setembro 22, 2017

[Resenha] Uma Noite Inesquecível – Lisa Kleypas

O Natal está se aproximando e Rafe Bowman acaba de chegar a Londres para uma união arranjada com Natalie Blandford. Com sua beleza estonteante e o físico imponente, ele tem certeza de que a linda aristocrata logo cairá a seus pés. No entanto, seus terríveis modos americanos e sua péssima reputação de farrista deixam Hannah, a prima da moça, chocada. Determinada a proteger Natalie, ela vai tornar a tarefa de cortejar a jovem muito mais difícil do que Rafe esperava. Hannah, porém, logo começa a se importar mais do que gostaria com o rude pretendente da prima. Rafe, por sua vez, passa a apreciar um pouco demais a companhia de Hannah, uma mulher forte e pragmática com um coração doce e gentil. E quando Daisy, Lillian, Annabelle e Evie, quatro amigas inseparáveis que já conseguiram encontrar o homem de seus sonhos, decidem agir como cupidos, quem sabe o que pode acontecer? Uma noite inesquecível é uma viagem mágica pela Londres vitoriana, com os diálogos espirituosos e personagens memoráveis que consagraram Lisa Kleypas como uma das autoras de romances de época mais aclamadas pelo público. Nesta continuação da série As Quatro Estações do Amor, os mais cínicos se tornam românticos e até os mais tímidos suspiram, arrebatados de paixão.

Romance de Época  Editora Arqueiro • 144 Páginas • Classificação: 4/5
Skoob | Compre: Saraiva • Amazon



Estava com tantas saudades dessas Flores Secas! Uma Noite Inesquecível é um presente
para todos os fãs da série As Quatro Estações do Amor. Depois de quatro livros
divertidos e apaixonantes – nos quais conhecemos Annabelle, Lillian, Daisy e
Evie – a autora surpreende ao apresentar Rafe Bowman, irmão mais velho das
americanas Lillian e Daisy. Em clima de Natal, a obra reúne os casais que
aprendemos a amar (e dá um vislumbre do casamento feliz que cada uma dessas
jovens mantém) ao mesmo tempo em que insere um novo par nesse emaranhado de
amor, amizade e diversão.



Rafe Bowman é o herdeiro de um dos homens mais ricos das
Américas. O pai, dono de uma famosa empresa de sabão, enriqueceu com muito
esforço e trabalho árduo. Ansioso para integrar a elite inglesa, ele também
conseguiu a façanha de casar duas filhas (uma delas com um poderoso nobre
inglês) e noivar o filho, e futuro herdeiro, com uma Lady de sobrenome
tradicional e respeitado. Por fora os Bowmans, americanos que conquistaram a
Inglaterra com sua fortuna e seus acordos matrimoniais, parecem exultantes. Mas
o problema é que Rafe não está – assim como nunca esteve – satisfeito com sua
relação com o pai. A mesma relação que o colocou entre a cruz e a espada: ou
casa com a moça inglesa escolhida pela família ou é deserdado, simples assim. Rafe está decidido a
seguir os caminhos traçados pelos pais, no fundo na esperança de receber uma
migalha tardia de orgulho fraterno, porém os planos mudam completamente quando
ele coloca os olhos em Hannah. Ela é apenas a dama de companhia de sua futura
noiva; vem de uma família humilde, é dona de uma língua afiada e irônica, e
simplória em suas roupas e gestos. Além disso, Hannah também não suporta homens
cafajestes e habilidosos na arte da sedução, tudo que Rafe é de sobra. Contudo,
apesar de serem completos opostos – gelo
e fogo, inglês e americano, rico e pobre
–, Rafe e Hannah descobrirão que
quando o assunto é amor e carinho ninguém manda no coração.
Rafe não me conquistou logo de cara. Assim como Hannah, fiz
uma imagem negativa dele: manipulador, dinheirista, conquistador, desrespeitoso
e extremamente convencido (ele lasca um beijo em Hannah logo no primeiro
encontro, e isso na tentativa de dominá-la e provar o quanto é superior!).
Entretanto, ao decorrer das páginas a autora apresenta ao leitor o verdadeiro
Rafe, aquele que anseia por uma família, por filhos que serão amados pelo pai
(diferente do que aconteceu com ele), e por manter suas irmãs e irmãos felizes
– nem que para isso precise engolir o orgulho e fazer o que seus pais mandam.
Para ele o casamento arranjado é um protocolo, a oportunidade de ajudar ainda
mais a sua família. Porém, conforme o coração desperta e passa a bater
acelerado por certa senhorita, acompanhamos esse homem pesar na balança o que é
mais importante: ser feliz no casamento e encontrar o amor ou fazer aquilo que
esperam dele. Já Hannah é uma perfeita integrante para o time das Flores Secas.
Ela é muito consciente da sua posição social e do que espera para o futuro,
assim como também é do tipo que coloca as prioridades dos outros antes das suas
e acaba deixando passar inúmeras oportunidades de ser verdadeiramente feliz. Hannah
também fala o que pensa, se entrega de corpo e alma (mas só quando acredita no
que está vivendo), e possui um coração gigante condicionado a ver, antes de
qualquer outra impressão, o lado bom das pessoas ao seu redor. Gostei de como
eles se completam – logo nas primeiras páginas é notável o quanto foram feitos
um para o outro.
O romance é um charme e traz muita sensualidade – algo bem
típico da Lisa. Rafe e Hannah possuem carisma e em poucas páginas deixam os
leitores torcendo por um final feliz. Além disso, adorei como o romance entre
eles é do tipo cão e gato (aquele que começa em meio às brigas e que termina em
final feliz). Mas indo além do relacionamento amoroso, o que mais gostei é a reflexão
gerada por traz dele: as cobranças familiares, a necessidade de amor, as
dificuldades financeiras e sociais, e a esperança de um futuro melhor. Achei
tão lindo, mesmo que meio clichê, as dificuldades que esses dois enfrentam em
nome do amor.
O livro é bem fofo e gostoso de ler, mas não abocanhou por
completo meu coração como os volumes anteriores. Como eu disse, trata-se de um
presente, uma última oportunidade de rever esses personagens tão queridos,
então são poucas páginas (e uma quantidade insuficiente para quem ama tanto
essa série, risos). Mas, sem dúvida,
uma das melhores coisas da leitura é a oportunidade de rever os casais dos
volumes anteriores rindo, brincando e preparando-se para algo tão especial
quanto à noite de Natal.
Não leu essa série ainda? Então para tudo e vai ler que ela
é maravilhosa, prometo.

Uma Noite
Inesquecível
é último volume (apesar de ser considerado um livro bônus) da saga As
quatro estações do amor.
Os livros são protagonizados por amigas em
busca de um bom casamento. Portanto, cada volume apresenta uma narrativa com
início, meio, e fim, mas ainda assim é interessante lê-los em ordem:
Segredos de uma noite de Verão, Era uma vez no Outono, Pecados no Inverno, Escândalos na Primavera e Uma Noite Inesquecível.


Beijos, 





confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

5 Comentários

  • Keullen Beckman
    28 setembro, 2017

    Lindo livro. Muito boa a resenha. Beijos!

  • Lara Cardoso
    27 setembro, 2017

    Já ouvi falar bastante dessa série, pensava que ela teria terminado no quarto livro e por isso fiquei surpresa quando esse foi lançado.

  • Veronica Vieira
    25 setembro, 2017

    Ja vi resenhas aqui sobre os livros da série,e você sempre elogia, tem tempo que não lei romance de época, então acho que vou começar a ler essa série.

  • Katharine Emídio
    22 setembro, 2017

    Pah, adorei a resenha! Eu concordo com você em relação a primeira impressão de Rafe. Gostei bastante do livro e da série, apesar desse último também servir para matar as saudades que eu estava dos outros casais. Super Beijo

  • RUDYNALVA
    22 setembro, 2017

    Pah!
    Surpresa ver mais um livro dessa série, porque não tinha visto em nenhum outro blog, achei até que seria outra série da autora.
    O bom é que vem no mesmo estilo e com novo casal e ainda em clima natalino, deve ser mais uma delícia da autora para se ler.
    “O primeiro passo para a cura é saber qual é a doença.” (Provérbio Latino)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.