janeiro 03, 2017

As Melhores (e piores) Leituras de 2016 | Equipe Livros & Fuxicos

Olá, galera! Tudo bem? Antes de mais nada: FELIZ 2017! Um ano abençoado e repleto de realizações para todos nós.
Desejo muitas alegrias e, claro, leituras maravilhosas.

E por falar em leituras, será que ainda dá tempo de contar
quais foram as nossas melhores e piores leituras de 2016? Reuni a equipe do Livros
& Fuxicos para contar quais foram os seus livros favoritos e também suas
decepções do último ano. Curiosos? Então vêm conferir:

Escolhas
da May, os Favoritos

Como se Fosse Magia, Bianca Briones – Mais uma vez tive uma excelente
experiência como leitora beta da Bi.
Nesse livro ela veio com uma aura de magia e encanto que conquistou
completamente meu coração. Eva e Enzo nos presenteiam com um romance fofo,
divertido, envolvente e arrebatador. Esse romance que é o sonho de qualquer
leitora: ver um personagem saindo da página dos livros para te completar de
todas as maneiras possíveis, como se fosse magia mesmo.

Mentira Perfeita, Carina Rissi – Mais uma das minhas autoras
favoritas marcando minhas leituras do ano com um romance divertido, leve e
fofo, mas que desta vez trouxe temas mais sérios para serem abordados. A obra
me encantou completamente por ter uma protagonista nerd e muito inteligente e um protagonista lindo que devido a uma
fatalidade ficou preso a uma cadeira de rodas. Definitivamente um romance que
vale a pena ser lido.


A Caçadora de Bruxos, Virginia Boecker – Uma fantasia
medieval que conquistou meu coração. Trata-se da estreia da autora na
literatura e traz uma aventura cheia de reviravoltas e descobertas, com uma
protagonista que amadurece muito no decorrer da narrativa, que é forte e
determinada e não tem medo do perigo. Deixou um gostinho de quero mais e
conquistou um lugar entre meus favoritos (Resenha aqui).

Rainha das Sombras, o quarto volume da série Trono de
Vidro da Sarah J. Maas – Esta autora sempre aparece em minhas listas, afinal ela
sempre me surpreende e arrebata meu coração. Nesta aventura de tirar o fôlego, protagonizada
pela Celaena, a autora insere tanta informação nova, personagens fortes e
destemidas, e nos surpreende a cada novo capítulo de uma forma que é impossível
não se apaixonar e não amar cada pedacinho do livro. Recomendo muito (Resenha aqui).

Corte de Névoa e Fúria, segundo volume da trilogia Corte de
Espinhos e Rosas da Sarah J. Maas – Sem dúvida esta foi a minha melhor leitura
do ano, um livro simplesmente destruidor e arrebatador. Aqui Sarah me
surpreendeu completamente e firmou-se como uma das minhas autoras favoritas da
vida. A jornada de Feyre é completamente envolvente e em meio a fantasia a
autora inseriu temas como o relacionamento abusivo com maestria e uma
sensibilidade ímpar, brincando com nossos sentimentos e tomando rumos
completamente inesperados nesta sequência de tirar o fôlego. Recomendo demais a
leitura desta série (Resenha aqui).

Escolhas
da May, as Decepções


Seeker, a guerra dos clãs, Arwen Elys Dayton – Tinha grandes
expectativas com este livro, afinal trata-se de uma aventura medieval, com
ficção científica, romance e tudo o mais que tanto amo. Porém, embora a leitura
tenha sido gostosa, senti falta de alguns esclarecimentos e não gostei da forma
como as personagens se comportaram – tanto é que não consegui me conectar e
sentir nas ações deles veracidade. Fiquei curiosa com o que que está por vir,
mas confesso que estou com o pé bem atrás por ter me decepcionado com este
primeiro livro (Resenha aqui).

Filha das Trevas, Kelly Keaton – Não foi uma decepção
completa, eu gostei da história, porém ela é mais juvenil do que imaginava e
poderia ter sido melhor trabalhada. A mitologia é bem diferente, e talvez por
ter poucas páginas senti que algumas explicações foram simplesmente jogadas na
narrativa e o romance apesar de fofo, para mim aconteceu muito rápido. Tem seu
lado positivo e como tinha curiosidade em ler fazia tempo valeu a pena a
leitura, entretanto se comparado com minhas outras leituras do ano não teve o
brilho esperado e desejado (Resenha aqui).

