[Resenha] A Sedutora – Babi Barreto

Ao se deleitar com a visão de uma jovem dançarina de uma boate, na periferia carioca, um perfeito cavalheiro atravessa o limite do perigo que encontramos no submundo do crime. James Dixon tem um futuro perfeito, mas por vários motivos terá sua trajetória de vida alterada. Consumido pelo desejo por Lana, descobre que ela esconde um terrível passado, e não é capaz de enxergar qualquer futuro além dos seus próprios planos. Em meio a jogos de poder, intrigas e manipulações, a obsessão de um pelo outro os consome, lançando toda sorte de perigo. Morrer passa a ser uma opção; e matar, uma necessidade. Quando a vingança se torna sua meta, a obsessão pode ser perigosamente atrativa.
Romance Sensual| 274 Páginas|  Skoob | Compre: Amazon | Página da autora no Facebook
Esse foi o primeiro romance da Babi Barreto que tive a oportunidade de ler e, assim como todos seus fãs e leitores, fiquei encantada com sua narrativa ágil e envolvente. A trama mescla segredos políticos, a crueldade por trás do tráfico e da exploração sexual, e um romance arrebatador entre dois opostos: uma jovem dançarina de funk e um diplomático inglês. Assim, temos uma história que vai além da sedução ao descrever a dura realidade de muitas mulheres espalhadas pelo mundo – mulheres que viram objeto nas mãos de serem humanos corrompidos pela ganância e pelo poder. Dessa forma, entre uma paixão proibida, ameaças de morte, perseguições, e a descrição de um mundo de exploração sexual que domina as favelas brasileiras, A Sedutora leva o leitor a torcer pelo amor e ter fé em um mundo melhor e incorrupto.

A obra gira em torno de James e Lana e é narrada através do ponto de vista dos dois personagens. James fugiu da Inglaterra e conseguiu um cargo na embaixada brasileira com a ideia de refazer sua carreira política – fora que, depois de um escândalo ele precisava respirar novos ares. Porém, a ideia de focar em sua carreira fica suspensa quando ele conhece Lana Lima. Em um baile no morro do Limão, James vê uma apresentação de Lana e, instantaneamente, decide que quer tê-la em sua cama. Acostumado a ter tudo o que quer, o jovem vai atrás de Lana e acaba se metendo em uma grande enrascada. O fato é que Lana não é apenas uma famosa dançarina de funk como também A Sedutora. Ela é tida como propriedade de um dos valentões do morro, portanto não é acessível a nenhum outro homem. Mas a grande surpresa do livro é que Lana não é quem pensamos. A jovem tem um segredo e um motivo para ter sua vida entrelaçada a dos chefões do morro, e a insistência de James coloca os dois em perigo, afinal assim que eles se envolvem, Lana descobre que sua segurança no morro é mais do que instável. Os dois querem estar juntos, querem desfrutar da paixão que sentem um pelo outro, mas não podem – não enquanto Lana não cumprir sua missão e abandonar o morro.
O que mais gostei no livrou foi da abordagem feita pela autora sobre a exploração sexual. Em uma trama de romance contemporâneo é muito fácil se perder no amor e na paixão, porém em nenhum instante a Babi Barreto deixou de focar no verdadeiro enigma do livro, nem quando seus protagonistas se envolvem e se apaixonam. Não acho que os cartéis descritos na história ou que os bares de fachada (que servem para a venda e a exploração de jovens) são exclusivos das regiões de favela do Brasil. Esse tipo de exploração está em todo lugar, muitas vezes bem ao nosso lado, mas só o fato da autora trabalhar com esse tema tabu – indicando até que muitos políticos estão envolvidos com isso – faz o leitor abrir os olhos para o mundo ao nosso redor. Além disso, também gostei dos segredos por trás da história e da jornada da protagonista. Lana é forte, bonita, sensual e dona do seu corpo – ela sabe quem é e confia no seu taco, ou seja, não é cheia de inseguranças e mimimi. A jovem luta por algo importante e real. Tudo o que ela quer é saber mais sobre o passado de sua família e para isso não mede esforços: ela se une a homens perigosos, usa seu corpo e sua sensualidade para ter informações, e leva uma vida instável... Mas tudo isso vale a pena para encontrar a felicidade real. Sempre é bonito nos depararmos com personagens assim, que fazem sacrifícios em nome do amor.
Por outro lado, não gostei dos últimos capítulos da história (que me pareceram corridos demais) e da personalidade de James – no começo ele é um perfeito cafajeste que só quer o corpo de Lana, depois ele vira um mimado que tem tudo o que quer, e por fim se transforma em um homem fantoche de outros homens mais poderosos. Senti que ao longo da história James caminhou na corda bamba entre ser homem e ser uma criança, e o fato é que quando não gosto do mocinho acabo não gostando do romance. Não consegui sentir um lanço entre James e Lana ou me conectar com a história deles. Claro que torci pela felicidade do casal, mas achei o romance superficial – sabe quando eles dizem que amam mas o leitor não sente isso? Fora que a sensualidade da história, que tem todo um embasamento por causa do trabalho da Lana, deixou a relação entre eles carnal demais. Senti falta de diálogos divertidos, de momentos bobinhos e fofos, de conversas sobre a história dos dois... de realmente ver nascer um relacionamento. Sei que James e Lana não tiveram tempo para isso, sei que a vida deles virou de pernas para o ar assim que se conheceram, mas realmente queria mais amor entre eles.
No geral o livro possui pontos positivos e negativos. A trama é super rápida de ler, a reflexão social é nítida e cruelmente real, os personagens são fortes e mandões, e o final é de deixar o queixo caído – não esperava mesmo por esse desfecho! O livro acaba no meio de perdas, tiros e recomeços, então imagino que em um próximo volume a autora trabalhará mais com o envolvimento amoroso do casal. Vou torcer para isso e depois venho contar para vocês. Enquanto isso, recomendo a leitura para aqueles que gostam de tramas políticas (cheias de perseguições) e incrivelmente sedutoras.

