[Resenha] Sociedade da Rosa – Marie Lu

Nome em ascensão na literatura young adult, Marie Lu conquistou seu lugar nas listas dos mais vendidos dos EUA com as séries Legend e Jovens de Elite, ambas com direitos de adaptação para o cinema adquiridos por grandes estúdios. Sociedade da Rosa é o segundo volume da saga de fantasia medieval Jovens de Elite e mostra a jovem Adelina Amouteru com sede de vingança. Depois de ser renegada pela família, ela é traída por aqueles em quem confiou, e parte em busca de outros malfettos — sobreviventes da febre do sangue que, como ela, possuem dons fantásticos —, para formar um exército próprio e combater a Inquisição do Eixo. Mas o ódio e o medo que a alimentam podem levá-la por caminhos perigosos, e uma oferta tentadora vai testar a verdadeira natureza dos seus poderes e de sua personalidade. Uma sequência de tirar o fôlego para uma saga épica.
Fantasia | 336 Páginas|  Cortesia Editora Rocco | Skoob | Compare & Compre: Submarino • Saraiva • Amazon| Classificação 4/5 | Resenha da May

Pode conter Spoilers do primeiro livro.
Quando iniciei a leitura de Sociedade da Rosa estava preparada para encontrar uma Adelina mais poderosa e cruel do que nunca, afinal como comentei na resenha de Jovens de Elite aqui temos a história de uma vilã, uma garota que se encontra perdida entre o certo e errado, que fora maltratada praticamente a vida inteira e quando tem seus poderes despertados tudo o que vê e quer alcançar é vingança. Agora adicione a este desejo de vingança um coração partido e perdido, poderes de ilusões que se alimentam do medo e da escuridão da alma e um toque de ganância... pronto, temos uma história sombria e impossível de parar de ler. 

A trama de Sociedade da Rosa gira em torno das escolhas de Adelina depois de ter sido expulsa da Sociedade dos Punhais. Em sua nova jornada, Adelina sai do país em busca de outros malfettos na intenção de criar uma nova sociedade, a Sociedade da Rosa, que busca por vingança, por libertar os malfettos que estão sendo maltratados em Kenettra pelo líder da Inquisição, e por tomar o trono para si. Do outro lado temos a Sociedade dos Punhais, que depois de perder seu líder no último livro, busca na rainha Maeve ajuda para também conquistar o trono de Kenettra e libertar os malfettos da inquisição. Temos então duas forças correndo contra o tempo para conquistar o reino, e tanto Adelina quanto Maeve não medirão esforços para conquistar seus objetivos, mesmo que para isso tenham que cruzar a linha entre bem e mal, certo e errado.
"E se a consequência de deixar minha raiva desenfreada, de forçar tanto minhas ilusões a ponto de matar, for alimentar minha energia a ponto de ela ir além do que posso controlar?"
Sociedade da Rosa foi uma leitura um pouco mais lenta do que no primeiro livro, mas Marie Lu compensa nos surpreendendo a cada capítulo com a personalidade tão complexa de suas personagens e com a virada nos acontecimentos durante toda a narrativa. Adelina está cada dia mais sombria; cada dia ela se perde mais na escuridão que alimenta a sua alma e fica mais difícil voltar a trás. Quando iniciamos a leitura já sabemos do que ela é capaz, sabemos que estamos acompanhando a história de uma garota que se perdeu, que se tornou vilã, e embora vendo tudo o que ela passou, o sofrimento e dor, como foi descartada pelas pessoas que mais amou e confiou - e por este motivo conseguimos entender suas escolhas e até certo ponto torcer por ela, - também conseguimos perceber que o caminho que Adelina está seguindo é um caminho sem volta, que suas atitudes poderiam ser diferentes e que, mesmo entendendo seus motivos, ela está errada e sucumbindo a escuridão. Resumindo: Adelina é uma personagem complexa e ambígua, que conquista seu coração pela sua história, nos fazendo torcer por ela, ao mesmo tempo em que tememos o que ela poderá se tornar e fazer no futuro.
Outras personagens também são inseridas aqui, como Magiano, um malfetto que tem pleno controle de seus poderes e emana luz, possui grande ambição e vai ajudar Adelina em sua jornada, e a rainha Maeve que tem o poder de trazer de volta os mortos e terá papel fundamental aqui e que no próximo livro acredito que voltará com maior destaque ainda trazendo mais guerra e batalhas entre os reinos. Não posso deixar de falar também de Violetta, a irmã de Adelina, que tem o poder de anular os poderes de qualquer malfetto e que tem grande destaque neste livro - já que sua descoberta final, a partir de umas anotações encontradas num pergaminho, dão uma nova perspectiva ao que nos aguarda no próximo volume. Por falar em final, fiquei ainda mais ansiosa para conferir o desfecho desta história tão diferente do que vemos por aí, um desfecho que também estou temerosa de conferir com medo do que pode vir a acontecer.
Jovens de Elite é uma série fantástica, totalmente diferente do que eu já li, sombria e cheia de vilões. Aqui a autora nos mostra que nem o mais bem-intencionado consegue se manter vivo sem sujar as mãos na busca por liberdade ou por poder. Nada é preto no branco, e todos temos um pouquinho de mal dentro de nós. Definitivamente vale muito a pena conferir esta história.
• Sobre a Série •
Sociedade da Rosa é o segundo volume da série Jovens de Elite. O terceiro, e último volume, ainda não tem previsão de lançamento por aqui.