Escolhas
da Aione, os Favoritos


Quarto, Emma Donoghue – Li Quarto para assistir ao
filme dele adaptado (O Quarto de Jack) nos cinemas e me encantei pelos
dois. A história é forte, mas recebe certa leveza por ser narrada pela visão de
uma criança. De qualquer maneira, a sensibilidade da trama e da narrativa
transbordam pelas páginas e eu não poderia ter me encantado mais pela leitura.

A Cor Púrpura, Alice Walker – Ainda que eu tenha lido A Cor
Púrpura no primeiro trimestre do ano, sabia, assim que o finalizei,
que ele estaria nessa lista. O clássico de Alice Walker, adaptado para os
cinemas na década de 1980, se tornou um dos meus livros favoritos da vida.
“Incrível” é um possível adjetivo para descrevê-lo, mas acredito que
não faça jus a ele. O livro se passa nas quatro primeiras décadas do século XX
e trata, entre outros assuntos, do racismo e da violência contra mulher, sendo
a história contada por meio de cartas escritas pela protagonista, quase
analfabeta. Foi maravilhoso acompanhar seu fortalecimento, seu processo de autodescoberta
e de libertação através de uma escrita também extremamente sensível e ligada à
obra.


Grande Sertão: Veredas, Guimarães Rosa – Considerada um dos
maiores romances do século XX e a maior obra em literatura brasileira, Grande
Sertão: Veredas foi a leitura mais difícil e desafiadora que encarei na
vida, e uma das mais espetaculares. Não simplesmente a trama foi magistralmente
criada e amarrada por Guimarães Rosa, como sua forma de utilizar a linguagem
criou possibilidades e novos significados para ela de maneira praticamente
única e inédita. Um livro que, mais do que para ser lido, foi feito para se
admirar e degustar em todos os sentidos.

Corte de Névoa e Fúria, Sarah J. Maas – Eu nunca imaginei que
elegeria esse livro como um dos melhores do ano, mas não colocá-lo aqui seria
completamente injusto. Como não me apaixonei por seu antecessor, Corte de
Espinhos e Rosas, iniciei a leitura de Corte de Névoa e Fúria sem
expectativa alguma e paguei minha própria língua. O que Sarah J. Maas fez com a
história foi simplesmente incrível, e me deixou completamente boquiaberta. A
autora demonstrou aqui não só seu domínio narrativo, mas sua capacidade de
manipular e envolver o leitor, além de ter dado um banho de intensidade com sua
escrita. Terminei a leitura totalmente arrebatada, e ainda sinto o choque que
esse livro me causou.

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, J.K. Rowling – Ok, esse não é um
romance, mas sim o roteiro de uma peça de teatro, e talvez não deveria estar
aqui. Porém, é Harry Potter, e não colocá-lo seria, no mínimo, injusto. Não
tenho palavras para descrever a emoção de ter retornado ao universo mágico
ciado por J.K. Rowling. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada me proporcionou
lazer e nostalgia, me deu a sensação de conforto que só um lar pode nos
proporcionar. Ri, chorei, me emocionei, me encantei, e me senti novamente grata
por J.K. ter nos presenteado com esse mundo fantástico e único.

Escolhas
da Aione, as Decepções


A Escolha, Nicholas Sparks – Ok, não foi o pior
do autor que já li. Mas, ao mesmo tempo, foi completamente mais do mesmo com o
adicional de eu não ter gostado dos protagonistas e do romance entre eles não
ter me convencido absolutamente em nada.

Espada de Vidro, Victoria Aveyard – Amei A Rainha
Vermelha, mas tive uma decepção gigantesca com sua continuação. Achei o livro
com repetições dos mesmos acontecimentos (ou seja, uma enrolação eterna), cenas
de ação que mais me deixaram cansada do que ligada na história e com diversas
passagens desnecessárias. Inicialmente, a autora havia planejado escrever uma
duologia, mas o sucesso do primeiro livro a transformou em uma série com quatro
livros. Infelizmente, fiquei com a sensação de que não havia o que ser narrado,
e agora temo pelos próximos volumes.

Um Amor de Cinema, Victoria Van Tiem – Sempre sinto meu
coração se partir quando desgosto de um chick-lit pelo qual alimentei tantas
expectativas. A história tinha tudo para ser uma fofura só por conta da
premissa do livro, que cita muitos dos meus filmes favoritos. E devo dizer: a
escrita da autora é envolvente e há sim diversas cenas bastante fofas. Contudo,
as problemáticas inseridas me impediram de gostar da leitura, principalmente
porque o romance não só não me conquistou como também me incomodou pelo seu
desenrolar. Isso sem contar as muitas passagens bastante machistas, que fizeram
o livro me irritar ao invés de divertir (Resenha aqui).

Não Queira Saber, Lisa Jackson – Apaixonada que sou por
um thriller, me empolguei com a sinopse de Não Queira Saber. O que
encontrei, contudo, foi uma história que foge do teor psicológico por não
trazer uma narrativa em primeira pessoa; uma escrita que não conseguiu me
envolver; e personagens tão artificiais que fizeram a trama soar fraca e
superficial. 

Respire, K.A. Tucker – Acho que eu nem deveria
dizer que me decepcionei com Respire simplesmente porque não esperava
muito do livro – já sabia que ele era de um estilo que não tem me agradado
ultimamente. Ainda assim, dei uma chance e me arrependi. Achei a história com
vários furos e contradições, a narrativa bastante fraca e a trama como um todo
previsível. O livro passou longe de ter me conquistado. 

Escolhas
da Ká, os Favoritos


Adorável Heroína, Michael Hingson e Suzy Flory – Um
drama real que envolve a sobrevivência de um cego e seu cão guia na tragédia de
11 de setembro. O que dizer desse livro? Ele me pegou de surpresa. Comprei
porque o protagonista é um cão guia e amo histórias reais com animais. Mas,
conforme ia virando as páginas, deparei-me com os dramas enfrentados por uma
pessoa cega, seus desafios e superações e fui capaz de me sentir na pele do
protagonista. Revivi o medo e a dor que a queda das Torres Gêmeas causou no
mundo inteiro e me alegrei com as histórias de superação (Resenha aqui).

Livraria dos Finais Felizes, Katarina Bivald – Me identifiquei
muito com a protagonista (principalmente quando ela diz que livros são melhores
que pessoas). Antissocial e apaixonada por livros, calada e sem jeito na frente
das pessoas, a autora simplesmente me definiu. O livro é bem gostoso de ler. Além
disso, me diverti e ri muito com a reação das pessoas de uma cidade pequena ao
conhecer uma pessoa apaixonada por livros. Trata-se de um livro perfeito pra
ler no final de semana (Resenha aqui).


A menina que tinha dons, M. R. Carey – Tive que fazer essa
leitura nos intervalos entre as aulas e horário de almoço, porque simplesmente
não consegui me desligar da história. Um futuro pós-apocalíptico em que uma
garotinha pode salvar ou destruir o que resta da humanidade. Só de pensar nesse
final fico com frio na coluna.

Depois da última dança, Sarra Manning – Ambientado na 2º Guerra
Mundial e também no século XXI, o livro me cativou com a história de Jane e
Rosie. Adorei acompanhar as mudanças que Rose sofreu por causa da guerra. Toda
vez que abria o livro flutuava para dentro do Rainbow Corner para dançar com
Rose e suas amigas. Apaixonante (Resenha aqui).

Como eu era antes de você, Jojo Moyes – Li porque queria ver o
filme e por ter sido impactada pela história. O filme foi muito superficial,
mas a vida de Lou realmente me tocou. Os problemas pelos quais Will passa me
emocionaram muito e fizeram questionar algumas ideias sobre a vida. Maravilhoso!


Escolhas
da Ká, as Decepções


Cidade em Chamas, Garth Risk Hallberg – Me deixou
com um gosto amargo na boca. Talvez tenha sido essa a intenção, mas não me
senti a vontade com a história. Sei que o livro é ambientada numa Nova York
repleta de gangs, crimes, corrupção e violência, mas a história é tão crua e a
violência me pareceu tão gratuita.

A Rosa e o Dragão, Vanessa Pereira – Quando vi na
livraria me encantei por se tratar de um livro com seres sobrenaturais e,
principalmente, por ser escrito por uma brasileira. Contudo, não custou muito para
a narrativa me desapontar. As coisas foram acontecendo muito rápido como, por
exemplo, Desireê conhecer um rapaz por quem se apaixona em um único dia e no
dia seguinte ele a convidar pra fugir de casa e ir morar em um clã de vampiros
com ele. Ela se quer se surpreendeu ou parou pra pensar. Como assim, minha
gente? E do nada, mais seres sobrenaturais foram aparecendo sem uma explicação
lógica e quando chegou no ápice do livro, a profecia que definiria o futuro da protagonista,
ela simplesmente ignorou. Não refletiu sobre o tema, não se questionou, apenas
sorriu e deu um abraço na pessoa a sua frente. Esperei demais do livro.

E aí, o que acharam das
escolhas? Engraçado que alguns desses livros – uns até da lista de decepções –
estão na minha lista de Favoritos de 2016. Gravei dois vídeos sobre isso, quem
já viu?


Espero que tenham gostado
das nossas escolhas! E contem pra gente quais foram os melhores livros que
leram em 2016.
Beijos, 


confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

23 Comentários

  • Luciana Lacerda
    31 janeiro, 2017

    Muito legal ver que alguns livros que gostei muito vocês se decepcionaram e alguns que não gostei tanto vocês gostaram kkk vai entender esses leitores ne? Mas como você, Ká, também fiquei apaixonada com "Como eu era antes de você". Mas sem sombra de dúvidas a minha melhor leitura de 2016 foi "Raio de sol". Sério, é um dos melhores da vida. A história é muito linda, comovente e nos faz refletir muito sobre a vida negativa que muitas das vezes nós levamos.
    Um abraço.

  • Mayla Lima
    30 janeiro, 2017

    Foram ótimas leituras as de vocês. Li muitos livros em comum, mas dou destaque para Como Eu Era Antes de Você, que gostei, mas não me conquistou tanto.Quero muito ler O Quarto. Tenho algumas leituras favoritas do ano passado, mas a que mais me emocionou foi Sodiel: Leal até o fim.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

  • Fernanda Vieira
    24 janeiro, 2017

    Fazia muito tempo que eu não lia nada, daí em novembro comecei a sentir vontade de voltar a ler, daí comecei a procurar vídeos sobre dicas de livros no YouTube, e encontrei canais bem legais, então acabou q em 2016 não li muitos livros, mas acho q sem dúvida nenhuma como boa fã de Harry Potter, não poderia deixar de dizer que ler "Harry Potter e a criança amaldiçoada", foi muito bom, mas tbm destaco o livro "inferno" que foi muito bom pra mim, super me prendeu na leitura.

  • Kemmy Oliveira
    19 janeiro, 2017

    Depois de tantos elogios para o livro Corte de névoa e fúria acho que vou ter que ler esse livro hahaha desde o primeiro ele não me atraiu, mas são taaaaantos comentários positivos que acho que não me manterei imune.
    Algo que percebi é que as decepções quase sempre acontecem porque a gente espera demais 🙁
    TOTALMENTE CONCORDO que O ar que ele respira foi uma excelente leitura!
    Entre meus favoritos, destaco Suicidas, do Raphael Montes e Dançando sobre cacos de vidro, da Ka Hancock.

    Beeeijos!

  • Roberta Moraes
    17 janeiro, 2017

    Estou louca pra começar a ler Trono de Vidro. Eu tenho ele aqui na minha estante e já está na minha lista, vai ser um dos próximos livros.
    A menina que tinha dons eu quero muito ler, gosto de histórias em que os personagens são crianças e estes possuem dons.
    A Escolha de Nicholas Sparks também não foi um livro que funcionou muito bem comigo. Eu já li melhores do autor. Mas não por isso tira seu mérito de grande escritor.

  • suzana cariri
    16 janeiro, 2017

    Oi!
    Gostei muito dos livros escolhidos, Rainha das Sombras também foi um dos meus livros favoritos, e adorei A Mentira Perfeita que foi uma historia que me surpreendeu, quero muito ler essa outra serie da Sarah J Maas que parece conquistar os leitores e os livros da Bianca Briones que sempre vejo muitos comentários positivos também !!

