Anúncios
fevereiro 05, 2015

[Resenha] Coração Ardente – Richelle Mead

No quarto volume da série Bloodlines, enquanto Sydney Sage esconde seu romance ardente com o vampiro Adrian Ivashkov, a ameaça de ser descoberta — e mandada para a terrível reeducação — é maior do que nunca. Criada desde criança para desprezar os vampiros, a alquimista Sydney Sage acabou vencendo seus preconceitos em sua última missão. Aos poucos, a garota não só criou laços de amizade com esses seres como acabou se apaixonando por um deles — o irresistível Adrian Ivashkov — e, surpreendendo até a si mesma, decidiu levar o relacionamento proibido adiante, em segredo. Tudo se complica quando Zoe, sua irmã, se junta à missão. Sydney precisa guardar seu segredo enquanto tenta fazer com que a caçula perceba como as crenças alquimistas estão equivocadas. Enquanto isso, Adrian sofre com os fortes efeitos do espírito — um elemento mágico que, ao mesmo tempo em que lhe confere poderes, pode levá-lo à loucura. Sydney é seu maior incentivo para abrir mão desses poderes e buscar uma saúde mental equilibrada, mas Adrian nem consegue imaginar como seria vê-la machucada e não poder fazer nada. Agora, ele precisa escolher entre sua sanidade e a capacidade de ajudar a todos — especialmente aqueles que amam. 

Editora: Seguinte l 416 Páginas l Jovem Adulto Sobrenatural l Compre aqui: Amazon l Skoob l Classificação: 5/5

Eu sabia que esse livro despedaçaria meu coração; instintivamente sempre estive ciente de que a narrativa de Coração Ardente mudaria completamente a vida da protagonista Sydney Sage. A saga Bloodlines fundamenta-se em um romance proibido e em uma guerra racial que envolve alquimistas, vampiros, dampiros, caçadores de vampiros e bruxas. Portanto, o foco da trama está no preconceito irrigado na cultura alquimista, que vê todos os vampiros (e/ou qualquer ato mágico e sobrenatural) como seres ruins e sem alma. O problema é que cabe aos alquimistas ajudarem os vampiros a não corromperem o mundo humano, tanto é que a atual missão deles é proteger uma princesa vampira, a qual está sob os cuidados da experiente senhorita Sage. Ao longo dos anos Sydney aprendeu a conviver com o sobrenatural, vendo nos vampiros e na magia muito mais do que maldade. Ao mudar sua visão ela também passou a questionar os ensinamentos alquimistas. Mas, como bem sabemos, questionar o poder nunca dá bons resultados. E nesse livro vemos exatamente isso: as consequências que a mudança do comportamento de Sydney gera. Ou seja, o leitor a vê sofrer por escolher acreditar na igualdade do amor.

Sydney aprendeu muito em sua missão atual, principalmente a não julgar as pessoas por sua raça. Hoje ela convive bem com o sobrenatural e torce para que, um dia, os alquimistas sejam capazes de mudar sua visão rígida e preconceituosa. Mas enquanto isso não acontece, a jovem decide viver o momento. Pela primeira vez na vida ela abandona suas criteriosas e racionais regras e decide seguir os impulsos do seu coração. Sendo assim, o livro é uma mescla de entrega, amor, autoconhecimento e respostas. Existem muitos mistérios e pequenas batalhas que Sydney e seu grupo de amigos precisam enfrentar. Mas, diferentemente dos outros volumes da série, a ação abre espaço para o romance, que ganha força e cresce a cada página do livro. É lindo de ver a emoção descrita e é impossível não torcer por esse carismático e improvável casal. Entretanto, a autora deixa o pior para o final, esmagando e triturando nossos corações, provando que nem sempre o amor é capaz de superar tudo.

Além do foco no romance, outro diferencial do livro é a narrativa intercalada. Nesse volume tanto a mocinha quanto o mocinho conduzem a história, interpondo suas versões durante os capítulos. O bom disso é que passamos a conhecer a fundo os sentimentos do *possível spoiler de Vampire Academy* Adrian, que assim como Sydney tem suas próprias batalhas para ganhar: a busca de uma vacina contra os Strigois, a condução de um namoro escondido, e as consequências do uso do poder do espírito (que está consumindo sua paz e sanidade). Finalmente somos capazes de compreender o peso que Adrian carrega nos ombros e, como sempre gostei dele, foi um prazer acompanhar sua narrativa. Indo além, também temos o amadurecimento dos personagens secundários, a revelação de segredos surpreendentes, e o aparecimento de personagens queridos da saga Vampire Academy (para quem não sabe, Bloodlines é um spin-off de Vampire Academy. Veja mais aqui).  

No geral eu amei o livro. A escrita é fluida, envolvente e emocionante. O casal é simplesmente incrível. A guerra criada é complexa e real. E o final é… Nossa, fiquei com o coração na mão. Estou ansiosíssima para ler os dois volumes finais da saga. Preciso e quero acreditar que o amor vencerá o preconceito (afinal, não é por isso que mais ansiamos?). Indico tudo o que a Richelle Mead escreve; para os fãs de aventuras sobrenaturais a autora é leitura obrigatória. E a dica é: se for ler Vampire Academy, só leia Bloodlines após concluí-la.

Sobre a Série

Coração Ardente é o quarto volume da série Bloodlines composta por seis livros: Laços de Sangue, O Lírio Dourado, O Feitiço Azul, Coração Ardente, Sombras Prateadas (que será lançado no Brasil em 25/02/2015), e The Ruby Circle.

Beijos!

 
 
Anúncios

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

31 Comentários

  • Rafaella Abreu
    02 março, 2015

    Ta ai uma série que ja vi muitas pessoas citarem, resenharem (assim como você Pah) e nunca me despertou algum interesse ;/

  • Thamires Menezes
    02 março, 2015

    Não conhecia o livro, é um gênero que gosto muito.

    Mas achei uma coisa interessante, o fato da personagem não gostar do vampiro e quando conhece acaba criando laços com ele.

    Dá pra tirar um aprendizado dele, "preconceito".

  • Yasmine Castro
    26 fevereiro, 2015

    Essa história parece desviar dos clichês que tanto me fazem ter preconceito com histórias de vampiros (principalmente as que mantem foco no romance). Parece que não só o romance está em primeira plano, mas outras questões que deixam a história muito mais interessante. Se eu não me assustasse tanto com a quantidade de livros, eu até guardaria um tempinho para ler, parece uma boa historia!

  • Anônimo
    19 fevereiro, 2015

    Eu comecei a ler Academia de Vampiros, mas sinceramente, não fez muito o meio tipo. Para a minha completa infelicidade, eu comprei não só um como todos os livros da série, e agora eles ficam estocados em minha estante. Espero um dia voltar a lê-los, ou vendê-los. Quem sabe.

  • Jane
    19 fevereiro, 2015

    Oii

    Sobrenatural não está nos gêneros que eu mais gosto. Também acho que as capas poderiam melhorar. Gostei da resenhas, vcs são ótimas.

  • RUDYNALVA
    15 fevereiro, 2015

    Pah!
    Como gosto de vampiros, a série é imperdível.
    Gosto demais da escrita e da criatividade da autora.
    Ver seres distintos em raças se apaixonarem e a protagonista se questionar quanto a seus paradigmas deve ser incrível.
    Aproveite o feriadão com moderação e amor no coração!
    Carnaval com leitura!!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

  • Raynara Soares
    11 fevereiro, 2015

    Ooi, tudo bem?
    Mds *o* Me apaixonei pelo livro só pela sua resenha, estou muito ansiosa para ler kkk deste jeito vou acabar ficando totalmente pobre de tanto livro que vou comprar!
    Beijos

  • Hellen Buckel
    10 fevereiro, 2015

    Vou ser sincera ao dizer que pulei a parte sobre sua opinião deste livro, porque afinal, nem li o primeiro, então, meio que quero evitar spoilers!!! (sem ofenças, Pah!)
    É impressão minha, ou esta autora realmente gosta muito de vampiros?
    Porque é a segunda série que ela publica com temática de vampiros.
    Que alias, ainda esta na minha lista de prioridade em ler VA até o final do ano!!!
    Então Pah, você recomendaria a série Blododliness?

  • Planet Pink
    09 fevereiro, 2015

    Nossa, já está no quarto livro?
    Mas a autora tem esse poder mesmo né? Despedaçar nosso coração hahaa, ela fez isso várias vezes comigo em VA.
    Queria muito ler essa série, mas achei a Sidney tão chata em VA que fico com um pouco de receio.

  • Lost Words
    09 fevereiro, 2015

    Oi tudo bem?
    Adoro relacionamentos proibidos, dá uma vontade de não largar o livro, para saber oque vai acontecer.
    "Nem sempre o amor é capaz de superar tudo" háááá não fala assim não, fiquei mais curiosa ainda para saber oque vai acontecer, se esse preconceito vai acabar, mas pela sua resenha coisa boa não é 🙁
    Adorei, vou ver se leio sim, e as fotos estão lindas, beijos Lost Words

  • Sabrina Mercier
    07 fevereiro, 2015

    Como faço pra ser parceiro?

    http://frasesnoslivros.blogspot.com.br/

  • Jade Passos
    06 fevereiro, 2015

    Amo a serie Bloodlines, acabei o terceiro livro e concerteza vou ler o quarto!!
    ja li todos os livros de Academia de vampiros e amei, sinto falta de Dimitri..

