[Fuxicando Sobre Chick-Lits] Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits: A Terra das Sombras (A Mediadora #1) - Meg Cabot


Oi queridos!

Cumpri esse mês a terceira meta do Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits 2016 lendo A Terra das Sombras, primeiro volume da série "A Mediadora" de Meg Cabot, e, assim, risquei da lista o item #8: Ler um chick-lit que seja o primeiro livro de uma série.

Falar com um fantasma pode ser assustador. Ter a habilidade de se comunicar com todos, então, é de arrepiar qualquer um. A jovem Suzannah seria uma adolescente novaiorquina comum, com seu indefectível casaco de couro, botas de combate e humor cáustico, se não fosse por um pequeno detalhe. Ela conversa com mortos. Todos eles. Qualquer um. Ela é uma mediadora, em termos místicos, uma pessoa cuja missão é ajudar almas penadas a descansar em paz. Um dom nada bem-vindo e que a deixa em apuros com mãe e professores. Como convencê-los da inocência nas travessuras provocadas por assombrações? Essa é a emocionante trama de A mediadora série best seller de Meg Cabot, que ganha nova capa. Em A TERRA DAS SOMBRAS, primeiro volume da série, Cabot apresenta a vida desta mediadora divertida, que tem certa ojeriza a prédios antigos — quanto mais velho um edifício maiores as probabilidades de alguém ter morrido dentro dele —, um pai-fantasma nada ausente e uma nova família, que inclui um pai adotivo e três irmãos postiços. A história começa com a mudança de Suzannah para a ensolarada Califórnia e, para seu desespero, uma casa do século passado. Assombrada, claro. Só que por um fantasma bonitão, que nada faz para assustá-la. Muito pelo contrário. Os problemas de Suzannah, porém, não estão só no lar, mas também na escola. Lá, o espírito de uma garota, que se matou por causa do namorado, ameaça a segurança de todos. Só Suzannah com suas habilidades e poderes especiais pode salvar seus amigos e professores da fúria terrível de uma assombração com grandes poderes...
Chick-Lit | 288 Páginas | Galera Record Skoob | Compare & Compre | Classificação: 3/5 Resenha de Aione Simões



Minha evolução no desafio:

  1. Ler um chick-lit que seja seu primeiro contato com o autor em questão;
  2. Ler um chick-lit que não tenha nada na cor rosa na capa;
  3. Ler um chick-lit que tenha a capa azul; 
  4. Ler um chick-lit escrito em formato de emails, cartas e/ou mensagens;
  5. Ler um lad-lit (chick-lit protagonizado por um homem); 
  6. Ler um chick-lit de um(a) autor(a) best-seller; 
  7. Ler um chick-lit nacional; 
  8. Ler um chick-lit que seja o primeiro livro de uma série; 
  9. Ler um chick-lit que tenha ligação com filmes (pode ter sido adaptado para o cinema ou pode conter essa temática no enredo); 
  10. Ler um chick-lit com um coração na capa; 
  11. Ler um hen-lit (chick-lit protagonizado por uma personagem com mais de 40 anos); 
  12. Ler um chick-lit narrado em terceira pessoa. 


Ainda tem dúvidas sobre o gênero? 
Já conferiu o post com esclarecimentos e indicações de chick-lits


Confira também as sugestões específicas para os itens 1 a 6 e 7 a 12!



E ai, quem mais está com o Desafio em dia? O que vocês já leram ou pretendem ler?

Beijos para todos!







"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões. 




Participe Aqui

17 comentários:

  1. Oie, tudo bem?
    Estou adorando ver essas postagens do desafio e conhecer mais livros do gênero. Não sabia muito bem do que se tratava e o que se classificava como Chick-Lits e tinha até um certo preconceito com os poucos livros que conhecia, mas agora estou vendo que vai muuuito além do que eu pensava. Sou louca para ler algo da Meg Cabot e este livro vai entrar na minha listinha de desejados!
    Beijos, Resenhas da Day

    ResponderExcluir
  2. A Mediadora é uma série muuuuito boa. Só cheguei a ler recentemente e fico imaginando o quanto eu teria gostado, ainda mais, se tivesse lido na minha pré-adolescência! O humor dele é muito bom. A Meg tem esse dom de escrever livros que você não sente que está lendo. Não é uma história que vai mudaaar sua vida e tal, mas relaxa e desestressa que é uma beleza! Indico muito!

    ResponderExcluir
  3. Já li alguns livros da Mediadora, mas não sei onde parei. kkkk E não tenho muita vontade de voltar a ler.

    ResponderExcluir
  4. Oiiee, tudo bom?
    Como não tenho muitos livros do gênero, resolvi que não participaria eu já li ao livro A mediadora, na verdade li a série toda e eu amei, boa sorte com as outras metas do desafio.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  5. Muito bom essa história sobre se comunicar com os mortos, acho bem intrigante, parabéns pelas etapas cumpridas, no momento estou lendo O diário de Lizzie Bennet, para cumpri o item nº 02, já consegui cumprir três itens, beijos...

    ResponderExcluir
  6. Que capa linda! Logo que comecei a ler o resumo me lembrei muito do livro Para Sempre, que também é uma série sobrenatural. Acredito que eu iria adorar esse livro também.
    Parabéns por mais uma etapa concluída. Beijos :*

    ResponderExcluir
  7. Eu ando querendo ler mais chick-lits porque todos os livros que li dessa categoria (que não foram muitos) eu gostei e essa série me parece muito interessante! Lembro de alguns anos atrás que uma amiga minha estava começando a ler e falava super bem, mas nunca tive a oportunidade de ler também pois perdemos o contato, mas ainda espero ter essa oportunidade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Aione,
    Confesso que nunca tive interesse em ler a série A Mediadora, apesar de estar bem curiosa pra ler outros livros da autora, especialmente um dos romances de época assinado por Patricia Cabot. Pelo que você comentou no vídeo, acho que a leitura também não iria funcionar pra mim, pois realmente não me envolvo com esse tipo de história. Quanto ao desafio, por enquanto estou indo bem hahaha. Já risquei dois itens, o #1: Ler um chick-lit que seja seu primeiro contato com o autor em questão – Um amor de detetive, Sarah Mason; o # 6: Ler um chick-lit nacional - Procura-se um Marido, Carina Rissi; e já estou finalizando mais uma leitura, Lembra de Mim? da Sophie Kinsella, assim risco o #7: Ler um chick-lit de um(a) autor(a) best-seller.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Para falar a verdade, não me comprometi a cumprir esse desafio! Mas admiro quem o faça e torço para que o consiga.
    Quanto à série da Meg Cabot "A Mediadora", posso dizer que amei. Aliás, não sabia que era um chick-lit!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. A Mediadora é uma das minhas séries favoritas <3

    Acredita que na euforia eu nem reparava nos erros? '-' Mas aí, alguns dias atrás resolvi dar uma olhada nos livros e gente O-O Mas isso não importa quando tem o Jesse no meio <3 HAHAHAHA

    ResponderExcluir
  11. Oi Aione!
    Eu nem sabia que existe lad-lit e hen-lit, achei bem legal descobrir isso e o que significa. Mas o que gostei mesmo do vídeo foi a sua observação sobre o trabalho dos tradutores. Realmente eu nunca tinha parado pra pensar na importância deles. Com certeza temos que valorizar mais esses profissionais.

    Um super beijo!

    ResponderExcluir
  12. Eu já li a série mediadora a alguns anos atrás, me diverti muito! Concordo com você sobre as gírias, algo que me incomodou muito mas não me impediu de terminar a leitura <3
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Oi, Aione
    Esse livro da Meg é bem famoso, e mesmo assim eu ainda não li.
    Acho que premissa dele interesse, mas acho que me decepcionaria com um desenvolvimento rápido dos acontecimentos. Acho que uma boa tradução também é importante, tento reparar um pouco nisso quando leio, mas às vezes até passa despercebido rs
    E ainda tem essa do suicídio... acho que não leria. Mas quem sabe eu me anime um dia.

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Quero muito ler essa serie, vejo as pessoas comentando muito o que me deixou interessada, mas vendo o vídeo vi que a historia e um pouco diferente do que achava e realmente quando a tradução e antiga acaba gerando um estranheza !!

    ResponderExcluir
  15. Oi Pah, não estou participando do desafio :/ E se estivesse escolheria outro, pelo que vi desse livro, também acho que não gostaria dele. Mas pretendo conhecer outras obras da Meg. Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Nossa, sério que A Mediadora é considerado chick lit? hahaha Anyway, adoro essa série. Principalmente O Arcano Nove, que é o segundo ou terceiro livro, eu acho.

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Ai, Mi... Essa série é tão boa. Pena que você não pode curtir.
    Acho que foi lido na época errada mesmo.
    As questões sobre o feminismo não eram algo comentado de forma tão aberta antigamente, então nossa visão acaba mudando e isso afeta nossas leituras também.
    Beijão!

    ResponderExcluir