  • Rossana Batista
    15 janeiro, 2017

    Feliz ano novo para vocêeees!
    Geente, quantos livros !
    Eu estou com muita vontade de ler Respire, eu tinha lido resenhas bem positivas sobre o livro tornando ele até como favorito e tal, ai quando eu vi que foi uma decepção eu fiquei: poxa… será que não é tão bom assim?! Mas como eu sei que gosto cada um tem o seu é claro que vou ler.
    Harry Potter é claro que não poderia deixar de faltar mesmo kk

  • Katharine Emídio
    12 janeiro, 2017

    Feliiiiz 2017!!! Desejo amor, paz,felicidade, saúde e a realização de todos os sonhos!! Adorei a postagem dos melhores e as decepções de cada e concordo plenamente com alguns! Uma das minhas melhores leituras de 2016 foi: Seduzida por um Guerreiro Escocês, toda a série dos bridgertons, a série dos hathaways, extraordinário e muitos outros romances maravilhosos. Ao contrário de muita gente minhas decepções foram: Mentirosos, Querido John, Indomável Sofia e o Príncipe dos Canalhas. Bom, amei muito o ano de 2016 aqui no blog e continuarei acompanhando em 2017. Super Beijoo, de uma grande fã!!

  • raquel rodrigues
    12 janeiro, 2017

    fiquei muito feliz em saber que vocês não se decepcionaram com Mentira perfeita e Como se fosse magia, pois estou louca pra ler eles!! vi que o livro da Saara foi colocado duas vezes como favoritos o que me deixou bem curiosa pra saber mais sobre o livro, os comentários que vocês fizeram sobre o livro me deixou bem curiosa !! Eu Li A escolha, e confesso que o livro me deixou bem emotiva e pensativa, mas também me deixou meio cansada pois achei umas cenas meio devagares e na verdade sem rumo, mas não posso dizer que me decepcionei pois não esperava muito do livro já que eu o tinha abandonado uma vez, mas que pena que se decepcionou com ele !

  • raquel rodrigues
    12 janeiro, 2017

    Feliz ano novooo ! adorei sua postagem e fiquei super feliz em saber que não se decepcionaram com Mentira Perfeita e Como se fosse magia, pois quero muito ler. Vi que o Livro da Saara Corte de névoa e fúria foi colocado duas vezes como favoritos o que já me deixou bem curiosa pra saber mais sobre o livro já que gostaram tanto !! Eu li A escolha duas vezes, na verdade comecei a ler mais abandonei e depois li dnv, eu gostei bastante do livro até, me deixou bastante emotiva e pensativa sobre nossas escolhas e no que prometemos, não posso dizer que foi uma decepção porque não esperava nada do livro, na verdade estava sem nada pra fazer e peguei pra ler, eu gostei bastante até, que pena que se decepcionou com ele !

  • Marta Izabel
    09 janeiro, 2017

    Oi!!!
    Gostei bastante da postagens!! Muito livros aqui citados já está na minha lista para ser lidos esse ano de 2017!!
    Beijoss

  • Thaynara ribeiro
    06 janeiro, 2017

    Achei incrivel que as decepções tem as capas mais lindas S2
    HP tinha que estar na lista e amei, Bianca Briones e Carina Risse são duas nacionais que morro de curiosidade para ler. A cor púrpura me deixou muito curiosa.

  • Evellyn Mendonça
    06 janeiro, 2017

    Feliz 2017!!!
    Quero muito ler Quarto e Depois Da Última Dança, acho muito interessante historia que são ambientadas na 2º Guerra Mundial!
    Bjs!

  • Theresa Cavalcanti
    06 janeiro, 2017

    Concordo com vários livros aí! E o outros eu nunca li, já adicionei na minha lista.

  • Leticia Golz
    05 janeiro, 2017

    Oi, galera!
    May, também gostei bastante de Como se fosse magia, não como favorito, mas foi uma ótima leitura.
    A cor púrpura desse mês não passa haha, a Aione sempre fala dele.
    Amo Adorável heroína. Adorei ver esse livro na lista da Ká.
    Feliz ano novo meninas.

  • ROZELAINE DA CUNHA SILVEIRA
    05 janeiro, 2017

    Feliz 2017! Adoro os livros da Jojo Moyes e da Maya Banks (históricos). Nunca li nada da Megan Maxwell, mas vou arriscar neste histórico, quem sabe?! Sempre de olho em suas dicas e resenhas…

  • RUDYNALVA
    05 janeiro, 2017

    PAH!
    É para você ver que os leitores tem percepções diferentes ao lerem o mesmo livro, uns gostam, outros não.
    Minhas melhores leituras em 2016 foram: A Promessa da Rosa e A Col^nia.
    Quanto as decepções, não tive nenhuma, sério!
    “Qualquer situação na qual você se encontre é um reflexo exterior do seu estado interior de existência.” (El Morya)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

  • Caroline Garcia
    04 janeiro, 2017

    Fiquei bem chocada com algumas escolhas na parte de decepções haha
    Estou bastante curiosa pra ler Como se Fosse Magia, Corte de Névoa e Fúria, Seeker e Respire!
    Não curti muito Um Amor de Cinema também, sinto que faltou algo nessa história.
    Não conhecia o livro Depois da última dança, fiquei bem interessada.
    Curti bastante as escolhas dos favoritos 🙂
    Beijos,
    Caroline Garcia

  • Anna Mendes
    04 janeiro, 2017

    Oi Paola! Feliz 2017 para você também! Que seja um ano repleto de paz, alegria e muitas leituras incríveis para todos nós!
    No finzinho do ano passado eu li "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada", e apesar de não ser um livro escrito em prosa, eu me encantei e me emocionei com a leitura. Foi muito bom retornar para esse mundo de magia e rever os personagens que eu tanto amo 🙂 Também li no ano passado o livro "Como eu era antes de você" e me emocionei muito. O Will também me mudou e me fez repensar muita coisa na minha vida. E tenho que concordar que, apesar da adaptação para os cinemas ser boa e divertida, ela foi muito superficial, comparada com o livro.
    E para esse ano eu quero ler "Quarto", pois adorei o filme e só vejo comentários positivos sobre o livro e "A livraria dos finais felizes", pois achei a premissa diferente e fiquei curiosa pela leitura 😀
    Bjos!

  • Michele Lopez
    04 janeiro, 2017

    Olá,
    Fico muito triste que tenha se decepcionado com o livro A escolha do Nicholas Sparks. Eu sei que é um pouco do mesmo, mas me emocionei muito com o final proposto!
    E Adorável Heroína foi uma leitura maravilhosa para mim! Saber que um cão fez tudo isso por alguém sendo que talvez nem mesmo um ser humano faria me comoveu muito e tenho certeza que foram momentos muito tenso para ambos os personagens, sendo que o cão foi excepcional ao manter-se equilibrado diante da tragédia.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

  • Nicoli Vieira
    04 janeiro, 2017

    Feliz 2016 à Equipe Livros e Fuxicos.

    Aione, gostei tanto de "A Escolha" e o filme então ♥ Sim, o Sparks já escreveu livros melhores melhores mas esse com certeza não é o pior, como você disse. E a "Espada de vidro" também foi uma decepção pra mim, realmente eu esperava mais depois de "A Rainha Vermelha", mas foi aquele desaponto com o segundo volume, o jeito é pensar que o próximo será melhor.
    Ká, esse pequeno comentário que você fez sobre "Livraria dos Finais Felizes" já fiquei com vontade de ler kk. E "Como eu era antes de você" foi a minha leitura (e filme) preferido de 2016, sorri, chorei e fiquei com raiva mas apresenta bastantes conteúdos úteis a qualquer idade.
    Muito obrigada por vocês aumentarem ainda mais minha lista de desejados ♥ ♥

  • Ana Carolina
    04 janeiro, 2017

    Não li ainda nem o da Bianca e o da Carina mas já estão na lista de leituras pra ontem. Estou super com expectativas com Mentira Perfeita.
    Sem sombra de dúvida Harry Potter e a Criança Amaldiçoada foi a melhor leitura, não por ser o melhor livro mas pela sensação nostálgica que deu. Vi o filme de O quarto e deu muita vontade de ler o livro.
    A menina que tinha dons também está nas próximas leituras.
    Beijos e feliz 2017 pra todos!

  • Bruna Lago
    04 janeiro, 2017

    Eu não conheço muito as escolhas da May, porque é um gênero que eu não me aventuro muito. Tenho vontade de ler Mentira Perfeita.
    Concordo com a Aione em relação a
    Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, eu adorei mesmo sendo uma peça, fez a gente voltar a viver esse mundo maravilhoso. Em relação às decepções, tenho A Escolha e tive que ler umas três vezes pra gostar de verdade. Da primeira vez nem.quis terminar, da segunda fiquei meio perdida e na terceira eu gostei bastante!
    Como não falar de Como eu era antes de você? É um livro lindo e cheio de lições.
    Cada um com sua opinião, isso que torna divertidas as leituras.
    Abraços