[Resenha] O Despertar do Lírio – Babi A. Sette

Lilian Radcliffe é uma jovem viúva e está feliz com sua vida isenta de emoções. Culpa do luto que não larga? Lilian jurou fidelidade ao marido no leito de sua morte. Paralelo a isso, conhecemos Simon Thorn, homem frio e libertino, dono da maior casa de jogos de Londres. Ele está a um passo de realizar seu plano de vingança contra o culpado pelo título de assassino que recebera anos atrás. O problema é que o canalha está morto e ele terá de usar a sua viúva recatada a fim de atingir seus objetivos. De um lado, ela precisa manter sua honra intacta; de outro, ele quer seduzi-la e desmoralizá-la. No entanto, Lilian nunca se sentiu tão vulnerável e atraída por um homem. E Simon, por sua vez, demonstra reações ao lado dela das quais nunca imaginara ter. A vingança e a honra se abalam quando nasce entre ambos uma paixão incontrolável. Mas, para ficarem juntos, terão de enfrentar segredos e mágoas profundas, um castelo trancado há seis anos, palco de uma morte misteriosa e, sobretudo, encarar os fantasmas do passado que assombram suas consciências.
Romance de Época| 382 Páginas|  Editora Novo Século| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 5/5
Não é a primeira vez que digo isso, mas o fato é que os livros da Babi A. Sette sempre aquecem meu coração e o marcam permanentemente. Existe algo na escrita da autora que me faz querer fazer parte de suas histórias – e talvez seja exatamente por isso, pelo laço que crio com seus personagens, que tais livros me envolvam tanto. Não é segredo nenhum que sou apaixonada por A Promessa da Rosa; meu amor é tamanho que estava com receito de ler O Despertar do Lírio, sua continuação, e me decepcionar. – Afinal, depois de uma leitura tão arrebatadora como a autora seria capaz de se superar? Confesso que minhas expectativas foram injustas, mas que a obra não só me surpreendeu como também provou o tamanho do talento da Babi. A nova história da série Flores da Temporada talvez não seja tão dramática e emocionante quanto seu volume antecessor, mas é fato que a leitura é envolvente e pra lá de apaixonante.

A trama gira em torno de Lilian, irmã mais nova da protagonista de A Promessa da Rosa. Por causa da irmã (na realidade por causa do preconceito tolo de uma sociedade machista, mas isso é assunto para outra resenha), Lilian viu o declínio e a morte dos pais, conviveu desde a adolescência com a solidão, perdeu a oportunidade de debutar e conseguir um casamento por amor, escolheu levar uma vida correta movida pelas leis da sociedade inglesa e, como única opção para não cair em ruína, acabou presa em um casamento por conveniência e sem paixão. Mas ao contrário do que pode parecer, Lilian não reclama da vida. Claro que parte dela almeja um futuro recheado de amor, paixão e plenitude – principalmente agora que está viúva – mas, sua vida digna e respeitosa é o suficiente para mantê-la feliz. Ou pelo menos é nisso que ela finge acreditar. No outro lado dessa moeda temos Simon, um barão rejeitado pela sociedade. Após a morte suspeita de sua baronesa, a aristocracia inglesa transformou-o no barão assassino. Por anos ele lidou com a perda da mulher, dos sonhos para o futuro, e da imagem negativa que ajudou a construir – se queriam um assassino, um cruel e leviano barão, é isso que teriam. Contudo, Simon quer mais do que brincar com a sociedade, ele quer vingança. E para isso terá que seduzir a viúva mais pura e honrada da sociedade, que por acaso é nossa protagonista Lilian, e destruir seus sonhos, seu coração e, principalmente, sua reputação. Nesse jogo de vingança e sedução, Lilian e Simon vão aprender que somos incapazes de mandar no coração.
Esses protagonistas são do tipo que, por mais que tentem negar, se importam com o que as pessoas pensam sobre eles. Lilian foi criada pela mãe para ser uma dama, para não sorrir em demasia, para não falar em excesso, para andar graciosamente e para ser uma exímia esposa honrada. Para ela tudo o que importa é ser uma mulher de respeito – mesmo que isso signifique uma vida fria e solitária. Já Simon é um homem bom que se deixou corromper pela difamação. As pessoas foram tão cruéis com ele que, para se proteger, ele passou a ser cruel também. Assim, temos dois personagens lutando para manter as aparências: Lilian para seguir com sua fama de boa e recatada viúva, e Simon para manter o título de devasso e cruel. Mas sabe qual é o problema? É que eles não querem ser assim. Tanto é que tudo munda quando Simon, lindo e charmoso, aparece na vida de Lilian. Ele desperta nela sensações inebriantes, as quais a fazem abandonar o pudor e lutar por um futuro diferente. Já para Simon o que começa com a pura sede de vingança toma um rumo inesperado. Pela primeira vez alguém acredita e tem fé nele, tanta fé que o faz ter vontade de ser um homem bom, de ser o homem que Lilian vê e deseja. Simplesmente amei a relação desses dois, amei o romance que eles constroem com muita luta e perdão, e amei ainda mais como juntos eles descobrem algo importante sobre a vida: não importa o que falam a seu respeito, mas sim o que o coração grita como certo.
Amo quando os romances giram em torno da vingança, e amo ainda mais quando o personagem masculino foi marginalizado – ou punido – pelas absurdas leis da sociedade do século XIX. Adoro o cenário romântico criado pelos romances de época, mas prefiro quando eles abordam a crueldade típica da sociedade preconceituosa desse período. E o fato é que aqui temos a descrição de várias das tolas regras sociais da época: como uma viúva deve se comportar, como uma mulher digna não pode fazer isso ou aquilo, ou como um homem não pode errar (ou pelo menos não publicamente) sem ser condenado para sempre por isso.  Ou seja, além de um romance lindo sobre perdão e recomeço, ainda temos um constante debate sobre o preconceito social e todas as suas consequências. Preciso mesmo dizer que amei isso? Que amei as reflexões geradas pela história, que vibrei com cada passo rumo ao perdão dado por Lilian e Simon, e que amei como juntos eles decidem lutar pela felicidade?  Simplesmente perfeito; cada aspecto desse livro é maravilhosamente perfeito.
Tenho que dizer que O Despertar do Lírio é diferente do que esperava. Assim como a própria personagem da protagonista, o livro é do tipo que vai ganhando nossos corações aos poucos. A cada página, a cada capítulo, a cada desafio, vamos nos encantando com a obra e percebendo as lindas mensagens que ela traz. Assim como o título, trata-se de uma história sobre despertar: despertar para a vida, para a felicidade e, principalmente, para o amor.
• Sobre a Série •
O Despertar do Lírio é o segundo volume da série Flores da Temporada. Até o momento a saga promete três livros; cada um deles é narrado por personagens diferentes que possuem certo grau de parentesco.


Beijos,




Participe Aqui

19 comentários:

  1. Esse livro parece ser maravilhoso. Fico imaginando como deve ser a escrita, como deve ser o assunto de vingança abordado, coisas sobre a mulher, enfim... Imagino como deve ser desenvolver um enredo tão dinâmico e tenso e ainda assim ter uma história maravilhosa de romance. Eu não conhecia o livro e nem a autora, mas sei que quero conhecer depois de ler a sua resenha.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Paola!
    Estou apaixonada por essa capa, que linda! Quero muito ler essa série, mas ainda não tenho nenhum dos livros. Estão na minha lista, desde que começou a divulgação e espero ler em breve. Não conheço a escrita da autora, mas por tudo que você comentou da obra, com certeza irei gostar muito. Com certeza uma leitura muito envolvente! Resenha perfeita. Obrigada! Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Li assim que lançou e me apaixonei tanto que reli A Promessa da Rosa. Queria muito ler sua resemha porque sei o quanto você amou o primeiro livro. Faço das suas as minhas palavras, a gente vai se apaixonando a cada capítulo. Lindo, perfeito!

    ResponderExcluir
  4. Eu já percebi que o nome Simon marca livros maravilhosos ne?! Sempre que eu vejo essa sinopse eu morro de vontade de ler, fico aqui só imaginando essa bela historia.
    Eu também sou apaixonada quando a historia fala de vingança. Pra mim fica tão complexo e o amor se torna inevitável, e claro, é delicioso de se ler. Não vejo a hora de ler essa serie, fico muito feliz quando você dá nota máxima, assim já sei o que esperar do livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Pah!
    Estou acabando A Promessa da Rosa e simplesmente amando...Encantada com a forma de escrita da autora.
    Espero em breve poder ler esse.
    “A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia.” (Ludwig van Beethoven)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Ai meu coração! Tive um ataque aqui agora hahaha
    Acredita que ainda não li A Promessa da Rosa? Pois é, ainda não comprei o livro - e desisti de esperar ganhar de presente- então bateu um desespero aqui agora em saber que O Despertar do Lírio (capa divina) é tão apaixonante quanto o primeiro.
    Que livro mais incrível! Que história mais perfeita! Também amo romances que giram em torno da vingança, e esses protagonistas então? Lilian e Simon prometem serem personagens incríveis, daqueles que te conquistam de um jeito arrebatador.
    Só Possi dizer que o livro despertou ainda mais a minha vontade louca de ler um livro da Babi.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Estou super curiosa... Além de ser um ROMANCE DE ÉPOCA(corações infinitos), a escrita da Babi prende realmente e cativa! Adoro ver o século XIX, as vestimentas, as imposições da sociedade, as regras de um mundo que não vivi,além claro dos romances...sonho horrores! (risos) Obrigada Pah pelo seu blog, pelos seus videos e indicações de livros que realmente me ajudaram a ser uma leitora totalmente viciada(risos e mais risos). Super Beijoo!!!

    ResponderExcluir
  8. Faz muito tempo que A promessa da rosa está na minha lista, quero muito ler, mas sempre acabo adiando. Vou tentar ler nos proximos meses.

    ResponderExcluir
  9. Ah, como quero ler este livrooooo!
    Li a Promessa da Rosa e amei! (apesar de ter acabado o livro com uma sensação de cansaço extremo... Fui só eu que achei a trama tão difícil?) Por isso, estou ansiosíssima pelo "O Despertar do Lírio"! E não só por ser a continuação do outro livro, mas porque... Gente! Que história é essa? Já fui pega pela sinopse, depois de ler a resenha, então!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Oi Pah. Tb sou apaixonada pelo livro A Promessa da Rosa. E tenho dificuldades em ler uma continuação quando amei o lrimeiro livro. Kkkkk. Fica o medo da decepção. Mas como você leu e gostou, me deixou curiosa. Já quero ler urgente.

    ResponderExcluir
  11. Estou maravilhada com essa resenha, ja quero ler demais. Não li nenhum livro da Babi ainda, mas depois de ler essa resenha ja vou correndo comprar. Adoro livros que enredam vingança e que os protagonistas tem que aprender coisas antes de se entregarem.

    ResponderExcluir
  12. Paola achei essa capa mais bonita que a outra e fiquei intrigada: sério que esse livro é tão bom quanto o primeiro? Nunca consegui ler um livro segundo sendo tão bom quanto o primeiro e por esse motivo odeio essas trilogias e séries,mas aqui você descreveu de uma forma tão legal a trama que envolve a Lilian que estou já babando nesse romance sem nem ter lido o anterior. Adorei a resenha e as características da personagem.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Pah
    Que lindo! Quero tanto ler os livros da Babi, agora mais do que nunca.
    Também adoro todo os cenários românticos dos romances de época, mas todo os preconceitos sociais também. Eles sempre rendem uma história de tirar o fôlego e nossa imensa indignação.
    Fico feliz que a obra tenho tudo e um pouco mais do que estava esperando.
    Linda resenha!

    ResponderExcluir
  14. Amei a resenha, Pah!! Estava ansiosa por ela ♥
    E agora, o que faço?! Rsrs. Preciso desses livros!!!
    A Babi parece escrever realmente muuito bem e de forma cativante!! Li os primeiros capítulos de seu novo livro, Senhorita Aurora, e já estou apaixonada!
    Imagina ela escrevendo romances de época?! As histórias devem ser mesmo incríveis!!♥♥♥
    Bj!!

    ResponderExcluir
  15. UAU! Essa é a única palavra que tenho a declarar.
    A promessa da rosa e O despertar do lírio já estão anotadinhos aqui. Tenho certeza que irão me surpreender e também estou ansiosa para ver a escrita da autora.

    ResponderExcluir
  16. Oi,
    Estou super curiosa para começar a ler os livros da série, tenho o primeiro livro, e como amo romances de época, esse tem tudo para me agradar, confesso que esse homem é um louco por querer se vingar de um homem morto através da sua viúva, não faz sentido, mas espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir