Anúncios
maio 18, 2021

LIVROS COM TODAS AS FORMAS DE AMOR

No dia 17 de Maio é celebrado o “Dia Internacional Contra a Homofobia” e que também é conhecido como “Dia Internacional de Luta Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia”. Esta data foi criada com o objetivo de conscientizar a população sobre o preconceito sofrido por pessoas de diferentes orientações sexuais e identidades de gênero que diferem do padrão encontrado na sociedade.

A escolha do dia foi como uma maneira de comemorar a decisão da OMS (Organização Mundial de Saúde) em 1990. Eles retiraram a homossexualidade da categoria de distúrbio mental e da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, o CID. Ou seja, a homossexualidade não tinha mais o registro de doença. Essa foi uma das primeiras conquistas da comunidade.

A data também é uma oportunidade para geração de ações e atividades que promovem e apoiam a igualdade de direitos do grupo. Ele já passou por várias denominações de siglas, mas atualmente tem uma mais comum e usada nos meios sociais: LGBTQIA+.

Até o ano de 2008 era usado o termo GLBT e logo depois virou LGBT. Com o passar do tempo, houveram alguns acréscimos na sigla e ela virou LGBTQ+, incluindo outras categorias que também não se identificavam com o padrão da sociedade.

Atualmente, ela cresceu e é determinada como LGBTQIA+, porém a sigla completa mesmo é: LGBTQQICAPF2K. Ela representa Lésbicas, Gays, Transexuais e Travestis, Queers, Questionandos, Intersexuais, Curiosos, Assexuais, Pansexuais e Polisexuais, Familiares e Amigos, Two-spirit e Kink. Sim, são muitos subgrupos que estão inclusos e lutam por um espaço da mesma forma que todos os outros.

O dia 17 de Maio é assinalado em mais de 130 países como data oficial, inclusive naqueles onde a homossexualidade ainda é considerada ilegal. E, diferente do que algumas pessoas acham, a data é um momento onde TODOS podem fazer algo pela comunidade, assim como devemos continuar fazendo no cotidiano. A busca por igualdade e respeito é uma luta da população e não apenas de grupos específicos.

Por isso, vamos trazer aqui uma lista muito incrível de livros com temáticas LGBTQIA+ e que, no final de tudo, nos ensina demais, mostra como podemos ajudar nessa luta e fazer do mundo que vivemos, um lugar melhor. Preparados? Então vamos lá!

 

QUINZE DIAS

“Felipe está esperando por esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Os planos envolvem se afundar nos episódios atrasados de suas séries favoritas, colocar a leitura em dia e aprender com tutoriais no YouTube coisas novas que ele nunca vai colocar em prática.

Mas as coisas fogem um pouco do controle quando a mãe de Felipe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele estão viajando. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho.

Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.”

Editora: Globo Alt l 208 páginas l Compre aqui: Amazon

 

CONECTADAS

“Raíssa e Ayla se conheceram jogando Feéricos, um dos games mais populares do momento, e não se desgrudaram mais ― pelo menos virtualmente. Ayla sente que, com Raíssa, finalmente pode ser ela mesma. Raíssa, por sua vez, encontra em Ayla uma conexão que nunca teve com ninguém. Só tem um “pequeno” problema: Raíssa joga com um avatar masculino, então Ayla não sabe que está conversando com outra menina.

Quanto mais as duas se envolvem, mais culpa Raíssa sente. Só que ela não está pronta para se assumir ― muito menos para perder a garota que ama. Então só vai levando a mentira adiante… Afinal, qual é a chance de as duas se conhecerem pessoalmente, morando em cidades diferentes? Bem alta, já que teve o anúncio da primeira feira de Feéricos em São Paulo, o evento perfeito para esse encontro acontecer.

Em um fim de semana repleto de cosplays, confidências e corações partidos, será que esse romance on-line conseguirá sobreviver à vida real?”

Editora: Seguinte l 320 páginas l Compre aqui: Amazon

 

ELE

“James Canning nunca descobriu como perdeu seu melhor e mais próximo amigo. Quatro anos atrás, seu tatuado, destemido e impulsivo companheiro desde a infância simplesmente cortou contato. O que aconteceu na última noite daquele acampamento de verão, quando tinham apenas 18 anos, não muda uma verdade simples: Jamie sente saudade de Wes.

O maior arrependimento de Ryan Wesley foi convencer seu amigo extremamente hétero a participar de uma aposta que testou os limites da amizade deles. Agora, prestes a se enfrentarem nos times de hóquei da faculdade, ele finalmente terá a oportunidade de se desculpar. Mas, só de olhar para o seu antigo crush, Wes percebe que ainda não conseguiu superar sua paixão adolescente.

Jamie esperou bastante tempo pelas respostas sobre o que aconteceu com seu relacionamento com Wes, mas, ao se reencontrarem, surgem ainda mais dúvidas. Uma noite de sexo pode estragar uma amizade? Essa e outras questões sobre si mesmos terão respostas quando Wesley e Jamie se veem como treinadores no mesmo acampamento de hóquei.”

Editora: Paralela l 260 páginas l Compre aqui: Amazon

 

GEORGE

“Um livro emocionante sobre a importância de ser quem realmente é. Um dos primeiros livros juvenis com um personagem transgênero no Brasil. Seja quem você é. Quando as pessoas olham para George, acham que veem um menino. Mas ela sabe que não é um menino. Sabe que é menina.

George acha que terá que guardar esse segredo para sempre: ser uma menina presa em um corpo de menino. Até que sua professora anuncia que a turma irá encenar “A teia de Charlotte”, e George quer muito ser Charlotte, a aranha e protagonista da peça.

Mas a professora diz que ela nem pode tentar o papel porque… é um menino. Com a ajuda de Kelly, sua melhor amiga, George elabora um plano. E depois que executá-lo todos saberão que ela pode ser Charlotte ― e entenderão quem ela é de verdade também.”

Editora: Galera Júnior l 144 páginas l Compre aqui: Amazon

 

OS SETE MARIDOS DE EVELYN HUGO

Com todo o esplendor que só a Hollywood do século passado pode oferecer, esta é uma narrativa inesquecível sobre os sacrifícios que fazemos por amor, o perigo dos segredos e o preço da fama.

Lendária estrela de Hollywood, Evelyn Hugo sempre esteve sob os holofotes ― seja estrelando uma produção vencedora do Oscar, protagonizando algum escândalo ou aparecendo com um novo marido… pela sétima vez. Agora, prestes a completar oitenta anos e reclusa em seu apartamento no Upper East Side, a famigerada atriz decide contar a própria história ― ou sua “verdadeira história” ―, mas com uma condição: que Monique Grant, jornalista iniciante e até então desconhecida, seja a entrevistadora.

Ao embarcar nessa misteriosa empreitada, a jovem repórter começa a se dar conta de que nada é por acaso ― e que suas trajetórias podem estar profunda e irreversivelmente conectadas.”

Editora: Paralela l 360 páginas l Compre aqui: Amazon

 

OS 27 CRUSHES DE MOLLY

“Molly já viveu muitas paixões, mas só dentro de sua cabeça. E foi assim que, aos dezessete anos, a menina acumulou vinte e seis crushes. Embora sua irmã gêmea, Cassie, viva dizendo que ela precisa ser mais corajosa, Molly não consegue suportar a possibilidade de levar um fora. Então age com muito cuidado. Como ela diz, garotas gordas sempre têm que ser cautelosas.

Tudo muda quando Cassie começa a namorar Mina, e Molly pela primeira vez tem que lidar com uma solidão implacável e sentimentos muito conflitantes. Por sorte, um dos melhores amigos de Mina é um garoto hipster, fofo e lindo, o vigésimo sétimo crush perfeito e talvez até um futuro namorado. Se Molly finalmente se arriscar e se envolver com ele, pode dar seu primeiro beijo e ainda se reaproximar da irmã.

Só tem um problema, que atende pelo nome de Reid Wertheim, o garoto com quem Molly trabalha. Ele é meio esquisito, gosta de Tolkien, vai a feiras medievais e usa tênis brancos ridículos. Molly jamais, em hipótese alguma, se apaixonaria por ele. Certo?”

Editora: Intrínseca l 320 páginas l Compre aqui: Amazon

 

Então é isso, pessoal, espero que tenham gostado! Deixem nos comentários outras dicas de histórias que trazem esse tipo de representatividade e vamos fazer uma lista incrível de livros assim.

Beijos!

Anúncios

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário