[Resenha] Lembra de mim? – Sophie Kinsella

Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória.
Chick-Lit| 400 Páginas|  Editora Record| Skoob | Compare & Compre: Submarino SaraivaAmazon|  Classificação: 4/5
Uma das graças da vida é saber que temos a capacidade de nos reinventar. Hoje sou uma mulher diferente da que era ontem e ainda mais distante da que fui três anos atrás. Afinal, o tempo passa e o dia a dia nos ensina infinitas lições, mudando nossa forma de sentir e reagir ao ambiente em que estamos inseridos. Dito isso, imagine acordar de um acidente e perceber que você esqueceu dos seus últimos três anos. Assustador, não é mesmo? Pois essa é a realidade da protagonista de Lembra de Mim?. Depois de um acidente Lexi não lembra de nada dos seus últimos anos: o enterro do pai é uma incógnita, o visual novo é surpreendente, e a aliança de casamento no seu dedo é muito mais que apavorante. E o pior não é não se lembrar, e ter que voltar para uma vida que ela não lembra de ter construído. Assim, entre idas e vindas do destino, o livro nos faz mergulhar em uma história divertida, reflexiva e para lá de emocionante. Sem dúvida, uma das minhas histórias preferidas da Sophie Kinsella.

A Lexi de 2004 é conhecida pela falha que tem nos dentes, um espaço entre eles que ela sempre achou charmoso. Além disso, a jovem tem um emprego mediano, namora um cara conhecido por todos como um grande perdedor, e tem um corpo normal – do tipo que permite que ela coma tudo o que tiver vontade. Contudo, três anos depois e sem memória desse período, Lexi é uma mulher completamente diferente: sorriso branco e perfeito, corpo sarado, dieta livre de carboidratos, vida luxuosa e repleta de regalias, e esposa de um homem lindo, rico e perfeito. Ao acordar no hospital sem lembrar dos últimos anos, Lexi percebe que está levando uma vida incrível. Claro que ela também está confusa e apavorada, mas o futuro é bem melhor do que ela poderia ter imaginado então se sente feliz e realizada. Portanto, determinada a continuar protagonizando seu próprio conto de fadas, Lexi – mesmo desmemoriada – aceita retomar sua vida, momento em que ela percebe que as coisas não são tão perfeitas como aparentam: que a beleza externa tem um preço alto, que o sucesso no emprego cobrou muito dela, que suas amigas não são mais suas amigas, e que seu marido talvez não seja o homem com que ela sempre sonhou. Sem saber em quem acreditar e no que confiar, Lexi vive um dilema: aceitar a nova Lexi ou lutar pela garota que um dia ela foi. No lugar dela, o que você faria? O que faria se descobrisse que seus amigos não te suportam mais, que seu emprego é enlouquecedor, e que sua vida perfeita é perfeita demais?
O problema de desistir é que você nunca saberá. Você nunca saberá se você poderia ter feito o trabalho. E eu já estou cheia de não saber sobre minha vida.
O que mais gostei nessa obra, sem dúvida nenhuma, foi de acompanhar os dilemas enfrentados pela protagonista. É muito doloroso vê-la em conflito entre seu eu do passado, que ainda é fresco em sua memória, e o eu do presente que ela não lembra de ter construído. Algumas vezes irrita o fato dela não aceitar que sua vida mudou, mas ao contrário do esperado acabei gostando dessa característica, pois por mais que a vida da Lexi tenha mudado algumas coisas do seu passado eram importantes para ela, tanto que a jovem escolhe lutar para reconquistá-las. Sendo assim, é incrível ver como o tempo faz com que Lexi tenha força suficiente para criar um novo eu: uma nova Lexi que mescla o passado, o presente e o futuro que ela almeja ter. Uma das coisas que sempre me incomodam nos livros da Sophie são suas protagonistas. Entendo-as e não julgo suas ações, mas é muito difícil para mim ser solidária com essas mocinhas que mentem, enganam, agem de forma infantil quando o assunto é trabalho e namoro, são extremamente inseguras, e projetam em outras pessoas (geralmente no mocinho da história) a necessidade de mudar. Portanto o ponto central desse livro é que não me senti assim com a Lexi. Não apenas porque entendi suas inseguranças e sua vontade louca de entender as mudanças na sua vida, mas principalmente porque ela não vive mentindo por motivos superficiais e é corajosa o suficiente para aceitar seus sentimentos. Amei Lexi, amei como ela, mesmo confusa, escuta seu coração e trilha um novo caminho.
Além dos dilemas da protagonista, também gostei de suas trapalhadas. Claro que ela nos diverte com suas façanhas, principalmente quando começa a desvendar certos segredos do seu passado recente, aquele que ela não consegue lembrar. Fora que também temos uma bela história de crescimento profissional, fortes laços de amizade e um romance incrível – o mesmo que me deixou receosa em dar cinco estrelas ao livro. A obra é boa, divertida, envolvente, mas conta com um enlace amoroso que surge de uma forma “antimoral”. Sou contra a maneira que esse relacionamento começou e isso fez com que o amor narrado perdesse um pouco do brilho (óbvio que isso é no meu ponto de vida). Ainda assim, não nego que o desenvolvimento da história fez com que o mocinho e a mocinha ganhassem meu coração, principalmente com o final lindo que eles protagonizam.
No geral esse é um dos meus livros favoritos da Sophie Kinsella. Sei que a história pode gerar opiniões distintas da minha, mas não consigo deixar de adorar essa obra e essa personagem que, ao decidir lutar pela sua felicidade, me conquistou completamente. Indico o livro para os que gostam de tramas leves, divertidas e com uma pitada de crescimento pessoal.
  
Beijos,



Participe Aqui

25 comentários:

  1. minha amiga leu ele e me falou que era mt bom! fiquei com vontade!
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oii Pah, eu tenho esse livro na minha prateleira e ainda não tinha me animado muito de ler..mas depois dessa resenha vou pega-lo com certeza..Adorei!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  3. Olá, Pah! Eu estou - ainda - muito curioso para ler algo da Sophie Kinsella, a autora parece ter uma escrita sensacional e envolvente, além do melhor, o senso de humor imenso. Lembra de mim? é um livro que sempre vejo, leio, ouço comentários muito bons. Lexi é uma personagem que me interessa bastante, deve ser ótimo ler algo relacionado a amnésia, e achei isto uma ótima oportunidade para apreciar a obra da Sophie. Quero!

    ResponderExcluir
  4. Ao contrário de vc, adoro as protagonistas dos livros da Sophie, então acredito que vou amar esse livro. A sinopse é boa e parece bem clichê. Mas sendo a Kinsella, nem sei o que esperar haha

    http://somaisumapaginamae.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Paola,realmente é assustador três anos depois de um acidente,você acordar e não se lembrar de nada que aconteceu durante três anos de sua vida.Ela é casada e não se lembra.Essa protagonista possui mais dilemas para enfrentar do que outra coisa.Legal ela tentar reconquistar as coisas boas do seu passado.Realmente também não sou solidária com as mocinhas da Sophie ,porque elas mentem e enganam.Gosto das trapalhadas porque são divertidas ,fiquei curiosa com o início desse relacionamento antimoral,gosto de personagens que lutam pela felicidade.Ansiosa para ler.Mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  6. Sophie Kinsella, só esse nome já diz tudo!! Preciso/necessito desse livro, ainda mais depois dessa resenha *--* Aqui te indiquei para responder uma Tag: https://princesarefinada.wordpress.com/2015/10/27/tag-descobrindo-novos-blogs/ :*

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada da Sophie Kinsella, eu gostei bastante da resenha, fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Pah
    Deve ser bem estranho mesmo não recordar de seus últimos três anos. Por tudo que você escreveu acho que ia gostar muito dessa personagem, além de me divertir. Me animei por não ser mais uma série. Acho que esse livro é ótimo para mim, que ainda não li nada da autora.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Imagina curti essa ideia de perder tres anos e bem interresante confrontar o presente com o passado ^^ faz a gente pensar
    Nunca li nada da autora mas fiquei afim de ler esse


    ResponderExcluir
  10. Já ouvir falar muito da Sophie Kinsela mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de conhecer nenhuma de suas obras, confesso que acho simpatizo com a capa do livro e a resenha ficou excelente.
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  11. Eu só li um livro da Kinsella até hoje, e foi o Fiquei com Seu Número, e amei a escrita dela, ri muito no livro, e achei a leitura super fluida. Achei a estória desse bem legal, com certeza leria.

    ResponderExcluir
  12. Olá Pah,
    O primeiro livro que li da Sophie Kinsella foi “Fiquei com o seu número”, achei uma leitura leve e divertida, li bem rapidinho, mas também fiquei incomodada com a protagonista, achei ela muito insegura e fiquei muito irritada com várias atitudes dela. Mas nesse livro “Lembra de mim?” tenho uma impressão de que vou me identificar e acabar gostando da protagonista Lexi. Além de ser uma historia divertida, traz uma belo romance, que adoro! Enfim, mais um livro que vai pra lista dos desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá. Gostei desse livro!!! Muito legal a resenha, e esse mistério em torno do que aconteceu de verdade me cativou.

    ResponderExcluir
  14. Tão feliz em ler essa sua opinião tão apaixonada <3
    Acho que o livro te conquistou mais também dentre os da Sophie por ser menos engraçado e mais "romântico" (não só pelo romance em si, mas por todas essas características da Lexi que você citou).
    Quero demais ver a minissérie que está sendo produzida!!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  15. Olá Pah! Gostei bastante da premissa de Lembra de Mim, toda essa questão da protagonista não lembrar de anos tão importantes em sua vida e se engajar numa busca para compreender esse passado perdido. Além de ser um livro da Sophie Kinsella, tão recomendada pela Aione. Infelizmente ainda não li nada da autora, mas já tenho várias dicas de livro da mesma e vou acrescentar este a minha lista. Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Olá, me fascinei por esse livro tudo devido a a capa dele, e acredito também que a escrita da autora é sensacional e o livro Lembra de mim? já ouvir falar muito bem quem sabe leio um dia . Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Pah, já tava louca para ler esse livro, agora então depois dessa resenha estou muito mais.
    Parece ser uma historia bem bacana, realmente esquecer os 3 últimos anos da própria vida não deve ser nada fácil.
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. oi Pah! Amei essa historia lembrei de filme que vi quando era pequena De Repente 30 .amo Chick-Lit e ja estou adorando as trapalhadas da Lexi .Confesso que se fosse eu ficaria muito confusa a gente muda td hora nao se lembrar de 3 anos da sua vida e muito confuso .Estou muito curiosa para saber o que vai acontecer
    Obg pela dica!!
    bjs!!Pah
    Bjs!!Pah

    ResponderExcluir
  19. Já faz uns aninhos que li esse livro..um dos primeiros e simplesmente AMO esse livro..sempre lembro com carinho e um sorriso no rosto :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Ouço muitos elogios à escrita e criatividade da autora. O mais interessante, nesse enredo, é o fato de os conflitos da personagem, bem como ela própria, serem tão verídicas e reais. Poderíamos ser qualquer um de nós em sua pele, com o casamento imperfeito ou o emprego que sufoca, e termos a chance de recomeçar então. A capa não é das mais atraentes, mas acredito que o conteúdo da obra seja o diferencial do livro.

    ResponderExcluir
  21. Oii!!
    Confesso que ainda não li nada da Sophie Kinsella, mas tenho muita curiosidade só ouço coisas positivas sobre a autora. Adorei o enrendo, Lexi é uma mulher determinada e sua foça de vontade é surpreendente. Quero muito ler.
    Bjos e sucesso!!

    ResponderExcluir
  22. Nos reinventar é sempre algo importante e que acontece sem ao menos percebermos. Mudamos para melhor, para pior, mas nunca permanecemos o mesmo.
    Adorei essa reflexão que o livro nos proporciona e o fato de nos apresentar lições que levaremos para sempre.
    Ainda não li. Adorei essa capa.

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?
    Achei sua resenha maravilhosa, queria muito ler uma opinião a respeito de algum livro sobre a escritora e sim, eu consegui!!
    Bjs!!

    http://liiteroma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Amo os livros do estilo chick lit.. porem concordo com voce na maneira infsntil das protagonistas como por exemplo a propria becky. Porem acho os livros divertidos e engracados e espero que esse seja assm kk

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Que bom que gostou! Esse é meu livro preferido da Sophie. <3
    Foi divertido e conflitante. Ver a Lexi se revirar para entender a nova vida, foi angustiante.
    Beijão!

    ResponderExcluir