[Resenha] O Retorno de Izabel - J.A. Redmerski

Determinada a levar o mesmo estilo de vida do assassino que a libertou do cativeiro, Sarai resolve sair sozinha em missão, com o propósito de matar o sádico e corrupto empresário Arthur Hamburg. No entanto, sem habilidades nem treinamento, os acontecimentos passam muito longe de sair como o planejado. Em perigo, Sarai nem acredita quando Victor Faust aparece para salvá-la — de novo. Apesar de irritado pelas atitudes inconsequentes dela, ele logo percebe que a garota não vai desistir de seus objetivos. Então não há outra opção para ele a não ser treiná-la. Com tamanha proximidade, para eles é impossível resistir à atração explosiva. Nem Victor nem Sarai podem disfarçar o que sentem, ou negar o desejo que os une. No entanto, depois de tantos anos de sofrimento e tantas cicatrizes emocionais, será que eles conseguirão lidar com um sentimento como amor? Só que Sarai — novamente na pele de Izabel Seyfried — ainda terá que passar por um último teste; um teste para provar se conseguirá viver ao lado de Victor, mas que, ao mesmo tempo, poderá fazê-la questionar os próprios sentimentos e tudo que sabe sobre esse homem.
Romance Dark (+ aqui)| 232 Páginas | Cortesia Suma de Letras| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon | Classificação: 3,5/5
Quando li A Morte de Sarai fiquei completamente encantada. A obra é intensa, dramática, reflexiva e dolorosa de uma maneira inusitada. A questão central é que o romance difere da maioria dos livros que lemos. Afinal, em que realidade um assassino profissional e uma fugitiva seriam aceitos como o casal dos sonhos? Além disso, a obra surpreende por dar vida a personagens politicamente incorretos – que nada mais são do que o reflexo das dores e dos traumas que carregam no peito. E é exatamente por isso, pelo trunfo da história estar na personalidade obscura de seus protagonistas, que fiquei com muito medo de ler O Retorno de Izabel. Por mais que eu quisesse torcer pela redenção dos personagens principais, no fundo sempre soube que para manter a qualidade da série a autora teria que ir até o fim e cultivar, ao invés de curar, seus traumas. Mas, por mais que a J.A. Redmerski tenha mantido a parte obscura da história, nesse segundo volume a trama seguiu um novo rumo ao focar no amor e na capacidade que esse sentimento tem, não apenas de curar, mas também de unir duas pessoas com um mesmo objetivo. Sendo assim, em O Retorno de Izabel, Victor e Sarai embarcam em uma missão que mudará completamente o rumo, profissional e amoroso, de suas vidas.

O livro começa apresentando ao leitor a nova Sarai. Ela recebeu a chance pela qual tanto lutou e tentou viver como uma jovem normal: saindo, estudando, trabalhando e namorando. Digo tentou porque ela tem um desejo que não consegue suprir; para superar o passado Sarai precisa cumprir uma promessa e cortar a garganta daquele que domina seus pensamentos. Cansada de fingir ser uma garota normal, a mocinha cria um plano e parte para a caçada rumo ao seu primeiro assassinato planejado. E, é óbvio, ela vai acabar em uma grande enrascada. Nesse meio tempo Victor reaparecerá em sua vida, contudo as coisas estão bem diferentes, já que ele não só tem um novo emprego como finalmente criou coragem para abrir seu coração aos sentimentos que há muito havia enterrado. No fundo Victor e Sarai estão fartos de suas vidas, de serem controlados e manipulados, portanto juntos, como um time campeão, vão descobrir como construir um novo futuro.

Não sei se eu mudei como leitora ou se a escrita da J.A. Redmerski está diferente, só sei que perdi parte do encanto por essa série. Antes achava incrível as dores e os traumas dos personagens. Porém, dessa vez a sensação que tive foi de vazio, afinal não consegui me conectar com os dramas descritos. A reflexão continua: drogas, roubo, abuso sexual e fome de poder, podem sim destruir a esperança de um ser humano. Contudo o foco mudou, agora a história gira em torno na nova vida de Sarai ao lado de Victor, na companhia de assassinos que eles começam a criar – o que significa que temos Sarai treinando para cumprir sua vingança e pagando as consequências de ter nas mãos, e na alma, a mancha da morte de outro ser humano.
Confesso que até gostei desse lance de “missão rumo ao assassinato”. Acabou que a história me lembrou alguns seriados de TV (como Nikita, por exemplo) pelos quais já fui apaixonada. O nível de ação é eletrizante, envolvente, amedrontador algumas vezes e muito sensual. Além disso, é fácil de ler e de aceitar o cenário criado, até porque esse lance de assassinos é bem conhecido por nós, não é mesmo? Outro ponto positivo é que nesse volume a autora explora melhor a relação amorosa entre Victor e Sarai. Ela foi muito inteligente em uni-los de uma maneira única, que não segue o típico clichê “você me curou”, afinal esses personagens estão quebrados demais para serem completamente redimidos.
Portanto, entre altos e baixos, não digo que o livro é ruim, muito pelo contrário. Apenas que ele foca em aspectos que não me agradam mais – pelo menos não como me agradavam anos atrás. Ainda assim, para quem gosta de romances mais obscuros com clima de seriado de ação, vale a pena dar uma chance.
Sobre a Série •

O Retorno de Izabel é o segundo volume da série “In the Company of Killers”, composta pelos livros: A Morte de Sarai; O Retorno de Izabel; The Swan & The Jackal; Seeds Of Iniquity; e The Black Wolf. 

Apenas os dois primeiros livros focam no casal principal, sendo que os volumes seguintes envolvem personagens que começarão a trabalhar com o Vitor ou que, muito provavelmente, tentarão matá-lo, risos. Ainda assim, ressalto que é necessário ler os livros na ordem.



Beijos,



Participe Aqui

18 comentários:

  1. Parabéns pela resenha!!!
    Não conheço ainda essa história, mas confesso que me despertou curiosidade.
    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  2. Muita gente falando desses dois livros, ainda não li, me interessei pela morte de Sarai, mas ainda não sei se quero mesmo ler essa série...

    ResponderExcluir
  3. Li A Morte de Sarai há dois dias e estou louca pelo segundo livro da série. Sou viciada nas obras da J.A desde Entre o Agora e o Nunca, que me prendeu de formar surpreendente. Amei sua resenha, pois já fiquei preparada para o que vai vir, mas eu estou muito apaixonada pela história, portanto, preciso ler com meus próprios olhos para tirar conclusões (torcendo para J.A não me decepcionar). Enfim, a série é cheia de surpresas e o que mais me agradou foi que ela me fez sair da minha zona de conforto. Mais uma vez, eu amei a resenha. Obrigada por fazê-la

    ResponderExcluir
  4. Paola,concordo com você que uma redenção seria perfeita para os personagens,mas também temia que a autora cultivasse seus traumas,mas o novo rumo foi perfeito ,gostei do mocinho abrir seu coração e seus sentimentos,não gostei muito na questão de se unirem para vingar-se com a fundação e formação de assassinos.A série parece interessante e parece que no próximo alguém tentará matar Víctor,ou seja um traidor,Talvez leia,mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  5. Oii Pah, dessa autora li Entre o Agora e o Nunca e continuação, e amei!
    Agora quanto a essa série, parece diferente, como se fosse um seriado de televisão..mas não sei se rá me agradar tanto quanto a série anterior..
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  6. Oi,Pah!! Eu li "A morte de Sarai" e comecei gostando bastante, até pq é o tipo de leitura a que estou mais habituada, um dos gêneros que mais gosto.Porém,do meio pro fim eu já estava entediada. A história pra mim já estava se arrastando, não conseguiu me prender até o fim de jeito nenhum,levei anos pra terminar. Eu tava até pensando em dar mais uma chance e ler o Retorno de Izabel, mas depois de ver aqui suas considerações percebi de vez que essa série não tem chances de funcionar comigo. Mas conheço muita gente que viciou nessa série e é isso mesmo, cada livro tem o seu leitor hahaha

    ResponderExcluir
  7. Olá!!
    Não li “A Morte de Sarai” nem “O retorno de Izabel”, mas lendo a resenha fiquei super curiosa com a série, achei a história bem interessante. Quero muito ler em breve e as capas são indas.
    Grande beijo e sucesso!

    ResponderExcluir
  8. Eu acredito que bater sempre na mesma tecla cansa, assim como estender uma série demais também cansa. O autor tem que saber o momento certo de parar.

    ResponderExcluir
  9. oi,Pah!
    nunca li “A Morte de Sarai” nem “O retorno de Izabel”,mas achei parecendo tema de novela gostei do livro quero comprar e começar a ler logo
    OBS: AMEI A CAPAA DO LIVROOO"!!
    TCHAUU,BJS!!!

    ResponderExcluir
  10. Não li nenhum livro dessa serie mas essas capas é impressionante é tão linda a sinopse está perfeita, amei essa serie, irei correndo em uma livraria próxima para comprar essa serie completa. Bjs e brigado por me mostrar essa coleção.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Pah
    Acredito que você não foi a única que achou que a história perdeu um pouco a essência neste livro. Acho que não tenho problemas com um romance mais sinistro, mas também não sei, só lendo para saber. Mas seria uma leitura válida pela ação e tudo o mais que eu até gosto.
    Vamos ver, quem sabe rs

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Muito nom esses livros!

    Recomendo tambem os três livros de "A Garota do Lago"

    Bjokas

    ResponderExcluir
  13. Ooi Pah,
    quero muito ler A Morte de Sarai, não costumo ler livros desse gênero, mas essa série me chamou bastante atenção.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Nossa sério? Ainda nem li a morte de sarai que é super bem recomendado, agora me desanimou..

    ResponderExcluir
  15. Minhas expectativas para esta série eram enormes. Acompanhei várias resenhas sobre A Morte de Sarai e O Retorno de Izabel, mas deixei escapar uma coisa, que só percebi agora. Para mim, o livro era mais baseado em pura ação e assassinatos, mas me enganei e fui iludido com uma história de romances e cenas quentes, o que acabou tirando todo o meu interesse sobre o livro.

    ResponderExcluir
  16. Oi Pah,
    Adoro ler livros com personagens mais intensos, cheio de dramas, porém pela resenha achei que esse livro é dramático demais pro meu gosto. Mas quem sabe não vale a experiência? Vou começar com “A Morte de Sarai” e ver se me envolvo com os personagens, pois achei a história da série bastante interessante, principalmente por envolver traumas passados e por ser uma leitura diferente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi Pah!!!
    Ainda não li A Morte de Sarai, mas já li muitos elogios pra ele e pro Retorno de Izabel. Tb ainda não li livros que tratem desse tipo de história especificamente, então seria uma novidade e gosto disso. Eles parem bem intensos!! Talvez esse segundo livro seja um pouco menos pesado que o primeiro por tratar tb do romance do casal né? Ou não, rsrs. Bom, tenho curiosidade com esses livros, mas não sabia que a série era tão grande rsrs

    ResponderExcluir
  18. Eu ouvi muitos elogios a respeito do primeiro livro. Mas quando fui lendo o segundo, as críticas negativas aumentaram bastante. Penso que o problema seja com a autora mesmo e não com você rsrsrs

    ResponderExcluir