[Resenha] O Último dos Canalhas – Loretta Chase

O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela. Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça. Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais. Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a derrota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação.
Romance de Época| 304 Páginas|  Cortesia Editora Arqueiro| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon | Classificação 5/5
Começaremos com uma frase clichê mas extremamente válida: Estou apaixonada! A cada livro que leio da Loretta Chase acabo mais e mais encantada com seu enorme talento. Sou fã assumida de romances de época, mas não nego que é muito difícil inovar dentro do gênero – na maioria das vezes as histórias possuem basicamente o mesmo pano de fundo. Porém, os livros da Loretta fogem completamente do padrão ao qual estou acostumada, e não só por apresentarem personagens irreverentes e únicos, mas por unirem romance, reflexão e ação em uma única história. Em O Último dos Canalhas, por exemplo, lemos sobre uma paixão imprópria e divertida que derrete os corações dos protagonistas, sobre mulheres independentes que lutam por seu futuro, sobre conspirações malignas que ameaçam a vida de jovens inocentes ao obrigá-las a se prostituir, e sobre boa parte das discrepâncias sociais que dominaram a sociedade inglesa do século XIX. Então claro que amei muito tudo isso, afinal não resisto a uma boa história de paixão, superação e reflexão.

A obra gira em torno da história de Vere e Lydia. Vere é o duque de Ainswood, o último dos Mallory, uma família conhecida por ter uma linhagem recheada de canalhas. Ele sempre foi o pior deles, conhecido por suas conquistas e inúmeras farras, porém sua reputação ficou ainda pior quando, pouco tempo atrás, ele foi nomeado duque (depois de mortes tristes e prematuras de seus primos). Por dentro Vere carrega a dor e o peso das mortes, além do repúdio pelo título que nunca quis, enquanto por fora é um desmiolado sem consideração nenhuma por qualquer outra pessoa, principalmente as do sexo feminino – que são consideradas criaturas incapazes de pensar. Enquanto isso, provando que as mulheres são mais fortes do que parecem (ou do que os homens querem ver), Lydia é temida e admirada por boa parte da população. Ninguém sabe ao certo de onde ela veio, apenas que é uma das jornalistas mais influentes da Inglaterra. Seus textos descrevem as barbaridades de uma sociedade que vira a cara para a classe inferior, que finge que não vê a pobreza ao seu redor, os roubos e mortes de inocentes “sem teto ou título”, e o rapto de jovens que acabam sem saída a não ser vender seu corpo. Ela passou por muitas provações, então exatamente por isso quer fazer a diferença usando seu talento para o bem comum. Sendo assim, quando Lydia e Vere se encontram é confusão na certa: ele pensa nela como uma solteirona intrometida (que acha que os homens são imprestáveis), enquanto ela sabe que ele é um nobre desmiolado que só olha para o próprio umbigo. Mas o ponto é que ambos estão errados, mas só vão descobrir isso quando mergulharem em uma aventura que promete muitas gargalhadas mas que termina repleta de emoção e paixão.

Sem dúvida, o que mais amei no livro foi a personalidade de Lydia. Não resisto a mocinhas fortes e determinadas que, não apenas fogem dos padrões da sociedade, como também nos fazem refletir sobre formas de mudar o mundo. Lydia escreve para sobreviver, é aceita em lugares em que os homens são predominantes, não tem medo nenhum de dizer e lutar pelo que pensa, e sempre faz de tudo pelo bem dos seus semelhantes – sejam eles mulheres que perderam tudo, que foram enganadas, que são vítimas da desigualdade dos gêneros, ou apenas pessoas do bem que precisam de um ombro amigo. Além disso, a jovem está constantemente atenta ao abuso por trás da exploração sexual e do trabalho infantil (fatos, infelizmente, comuns naquele período), o que nos leva a questionar nossos valores e os pilares da sociedade em que vivemos. Amo esse tipo de reflexão, principalmente porque as mulheres sofriam muito no século XIX – por não terem título, por serem de famílias simples, por serem bonitas demais, por serem inteligentes demais, e etc. – então sempre que me deparo com um livro que aborda esse assunto ao mesmo tempo em que mostra personagens femininas lutando por um destino diferente, fico feliz da vida. Lydia em alguns momentos chega a ser extremista e descrente em demasia, portanto é incrível o papel que Vere desempenha em sua vida: graças a ele, ela começa a enxergar a vida de outra forma, percebendo que ser forte não é a mesma coisa que se fechar aos outros, que se apaixonar ou casar não significa ser submissa, e principalmente que se deixar seduzir por Vere não faz dela mais uma das conquistas do duque.
Também amei como a personalidade real de Vere vai se revelando (ele é um fofo com cara de insensível), como ele e Lydia combinam completamente, como o romance é simples, real e divertido (as cenas da Lydia batendo nele são hilárias, principalmente quando ela bate no duque em frente aos seus melhores amigos), como existe um grande segredo por trás da família da Lydia, e principalmente como o foco da história não está na construção do romance mas sim nas mudanças que só o amor é capaz de fazer. Boa parte dos livros de época foca no desenvolvimento amoroso de casal, culminando em um belo e próspero casamento. Entretanto, os livros da Loretta não seguem esse estilo. Primeiro temos a diversão, depois a paixão, um possível casamento, e então o amadurecimento do casal. Além disso, suas histórias sempre trazem uma aventura que coloca os pombinhos em inúmeras enrascadas, no caso de O Último dos Canalhas acompanhamos Lydia e Vere em um resgate para lá de arriscado – com direito a suspense, diversão e amor fraternal.
Sei que sou suspeita, mas simplesmente amo histórias assim: divertidas, cativantes, emocionantes e reflexivas. Adorei Vere e Lydia, adorei seus amigos (Lorde Dain, seu fofo reclamão, estava com saudades ), adorei suas artimanhas e aventuras, e adorei como no final o amor prevaleceu. Para alguns pode parecer clichê, mas para mim a história é surpreendente e digna de sorrisos bobos e corações apertados. Agora quero mais e mais livros da série! Não vejo a hora de ver qual será o próximo canalha a se apaixonar.
Escolhi esse livro como minha primeira leitura para o “Desafio Históricos & Eu”: ler um livro com capa masculina. ADOREI essa primeira etapa. Vem participar também e ler um romance histórico por mês durante o ano de 2016!
• Sobre a Série •


O Último dos Canalhas é o último livro da série Scoundrels. A saga é composta pelos livros: The Lion's Daughter, Captives of the Night, O Príncipe dos Canalhas e O Último dos Canalhas. Existe um laço de amizade entre os protagonistas, mas cada livro conta a história de amor de um casal diferente, portanto eles podem ser lidos fora de ordem – motivo pelo qual a editora não seguiu a sequência original e optou por publicar primeiro os dois últimos livros.

Beijos,




Participe Aqui

38 comentários:

  1. Pah, também tenho esse livro, ainda não li, mas adorei a sua resenha, e com certeza vou colocá-lo na minha lista de próximos livros pra ler!!! Também gosto bastante da Loretta!!! Essa série realmente promete, espero que os próximos livros não demorem pra serem lançados né?! Beijos :)

    ResponderExcluir
  2. Ai Paola, você como sempre me fazendo querer ler desesperadamente livros que não eram nem de longe minha prioridade!! Minha vontade de ganhar o sorteio só aumentou...
    x.x

    ResponderExcluir
  3. Também sou viciada em romances desse gênero e é difícil mesmo de ver algo novo e que foge do padrão. E essa autora me ganhou também pela inovação nesses livros dela. Estou querendo ler esse e qualquer outro que sair por aqui e vejo que não é de arrepender. O primeiro foi muito gostoso e diferente, com personagens fortes e nada clichê (até se acharem clichê pra mim não é e pronto!xD) e espero o mesmo estilo com esse. Pelo pouco que vi de Vere no outro livro é de se esperar que ele seja um baita canalha, mas pelo jeito existem lados que ele não mostra e sei que vou gostar muito de conhecê-los melhor. Adorei a personalidade da garota, é um tanto incomum pra época ambientada e isso já dá aquele charme a mais ao livro. Penso que também vou adorar e estou roendo unhas pra ler!

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah! Estou lendo O príncipe dos canalhas da Loretta, por enquanto estou gostando bastante. Achava que era uma espécie de continuação, mas vejo que gira em torno de outro casal, como você me identifico e torço muito por mocinhas fortes e diferentes dos padrões da época e que lutam por seus ideais, estou começando a me apaixonar por esse gênero e devo muito isso a você!! Bjss

    ResponderExcluir
  5. Pah,amo romances de época,mas ainda não li nada da Loretta Chase.Gostei de saber que seus livros unem personagens irreverentes e únicos em conjunto com romance,reflexão e ação.Estou muito curiosa para conhecer de perto os personagens Vere e Lydia.Amo personagens fortes e amei saber que essa temida e admirada por boa parte da população.Gostei de saber que a leitura é bem divertida.Amei a descrição que deu ao Vere,fofo com cara de insensível.Legal ter um resgate arriscado com direito a suspense,diversão e amor fraternal.Mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu ouvi falar desses livros também, em váários blogs. Mas não tenho interesse mais nele. É um livro que depende do meu humor para querer ler. O bom é que não depende - necessariamente - do primeiro para poder ler.

    ResponderExcluir
  7. Amei o primeiro livro, e estou louca para ler esse. Preciso comprar logooo!

    ResponderExcluir
  8. Olá, cheguei agora no blog e estou amando. "O príncipe dos canalhas" e "O último dos canalhas" já estão na minha lista de desejados, mas sempre acabo comprando outros. Porém, depois dessa resenha preciso ler logo! Ainda não havia lido nada sobre eles, coloquei os dois na lista porque gostei dos nomes e das capas (sim, sou dessas), mas agora tenho um real motivo para comprá-los. Acho que já gosto dessa Lydia! kkk Não sabia que são quatro livros, bom saber, agora fico atenta aos lançamentos. ��

    ResponderExcluir
  9. Olá... Adoro livros de época também.Os cenários sempre belos, vestidos maravilhosos mas realmente as mulheres sempre tratadas muito mal numa época bem machista.Mas os ro.ances são sempre bem intensos,gostei da sua resenha pois vc destaca o crescimento do casal e humor na historia nada como um livro que te arranque lágrimas mas melhor ainda quando te faz sorrir... Irei ler com certeza!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Paola, eu li a resenha desse livro em outros dois blogs e este livro já esta na minha lista de desejados com certeza vou le-lo adoro livros que se passam em outra época e sua resenha está maravilhosa bjs.

    ResponderExcluir
  11. Eu adoro romances com mocinhas fortes e decididas! Nunca li um livro da Loretta Chase e fiquei muito feliz em encontrar outras autoras de romances históricos!
    ADORO seu canal <3 Beijos

    ResponderExcluir
  12. Aprecio livros de época, mas escritos por autoras de época também...Jane Austen, Emily Bronte, Elizabeth Gaskell...

    ResponderExcluir
  13. Tenho o primeiro livro da série, mas ainda não conheço a escrita da autora. Amo romances históricos e já falei sobre eles lá no meu blog também, por isso estou lendo sempre resenhas sobre os lançamentos do gênero aqui no Brasil.
    Fiquei curiosa, acho que essa autora pode ser mais uma das minhas preferidas!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Pah!
    Gostei muito da resenha! Adorei o fato da história não focar somente no romance do casal e ainda conter cenas super divertidas. A cena dos tapas nele deve ser muito hilária mesmo, rsrs. Já admiro a personalidade forte da mocinha num tempo em que isso não era muito comum. E fiquei curiosa pra conhecer melhor esse relacionamento deles onde um vai acrescentar muito ao outro. Quero ler!

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Gosto bastante de livros de época,porém ainda não tive a oportunidade de ler esse livro nem seu anterior.
    Sua resenha ficou ótima, fiquei interessada em ler o livro e conhecer melhor os personagens.
    Em especial,os protagonistas, pois parecem personagens muito bons!

    ResponderExcluir
  16. Aiiiiiiiiiiii... Ameiiii sua escolha para primeira meta a ser cumprida.
    Estou louca por este livro e ao ler sua resenha só fiquei ainda mais ansiosa e curiosa pela obra.

    Obrigada por participar do desafio <3

    beijoooooos.

    ResponderExcluir
  17. Estou com o príncipe dos canalhas nas mãos para ler e essa resenha só me fez ficar mais empolgada com a escrita e com o estilo da autora. Realmente é difícil inovar nesse gênero, adorei o fato de trazer assunto reflexivos e fortes na história como abuso sexual e trabalho infantil! Com certeza esse livro será a minha próxima aquisição! Bjs

    ResponderExcluir
  18. Estou com o príncipe dos canalhas nas mãos para ler e essa resenha só me fez ficar mais empolgada com a escrita e com o estilo da autora. Realmente é difícil inovar nesse gênero, adorei o fato de trazer assunto reflexivos e fortes na história como abuso sexual e trabalho infantil! Com certeza esse livro será a minha próxima aquisição! Bjs

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia a série, e como esse ano pretendo ler mais romances históricos talvez seja uma boa essa série....

    ResponderExcluir
  20. Esse livro esta na minha lista de aquisições. E depois de ler sua resenha simplesmente pirei para ler essa história de Vere e Lydia !
    Nunca fui muito fã de livros de época, mas depois que comecei a seguir seu blog e ver seu amor por esse tipo de livros estou mudando minha opinião e estou amando, obrigada Pah!
    Acho que esse vai ser meu primeiro livro de capa masculina do ano tb!! :D

    ResponderExcluir
  21. Que massa! Livros históricos escritos por autores best sellers me deixam sempre com um pé atrás, pois quase sempre eles deixam o contexto histórico pra trás e abordam só um romance bonitinho. Acho que precisa ter muita propriedade para escrever sobre séculos ou décadas que não viveu pra retratar tudo sem cometer erros ou omissões importantes. Fico feliz que no livro a autora trás todo esse contexto social, enriquece o livro. Também fiquei animada com as personalidades dos personagens, principalmente da Lydia, como você, eu também adoro esse tipo de personagem.

    ResponderExcluir
  22. Confesso não ter gostado muito deste livro, a história parece ser bem interessante (para quem gosta de assuntos deste tipo) mas não me agradou muito não. Se tiver a oportunidade em ler, lerei, caso contrário não irei procura-lo para ler. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

    ResponderExcluir
  23. Eu já tinha visto esse livro nas redes socias e já me apaixonei de primeira, agora vejo depois dessa resenha que eu estava certa, amei como uma aprende com o outro o que esta errado e precisa melhorar.

    ResponderExcluir
  24. Oi Pah! Esse parece mais um histórico apaixonante! Gostei principalmente por ele trazer uma reflexão sobre as desigualdades daquela época, estas que na verdade se per perpetuam até hoje. Também me chamou a atenção a mocinha ser uma jornalista, algo pouco aceito naquela época, já que as mulheres eram criadas apenas para "servir". Enfim, como sempre, adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  25. Nunca li nenhum romance de época e espero ler logo! Acho que vou gostar bastante e pretendo começar com a série da Julia Quinn. Esse livro também parece ser super bom e já está na minha lista.

    ResponderExcluir
  26. Eu lembro de você ter falado sobre esse livro em um de seus vídeos. Confesso não ser muito fã de romances histórios/épicos, mas a sua resenha me despertou a vontade de ter esse livro, pela questão do machismo da época. O Príncipe dos Canalhas parece ser um livro gostoso de ler, mesmo sendo clichê, pelo fato da autora envolver o casal em várias situações constrangedoras, que nos fazem rir só de imaginar.

    ResponderExcluir
  27. Confesso que não gostei taaanto de O Príncipe dos Canalhas (que aliás foi meu primeiro livro do desafio - casal na capa), talvez por justamente eu estar esperando o de sempre, e já no começo ter umas reviravoltas. Também não gostei tanto de Dain. Mas a partir da metade da história, eu fui me apegando mais.
    De qualquer forma foi meu primeiro contato com a Loretta e vou dar mais uma chance para ela lendo O Último dos Canalhas.
    Já adorei a forma que ela cria personagens femininas tão fortes e independentes para aquela época!

    ResponderExcluir
  28. Hey!
    Quero muito ler esse livro, mas primeiro vou ler O Príncipe dos Canalhas. O enredo de ''O Último dos Canalhas'' parece ser bem legal, estou muito ansiosa para ler. Adoro mocinhas fortes e determinadas, acho que vou gostar muito da Lydia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  29. parabéns pela resenha, estou gostando muito dos livros da loretta chase! estou ansiosa pelo o top comentarista!
    bjs!

    ResponderExcluir
  30. Oi Pah,
    O Príncipe dos canalhas e O Último dos Canalhas estão na minha lista de desejados, no topo da lista, pra ser mais exata. Quero ler os dois livros para o desafio Históricos & Eu, e assim como você, também escolhi esse para o desafio de um livro com capa masculina.
    Adoro romances de época, e os livros da Loretta prometem ser apaixonantes! Com personagens envolventes, a protagonista Lydia com uma personalidade forte e determinada, que fogem dos padrões da sua época, além de lutar pelo que acredita, amo isso! Esse livro tem tudo do que eu gosto: um belo romance, diversão, reflexão, ação e um suspense. Sua resenha me deixou ainda mais ansiosa pra ler o primeiro volume publicado, com certeza vai pular a longa fila.
    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Oi
    eu estou louca para ler um livro dessa autora, esse parece ser bem legal e é bom saber que ele mostra as mudanças que o amor pode fazer em uma pessoa. Quero ler esse livro.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. tinha visto a capa e resenhas por ai mas confesso que nao tinha me animado mto nao viu hahah adoreeei. que fofo a mocinha ser assim tao independente e jornalista ainda. amei. acho que vere e lydia vao ser um casal mto fofo

    ResponderExcluir
  33. Eu sempre amei romances de época, leio até romances de banca rss os livros da Loreta estão na minha lista e com prioridade máxima. Adorei conhecer um pouco da Lydia e do Vere (só não gostei do nome dele kkk)

    ResponderExcluir
  34. Oi!
    Quero muito ler essa serie da Loretta Chase, adorei esse livro parece uma ótima historia e bem envolvente e principalmente gostei bastante de termos uma mocinha forte e esse casal me conquistou !!

    ResponderExcluir
  35. Ameiii a sinopse e sua resenha me fez entender melhor essa historia ♥ Apesar de ser muito ligada em capas de livros e ter preferido mil vezes a capa do primeiro livro do que deste rsrsr o casal central parece ser um fofo. Gostei da sua explicação no final, pois já tinha ouvido falar que a editora não estava seguindo a sequencia correta dos livros, mais como vc disse q não irá interferir na leitura pude entender a escolha deles.

    ResponderExcluir
  36. Nunca me aventurei muito por esse gênero de romance histórico, mas acho que vou amar ler essa série, que parece ser bem fofa e romântica. Abraços :)

    ResponderExcluir
  37. Eu amo esse tipo de romance que a mocinha tem personalidade forte, e o mocinho que que lidar com isso, estou ansiosa para ler.

    ResponderExcluir
  38. De romance históricos para ser bem sincera só li alguns mas que da herlequin (tenho sérios problemas de desgostar daquelas capas, pelo amo!), mas enfim eu fiquei feliz quando este livro desta autora foi lançado, achei a trama muito boa, espero poder ler logo!

    ResponderExcluir