca mais volta, porém em outras vezes a doença retorna ainda mais forte. Por isso, depois de tantas injeções, das longas conversas com o médico, das sessões de quimioterapia, e dos incontáveis dias de dor e choro Sam, mesmo tão jovem, percebeu que dessa vez os remédios só iriam retardar o inevitável, que só iriam prolongar o momento de sua morte. Contudo o que é a morte para uma criança? Se para um adulto já é difícil compreender os mistérios da morte e do amor de Deus, imagine para alguém de pouco mais de dez anos?  
A leucemia sempre volta. Eles pensam que já curaram, mas ela volta. Não para todo mundo. Fato: oitenta e cinco por cento das pessoas ficam curadas para sempre. (...). Isso quer dizer a maioria das pessoas. Porém, no meu caso ela sempre volta.
Por causa da sua condição especial Sam passou a ter aulas em casa junto com seu amigo Felix, outro sobrevivente reincidente no câncer. Entre explosões vulcânicas e perguntas sem respostas – que me deixaram com pena dessa pobre alma educadora – a professora particular deles deu a ideia de que eles escrevessem um livro, tarefa que Sam acatou com grande prazer. Desta forma é por meio da narrativa de Sam, e de sua maneira infantil e ao mesmo tempo madura de enxergar o mundo ao seu redor, que descobrimos mais sobre sua doença, seus sonhos e desejos para um futuro que ele sabe que não terá, sua forte amizade com Felix, e a forma que sua família age de forma diferenciada aos altos e baixos causados pela leucemia: a irmã que parece estar sempre enciumada, o pai que se faz de cego perante a dura realidade de seu filho, e a mãe que tenta ser forte para fazer tudo ficar bem. Posso dizer sem medo que essa particularidade da narrativa é o verdadeiro charme do livro que, por ser uma espécie de diário, entra na mente de Sam e deixa transparecer seus verdadeiros medos e anseios, tocando e encantando o leitor com sua veracidade.

Fora o fato de a narrativa ser envolvente e verdadeira, a escrita da autora é simples como a de um garotinho e, exatamente por esse motivo, pode ser lida de maneira muito ágil. Contudo não podemos nos deixar enganar pela leveza infantil da trama, já que por mais que Sam seja um garoto e apronte como qualquer outro menino de sua idade, a sombra da doença ainda paira em sua mente ao ponto de fazê-lo questionar tudo o que sabemos e dizemos a respeito da morte. E nesse ínterim, de forma bela e tocante, ele vai aprendendo a viver seus dias limitados, a realizar seus sonhos – mesmo os que realmente são impossíveis –, e a incitar os que estão ao seu redor a dar valor na vida e em suas pequenas e insubstituíveis alegrias. O que é mais bonito na história de Sam é que, mesmo doente e sabendo tão pouco da vida, ele dá um show ao nos ensinar a agarrar as oportunidades, a lutar pelo que queremos, e a amar de forma incondicional. Em suma ele transforma os que estão ao redor – tanto dentro quanto fora do livro – e não pela pena gerada por sua condição, mas pela naturalidade com a qual ele lida com a situação.
Eu poderia até dizer que mesmo na dor o livro é belo, porém apesar dos sorrisos que Sam arranca essa história tem sim seu lado obscuro e doloroso, como as recaídas, as frustrações, as perdas e a dura realidade por trás do olhar compreensivo desse jovem protagonista – afinal o fato dele saber que vai morrer e lidar razoavelmente bem com isso não diminui a dor dessa compreensão. Ainda assim não espere um livro dramático, a obra de Sally Nicholls é fácil de se ler, tem uma mensagem bonita e traz uma reflexão valorosa e verdadeira que, em nenhum momento, tem a intensão de chocar e emocionar ao extremo seus leitores. E eu adorei completamente isso!
Sendo assim, só posso dizer que esse foi um livro leve e de leitura rápida, mas também belo e extremamente tocante. O tipo de história que encanta por ter uma bela mensagem, mas principalmente por proporcionar isso ao leitor de uma maneira simples e direta.
Tem a ver com coisas velhas que morrem e coisas novas que nascem. Velhas estrelas formando novas. Folhas mortas se transformando em plantinhas. Pode ser algo que morre ou pode ser algo que nasce. Depende do ângulo que se escolhe.
• Outros Trechos •
“... Se alguém dá câncer a criancinhas, então esse alguém não pode ser bom.”
Não preciso ir para o hospital nunca mais. O Dr. Bill me prometeu. Tenho de ir à clínica – e só. Se eu ficar bem doente mesmo, posso ficar em casa. Isso porque vou morrer. Provavelmente.
Não tem sentido ter desejos se a gente pelo menos não tentar realizá-los.