  • Iris Pereira
    06 fevereiro, 2015

    Oi,
    Esse livro realmente acaba com o coração de qualquer pessoa, que final foi aquele? Rsrsrs
    E concordo que a narrativa intercalada deu um chame a mais para o livro!
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

  • Fernanda Drumond
    06 fevereiro, 2015

    Hey Pah! Tudo certinho?
    Já não me interesso em ler mais sobre vampiros e cia. Por isso não peguei a série ainda para ler. Não ajuda muito também essas versões bregas para os títulos… Mas depois do seu texto, a imagem do livro melhorou muito para mim. Qm sabe um dia…
    bjinhos e bom final de semana,
    Fernanda D.
    http://www.novoromance.com.br

  • Leticia
    06 fevereiro, 2015

    Oi Pah..
    Estou vendo que as pessoas estão gostando desse livro. Hoje mesmo vi uma resenha muito positiva sobre ele.
    Gosto de narrativas intercaladas. Não sei se tenho vontade de começar a série, mas quem sabe eu me anime,

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  • Estante Diagonal
    06 fevereiro, 2015

    OI Pah! Ainda não consegui finalizar a série Academia de Vampiros, apenas quando terminar, vou me sentir a vontade de começar blood lines! Mas tudo que leio é só elogios ^^

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

  • Bruna Costabeber
    06 fevereiro, 2015

    Olá Pah,
    Essa série parece ser bem interessante e ter um bom fundamento, gostei.
    Eu conhecia apenas o primeiro livro – Laços de Sangue – e não imaginei que tinha continuação – ainda não li rs.
    Fiquei muito interessada em ler essa série e vou pesquisar mais para comprar.
    Parabéns pela resenha que está, como sempre, incrível.
    Beijos 🙂
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

  • Evellyn Mendonça
    06 fevereiro, 2015

    Oi Pah,
    Estou louca para começar a ler essa série, está na minha meta desse ano, acho as capas lindas espero que eu goste da historia.
    Bjs.

  • Alessandra Taira
    06 fevereiro, 2015

    Eu sempre passei batido por essa série, mas cada vez mais vejo pessoas comentando tão bem que tô ficando bastante curiosa. Já até entrou pra minha wishlist heuheuhue A resenha não fez muito sentido pra mim porque eu não li nenhum dos livros, mas gosto dessas coisas de alquimia e sobrenatural, romance proibido, e tudo. Não sei porquê tô perdendo até agora. Fora que as capas são lindas! Acho que vou começar por essa série mesmo ao invés da Academia de Vampiros, heh.

    Beijos!

  • Rayme
    06 fevereiro, 2015

    este é o ultimo livro da série??
    ainda não comecei a ler a série, mas já vi tantos comentários positivos que você faz por aqui que fico morrendo de curiosidade para ler!
    tirando que as capas são lindas né hehe

  • Alexandre Koenig de Freitas
    06 fevereiro, 2015

    Oi Pah,
    Vou ser sincero: li a resenha meio por cima, pq quero ler o livro ainda esse mês. Achei Feitiço Azul fantástico, e então Coração Ardente se tornou uma das minhas leituras mais desejadas para esse ano.
    PS: indicamos vc para uma TAG.
    Abraço,
    Alê
    http://www.alemdacontracapa.blogspot.com

  • Tamires Pedroso
    06 fevereiro, 2015

    Oi Pah
    adorei a resenha, o livro parece ser incrivel mais não sou muito fã de livros com bruxas e vampiros

  • Talita Oliveira
    06 fevereiro, 2015

    Como essa série é um spin-off de Academia de Vampiros, quero ler depois de ter lido a primeira série, mas ouço falar tão bem de Bloodlines, que vou acabar lendo antes de Academia de Vampiros, hehe. Amooo livros sobrenaturais! 😀

  • Anne Viana
    05 fevereiro, 2015

    Quero muito ler essa serie..só ouço coisas boas…já coloquei esses livros na minha meta de leitura pra esse ano o/

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

  • Anna Carolina Costa
    05 fevereiro, 2015

    Eu não li nenhum livro desta série mas sou bem curiosa, principalmente pelas capas. (Acho elas incríveis!)
    Adoro histórias que quebram barreiras e preconceitos, e pelo que você narrou, tudo indica que isso irá acontecer né? rs Bom, torcemos!
    Beijos,
    Carol

  • Jessica Silva
    05 fevereiro, 2015

    Oi, Páh! =D
    Ainda não comecei a ler a série. Gostaria de saber se é necessário ler Academia de Vampiro antes de Bloodline. Beijos!

    • Paola Aleksandra
      Paola Aleksandra
      06 fevereiro, 2015

      Oi, Jessica. Só é necessário se você quiser ler V.A. Se não, tudo bem começar por Bloodlines 🙂

      Beijos

  • Joyce Kristine
    05 fevereiro, 2015

    Parece ser interessante! Vou procurar saber mais depois haha'

    Beijinhos,
    Joyce Fernandes
    http://linhasemaislinhas.blogspot.com.br/2015/02/young-justice-1-temporada.html