Anúncios
Sem categoria
junho 24, 2013

[Fuxico] Enganada por uma capa #6

“Coluna em que mostro diferentes
livros pelo mundo que utilizam imagens iguais (ou semelhantes), com o intuito
de divertir e surpreender o leitor com
tais paridades. Veja mais
AQUI”.
Olá galera, tudo bem? Como está a
segunda-feira de vocês? Para a minha alegria (já que eu adoro essa coluna) hoje
é dia de ‘
Enganada
por uma capa’
! É de praxe,
toda vez que dou um giro online pelas redes sociais internacionais encontro
várias capas parecidas. Sejam elas extremamente idênticas ou até mesmo
minimamente semelhantes, o fato é que nosso cérebro primeiro codifica a imagem
principal da capa para só depois interpretar as informações que ela gera. Sendo
assim, como poderíamos não nos enganar com livros diferentes que utilizam a
mesma imagem em suas capas? Ultimamente tenho encontrado cada vez mais casos
assim, porém ao invés do meu cérebro “experiente” se acostumar com isso, ele
tem ficado cada vez mais confuso, o que me leva a questionar, será que só eu
que me surpreendo com tais capas? Confiram as imagens desse post e me digam se
elas são capazes de gerar confusão, caso contrário, vou precisar de um
recondicionamento – os seria tratamento? – mental (risos).  
 

Sim, essas capas, definitivamente, são parecidas. Quando vi a capa americana do new
adult
Ditched duas coisas passaram na minha cabeça; o
primeiro pensamento foi o mais otimista, levando-me a imaginar se a autora
brasileira, Carina Rissi, tinha lançado seu livro internacionalmente. Já o
segundo foi BEM pessimista, e fez-me questionar se a capa do livro da autora
havia sido plagiada. CLARO que nenhuma dessas hipóteses estava correta, então para
aqueles que se perguntam qual seria a resposta para tal semelhança só digo (ou
digito?) três palavras: Banco de dados! Conversando com a autora ela me
explicou que a imagem do livro
Procura-se um Marido
foi adquirida pela Verus em um banco de dados internacional e que a mesma
pertence a um ensaio do fotógrafo Petrenk Andriy. 
AQUI vocês podem ver todas as fotos tiradas pelo
fotógrafo e podem conferir também que as imagens de ambos os livros encontram-se
à venda. Para quem vê de fora as semelhanças são inadmissíveis, mas conferindo
o trabalho do fotógrafo e a forma pela qual a editora adquiriu a imagem, é
compreensível que casos assim ocorram.
E falando de imagens de bancos de dados… Olhando
para a capa de
Sem perdão e de Twisted Perfection
(eu quero, eu quero, eu quero!) não restam dúvidas de que a foto do
casal foi adquirida em um banco de dados. O mais engraçado é que, quando vi a
capa do livro da Abbi Glines na lista de lançamentos da autora fiquei feliz
porque já conhecia o livro e já o tinha adicionado na lista dos meus possíveis desejados, isso até a minha
ficha cair e eu reparar que conhecia outro
livro com essa capa. Pois é… 
 
A capa do livro nacional Yume já apareceu na coluna antes (AQUI!) e por esse motivo, não deixa dúvidas sobre sua aquisição em um banco de dados online. Eu acho essa imagem muito bacana, mas sua popularização me deixa receosa sobre a mensagem que ela quer passar. Sempre que a vejo penso em um romance sobrenatural, e mesmo considerando a claridade da imagem, não consigo deixar pensar que ela nos apresenta livros com temas de vampiros, e o ruim disso é que por mais que os livros com essa capa sejam diferentes, sempre vou acabar catalogando-os como iguais, ou seja, como livros de vampiros, e se esse pensamento não tem muita lógica, culpem meu cérebro debilitado! 
 
E falando em vampiros, as capas nacionais da série A Irmandade da Adaga Negra são figurinhas carimbadas dessa coluna. Eu acho que por a série ser mais adulta (subentenda-se sensual pra caramba) as capas sempre remetem a casais em cenas com “pegada” ou a modelos masculinos exibindo seus SUPER músculos ou tanquinhos definidos, entretanto, atualmente os livros adultos estão em alta, sejam estes sobrenaturais ou não, por isso é ainda mais comum a repetição de imagens de banco de dados como as dessa série, que focam na química do casal ou no poder peculiar dos heróis principais. 
 

   
E nessa onda de casais com pegada, mais capas
que utilizam os mesmos casais ou que possuem mocinhos
gêmeos – e o engraçado é que nesses casos não são só as capas que
se assemelham, mas também alguns aspectos dos livros, como gênero,
personalidade do mocinho e/ou pano de fundo da história. Fala sério, como não
se confundir? 
 

 

 
Um aspecto positivo para autores e editoras
que adquirem imagens de bancos de dados é optar por comprar uma imagem crua ou
natural e transformá-la – seja com trabalhos de cor ou cortes diferenciados.
Como por exemplo, as capas de
Como fui esquecer você
e
Thrown, que utilizam a mesma imagem, mas enquanto
uma é original, a outra foi clareada. 
 

 
Mas o que eu mais gosto mesmo são os efeitos
de cortes, ou seja, a arte de pegar uma imagem original e trabalhar com partes
dela conforme o enredo do livro a ser retratado. Eu amei achar a imagem amplificada
utilizada nas capas de
Encantos Ocultos
e
Desejo à
Meia-Noite
, é óbvio que se trata da
mesma foto, entretanto em uma delas o rosto da modelo não foi cortado.
 
O mesmo acontece com os livros a seguir,
enquanto dois deles focam na modelo da imagem original, um deles nos deixa
conhecer a foto total, levando-nos a descobrir que ela retrata um casal. Muito
bacana isso, é claro que confunde um pouco, mas pelo menos as capas são
diferentes (e todas baseadas em uma mesma imagem, ou seja, o problema não é
comprar uma imagem de banco de dados, mas sim, não trata-la e adéque-la de
acordo as particularidades de cada livro). 
  
Vale lembrar que essa coluna não tem a
intenção de julgar as editoras envolvidas. O trabalho de produção de uma capa
pode seguir três linhas:
comprar os
direitos autorais da capa original, produzir uma nova capa com imagem própria
ou comprar uma figura em um banco de dados virtual para trabalhar em uma nova
capa para o livro.
Sendo assim, podem sim ocorrer coincidências entre as
imagens provenientes dos bancos de dados do tipo online, fato que não desmerece
o trabalho editorial de um livro.
Ps. Se vocês tiverem capas para sugerir é só
me mandar o link via pelo formulário de contato do blog ou me falarem por aqui,
nos comentários 😉
Beijos, 

Anúncios

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

19 Comentários

  • Amanda T.
    08 julho, 2013

    Ai algumas ai confundem mesmo viu. Pelo menos a minha cabecinha kkkk

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

  • Marina Bartholi
    05 julho, 2013

    Caramba, eu adorei este seu post, eu realmente sou muito atenciosa em questão de capas. Mas eu confesso que não gosto de capas parecidas não. Mesmo que tenha o "tratamento da imagem", pra mim é muita falta de imaginação, prefiro uma original do que uma parecida.

    Pode parecer que não, mas a capa de um livro chama muito atenção, eu não quero ter em casa livros diferentes, com histórias diferentes, mas a capa quase igual, não tem graça, me desanima.

    Bjkas
    Marina
    blog Leituras E Afins
    http://afinsdaleitura.blogspot.com/

  • Clarinda
    29 junho, 2013

    Olá
    Descobri este seu espaço por acaso, quando pesquisava capas de livos iguais. Adorei estar aqui e vou seguir.
    Tenho também um Blog e uma rubrica que se dedica a este tema.

    Deixo aqui o link para a rubrica "Eu já vi!" do Blog
    http://www.lerviverler.blogspot.pt

    As capas estão aqui. Use e abuse!
    http://lerviverler.blogspot.pt/search/label/Capas%20vs%20Capas

    bjinhos

  • Mari
    25 junho, 2013

    Muitas capas são iguais, as imagens são pegas no google? kkkk.

    Adoro o seu blog e as resenhas. Estou te seguindo se puder retribuir? Agradeço muito.
    http://nacabeceiradomeuquarto.blogspot.com.br/

  • Rayme
    25 junho, 2013

    quando vi as capas parecidas logo imaginei que fosse de algum ensaio fotográfico 😛
    eu, com toda a certeza do mundo, iria me confundir –'
    realmente, a capa de Yume/Reincarnate Beloved me faz pensar em uma história vampiresca tbm…
    é, essa ideia de editar a foto é legal sim, mas mesmo assim não deixa de me confundir hahhaha
    claro, a culpa não é das editoras, mas em uma coisa eu fico pensando… como pode acontecer isso sendo que neste banco de dados devem existir milhões de fotos, e todas diferentes? 🙁
    acho que eles gostam de nos confundir, isso sim :'( hahaha

  • Anônimo
    25 junho, 2013

    Vc já viu a capa de On Dublin Street?? No Brasil tem um livro com uma capa igual mas não lembro o nome!!!

  • Victoria
    25 junho, 2013

    Essa coluna é bem legal! É interessante ver essa semelhança nas capas pelo mundo 🙂

    beijo,
    http://www.pontodasletrasblog.blogspot.com.br/

  • Mirelle Candeloro
    25 junho, 2013

    Ai, sério Pah, não consigo não me revoltar com essas coisas sabe.. Não adianta, não concordo com Editoras que utilizam fotos de Banco de Dados para as suas capas. Uma coisa é utilizar a capa original do livro, outra é modificá-la e ainda por cima usar uma foto "comum". Gente, os livros são únicos. Eu juro que eu acho que capa deveria ser exclusiva, produzida de forma única, principalmente quando são utilizadas fotos. Custa fazer uma sessão de fotos para "aquele" livro que se está produzindo?? Aff. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

  • Matheus Abreu
    24 junho, 2013

    Amo essa coluna! Apenas.
    Sério, não consigo acreditar que tenha tanto livro com capas iguais – e o pior é que a maioria delas é ridícula. O pior deve ser o pessoal que compra errado, que coisa!

    http://compulsivebookaholic.blogspot.com.br/

  • Aline T.K.M.
    24 junho, 2013

    Acho broxante quando me deparo com capas iguais, ou parecidas (tipo do mesmo ensaio fotográfico)… Por isso é que eu prefiro mil vezes mais as capas ilustradas. Adoro ilustração e acho que uma capa especialmente ilustrada dá originalidade à edição.

    Bj, Livro Lab

  • Rafaela Prates
    24 junho, 2013

    NUss.. EU nunca me dei conta de existia tantas capas semelhantes/iguais por ai.
    Na minha opinião não é legal, pois parece que o livro que adquiriu depois a capa semelhante, quer ser visto ou lembrando pelo primeiro.
    Tem tantas imagens maravilhosas pelo mundo !!!

  • Suelen Mattos
    24 junho, 2013

    Aiii, que maneira essa coluna, adorei! Em livros de banca também acontece muito esse tipo de coisa, hehe!

  • Sammysam Rosa
    24 junho, 2013

    Fiquei muito confusa com algumas dessas capas! É muita semelhança! A última capa do post, também é utilizada no romance sobrenatural Agridoce da Simone O. Marques.

    Beijos.

    Da Imaginação a Escrita

  • ♥ Sâmella Raissa ♥
    24 junho, 2013

    Oi, Pah
    Não é só você que se confunde, mesmo, viu. Eu meio que me perdi sem saber qual era a capa do livro da Carina Rissi, nas duas primeiras capas. Por um segundo achei-as iguais, mas o meu cérebro é que confundiu tudo – tá vendo? rsrs – e as demais capas também se parecem e tal, dá para se confundir mesmo, mas no geral, como você mesma disse, são imagens pegas em bancos de dados e podem ir parar em mais de um livro mesmo, mas acho interessante o modo como cada editora deixa a capa, digamos, única, a seu modo, daí não fica igualzinha. 🙂 Mas gosto bastante dessa coluna, e eu nem sabia da quantidade de livros assim que poderiam existir, haha.
    Beijos…

    ♥ Sammysacional.blogspot.com ♥
    ♥ Dandoumadeescritora.blogspot.com ♥

  • Babi Lorentz
    24 junho, 2013

    Amei essa coluna, Pah! Como eu pude ainda não ter visto nada disso aqui? Estou realmente sumida!
    Adoro ficar maravilhada com as semelhanças de algumas capas. Acho incrível esse trabalho!
    Beijos.

  • Thais Cristina,
    24 junho, 2013

    Já vi várias capas de livros idênticas ou bem parecidas também, acho que até já comentei num dos meus blogs sobre isso, rs
    A maioria geralmente usa a mesma foto e faz um tratamento diferente no photoshop pra não ficar igual, não acho errado, mas prefiro capas originais, que me passem um pouco da história, sabe? hehe
    Ah, a última capa que você também aparece no livro Agridoce, olha só: http://1.bp.blogspot.com/-bTZPLKVr1Fs/T1T_Jlgq7WI/AAAAAAAABZw/vlyfA5PdgKU/s640/capa%281%29.jpg
    Muita coincidência, né? rsrs
    Beijinhos.

    http://missthay.blogspot.com.br

  • Mari Moreno
    24 junho, 2013

    Adorei o post. Muito legal conhecer essas capas tão parecidas e saber que existe uma explicação para isso.

    Bjs
    http://www.marianaesuaestante.com

  • Cássia Vicentin
    24 junho, 2013

    Poxa, que legal essa coluna! Gostei bastante, eu nunca tinha parado pra pensar sobre as coincidências nas capas de livros. Fiquei impressionada em ver como o trabalho de editar uma foto pode fazer toda a diferença.

    Beijos
    http://www.procurei-em-sonhos.com