Participe Aqui

44 comentários:

  1. <3
    A autora tem que ter um dom neh, para escrever sobre um assunto tão pesado (ainda mais pra uma criança) com tanta leveza e sensibilidade! Adorei!

    Beijos,
    Lygia - Brincando com Livros

    ResponderExcluir
  2. leitura leve?? não parece ser nada leve o.o
    estou doida para ler este livro, adoro este gênero e acho que ele vai ser ótimo! *-*

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem? Conheci teu blog através do blog da Aline do Livros y Viagens ^^ Amei teu blog! E ja anotei varias dicas de leituras que encontrei nele!
    Pah ja li varias resenhas sobre este livro lindo, e sei que vou chorar muito! hahaha
    Estou te seguindo ja! Se quiser ir lá nos conhecer sera super bem vinda <3
    Vou passar sempre aqui.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  4. Estou ansiosa para ler esse livro, só li resenhas positivas. E tudo indica que será uma leitura maravilhosa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Como Rayme falou, a leitura tbm não me parece ser leve. Sei que pelo protagonista ser uma criança deixa a leitura com um ar mais de ~inocência~. Mas apesar da resenha, não consigo imaginar que a história seja leve em si. Esses temas acabam sempre "pesando" um pouquinho

    ResponderExcluir
  6. Esse livro tem realmente uma escrita leve e uma leitura rápida, porém, é, ao mesmo tempo, extremamente profundo. Ele confunde suas emoções e derrete seu coração.
    Amei esse livro.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    A capa desse livro me chamava muito atenção, imagina agora que eu li essa resenha surpreendente? Amo esses livros que me fazem chorar, que colocam esses sentimentos dolorosos (podem me chamar de masoquista kkk), acho que eles despertam uma coisa em mim que acaba mudando meu dia e a forma que eu penso ao todo. Quero muito conhecer história completa de Sam! Com certeza vou ler o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Pah!!! Desculpe o meu sumiço, minha faculdade está me consumindo, mas sempre que posso passo por aqui...
    Li esse livro quando ainda estava no ensino médio, há uns 4 anos atrás, e simplesmente me encantei com a história e com a escrita da Sally, esse livro é muito comovente e nos ensina a ver a vida de uma forma diferente. Amei a resenha!
    Bjs....

    anna-gabby.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Estou louca para ler este livro , amo esse tipo de assunto , deve ser triste eu acho :'(

    ResponderExcluir
  10. Oi Pah*
    Só estou vendo resenhas positivas deste livro e parece ser emocionante a historia. Quero ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Porra, que história linda ._. já tá na minha listaa!!
    Adorei a capa tb. Gosto delas quando são cores padrões assim

    ResponderExcluir
  12. Acho que concordo com os cometários de que é difícil ser leve com um assunto tão pesado, e isso aumentou mais ainda minha vontade de ler. Com certeza entrou pra minha lista de desejados. Ótima resenha Pah e só uma duvidazinha.... "como viver eternamente" é de desidratar como "a culpa é das estrelas"!? Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jany, ele não é de desidratar não, rsrs, acho que por isso gostei tanto da história. Beijos

      Excluir
  13. Oi ,achei interessante o tema do livro ser abordado de uma maneira leve. Como a Raissa disse, esses temas sempre pesam um pouquinho, mesmo o protagonista sendo uma criança. No momento estou evitando livros com esse tema, mas gostei de sua resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi ,achei interessante o tema do livro ser abordado de uma maneira leve. Como a Raissa disse, esses temas sempre pesam um pouquinho, mesmo o protagonista sendo uma criança. No momento estou evitando livros com esse tema, mas gostei de sua resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Quero muito ler esse livro, pois só vejo resenhas positivas sobre ele. Acho que vou chorar muito, pois sou manteiga derretida. Como viver eternamente deve passar uma lição muito bonita.

