[Resenha] A Esperança - Suzanne Collins

[...] Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra? Acompanhe Katniss até o fim do thriller, numa jornada ao lado mais obscuro da alma humana, em uma luta contra a opressão e a favor da esperança. (Sinopse modificada para evitar spoilers dos livros anteriores, veja a sinopse completa Aqui).
421 Páginas || Editora Rocco || Skoob || Compare & Compre || 
Se ainda não conhece a história, leia as resenhas de Jogos Vorazes (Aqui) e Em Chamas (Aqui) que publiquei no blog.
"Se proclamarmos nossa liberdade, a Capital entra em colapso. Presidente Snow, graças a você, estou oficialmente proclamando a minha hoje."

Assim que terminei de ler Jogos Vorazes compreendi instantaneamente que o último livro da trilogia seria arrebatador, não é fácil explicar, mas nasceu em mim um sentimento de clareza quanto ao destino de Katniss, eu sabia que tudo seria decidido no último livro e que exatamente por esse motivo ele teria a história mais palpável da trilogia com relação aos sentimentos dos protagonistas. Lê-lo foi um processo árduo, por mais curiosa que eu estivesse, e sim, não tem como evitar querer devorar A Esperança depois do final de Em Chamas, seu livro antecessor, eu me contive, foram longos dois meses de leituras interrompidas, eu voltava para a vida de Katniss com receio do futuro, com medo da dor e do sofrimento que ela provavelmente iria sentir. Acredito que aqueles que já leram os dois primeiros livros dessa trilogia compreendem com facilidade o que digo, pois é perceptível que a narrativa da autora é direta e simples, ela não romantiza os acontecimentos, muito pelo contrário, tudo parece tão verdadeiro que dificilmente somos capazes de separar as emoções descritas pela Suzanne Collins dos nossos próprios sentimentos. Em suma, eu esperava por dor, perdas e sofrimento e encontrei tudo isso com uma intensidade que apenas bons autores são capazes de criar.
Terminei de ler A Esperança hoje de madrugada, exatamente às 2 horas e 45 da manhã, depois de pequenas crises de choro, muitos momentos de surpresa e um longo período após a leitura de um sono que não vinha e de uma mente que não parava te tentar compreender a complexidade dessa obra. Conclusão: não tenho palavras suficientes para descrever o que essa trama me fez sentir. Ela é tão intensa que te consome, te faz repensar em valores, em prioridades e mais, faz você refletir sobre as semelhanças existentes entre a guerra por poder descrita na ficção de Suzanne Collins, com a guerra silenciosa que ocorre atualmente entre nossos governos capitalistas.
Sendo assim, é fácil concluir que o ponto alto de toda a trilogia, e principalmente do último livro, é a crítica social dirigida a nossa sociedade capitalista, ao modo que caminhamos individualmente, subjulgando os mais pobres em busca de satisfações e caprichos particulares. Tal crítica me pegou de jeito, me tornei incapaz de separar a realidade da fantasia, e a cada passo que a guerra pelo poder descrita em A Esperança se tornava mais clara, o destino do “nosso mundo” se tornava ainda mais parecido com o destino dos Distritos de Panem.
Como já deixei claro, a narrativa gira em torno de uma declarada guerra por poder. Muitos Distritos se cansaram da dominação da Capital e juntos com os rebeldes lutam por uma nova sociedade.  Katniss tem um papel fundamental, ela é o rosto da rebelião, ela sofreu nas mãos da Capital e por isso, é ela que o povo quer seguir, uma vitoriosa, um exemplo de que a Capital não é tão poderosa quanto parece. Um novo jogo começa e mais uma vez Katniss está no meio do fogo, prestes a se queimar e a perder tudo pelo bem de todos. Entretanto, tendo seu papel definido será que ela não se tornará apenas mais uma peça no jogo contra a Capital?
É nesse livro que Katniss me ganha. Aqui, enfim, todos os meus questionamentos quanto a sua personalidade fria e sua falta de sentimentalismo se tornam irrelevantes. Não a julgo mais, a entendo. Muitas vezes as ações dela me fizeram criar uma imagem de força excepcional, ela me pareceu forte, mas ela precisava ser forte, apenas isso, precisava. Finalmente ela deixa transparecer suas inseguranças e então, sem carisma e sem palavras doces, ela se torna simplesmente humana, uma jovem que depois de tantas perdas não poderia ter uma personalidade menos racional. Outros personagens merecem destaque, saliento para o garoto do pão, Peeta, que se perdeu, que mudou e que reserva sua própria dose de emoção para os leitores.
Assim como um bom desfecho deve ser achei o final do livro digno, incrível, um dos melhores que li esse ano. Já havia visto vários comentários negativos sobre a conclusão da trilogia, mas a meu ver, ele foi como deveria ser. Ficaram alguns pontos mal resolvidos, outros foram solucionados com certa urgência, mas isso porque o enfoque foi direcionado totalmente para Katniss, e sinceramente? Ela precisava disso. Saliento que nesse livro a autora não poupa ação e suspense, elementos já comuns em sua escrita, mas também acrescenta a ele uma dose de amizade, amor e compaixão, sentimentos que pareciam esquecidos em suas histórias anteriores.
Concluindo, A Esperança foi muito além do que imaginei, mesmo com as perdas, as dores causadas pela batalha e com tanta escuridão, a autora nos deu luz e “esperança”. Vale a pena conferir, se você ainda não leu a trilogia e gosta de livros políticos escritos para envolver e emocionar, não deixe de ler Jogos Vorazes, não tenho dúvidas de que você irá se surpreender.
Quotes preferidos:
“A arena nos deixou totalmente pirados, você não acha? Ou você ainda se sente como a menina que se apresentou como voluntária para a sua irmã?
“Direi a eles como sobrevivo aos pesadelos. Direi a eles que nas manhãs desagradáveis, é impossível sentir prazer em qualquer coisa que seja, porque temo que essa coisa me possa ser tirada. É quando faço uma lista em minha cabeça com todos os atos de bondade que vi alguém realizando. É como um jogo. Repetitivo. Até um pouco entediante depois de tanto tempo. Mas há jogos muito piores do que esse.”
“Necessito é do dente-de-leão na primavera. Do amarelo vivido que significa renascimento em vez de destruição. Da promessa de que a vida pode prosseguir, independente do quão insuportáveis foram as nossas perdas. Que ela pode voltar a ser boa.”
“Porque há algo significativamente errado com uma criatura que sacrifica as vidas de seus filhos para resolver suas diferenças. Para onde quer que você se vire, você enxergará esse tipo de visão de mundo. (...). Mas no fim, a quem tudo isso beneficia? A ninguém. A verdade é que viver num mundo onde esse tipo de coisa acontece não traz benefícios a ninguém.”
 “O presidente Snow uma vez admitiu que a Capital era frágil. Na época, não entendi o que aquilo significava. Era difícil ver com clareza porque eu tinha muito medo. Agora não tenho mais. A Capital é frágil porque depende dos distritos para tudo. Comida, energia, até mesmo para recrutar os Pacificadores que nos policiam. Se proclamarmos nossa liberdade, a Capital entra em colapso. Presidente Snow, graças a você, estou oficialmente proclamando a minha hoje”
Capas pelo mundo:

 





14 comentários:

  1. Parabéns pela resenha! Eu li A trilogia tão rápido que minha s irmãs estranharam,mas as páginas voavam em meus olhos. Li Esperança e sentia tudo que Katniss, às vezes me perguntava como ela conseguia ficar de pé destroçada por dentro. Sofri muito por Peeta ter ficado do jeito que ficou, mas na guerra todos saem machucados de uma forma ou de outra. Ele terminou do jeito que deveria mesmo. Não é mesmo uma leitura muito fácil, depois que li a última página o eco dos personagens continuava em minha mente por um bom tempo e minha visão de mundo ganhou outras perspectivas. Mas vale a pena ler.
    Um grande abraço.
    Amanda Ramos

    ResponderExcluir
  2. Gêmea, fiquei até arrepiada com sua resenha, de tanta emoção que ela passou.
    Ainda não consegui ler o livro, e terminei Em Chamas no início de Outubro!
    Também já vi muitos que não gostaram do final da trilogia, e outros que disseram o mesmo que você: foi como deveria ser. Até tenho suposições do que poderei encontrar na leitura, e acredito que, como você, sofrerei, porém sairei feliz com o resultado final.
    Ai, acho que vou passá-lo na frente de vários livros!!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto muito desta trilogia, uma das melhores que tem por aí, mas este livro na minha opinião foi o mais fraco, nos dois primeiros dei 5 estrelas este ganhou 4 que está de bom tamanho, mas como faltou alguma coisa não dei nota máxima!
    Bjs,
    @PatriciaADavis

    ResponderExcluir
  4. Me empresta logo o livro menina, kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Oi! Muito boa a resenha, você conseguiu resumir grande parte do que eu senti ao ler A Esperança. Só que, descordando de você, eu achei que a autora ainda deixou muitas pontas soltas na história. Lembro que fiquei bem indignado assim que terminei de ler, mas depois acabei me conformando com o fato de que aquele foi o melhor fim para a história. Concordo plenamente com você no quesito 'Katniss'. Eu também a achava uma personagem fria e calculista, mas, com tudo o que ela passou, você acaba relevando. Suzanne Collins é incrível! A escrita dela é tudo.

    Abraços.
    www.garotoleitor.com

    ResponderExcluir
  6. O que falar de A Esperança? Simplesmente PERFEITO! Só de ler esses quotes que você colocou, já fiquei toda arrepiada e meus olhos encheram de lágrimas. Isso porque lembro exatamente como me senti quando li esse livro, assim como você, foi emoção pura, sofri DEMAIS. Eu nunca tinha sentido aversão pela Katniss, nunca tinha achado ela chata, então nesse livro só pude perceber ainda mais a real força dela.
    E o Peeta então? Me diz o que é a história do Peeta? Se não é a coisa mais sofrida que você já leu? O garoto que podia passar por tudo, mas a única coisa que não queria era que a Capital mudasse quem ele era. E é justamente nesse livro que vemos que o poder foi maior e mudou ele, praticamente o transformou em outra pessoa. Ver a luta dele pra tentar recuperar quem verdadeiramente ele é e isso tudo pela Katniss é algo sublime, é lindo demais. Fico emocionada lembrando das páginas desse livro.
    Sua resenha transmite a real emoção de ler não só A Esperança, mas a trilogia inteira que é capaz de mudar toda nossa forma de pensar.

    Beijão ♥
    Priscilla Duhau
    Livrificando

    ResponderExcluir
  7. Olá!!

    eu acabei desistindo de ler a Esperança... achei o segundo livro tão tédio, que já não aguentava mais toda a enrolação dos personagens e suas vidas amorosas, mas confesso que depois de ler sua resenha me arrependi um pouco de ter largado a leitura. -rs


    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Pah
    como sempre suas resenhas são ótimas, um dia aprendo a escrever assim como você...rsrsrs.
    Infelizmente eu não gosto dessa série, não me agradou o primeiro livro e o filme achei super chato, adorei quando acabou porque não aguentava mais esperar o fim. Na verdade eu fui ver apenas por um convite de uma amiga, mas, não desceu mesmo e não pretendo ler a continuação, apesar de sua resenha me deixar curiosa, mas como eu me conheço, sei que não vou gostar também, já que desde o início não me caiu bem toda essas história.
    Adorei as novidades do blog.
    Beijos.
    Nathal
    http://mromances.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não li essa trilogia, mas vontade é que não falta :)
    Parece um livro tão fascinante, cheio de ação e romance *-*
    Com certeza é um das minhas próximas leituras =D
    Bjus!

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Eu conheci 'Jogos Vorazes' porque vi o filme e simplismente me apaixonei pelo Peeta, haha e gostei da historia, entao fui ler a trilogia, claro os jogos sao emocionantes e a historia muito atraente, li 'Em chamas" em UM dia, haha, mas acho que o taaaaao esperado fim deixou a desejar e nao era porque foi muito esperado, afinal, quaaaaase todos que leem 'A esperanca' saem com a sensacao de vazio, como se a autora tivesse deixado de escrever algo, e a gente sabe EXATAMENTE o que eh, o livro em si eh bom, as mortes de Finnick e Prim,(pq nao falar? afinal se estao aqui eh pq vao ler ou estao lendo ne e querem saber e nao sou de guardar nada, haha) deram veracidade a guerra, afinal Katniss precisava perder pessoas proximas, pra mostrar quem nem sempre quem sai ganhando ganha tudo, e as mortes comovem ne, acho que era isso que a autora queria, mas chega no fim como 'Em Chamas' que tem taaaaanta coisa pra acontecer que nao dar pra acontecer tudo, mas acredito que ela pecou mmmmmmmmmmt nao dando enfase ao final, foi mt vago, todo o desenrolar da guerra eh mt bom, Katniss estava fraca por perder Peeta pra capital, depois descobre que foi telesequestrado, os dois sofreram pra crl os 3 livros todos, ODIEI a Katniss por nao dar o devido valor ao Peeta afinal um homem tao bom, generoso, autruista, que a ama incondicionalmente, a coloca na frante ate dele mesmo, no fim amei a jogada da autora de apagar esse sentimento dele, afinal foi uma vinganca contra a Katniss, hahahaha, mas eh taaaaaaaaaaaaa...o triste que QUASE CHOREI MESMO, meus olhos enxeram de lagrimas( todos queremos e merecemos um Peeta, haha) mas ai chega o fim e ela fica com o Peeta e tchau sabe, nao, deveria ter todo um desenrolar, apesar de o foco do livro nao ser romance, a historia de Peeta e Katniss conquistou muitos leitores, e nao ia matar ngm uma conversa, um capitulo, qualquer coisa, afinal o Peeta esqueceu a Katniss, ele mesmo diz ' devo te-la amado muito', entao como no fim ele simplismente volta e fica com ela? Sem nada, uma declaracao de amor, Gale simplismente some, e todo aquele amor que ele sentia por ela, que o livro descrevia que ele tinha? qual eh ne! Era pra Gale ter tido uma conversa com Katniss e ela ter dito que escolheu o Peeta, (PQ AFINAL DE CONTAS ELE MERECEU NE), era pra Katniss ter se declarado pro Peeta e ter feito ele ama-la como ele fez ela o amor com o tempo, (MT LINDO ELE, TD QUE FEZ POR ELA, PENSANDO NELA, ARRISCANDO A VIDA, QUERENDO MORRER POR ELA, 'EM CHAMAS' ELE CUIDA DO GALE POR ELA, ACEITA QUE KATNISS AMA GALE, PEETA EH UMA PESSOA QUE LITERALMENTE SOH EXISTE EM LIVRO! O PERSONAGEM PEETA MELLARK EH SIMPLISMENTE INCONTROLADORAMENTE AAPAIXONAAAAAANTE!)APESAR de muita coisa ficar vaga, pelo menos os 2 ficaram juntos, que eh o que todo mundo queria, ou quase todo mundo, pelo menos EU estava louca por isso, haha, mas Jogos Vorazes eh mt bom sim, principalmente pq o Peeta eh de matar! HAHAHAH Conquista qualquer um, perfeeeeeeito! Vamos parar de reclamar do fim PQ APESAR NAO TER TIDO VERDADEIRAMENTE TUUUUUUDO QUE MERECIA, ELE TA COM QUEM SEMPRE AMOU!

    ResponderExcluir
  12. Nossa que resenha linda!Quando peguei A Esperança pra ler me preparei psicologicamente para lê-lo porque com a Suzanne Collins eu esperava um desfecho triste e não foi diferente!
    O final foi triste?foi mas foi um final tão realista que eu não torci por um final conto de fadas.
    é uma pena ter acabado aqui :(

    ResponderExcluir
  13. De longe achei o terceiro livro o mais triste. Nao gostei do final. Acho que o que o terceiro precisava, do que katniss precisa, era daquele Peeta que a sempre teve, protetor, que nao desiste dela, romantico, aquele Peeta que sempre tava la pra abraçar ela nos pesadelos. E isso foi tirado totalmente do terceiro livro. Tudo bem que no final ela fica com ele mas e ai? Nao mostra nada alem disso. Nao mostra o que ela sente realmente por ele, se ela sente mesmo ou não, realmente da a impressao de que ela só ficou com Peeta por o Gale foi embora. Nao gostei nem um pouco das mortes de Prim e Finnick, achei totalmente desnecessarias. Acho que deveria ter mostrado mais a parte Katniss e Peeta, aquilo que tinha na arena mesmo que fosse apenas encenaçao. Deveria ter pelo menos mostrado ela se preocupando ou pensando nele, alguma coisa que mostrasse pra gente que ela sente algo por ele, mas ao inves disso ela ignora toralmente ele e só. Pela história geral de Jogos Vorazes nao dava realmente para esperar um final feliz, mas esperava pelo menos um final mais detalhado e mais romantico.

    ResponderExcluir
  14. Não tenho nem palavras para descrever esse livro, eu amei a coleção toda, não conseguia desgrudar os olhos das páginas, e o final, eu achei surpreendente. Fiquei vários dias sem conseguir ler outro livros, pois, ficava pensando nesse. :D

    ResponderExcluir