[Resenha] O Teorema Katherine – John Green

Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam. Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.
Jovem Adulto || 304 Páginas|| Editora Intrínseca || Skoob  || Compare & Compre|| Classificação:4/5 || Resenha da Priscilla Gonçalves
Após ler inúmeras críticas positivas com relação à escrita do John Green decidi comprar A Culpa é das Estrelas e quando vi O Teorema Katherine (que era lançamento na época) não resisti e levei também. Às vezes sou um pouco resistente a ler alguns livros que são modinha, então optei por ler esta obra antes mesmo de ACEDE e posso dizer que não me arrependi. Eu discordo de algumas resenhas na blogosfera e inúmeras opiniões no Skoob dizendo que este é o livro mais fraco do John Green. Dos que eu li até hoje achei que foi o melhor.
“É possível amar muito alguém. Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir.”
O livro conta a história de Colin, um garoto de 17 anos que tem um QI acima da média (detectado desde a sua infância). Ele é um nerd que tem mania de criar anagramas e namorar somente KATHERINES (e não Caterines, ou Katerines, etc.). Todos os seus relacionamentos passados (18 Katherines para ser mais exata) ele entrou com a bunda e elas com o pé. O término com a última, entretanto foi pior, ao ponto de ele largar tudo e cair na estrada com seu melhor amigo, Hassan. Não posso deixar de dizer que o maior objetivo da sua vida era encontrar aquele momento “eureca”, em que ele deixaria de ser apenas mais um garoto prodígio para se tornar um gênio, alguém que fez algo realmente importante para a humanidade. Sendo assim, durante a viagem ele começou a desenvolver o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, uma fórmula matemática que tem por objetivo prever tanto a duração de um namoro (antes mesmo dele começar) quanto quem irá colocar um fim no mesmo (quem será o terminante e quem será o terminado). Ele usa seus relacionamentos passados para testar sua Fórmula, e com isso vamos nos familiarizando mais com suas ex-Katherines. 

Nessa aventura, durante a visita do túmulo de Francisco Ferdinando, na cidade de Gutshot, eles conhecem Lindsey. Ela é filha de Hollis, a dona da fábrica local que lhes oferece um emprego para que eles, juntamente com sua filha, entrevistem diversos moradores da cidade. Eles aceitam e acabam se tornando hóspedes na casa das duas. O desenrolar dessa história é muito engraçado e gostoso.

“Não havia como negar o sorriso dela. Aquele sorriso seria capaz de por fim a guerra e curar o câncer”.
No início a leitura foi um pouco devagar, mas com o desenvolvimento a narrativa se tornou célere e quando menos percebi já estava devorando as páginas, ansiosa para saber o que estava por vir. Os personagens criados são muito cativantes e especiais, cada um possui características bem marcantes. Hassan é hilário, todo despreocupado, quer curtir a vida e não tem nem ambição de ir para faculdade. Colin quer ser um destaque, seu maior desejo é fazer alguma coisa para a humanidade e ser reconhecido por isso. Já Lindsey só quer levar a vida que leva, sem muitas pretensões e sem estar em evidência, só quer estar bem ali, onde já está.
Este livro tem uma carga emocional bem menos intensa que ACEDE e Quem é Você Alasca?, mas ainda assim é capaz de nos levar a algumas reflexões bem interessantes a respeito de nossas próprias personalidades, da nossa essência e nossos objetivos de vida. Ele é narrado em 3ª pessoa, e acho até que foi por isso que demorei um pouco a “mergulhar” mesmo na história, porque eu sempre prefiro obras com narradores-personagens. Gostei muito da capa que é bem simples mas com alguns desenhos que remetem à história. A história foi bem inusitada e divertida. Recomendo sua leitura para homens e mulheres de qualquer idade.






Participe Aqui

33 comentários:

  1. Oi, Priscilla
    Quero muito ler esse livro. Acho super interessante o enredo do livro. Li ACEDE e gostei muito. Espero ler Teorema Katherine em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mônica,

      Vale a pena ler sim. É uma boa leitura.
      beijos

      Excluir
  2. Eu comecei ler o livro uma vez e parei, acho que a resenha fez parecer mais interessante (ou eu não estava num bom momento), então vou tentar de novo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raissa,

      No começo também tive dificuldade, mas depois com o desenvolvimento gostei muito do livro. Vale a pena insistir. beijos

      Excluir
  3. Oi Pri!
    Então tenho o Teorema só que não consigo avançar na leitura... não sei se por que eu ACEDE e esse livro me marcou muito que agora estou travada com a escrita do John. Quero muito ler as outras obras dele mais tenho medo de ficar empacada igual ao Teorema.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Amo os livros do john green , falta alguns para mim ler um deles e esse , que eu acho q vai ser muito legal a leitura , amo a escrita dele :)

    ResponderExcluir
  5. Oi, no começo queria muito ler O Teorema Katherine, pois a sinopse realmente chamou minha atenção mas com o tempo fui perdendo a vontade. Gostei de sua resenha, acho que vou dar uma chance a esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, no começo queria muito ler O Teorema Katherine, pois a sinopse realmente chamou minha atenção mas com o tempo fui perdendo a vontade. Gostei de sua resenha, acho que vou dar uma chance a esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, no começo queria muito ler O Teorema Katherine, pois a sinopse realmente chamou minha atenção mas com o tempo fui perdendo a vontade. Gostei de sua resenha, acho que vou dar uma chance a esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu gostei da resenha, só me fez querer lê-lo ainda mais. Já está na minha listinha.

    beijos

    ResponderExcluir
  9. Confesso que nunca tive interesse em ler esse livro, mas quando participei da Turnê Intrínseca aqui na minha cidade e ao ouvir a forma entusiasmada como uma das palestrantes falou dele fiquei curiosíssima.
    Li ACEDE e gostei da escrita do autor. Achei a premissa desse livro bem interessante e fiquei com vontade de ler. É bom saber que mesmo não tendo uma carga emocional tão grande, ele é capaz de nos trazer reflexões.

    ResponderExcluir
  10. li somente dois livros do autor, então não tenho como dar muito a minha opinião sobre os livros dele. este, particularmente, acho estranho pelo fato de: o garoto tem apenas 17 anos e já namorou 18 Katherines?? como assim??
    Colin parece ser muito inteligente, e eu quero conhecer ele logo! *.*
    a capa é uma fofurinha também hahaha

    ResponderExcluir
  11. Olá...há algum tempo atrás eu estava louca para ler este livro. Acho que foi porque todo mundo só falava do John Green (João Verde - como diria o Bruno Miranda) e eu fiquei super empolgada comprei o ACEDE e tava querendo muito comprar O TEOREMA DE KATHERINE também, mas com o tempo essa empolgação toda passou e eu perdi o interesse. Tanto é que o ACEDE tá lá em casa encalhado na minha estante e eu não consigo pegar p ler. Quem sabe mais pra frente eu volte a me interessar pelos livros deste autor, e então eu leia este livro. Gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  12. Priscilla que bom que curtisse. Eu quero muito esse livro, é o último dele que falta na minha estante, fui fazer uma troca de aniversário e estava em falta.

    Acho bom quando temos opiniões divergentes da maioria.

    Acho hilária a questão de alguém ser tão 'paranoico' com essas questões mesmo que sem intenção, mas entendo. Tenho um amigo que já passou por uma dessas. Só namorava Ana Paula.

    Fiquei ainda mais afim depois da sua resenha.

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu já li esse livro e gostei. Li ACEDE antes desse e dá pra perceber que o mesmo autor escreveu os dois livros, porque o John Green escreve de uma forma peculiar , fácil de identificar. Eu gostei dos personagens, da ideia da história que me pareceu bem original e a explicação do Teorema me deixou de boca aberta...muito legal!

    ResponderExcluir
  14. Estou super ansiosa para ler esse livro (e atrasada também, faz tempo que quero lê-lo), John Green é leitura praticamente obrigatória! :)

    Blog: www.paginamofada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Também considero O Teorema Katherine como o melhor livro do John Green que já li. E é muito divertido meesmo!
    Particularmente, o Hassan me encantou muito com sua personalidade, hehe.
    Comigo, a narrativa ser em terceira pessoa não influenciou em nada, porque quando comecei a ler já mergulhei toda na história, tanto que acabei em dois dias.

    ResponderExcluir
  16. Oi Priscilla!
    Do John eu já li "Deixe a Neve Cair", "A Culpa é das Estrelas" e "O Teorema Katherine".
    Eu achei o livro "O Teorema Katherine" bem doido. Gostei, mas ao menos tempo não. Senti falta de um objetivo para esse livro. Esse momento eureca não me convenceu. :/
    Prefiro "Deixe a Neve Cair" e "A Culpa é das Estrelas". :)

    Beijão!

    ResponderExcluir
  17. Do John Green só li ACEDE mesmo, mas já tenho vários outros livros na minha lista de prioridades. Estou ansiosa por "Alasca" e "Will e Will", mas confesso que depois de ter ouvido tantas críticas negativas ao "Teorema Katherine" fiquei com uma pontinha de vontade de desistir de ler esse livro...

    ResponderExcluir
  18. Olá Pri!
    Amei esse livro pelo fato dele sempre estar contando as estatística de uma certa Katherine! Achei, sinceramente, o livro bem engraçado... tem um enredo ótimo.
    Li em apenas 2 dias. Realmente, quando você fala que ele tem uma carga emocional inferior a "Quem é você Alaska?" está absolutamente certa!

    ResponderExcluir
  19. Ahh queria tanto ter amado esse livro, comecei com tantas expectativas mas me decepcionei um pouco, não é um livro ruim e está longe disso, mas não me conquistou infelizmente e depois dele perdi o interesse em ler os outros livros do John.. :(

    ResponderExcluir
  20. Eu era doida pra ler o Teorema Katherine, mas depois que comecei a ler fiquei decepcionada. Achei a leitura muito entediante e abandonei. Mas pela resenha parece que a história melhora um pouco depois. Agora nas férias vou tentar retomar a leitura.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  21. Oi Pri.. amei sua resenha....
    Essa semana entrei em uma loja que tem uma parte de livros, e me deparei com esse livro; já tinha visto e ouvido falar sobre ele mas não sobre o que se tratava, o peguei e olhei fixamente para trazê-lo, porém não o comprei, porque não era o meu objetivo aquele dia (fiz um esforço tremendo para não adquiri-lo).
    Voltando ao livro em si, como não sabia do que se tratava e peguei o hábito de não ler a sinopse (porque ela pode ser boa e o livro nao ou ao contrário), enfim, ele já havia entrado para minha lista de compra, agora com sua resenha, acabei de confirmar sua permanência e subir para a lista de prioritários.....

    Bjsss Pri.....

    ResponderExcluir
  22. Ainda não li "O Teorema Katherine" mas estou muito ansiosa, quero comprar logo, mas li ACEDE e Quem é você Alasca? e adorei, com certeza não vai ser diferente com esse!! Gosto da maneira sutil que ele aborda determinados temas, e esse livro parece ser um livro bem divertido, como os outros...bem esse já está na minha lista de compras!

    ResponderExcluir
  23. Você é a segunda pessoa que diz que esse é sim um dos melhores livros do autor. Como também tenho um grande preconceito com modinha e não curti tanto assim ACEDE, acho que vou apostar nesse livro. Gosto do fato de sua carga emocional nao ser tão grande e a história me parece bem divertida =)
    Adorei a resenha Pri!

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  24. Oi Pri, que bom que você gostou do livro \o/ Fiquei tão triste por ele ter sido severamente criticado pelos fãs de ACEDE. É impossível comparar OTK com ACEDE, são livros diferentes. Gostei muito mais de OTK do que de ACEDE. OTK era meu livro favorito do JG até ler Cidades de Papel. O que gosto em OTK, além da temática de amizade e de descoberta das nossas verdadeiras identidades, são as críticas que o JG insere no texto, sempre geniais e bem humoradas. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  25. Por enquanto do John só li A culpa é das estrelas, então não posso opinar sobre, mas posso dizer que fiquei com bastante vontade de ler esse e adorei a proposta, o enredo.. bem diferente!
    Abs

    ResponderExcluir
  26. Só li um livro dele e não achei tudo o que comentam... quero ler outros para ver se consigo gostar mais do autor. Quero muito ler esse, pois já me falam bastante coisas positivas. Vamos ver né =)

    ResponderExcluir
  27. Eu só li A culpa é das estrelas e gostei muito, tenho aqui Cidades de papel, e do autor vai ser o proximo que vou ler, mas acredito que todos os livros deles sao bons, pelo que vejo nos blogs e pelo que vejo o povo falando.

    ResponderExcluir
  28. Ainda estou atrás de um livro do JG para amar de verdade. Li ACEDE, é ótimo, mas não deu o choquinho do "é isso ae" sabe? Mas pretendo ler Teorema um dia.

    ResponderExcluir
  29. Ainda não li nenhum dos livros do Jonh, nem mesmo A culpa é das estrelas, dizem que todos os livros dele são muito bons.
    Sua resenha de Teorema Katherine mostra bem isso e aumentou minha vontade de ler logo livros do autor.

    Bjok

    ResponderExcluir
  30. Olá!
    Li esse mês O Teorema Katherine, e adorei! Simplesmente AMO a escrita do John Green!
    O livro me fez refletir bastante, o meu preferido continua sendo ACEDE, mas esse não deixa de ser muito bom!
    E eu amo esse capa! *.*

    Beijos!

    ResponderExcluir
  31. Eu fiquei com um pouco de receio em comprar esse livro ainda. Porque tive uma certa decepção com ACEDE, acho que é porque eu li quando todo mundo estava falando muito bem, e que o livro era incrível, ai quando eu comprei não gostei tanto, confesso que não era tudo aquilo que pensei. Mais quanto a escrita do John Green, eu gostei bastante.
    Mais eu tenho vontade de ler esse livro, pra ver se eu mudo um pouco a imagem que eu tenho do John Green.

    ResponderExcluir