    ResponderExcluir
  16. Oii Pah!
    Parece ser um livro emocionante!
    Entrou para lista de desejados, fiquei curiosa para ler!
    Adorei os trechos!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  17. O que parece ser mais interessante nesse livro é a forma como é contada a história né? Através dos olhos da criança. Com certeza, isso faz a leitura ser mais leve.
    Mas ao mesmo tempo, bem densa. Me lembra O menino do pijama listrado, apesar de serem temas completamente diferentes.
    Quero muito ler esse livro.

    Bjok

    ResponderExcluir
  18. Curiosa para ler, só lendo resenhas positivas.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. O livro é fofo e ao mesmo tempo doloroso. Chorei horrores, ri e fiquei encantada. Muito cativante esse Sam. <3
    www.fragmentosdavidadeumoutroalguem.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Pah!
    Conheci seu blog hoje e já me apaixonei!
    É demais! Parabéns!
    Me identifiquei com esse livro pois perdi uma amiga que estudava comigo na escola quando ambas tínhamos exatos 11 anos! Ela tinha leucemia e acompanhei de perto desde a perda do cabelo, as longas pausas de aulas que ela precisava fazer e, quando ela voltava, o quão diferente estava fisicamente (o que é difícil explicar em palavras, pois ela parecia muito mais magra e ao mesmo tempo inchada...)
    Quando ela se foi, recebemos a notícia na escola. Foi o primeiro velório que fui na minha vida e nunca esquecerei. Hoje sei que ela está em um lugar bom e feliz.
    Mas talvez eu ainda não esteja pronta pra encarar uma leitura dessas... Mesmo depois de tantos anos, a perda ainda é difícil de lidar...


    Parabéns pelo blog! Vou passar a acompanhar seus posts!
    Beijos!

    Juliana
    livreeespontanealeitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Com certeza,vou adicionar este livro na minha lista. Tenho certeza que é um lindo livro que nos faz refletir sobre a própria vida, afinal trata-se de um assunto delicado, uma criança com um tempo de vida tão curto mas cheia de desejos... tenho certeza que esse é o tipo de livro que não tem como parar de ler, e que nos deixa ansiosos por um final feliz, mesmo sabendo que talvez isso não aconteça.

    ResponderExcluir
  22. Gosto desse tipo de livro: emocionante, tocante e cheio de lições. Mas leucemia é um assunto delicado para mim, pois estou perdendo uma amiga para esse câncer, então tenho medo das emoções que a leitura desse livro pode desencadear, por outro lado desejo as lições que a leitura dele poderia trazer.
    É bom saber que a leitura é leve por e tratar de um protagonista tão jovem, e que as indagações a cerca da morte e momentos de recaída ainda existem, torna o livro mais real.

    ResponderExcluir
  23. Oi Pah!!!
    O livro parece ser bem tocante e melancólico também. A história deve ser muito boa sim, mas... ultimamente estou fugindo um pouco de livros com teor mais triste, que vão me fazer ficar triste ou emocionada demais rsrsrs

    Beijinhos
    Daisy - http://nuvemdeletras.com

    ResponderExcluir
  24. Adorei a resenha, a sinopse... não conhecia ainda mas me apaixonei!! E acabo de colocá-lo na minha lista de próximos livros desejados a serem lidos!
    Abs

    ResponderExcluir

  25. Oi Pah,

    Essa é minha próxima leitura e pretendo começar a ler ainda hoje.
    Tenho lido vários comentários positivos sobre ele então espero também gostar bastante da história.

    Bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  26. Todos os livros com essa temática (câncer) chamam minha atenção e com esse não foi diferente, ainda mais relacionado à crianças.
    Essa é a 2º resenha que leio desse livro e tenho certeza absoluta que será uma leitura muito forte pra mim, ainda mais por se tratar de um assunto tão difícil e do ponto de vista de uma criança.

    ResponderExcluir
  27. Estou muito ansiosa para ler esse livro, já vi varias resenhas positivas sobre ele.
    Realmente a história deve ser incrível, sendo narrada por uma criança, parece mesmo trazer muita leveza e simplicidade, apesar de mesmo que seja narrado por uma criança, esse tipo de assunto sempre acaba sendo um pouco pesado demais, é meio impossível não ser.
    O livro parece ser maravilhoso, com certeza esta na minha lista de desejados.
    Amei a resenha! Bjoos!

    ResponderExcluir
  28. Fiquei com uma vontade agora de ler, hum... resenha ótima parabéns, acho que você também tem um dom de cativar as pessoas (nos fazendo gastar dinheiro na livraria) kkkk brincadeira, adorei a resenha <3

    ResponderExcluir
  29. Tenho lido muitas resenhas positivas sobre esse livro, mas esse tipo de leitura certamente não é pra mim. Por mais que o assunto seja tratado de forma mais leve, fico muito triste lendo histórias que falem de crianças doentes. Prefiro leituras com temas mais alegres!!

    ResponderExcluir
  30. Eu já to querendo ler esse livro, mas a sua resenha conseguiu aguçar ainda mais a minha curiosidade, sério! Adorei a sua escrita e a forma como analisou o livro. Com certeza essa é uma das minhas próximas leitura, mal posso esperar por isso *-* !! Beijos.

    respirelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Oi Pah!
    Estou morrendo de vontade de ler esse livro. Sua resenha foi ótima e só despertou ainda mais minha curiosidade sobre o livro, mas mesmo não sendo um leitura leve tenho certeza que vou chorar, estórias desse gênero sempre me emocionam.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  32. Adoro livros narrados por crianças, que consegue misturar a delicadeza e a inocência com um tema mais pesado. Desde que soube deste lançamento fiquei em cólicas para tê-lo em minhas mãos. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  33. Oii, Pah!
    Nossa, esse livro parece ser um encanto, o tipo de hisótória emocionante e um tema aborado por criança é bem cativante.
    A autora parece ser mesmo muito boa, para ter tantos lançamentos o livro.
    Parece que ela fez um ótimo conjunto, juntando a dor e a cativação em uma história que parece tocar no fundo da nossa alma.
    Fiquei com vontade de ler.
    Beijos
    http://amanda-almeida.com.br/

    ResponderExcluir
  34. A Capa desse livro é muito fofa ,mas ainda não tive a oportunidade de ler ,eu fico naquele leio ou não leio ,pq sei lá ,mas ainda não decidi se vou ler .

    ResponderExcluir
  35. Com o titulo já me lembrei do elixir da vida feito com pedra filosofal, e isso só aumentou minha vontade de ler a Saga de HP pela quinta vez na vida kkkk.
    Enfim, vamos falar da resenha, que por sinal, eu adorei! Ou melhor, me emocionei muito com ela.
    E bem, a história se parece muito com a do meu falecido priminho... Ele também teve leucemia, várias recaídas e precisou estudar em casa.
    Preciso ler esse livro! Só isso!

    ResponderExcluir
  36. Pah, sua reenha me deixou curiosa..
    Será que a autora conheceu alguém com leucemia e transformou sua história em fatos com retoques.????
    Porque sua resenha é direta que eu fiquei intrigada....
    Bom, agora tive que acrescentar o livro na minha lista....

    Bjsssss Pah

    ResponderExcluir
  37. Linda resenha... Já tinha visto este livro, mas a capa e o título não me instigaram e nem li a sinopse. Porém depois desta resenha me apaixonei pela história e estou ansiosíssima para ler...mais um para minha enorme lista de livros desejados.

    ResponderExcluir
  38. Olha, a autora realmente tem que ser muuuito boa para conseguir escrever um livro com um tema tão pesado e ainda por cima usar uma criança como a protagonista. Felizmente, pelo que tenho visto até agora, Sally Nicholls parece realmente ter o dom, e esse livro tá com uma cara de que vai me fazer chorar muuuuuito!

    ResponderExcluir
  39. Eu não tinha me interessado por este livro, até começar a ler resenhas dele!
    A cada resenha tenho mais certeza que vou amar a leitura. Tocante e sem ser dramática, essa é a combinação perfeita <3

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  40. Vi este livro na livraria e é tão fofoooooooooo =)
    E mais legal ainda é ler várias resenhas positivas... espero adquiri em breve e fazer a leitura e não me decepcionar.

    ResponderExcluir
  41. Cada resenha que vejo desse livro minha vontade de ler aumenta e muito, parece ser um livro pra se relfetir, parece bem emocionante tbm, eu já acho a doença em um adulto dificil, fico imaginando para uma criança, é de partir o coração.

    ResponderExcluir
  42. Apesar de já estar um tanto saturado isso de enfermidades nos livros, a simplicidade da escrita e a capa linda me faz querer lê-lo. A gente pensa e fala tão pouco sobre a morte que as vezes ler livros assim.

    ResponderExcluir
  43. Adorei sua resenha , vou ler o livro com certeza!!!!!
    www.cursoparatoefl.com.br

    ResponderExcluir