Beijos,





Participe Aqui

29 comentários:

  1. Muito bom... Suas resenhas são ótimas Pah! Parabéns sua linda!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não conhecia esse livro e quando vi a capa/livro pensei que seria estilo 50 tons, acho que errei em! A história é bem bacana, ainda mais por se tratar de fatos do nosso dia a dia, mas que não aceitamos. Já esta adicionado no Skoob. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

    ResponderExcluir
  3. Paola, minha linda.
    Primeiramente, gostaria de agradecer pela dedicação com meu livro, e principalmente, o carinho que demonstrou com a obra.
    Garanto que muitas das suas dúvidas serão respondidas no livro 2, e espero que quase todas as suas conclusões sejam quebradas após descobrir o passado de James.
    Contarei muitoooo com você nessa construção.
    Mil beijos, e espero que os leitores do blog deem uma oportunidade para a obra, e se encantem!

    ResponderExcluir
  4. Paola,gosto muito da escrita da Babi,mas ainda não li esse livro.Gostei bastante da premissa desse primeiro livro,onde ele coloca para se confrontar personagens de dois mundos diferentes ,ou seja realidades diferentes,além de mostrar o tráfico de mulheres.Fiquei muito curiosa para conhecer Lana e James de perto e principalmente o segredo que Lana esconde.Gostei da personagem não ser insegura e cheia de mimimi.Pena os capítulos finais sejam corridos e o romance ser superficial,mas que bom que achou o final surpreendente.Que venham a continuação.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Nossa que história interessante, gostei do tema será que consigo encontrar esse livro?
    www.pegaobrilho.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bianca. Na Amazon, coloquei o link na parte superior da resenha :)

      Beijos

      Excluir
  6. “O poder que nos levanta, a força que nos faz cair”. Resenha Sedutora! Confesso que a expectativa criada e a quantidade de acontecimentos nesta “prévia” deixam-me curiosa quanto ao livro e como as coisas desenrolar-se-ão em pouco menos de 300 páginas. Animada!!

    ResponderExcluir
  7. Não curto o gênero HOT, mas esse enredo cheio de ação parece eletrizante e muito bem escrito, acho que vai me agradar! Fiquei interessado depois dessa sua resenha maravilhosa. Abraços :)

    ResponderExcluir
  8. Caramba, nunca tinha visto nada dessa autora, mas fiquei louca para ler esse livro. O que amo no seu blog, Pah, é que os livros são exatamente do meu estilo. kkkk

    ResponderExcluir
  9. Nunca ouvi falar da autora, mas se foi realmente obteve sucesso no desenvolvimento desse tema , é porque realmente é boa! Fiquei interessada!

    ResponderExcluir
  10. O
    não conhecia esse livro, mesmo o enredo parecendo interessante ainda não chamou tanto a minha atenção, mas o que conta e que você gostou e o livro parece ter vários pontos interessantes.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá Pah,
    Quando vi a capa desse livro imaginei uma história completamente diferente, mais focada na luxúria, mas como dizem, nunca se julga um livro pela capa! Apesar de ter os pontos negativos, especialmente do protagonista com essa personalidade fraca, o que afeta no romance, eu ainda pretendo ler, pois gosto de ler livros com drama polêmicos, e a exploração sexual é um tema difícil de ser abordado. A resenha me surpreendeu bastante, espero ler o livro algum dia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Paola eu li sobre esse livro em outro blog eu amei a sinopse é bem o tipo de gênero literário que eu gosto de ler alem da capa ser linda e como sempre sua resenha esta incrivel bjs.

    ResponderExcluir
  13. Está historia esta no wattpad??gostei muito do seu blog ,parabéns ��

    ResponderExcluir
  14. Não sei se leria, mas gostei da sinopse. E é interessante pelo tema, faz você pensar se não acontece isso perto de você ou coisas assim, faz você pensar nesse tipo de coisa acontecendo aqui no país. Ao menos me fez pensar assim. Mas não sei se leria, ao menos não ainda. Seria interessante ver mais do livro, tipo ler esse e um próximo.

    ResponderExcluir
  15. Oi Pah! Não conhecia esse livro, mas já ouvi falar muito bem da Babi!! Me interessei pela temática tão forte e importante nos dias de hoje, pretendo lê-lo! Adorei a dica, beijos.

    ResponderExcluir
  16. Definitivamente não curto esse padrão de livros nacionais que tem que envolver um personagem estrangeiro e favela/tráfico.
    Mas torço muito pela autora, espero que o livro faça mais sucesso com o restante do público do que comigo.

    ResponderExcluir
  17. gostei da tua resenha. e por me falar sobre o final que parece corrido nao acho q vou ler.. quando vi a capa ogo fui julgando achando que se tratava apenas de umnew adult. mas achei legal tratar da tematica da exploração sexual. diferente e legar saber que eh brasileiro

    ResponderExcluir
  18. Tava gostando de tudo, tema interessante, autora nacional, ai me vem um romance superficial, fiquei triste e ao mesmo tempo curiosa...

    ResponderExcluir
  19. Sério que tem tudo isso nesse livro?? Jurava que era mais um livro hot e pronto kkkkkk me desculpem mais a capa não ajudou ..... amei a resenha, parece ser um livro realmente bem escrito nunca li nada dessa autora , mas esse pode ser um possível livro a entrar na minha estante rsrrs

    ResponderExcluir
  20. Oi Pah, eu não vou ler a resenha porque estou aqui para começara a ler, as de uma coisa ja pude notar nos primeiros capítulos: a coisa pela fogo! LOL, mas eu volto aqui para comentar!

    ResponderExcluir
  21. Oi Pah!
    Nunca tinha visto esse livro, mas gostei da resenha. Tem muita coisa envolvida nele né, temas que permitem um bom livro, como a exploração sexual, o envolvimentos de políticos e o romance em si. Uma pena que vc tenha achado que ele não convenceu. Mas fiquei curiosa com o livro e já marquei no skoob, rsrs. Adoro qnd vc dá boas dicas aqui no blog, Pah! ;)

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Gostei da resenha, apontando os pontos positivos e negativos do livros.
    Não me interessei em lê-lo, mas achei legal o livro tratar de reflexões sociais.

    ResponderExcluir
  23. Oi, Pah
    Ainda não conhecia o livro e nunca li nada da Babi. Dificilmente vejo um livro abordando assim a exploração sexual, e me agradaria ver uma autora brasileira desenvolver esse tabu. O fato de curtir tramas políticas já me faria ler este livro, mas ainda vou aguardar sua leitura do próximo volume, quem sabe eu me anime mais.

    ResponderExcluir
  24. Oii,
    Li a resenha, realmente o assunto é polemico e traz um um assunto forte e reflexivo.
    Mas acho que passo esse livro!
    Pode até ter um assunto diferenciado, mas eu estou um pouco saturada desse tipo de livro... :(
    quem sabe mais pra frente..

    bj bj

    ResponderExcluir
  25. Já ouvi falar muito bem dessa autora, mas ainda não tive o prazer de ler algum livro dela. Eu gosto bastante desse gênero de livro. Leio bastante. O legal é que estamos acostumados a ver essa visão de tráfico sendo da parte do homem e não da mulher. Adorei essa mudança. Com certeza, será adicionado aos meus desejados e espero amar a leitura.

    ResponderExcluir
  26. O que me decepcionou é que o cenário já é visto sem romance... o funk, a favela e a política no Brasil são temas difíceis de engolir algumas vezes, não é um cenário amistoso para um romance...por isso a autora podia ter focado mais na história dos dois e no desenrolar do romance, ficou realmente vago :/

    ResponderExcluir
  27. Oi!
    Tinha visto o livro da Babi Barreto e ficado bem interessada na historia principalmente os temas que ela aborda e lendo a resenha fiquei ainda mais curiosa para ler principalmente sobre os mistérios de Lana !!

    ResponderExcluir
  28. OI! Se por um lado o livro parece ser interessante por trazer esse tema tão polêmico que é a exploração sexual por outro me deixou desanimada com as caracteristicas do mocinho e sei o quanto é difícil acreditar no romance quando parece ser mais carnal. Não me incomoda ele ter tido esse primeiro interesse nela, mas que ele fosse mudando e que houvesse mais diálogo entre eles do que cenas de sexo ou sensuais. Acho que não lerei.

    (COMENTO COM O FACEBOOK, MAS PARECE QUE DEU ALGUM ERRO, MEU NOME É Nay Alves)

    ResponderExcluir