Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail


Kelsea Glynn é a rainha de Tearling. Apesar de ter apenas dezenove anos e nenhuma experiência no trono, Kelsea ficou rapidamente conhecida como uma monarca justa e corajosa. No entanto, o poder é uma faca de dois gumes. Ao interromper o comércio de escravos com o reino vizinho e tentar conseguir justiça para seu povo, ela enfurece a Rainha Vermelha, uma feiticeira poderosa com um exército imbatível. Agora, à beira de ver o Tearling invadido pelas tropas inimigas, Kelsea precisa recorrer ao passado, aos tempos de antes da Travessia, para encontrar respostas que podem dar ao seu povo uma chance de sobrevivência. Mas seu tempo está acabando... Nesta continuação de A rainha de Tearling, a incrível heroína construída por Erika Johansen volta para outra aventura cheia de magia e reviravoltas.

Fantasia Medieval | 400 Páginas | Editora Suma de Letras | Classificação 5/5
Skoob | Compare & Compre: SaraivaAmazon

Na aguardada sequência de A Rainha de Tearling, encontramos nossa rainha Kelsea na busca para remediar a situação em que colocara seu reino. Afinal, após quebrar o tratado com os Mort, a jovem despertou a fúria da Rainha Vermelha e iniciou uma guerra entre os dois povos. O Tear é um reino que foi ao longo do tempo enfraquecendo, não possui muitos recursos e nem um exército capaz de enfrentar de igual para igual o temido exército Mort. Ainda assim, Kelsea não desiste de encontrar uma maneira de ajudar seu povo, fazendo escolhas imprudentes e imprevisíveis, mas provando ser uma governante poderosa, que não deixará seu povo ser submisso de outro reino. Ela, assim como o livro, surpreende a cada virada de página, mostrando um crescimento e amadurecimento palpável ao decorrer dos capítulos.



Kelsea é uma protagonista maravilhosa, longe dos padrões de beleza, cheia de falhas e fraquezas. Ela é humana, uma garota que precisou crescer rapidamente, dominar seus dons e o poder de suas safiras (que parecem estar em um estado latente, adormecidas, e que ao invés de mostrar visões do futuro tem lhe dados vislumbres do passado, com uma mulher chamada Lily) e tomar conta de todo um reino. A jovem precisou abdicar de seus desejos pessoais. E, errando e aprendendo, deixou sua inocência para trás e transformou-se em uma rainha forte e justa - mas também fria e cruel.

A leitura do livro continua bem detalhada, porém nos prende de tal forma que é impossível se desligar da história. A narrativa em terceira pessoa nos permite acompanhar todos os lados da história e nesta sequência temos a oportunidade de conhecer como as coisas eram antes da Travessia, quem foi William Tear e como o mundo transformou-se no que conhecemos hoje no Tearling, e este conhecimento vem através de Lily, outra personagem forte que viveu no período pré-Travessia onde a tecnologia existia e o governo era opressor, manipulador e a mulher não tinha valor. Lily aprende e cresce muito no decorrer da narrativa, e sua história está diretamente ligada com a da nossa protagonista. Passado e presente interligados por duas mulheres fortes. 

Outra personagem que tem mais destaque é a Rainha Vermelha, agora conhecemos mais de seu passado, de suas ambições e algumas respostas são dadas sobre sua origem. E, além dela, conhecemos mais da guarda da rainha, das personagens que estão ao seu redor e suas histórias particulares, que sempre tem algo a acrescentar para o desenrolar da trama. E aqui vale destacar que a autora criou várias personagens femininas fortes dentro da obra; não somente nas personagens principais como a Rainha Kelsea ou a Rainha Vermelha, mas na própria Lily antes da Travessia, Andalie que Kelsea abrigou com os filhos no primeiro livro e agora é sua principal dama... mostrando que independentemente de classe ou posição social, todas somos fortes e guerreiras e enfrentamos a nossa maneira os obstáculos do mundo.

A Invasão de Tearling traz muitas respostas. Aqui vemos as personagens crescerem, conhecemos mais de seu passado e ficamos temerosos por seu futuro. É um livro cheio de tensão, que mostra os jogadores movendo suas peças como em um jogo de xadrez, cada passo é importante para o grande cheque mate, e leva a um desfecho surpreendente, tenso e que nos deixa ávidos pela sua continuação, o gran finale desta trilogia maravilhosa. 

Agora é esperar ansiosa pelo próximo e último volume!

• Sobre a Série •

A Invasão de Tearling é o segundo volume da trilogia A Rainha de Tearling. Confira a resenha do primeiro volume aqui.


Beijos

Comentários via Facebook

1 comentários:

  1. Mayara!
    Não tinha lido ainda nenhuma resenha desse novo livro da autora e fiquei chocada em ver que ela inovou ainda mais nesse exemplar, trazendo visões à protagonista de um futuro bem distante do dela.
    Deve ser maravilhoso mesmmo fazer essa leitura!
    Um Novo Ano repleto de realizações!!
    “Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.” (Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Resenhas

© Livros e Fuxicos • Por Paola Aleksandra – Desenvolvimento com por Subir