Beijos,

 






Participe Aqui

20 comentários:

  1. Olá!!!
    Confesso que não gosto muito de livros assim mas acho que anda fazendo um grande sucesso se está tanto assim acredito que não seja ruim e como a coleção ainda não lançou toda aqui no Brasil não poderei ler porqu fico muito ansiosa á espera de uma boa continuação.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi May, boa noite! Eu nunca li essa serie porque esse gênero não é muito do que eu gosto de ler e eu raramente saio do meu conforto.
    Mas vejo muitas resenhas positivas por ai, você mesma fala super bem e enaltece os pontos positivos.
    Alem de ser diferente encontrarmos uma protagonista vilã ne? Deve ser uma leitura bem instigante.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Oi Mayara!
    Adorei a resenha! Ainda não li nada da autora, mas tenho muita curiosidade, pois ouço comentários muito positivos sobre a escrita e as histórias dela. Gostei bastante da premissa desse livro, principalmente por ser uma história diferente das que eu costumo ler. Afinal, não me lembro de já ter lido um livro no qual a protagonista fosse uma vilã.
    Vou adicionar essa série na minhas metas de leitura :)
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Oii May, ainda não tinha ouvido falar dessa série. Fiquei muito curiosa para ler, pois amo livros de fantasia e parece ser uma leitura muito interessante por ser cheia de vilões e toda essa trama.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Disputas pelo trono onde povos são escravizados sempre chama minha atenção pq sempre em um personagem complicado rs pra mim parece ser a Adelina. Não li o primeiro mas só de ler os poderes, principalmente o da rainha, ressuscitar os mortos, já amei rsrs

    ResponderExcluir
  6. May, essa é a segunda resenha que leio sobre o mesmo livro, e você me fez querê-lo ainda mais. Dos livros da autora só havia ouvido falar de "Legend", que por sinal achei bem interessante. Agora lendo esta resenha confesso que fui atraída como um ímã. E essas duas faces da protagonista? Com certeza é um livro como meta de leitura de 2017.

    ResponderExcluir
  7. Oi, May
    Parece ser uma série muito boa com reviravoltas, ótimos personagens e reflexões. Eu gosto de fantasia, mas não sei se leria essa série, pelo menos não no momento. Mas gostei bastante da dica.
    Espero que continue gostando de todo o desenvolvimento no terceiro volume, tanto quando nos primeiros. Devo confessar que a capa me agradou bastante.

    ResponderExcluir
  8. Sempre tive vontade de ler alguma coisa dessa autora, já vi muita gente falando bem dela. Então estou empolgada

    ResponderExcluir
  9. Estou bem animada pra ler essa série <3 <3 <3
    Jovens de Elite vem tendo muitos cometários e opiniões positivas, me fazendo ter mais vontade de conhecer as obras.
    Esse segundo livro parece ser muito bom também. Não decaiu muito do primeiro e gosto disso.
    Sua resenha me deixou ainda mais interessada.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  10. Mayara!
    Mesmo com a leitura mais lenta desse livro, imagino que esteja cheio de reviravoltas e o desejo ainda mais crescente de vingança da protagonista deve tornar uma leitura densa e bem obscura, do jeitinho que gosto.
    “Volta teu rosto sempre na direção do sol, e então, as sombras ficarão para trás.” (Sabedoria oriental)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  11. Interessante! Adoro sagas, principalmente as que envolve mulheres guerreiras e destemidas,que apesar de toda humilhação e sofrimento pelo qual tenham passado, não desistem de mudar o ruma da história em busca de um final justo e feliz.
    Não conheço essa saga, mas gostei, pelo fato da personagem principal ser uma mulher e de serem uma coisa tipo reinos se enfrentando. Vou colocar na minha meta de leitura e espero me envolver bastante na história. Super beijo!

    ResponderExcluir
  12. Oi Mayara!

    Nossa que capa linda!
    Não curto muito esse gênero. O que mais gostei foi uma mocinha e vilã ao mesmo tempo? kkkkkk sério isso muito bom.

    Jesse Lira - www.jesselira.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Mayara!!
    Gostei muito da resenha mesmo que não tenha lido o primeiro livro dessa trilogia!! Adorei a capa do livro!! Espero começar a ler os livros da Mary lu esse ano!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  14. nunca li nada da autora mas a série parece ótima, acho que nunca li um livro no qual a protagonista é uma vilã, o livro realmente parece ser diferente de tudo que ja li e foge dos clichês da vida, parece ser um livro forte que aborda temas importantes sem tirar aquela pegada envolvente, a capa é maravilhosa e realmente acho que irei gostar da história ! fiquei super curiosa pra saber oque ela passou pra chegar onde esta com tanto odio no coração e dor...

    ResponderExcluir
  15. É a primeira vez que ouço falar desse livro, da série Jovens de Elite. Primeiro tenho que dizer que a capa está linda. Segundo que eu amo histórias de fantasias, principalmente quando tem envolvida questões de sociedades.
    Quero poder ler o livro!

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Ainda não li nada da Marie Lu, mas quero muito ler essa serie dela, achei bem interessante acompanhamos a historia de uma vilão e com certeza por acompanhamos essa historia acho que acabamos torcendo para ela, fiquei muito curiosa para saber mais sobre esse mundo que a autora criou !!

    ResponderExcluir
  17. Achei muito interessante a história do livro. Eu gosto muito de ler livros que tenham personagens fortes. Ainda por cima por envolver batalhas entre reinos e seres com super poderes. Isso torna a trona atrativa para mim.
    Quero ler até fevereiro!

    ResponderExcluir
  18. Vou confessar: só li o primeiro e o último parágrafos, mas para evitar spoilers. No início essa trilogia não me despertava o menor interesse, mas depois das resenhas que tenho lido desse segundo volume estou começando a ficar interessada.
    Gosto de histórias com vilões e que nos mostram que nem tudo é exatamente como a gente pensa e que simm, todos temos um pouco de mal dentro de nós.
    Vou esperar lançarem o terceiro no Brasil pra poder conferir a trilogia

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Com essa descrição inicial da personagem já fiquei assustada. Ela parece mesmo ser do mal, mas pelo que entendi de sua resenha ela tem seus motivos. Ainda não conheço a escrita da Marie Lu, mas gostei da premissa desta série, acredito que você deva estar ansiosa para o lançamento do terceiro e último livro. Ótima resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  20. Oii May,
    Quando li sua resenha "Jovens de elite" me interessei um pouco pela série, até porque ainda não conheço nada da Marie Lu. Porém o que me faz enrolar para começar é o fato de Adelina ser um pouco vingativa. Não curto muito personagens assim, pode ser que eu venha a gostar muito dela, mas sempre preferi personagens que me inspiram a ser uma pessoa melhor.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir